Foragida de 21 anos é presa com documento falso

Sem Comentários

21/05/2017

Uma mulher de 21 anos foi presa em casa no Jardim Brasilândia (SP). Após checar os dados pessoais dela, os policiais confirmaram que ela era procurada pela Justiça. Condenada por roubo, havia fugido da cadeia e portava documentos falsos. Grávida do quarto filho, a mulher morava em Brasília e foi presa acusada de roubo. Foi condenada a seis anos e dois meses de reclusão, mas fugiu da cadeia e vivia escondida em Franca. Usando identidade falsa, casou-se em Brasilândia. Uma denúncia anônima levou a polícia até a mulher. Ela foi levada para a cadeia do Jardim Guanabara e, além de cumprir a condenação por roubo, pela qual já foi julgada, também responderá por uso de documento falso.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: GCN

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Polícia apresenta suspeitos de estelionato em Araxá

Sem Comentários

19/05/2017

Na manhã desta sexta-feira (19), cinco presos suspeitos de estelionatos detidos nos últimos dias foram apresentados em Araxá (MG), no Alto Paranaíba. Segundo informações dos delegados responsáveis, três pessoas foram presas em fevereiro envolvidas com este tipo de crime aplicados em várias redes de hotéis localizadas em diversas cidades do país. Na noite desta quinta-feira (18), por volta de 21h, mais duas pessoas foram presas em flagrante, quando iam cometer outro crime de estelionato, relacionado com documentos falsos e empréstimos bancários em nome de outras pessoas. “Essas duas pessoas falsificavam documentos na região, iam em financeiras e realizavam empréstimos. Estimamos um prejuízo inicial de R$ 60 mil”, disse o delegado responsável pelo caso. Sobre os golpes aplicados em redes de hotéis, o delegado explicou que os criminosos se hospedavam com identidades falsas, iam embora sem pagar e deixavam danos patrimoniais nos estabelecimentos. Os cinco suspeitos foram levados para o presídio da cidade.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: G1

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Acusados de aplicar golpes para locar equipamentos são presos

Sem Comentários

18/05/2017

Foram presos em flagrante na tarde desta quinta-feira (18), em Birigui, dois homens acusados de aplicar golpes em lojas de locação de equipamentos, quando tentavam fazer mais uma vítima. Segundo a polícia, um deles estava com documento falso. Conforme o delegado responsável pelo flagrante, a dupla, que seria de Uberaba (MG), tinha como hábito visitar empresas especializadas. Como o primeiro contrato normalmente é pago à vista, eles alugavam um equipamento de baixo valor, devolviam depois de alguns dias e locavam novos equipamentos, agora de valor maior. Como já era a segunda negociação, não pagavam na hora e sumiam com a mercadoria. A dupla foi presa em uma loja de Birigui, que pertence à rede que possui outra unidade em Barretos, que caiu no golpe. Como tinha conhecimento de que os estelionatários usavam uma picape Fiat Strada com placas de Ribeirão Preto, um funcionário tirou uma foto do veículo assim que a dupla chegou ao estabelecimento e encaminhou no grupo de WhatsApp da rede.

Investigação

A Polícia Civil de Barretos foi informada e entrou em contato com a delegacia de Birigui, que enviou equipe para apurar a denúncia. A dupla foi surpreendida preenchendo o contrato de locação de equipamentos. O homem que fornecia os dados se apresentou como José, mas ao consultar a carteira de identidade dele, os policiais constataram que ela era falsa. O acusado revelou o verdadeiro nome e em nova pesquisa, foram encontrados boletins de ocorrência de golpes semelhantes aplicados em lojas de Barretos (11/04), Lins (6/05), São José do Rio Preto (8/05), Penápolis (10/05) e Bebedouro (11/05). A polícia informou que outra loja em Barretos também teria sido vítima da dupla, mas os proprietários ainda não tinham registrado o boletim de ocorrência. Os dois foram presos em flagrante e levados para a delegacia, onde o delegado optou por não conceder o direito à fiança. A polícia apreendeu vários cheques e contratos de locação de equipamentos preenchidos, cartões de crédito, dinheiro e dois aparelhos de celular para perícia. A picape utilizada pela dupla também foi apreendida. Os dois serão indiciados por tentativa de estelionato e o que preenchia o contrato também responderá por uso de documento falso.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: Folha da Região

