Usando documentos falsos, estelionatário tenta comprar em loja de Coxim

Sem Comentários

03/01/2017

Na manhã desta segunda-feira (03), em Coxim (MS), a Polícia Civil registrou um caso de estelionato. Usando documentos de outra pessoa, o autor tentou comprar uma televisão no valor de R$ 2.800, em uma loja de móveis localizada na região central. Segundo informações do boletim de ocorrência, a vítima recebeu uma ligação de uma empresa de crediário perguntando se aprovava o financiamento de um televisor de 40 polegadas. De imediato ele recusou e afirmou que reside em Aparecida do Taboado, e que não sabia nada a respeito da compra. A vítima entrou em contato com o gerente da loja em Coxim, que confirmou que houve a tentativa de compra em seu nome. O caso foi registrado na Delegacia de Polícia Civil.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: Idest

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Trio detido por estelionato tentava dar golpe para receber benefício do INSS

Sem Comentários

03/01/2017

Em Garanhuns, no Agreste de Pernambuco, a polícia deteu três homens – de 48, 54 e 59 anos – suspeitos de estelionato . O delegado responsável informou que eles tentaram abrir contas-correntes para receber benefício do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). “Com os criminosos foram apreendidos diversos cartões bancários, cerca de R$ 1 mil em espécie e documentos pessoais com indicativo de falsificação”, detalhou o delegado. Segundo a Polícia Civil, dois dos três suspeitos conseguiram abrir as contas antes de serem detidos. Além de documentos como RG e CPF, o trio ainda falsificou comprovantes de residência para tentar aplicar o golpe. Os suspeitos foram levados para a Delegacia de Polícia Civil de Garanhuns e podem ser indiciados por uso de documentos falsos e estelionato. O trio irá passar por uma audiência de custódia no Fórum de Garanhuns. Ainda não se sabe para qual unidade prisional eles serão levados.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: G1

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Homem é preso ao pedir empréstimo de R$ 23 mil com RG falso no RS

Sem Comentários

02/01/2017

Na tarde desta segunda-feira (02), no Centro de Santa Maria, na Região Central do Rio Grande do Sul, um suspeito de estelionato foi preso. De acordo com a Polícia Federal, o homem, de 52 anos, tentou tomar um empréstimo de R$ 23 mil em uma conta bancária que havia aberto no mês passado usando documentos falsos. Servidores do banco desconfiaram quando o sujeito solicitou o empréstimo, porque haviam recebido um aviso de que ele havia tentado aplicar o golpe em outra cidade. O suspeito foi levado à Delegacia de Polícia Federal em Santa Maria para que fosse lavrado flagrante. Com ele, foram apreendidos o documento de identidade falso e o cartão da conta aberta, além de outros documentos e objetos. Mais tarde, ele foi encaminhado à Penitenciária Estadual de Santa Maria. Conforme a PF, o crime de estelionato tem pena de um a cinco anos de prisão.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: G1

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Condutor é preso com CNH falsa comprada por R$ 1 mil em Jaraguari

Sem Comentários

29/12/2016

Após ser flagrado com uma Carteira Nacional de Habilitação (CNH) falsa, um agropecuarista de 65 anos foi preso pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), durante fiscalização no quilômetro 141 da BR-262 em Água Clara, em frente à Unidade Operacional da PRF, às 04h30 da quarta-feira (28). Segundo informações da PRF, o homem conduzia um veículo GM Vectra GLS, com placas de Jaraguari (MS). Após solicitação dos documentos de porte obrigatório, o motorista apresentou CNH com suspeita de inautenticidade. Após consulta no sistema policial, foi constatado que o condutor possui CNH de categoria A com validade até 20 de janeiro de 2014. Sobre o documento falsificado, o motorista declarou que comprou o mesmo por R$ 1 mil em Jaraguari em 2013. A ocorrência foi encaminhada para a Delegacia de Polícia Federal de Três Lagoas. O condutor foi preso em flagrante pela prática do crime de uso de documento falso, cuja pena prevista é de reclusão de 2 a 6 anos.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: G1

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Homens são presos suspeitos de aplicar golpe em banco em Linhares

