Presa dupla que falsificava documentos e aplicava golpes em bancos

Sem Comentários

30/01/2019

Dois homens suspeitos de aplicar golpes em bancos e no comércio foram presos em flagrante por agentes da Delegacia Estadual de Investigações Criminais (Deic). Com eles, os policiais apreenderam 11 carteiras de habilitação falsificadas, cartões bancários, além de um computador, e uma impressora que eram usados para as falsificações. Procurado pela Justiça de Goianira, onde tinha contra si dois mandados de prisão já expedidos, R.L.R., de 37 anos, era o líder do esquema. Ele foi preso junto com E.Y.F.S.C., de 27 anos, no Setor Planalto, no momento em que se preparava para aplicar mais um golpe. “O R. já é um velho conhecido da polícia e tem passagens por estelionato em Santa Catarina, no Distrito Federal, e em Goiás. Era ele mesmo quem falsificava, em sua casa, carteiras de habilitação e comprovantes de rendimento e endereço, depois abria contas em bancos, e estourava os limites dos cheques e cartões. De tempos em tempos ele contratava algumas pessoas para ajuda-lo nos golpes, e o E.Y. foi um deles, que veio de Brasília só para isso”, relatou o delegado adjunto da Deic. Somente em uma instituição bancária, segundo o delegado, o homem deu um prejuízo superior a R$ 10 mil. As investigações, que começaram em junho do ano passado, mostram que recentemente ele também tentou dar o golpe em uma concessionária de veículos, mas desistiu quando os funcionários desconfiaram dos documentos apresentados. A polícia trabalha agora no sentido de identificar novas vítimas e outras pessoas que também estariam atuando junto com a dupla. Os homens foram autuados em flagrante por estelionato, uso de documentos falsos, e associação criminosa.

Polícia Civil prende falsificador de documentos em Campinas

Sem Comentários

18/01/2019

No final da tarde de quinta-feira (17), a Polícia Civil de Campinas prendeu um homem acusado de falsificar documentos. T.F.N. chegou a abrir uma academia com documentos falsificados. O caso foi registrado no 5º DP (Distrito Policial). Segundo a polícia, em diversas oportunidades o homem fez uso de documentação falsa, realizava reconhecimentos de firmas e autenticações documentais, para cometer estelionatos em Campinas e região. Na quinta-feira, ele novamente dirigiu-se ao cartório para autenticar um RG falso, mas desta vez a polícia foi avisada. Através de imagens de segurança eles identificaram o veículo que o criminoso estava e o localizaram em seu estabelecimento comercial, o qual também foi aberto com uso de documentação falsa.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: A Cidade On

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Homem é preso suspeito de pedir empréstimo de R$ 100 mil com documentos falsos, na PB

Sem Comentários

24/10/2018

Nesta terça-feira (23), um homem foi preso em uma agência bancária de João Pessoa, suspeito de solicitar um empréstimo de R$ 100 mil utilizando documentos falsos. Conforme a Delegacia de Defraudações e Falsificações (DDF), o paraibano, de 30 anos, entrou na agência, foi até o setor de abertura de contas, disse que era médico e apresentou um documento de identidade (RG) emitido na cidade de Iporá, em Goiás. O documento estava em nome de outro homem, de 28 anos. Além disso, ele também entregou ao funcionário uma conta com o mesmo nome que constava no documento falso e um recibo de imposto de renda com um rendimento tributário de R$ 50,4 mil. “Ele solicitou um empréstimo de R$ 100 mil ao banco, mas o funcionário desconfiou que pudesse haver alguma coisa errada com os documentos apresentados e entrou em contato com a Delegacia de Defraudações e Falsificações. Enquanto a nossa equipe se deslocava para o local, o homem foi informado que estava sendo realizada análise do crédito. Quando chegamos na agência, encontramos o suspeito sentado e com os documentos falsos”, informou o delegado. O homem foi preso em flagrante. Depois de um levantamento, o delegado descobriu que os documentos que o investigado estava usando pertencem a um médico que mora em São Paulo. Esta não é a primeira vez que o suspeito é flagrado com documentos falsos. Em 2015, ele foi preso no município de Pombal pela prática do mesmo crime.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: G1

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Pela terceira vez, homem é preso no Paraná suspeito de usar documento falso

