Grupo é preso por aplicar o ‘golpe da falsa recompensa’ no Sul do ES

Sem Comentários

06/08/2019

Nessa segunda-feira (5), dois homens e uma mulher foram presos em flagrante, suspeitos de aplicarem golpes em pessoas idosas e deficientes físicos em saídas de casas lotéricas e agências bancárias no litoral Sul do Espírito Santo. A fraude é conhecida como “golpe da falsa recompensa”. O delegado responsável explicou que os homens ficavam dentro da agência bancária e, ao perceberem que uma pessoa idosa ou deficiente fazia um grande saque no caixa eletrônico, passavam a informação para as mulheres. “Elas iniciavam toda a encenação para enganar essas pessoas. Durante este ato que subtraem dinheiro, joias, cartões e documentos das vítimas”, explicou. Este tipo de crime era registrado desde 2017 em várias cidades do Espírito Santo. Durante investigações realizadas na 10ª Delegacia Regional de Anchieta com apoio do serviço reservado da 10º Companhia Independente da Polícia Militar, a polícia identificou três suspeitos. “Quando estávamos prestes a representar pela prisão deles, descobrimos novas vítimas em Vila Velha. Era um casal de idosos, que teve subtraída a quantia de R$1.450, referente ao valor da aposentadoria do mês. Imediatamente, iniciamos as buscas”, explicou o delegado. R.P.S.B.B., de 23 anos; H.C.S.Z., de 33; e M.A.S., 43, foram presos em flagrante.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: G1

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Preso trio que aplicava o golpe da “saidinha de banco”; Idosos foram vítimas em Alfredo Chaves e Anchieta

Sem Comentários

06/08/2019

Nesta terça-feira (6), foram presas três pessoas responsáveis por aplicar golpes em saídas de agências bancárias e lotéricas pela equipe da 10ª Delegacia Regional da Polícia Civil de Anchieta (ES). O trio era integrante de uma associação criminosa e vitimava pessoas idosas ou com algum tipo de deficiência, aplicando golpes como o da falsa recompensa. Dois são moradores de Vila Velha (ES), enquanto o outro mora em Vitória (ES). O trio foi preso por conta de uma investigação, iniciada após o registro de um Boletim de Ocorrência (B.O.) em Alfredo Chaves (ES), em que o grupo aplicou uma fraude em uma idosa. De acordo com a Polícia Civil, com base nas imagens obtidas e no relato das vítimas, foi possível perceber a ação de dois homens e de duas mulheres.

O trabalho era feito em conjunto. A vítima realizava o saque bancário e, após o sinal de um dos integrantes, os demais iniciavam uma série de encenações para ludibriar a pessoa e facilitar o furto. Os homens ficavam no interior da agência e, ao perceberem que uma pessoa idosa ou deficiente realizava um saque de valor elevado no caixa eletrônico, passavam a informação para as mulheres que iniciam toda a fraude.

Os envolvidos foram autuados por estelionato contra idosos e associação criminosa e um dos suspeitos ainda foi autuado por falsidade ideológica. Isso porque no momento da abordagem, os policiais constataram que ele conseguiu registrar duas identidades no sistema de identificação.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: FolhaOnline.es

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.