Carnaval de SP vai ter sistema de reconhecimento facial para identificar criminosos e desaparecidos

Sem Comentários

29/01/2020

Pela primeira vez, o carnaval de São Paulo terá um computador de reconhecimento facial para tentar ajudar a polícia a identificar rostos de criminosos e de suspeitos de crimes, além de ajudar a localizar pessoas desaparecidas. O pré-carnaval de São Paulo começa, oficialmente, em 15 de fevereiro. A informação sobre a nova tecnologia foi divulgada nesta terça-feira (28) pelo governador na inauguração do Laboratório de Identificação Biométrica – Facial e Digital, na sede do Instituto de Identificação Ricardo Gumbleton Daunt (IIRGD), no Centro da capital paulista. Inicialmente, no entanto, o sistema não prevê a instalação de câmeras de reconhecimento facial em tempo real. A análise dos rostos depende da existência de câmeras comuns de segurança. Se elas gravarem uma ação criminosa ou alguma pessoa desaparecida, a polícia busca essas imagens e as leva para o IIRGD.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: G1

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.