Sem Comentários

29/12/2016

Foram presos na tarde desta quinta-feira (29), dois suspeitos de aplicar um golpe de R$ 10 mil em uma agência bancária de Linhares, no Norte do Espírito Santo. Segundo o delegado responsável, antes das prisões a Polícia Civil fez buscas na casa dos homens, no bairro Palmital. “Nas residências localizamos diversas notas promissórias, documentos falsos, que indicam que eles se dedicam a essa prática criminosa”, disse. Os dois suspeitos de 32 e 72 anos foram presos em flagrante na saída da agência, no bairro Conceição. Com eles foram encontrados diversos documentos falsos. “Flagramos os dois deixando a agência bancária com a quantia de R$ 10 mil. Com eles, também localizamos diversos documentos falsos. Tudo indica que um promovia a montagem dos documentos, e o senhor se apresentava na agência, para viabilizar a aquisição do dinheiro. Por conta da idade de 72 anos, acreditavam que isso poderia dar um ar de legitimidade ao negócio e disfarçar a desconfiança do banco”, relatou o delegado. A Polícia Civil informou que os dois serão autuados pelos crimes de estelionato, falsificação de documento público e uso de documento falso.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: G1

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Estelionatária é presa novamente em meio a indulto de Natal

Sem Comentários

23/12/2016

Foi presa na última quinta-feira (22), no Espinheiro, Zona Norte do Recife, uma mulher suspeita de estelionato que havia tido saída temporária concedida do sistema carcerário por conta do indulto de Natal. A suspeita possui 24 processos criminais por estelionato, sendo 22 em Pernambuco e dois na Bahia, e encontra-se em regime semi-aberto, com tornozeleira eletrônica. Segundo a Polícia Civil, ela teve a saída temporária decretada na quarta-feira (21) e iria retornar ao presídio no dia 30 de dezembro. Na quinta-feira (22), ela efetuou uma compra no valor de R$ 6.538 em uma loja no Espinheiro, utilizando cheque de terceiro, se identificado com um nome falso e informando ser esposa de um médico renomado do Recife. Logo após a saída da suspeita com as mercadorias, o proprietário constatou que havia sido vítima de um golpe. A mulher foi presa em outra loja, no intuito, provavelmente, segundo a Polícia Civil, de praticar outro estelionato. Sendo autuada mais uma vez e aguarda audiência de custódia. O delegado responsável comentou que ela já tem condenação por 17 dos 24 processos e está no sistema prisional há 12 anos. Contudo, já era beneficiária de saídas temporárias há algum tempo, e por isso pode ter aplicado outros crimes em outros indultos. Diante dessa suspeita, a polícia pede que possíveis outras vítimas busquem denunciá-la. O delegado também destacou que os comerciantes devem ficar atentos para conseguir identificar os estelionatários e evitar prejuízos. “Sequer foi pedido o documento de identificação para comparar com o nome que estava no cheque. Apenas ligaram para o SPC e Serasa e viram que estava sem restrição. Foi só após a compra que o proprietário desconfiou que poderia ser tratar de um golpe, mas ela já tinha saído da loja”, explicou. No desespero o comerciante conseguiu ligar para o consultório do suposto médico e foi informado que ele não era casado com o nome da mulher no cheque. Por sorte, uma viatura passava pelo Espinheiro e ajudou o lojista a localizar a criminosa, que foi detida em flagrante.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: Folha Pe

O BrSafe é a ferramenta ideal para evitar esse tipo de fraude.

Casal é preso tentando sacar R$ 1,7 mil com documento falso em RO

Sem Comentários

19/12/2016

Um casal foi preso pela Polícia Militar (PM), na sexta-feira (16), após tentar sacar um valor em dinheiro usando um documento falso em uma agência bancária de Porto Velho. Segundo a PM, uma mulher de 24 anos apresentou um documento de Registro Geral (RG) de outra mulher para tentar sacar o abono salarial, no valor de R$ 1,7 mil. O bancário que realizou o atendimento desconfiou do documento apresentado pela mulher. Ao verificar os números do CPF, notou que havia conta no banco e, ao examinar os documentos digitalizados do banco, constatou que havia a fotografia de outra mulher. O casal então foi levado para uma sala onde já havia um delegado de polícia esperando. Ao questionar sobre a veracidade dos fatos, a mulher confessou que o documento era falso e pretendia sacar o dinheiro. Em troca do serviço ela receberia R$ 450. A mulher disse também que o homem que estava acompanhando foi quem entregou o documento e explicou como seria feito. O homem negou que tenha falsificado o documento e disse que estava apenas acompanhando a mulher. O casal recebeu voz de prisão e foi levado para Central de Flagrantes. Os dois vão responder por estelionato. Já na delegacia, o documento apresentado pelo suspeito também era falsificado.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: G1

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Anterior Próximo