Sem Comentários

24/08/2018

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) prendeu, pela terceira vez em três anos, o mesmo homem por suspeita de uso de documentos falsos. A prisão mais recente foi na tarde de quarta-feira (23), em Ponta Grossa, na região dos Campos Gerais do Paraná. Segundo a polícia, por volta das 17h30, o suspeito foi ao posto da PRF na BR-373 com um guincho para carregar um caminhão que estava no pátio de veículos retidos. Ao conferir a documentação, os policiais constataram que, além do guincho estar com a aferição do tacógrafo vencida, a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) que o motorista apresentou tinha sinais de adulteração. Foi, então, que a PRF notou que o homem já tinha sido preso outras duas vezes pelo mesmo crime. Ele foi encaminhado para a Polícia Federal (PF). O guincho ficou retido. Segundo a polícia, falsificar um documento todo ou parte dele pode render uma pena de dois a seis anos de prisão, além de multa.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: G1

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Polícia Civil identifica cerca de cem empresas vítimas do golpe da falsa doação

Sem Comentários

13/08/2018

A Polícia Civil de Santa Catarina está averiguando o caso de cerca de cem empresários que estavam na mira de falsários no chamado golpe da falsa doação. Até então, 30 empresas eram vítimas, mas outras 70, após análise de documentos apreendidos, estavam na mira dos criminosos. Três gaúchos que integram a organização criminosa foram presos na última quinta-feira (09) em Balneário Camboriú e Itajaí. O objetivo é ouvir todos os empresários nos próximos dias para confirmar se já haviam sido lesados ou se estavam ainda realizando os primeiros contatos para as falsas doações a entidades filantrópicas. A investigação é do titular da Delegacia de Repressão aos Crimes Informáticos do Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic). Nesta segunda-feira, ele interrogou um dos presos para saber mais detalhes sobre telefones, endereços, e-mails e nomes de empresários, além de solicitações de contatos, localizados durante o cumprimento de mandados judiciais na semana passada. O prazo para concluir o inquérito é até o início da próxima semana, mas a investigação deve continuar depois disso por dois motivos. Um deles é o grande número de vítimas e o outro é o fato de que os falsários lavavam dinheiro por meio de uma produtora de vídeos catarinense. Os criminosos, que são gaúchos, aplicavam golpes no Rio Grande do Sul e depois se escondiam em Santa Catarina. O golpe consistia em usar documentos falsos para pedir cartas de recomendação para prefeituras da Região Metropolitana de Porto Alegre com o objetivo de atrair eventos para as cidades, principalmente para a Capital, Canoas e São Leopoldo. Em vez disso, os investigados usavam essas recomendações como se fossem voluntários e pediam verbas a empresários para fazer doações a entidades que atendem pessoas carentes. Na verdade, o dinheiro era desviado para as próprias contas bancárias dos integrantes da organização criminosa. Os prejuízos que a polícia conseguiu evitar, para cada empresário, são de valores entre R$ 150 mil e R$ 300 mil. Segundo a investigação, duas das 30 empresas que já confirmaram que foram procuradas pelos golpistas afirmaram que foram lesadas.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: Gaúcha ZH

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Homem é preso ao tentar fazer empréstimo no valor de R$ 36 mil

Sem Comentários

09/08/2018

Um homem foi preso em flagrante pela Polícia Federal depois de tentar fazer um empréstimo consignado no valor de R$ 36 mil, em uma agência bancária. O caso ocorreu na quarta-feira (08). Segundo a polícia, ele estava com documentos falsos em nome de uma terceira pessoa. Também foi constatado que havia tentado obter outro empréstimo de forma fraudulenta, no município de Lagarto (SE), e que respondeu processo na Justiça Estadual por estelionato. O suspeito foi encaminhado à audiência de custódia na Justiça Federal, onde foram avaliadas as circunstâncias do flagrante e o histórico. Ao final, a prisão foi convertida em preventiva.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: G1

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Homem tenta aplicar golpe em comércio e acaba preso após denúncia de vítima

Sem Comentários

27/07/2018

Em Curitiba, a polícia prendeu um homem em flagrante ao tentar aplicar um golpe contra comércios do bairro Sítio Cercado. O suspeito, de 49 anos, apresentava documentos roubados e falsificados. Ele foi denunciado pela vítima que teve seu nome usado irregularmente. “Levantamos que em relação a essa vítima ele já teria auferido vantagem ilícita no comércio de R$ 8 mil usando o nome dessa pessoa”, comentou o delegado-titular do 10º DP.  Segundo ele, já foram registrados diversos boletins de ocorrência contra o suspeito, que usou o nome da mesma vítima, que ficou inadimplente. No momento da prisão, ele tentava comprar uma televisão. A polícia foi chamada e evitou o golpe. O sujeito já tem passagens pela polícia. Os policiais encontraram com ele uma carteira de identidade roubada, uma conta de telefone com o mesmo nome do RG e um extrato de pagamento adulterado. Ele foi preso e ficou em silêncio na delegacia. Se condenado, pode cumprir de um a cinco anos de prisão, mais pagamento de multa.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: Massa News

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Anterior