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Preso em MT homem acusado de tentar tirar procuração com documento falso

Sem Comentários

17/05/2017

Flagrado ao tentar expedir uma procuração com uso de documento falso, o suspeito de 45 anos foi autuado pela Polícia Civil em Santo Antônio de Leverger. A prisão ocorreu dentro do Cartório de Registro de Imóveis do município, na terça-feira (16). Segundo os investigadores, uma denúncia chegou aos policiais que monitoraram e identificaram o suspeito no ato da tentativa de retirar a certidão, utilizando uma CNH e um RG, ambos com nome falso. O documento seria usado para prática de crimes de estelionato. O suspeito, que já foi preso em 2016, pela Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO), pelo crime de estelionato e organização criminosa, foi autuado em flagrante por uso de documento falso.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: Só Notícias

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Servidores são investigados por excesso de faltas e uso de documento falso

Sem Comentários

15/05/2017

Dois servidores da Prefeitura de Cuiabá são investigados em Processos Administrativos Disciplinares (PADs) por excesso de falta e uso de documentação falta para assumir o cargo. Os processos foram instaurados após portarias publicadas no Diário Oficial que circulou na última sexta-feira (12). Por meio de assessoria, a prefeitura afirmou que os servidores devem ser ouvidos para apresentarem defesa sobre o caso. Segundo as portarias, um dos servidores é lotado na Secretaria Municipal de Assistência Social e Desenvolvimento Humano. Ele teria excedido o total de faltas permitido. No Portal da Transparência, o último salário pago ao servidor foi em dezembro de 2016. No mesmo ano, porém, nenhum outro pagamento foi destinado a ele. O servidor foi efetivado em 2014. Desde então, ele recebeu oito salários. A outra servidora, investigada por suspeita de apresentar documento falso para assumir o cargo, é lotada na Secretaria Municipal de Educação e foi efetivada em maio de 2016. Ao todo, ela recebeu 14 pagamentos. Caso sejam condenados, os servidores podem perder o cargo e, se constatados danos ao erário, podem ser multados.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: G1

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Operação da PF combate fraude de quase R$ 500 mil ao INSS, no ES

Sem Comentários

16/05/2017

Foi deflagrada na manhã desta terça-feira (16), uma operação da Polícia Federal para combater fraudes previdenciárias no Espírito Santo. Até o momento, as investigações estimam o prejuízo de quase R$ 500 mil aos cofres do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). Conforme a Polícia Federal, foram cumpridos três mandados de busca e apreensão nas residências do investigado. A operação “La Pensão è mobile” contou com a atuação de 17 policiais federais.

Investigação

A Polícia Federal identificou uma organização criminosa que atuava para conseguir benefícios fraudulentos do INSS. Para isso, os criminosos usavam documentos falsos, criando beneficiários fictícios. O dinheiro era recebido pelos membros do grupo criminoso, que se passavam por procuradores do titular da conta. Além dos saques, o criminoso também realizava empréstimos consignados em financeiras. Até o momento, o prejuízo estimado é de quase R$ 500 mil aos cofres públicos.

Crimes

Os investigados podem responder pelo crime de estelionato qualificado (artigo 171) e associação criminosa (artigo 288). A pena para esses tipos de crimes, previstos no Código penal, poderá ultrapassar oito anos de prisão.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: G1

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Suspeito de estelionato é preso no Sertão da Paraíba

Sem Comentários

12/05/2017

Um homem, de 56 anos, morador de Juazeiro do Norte (CE), foi preso em flagrante na quinta-feira (11) pela Polícia Civil, através da Delegacia Distrital e Grupo Tático Especial (GTE) que pertencem a 17ª Delegacia Seccional de Itaporanga no Sertão Paraibano. Ele é suspeito de praticar o crime de estelionato. A polícia chegou até ele através de uma denúncia feita por funcionários de uma loja. Eles informaram que, na quarta-feira (10), o suspeito teria aplicado um golpe numa filial do estabelecimento que fica no município de Uiraúna na Paraíba, comprando em crediário uma TV de 32 polegadas e para isso o suspeito usou documentos falsos. Os funcionários também acrescentaram que, no mesmo dia, o homem tentou aplicar um golpe semelhante em outra loja do grupo, desta vez no município de Triunfo, mas ele não conseguiu concluir a transação porque o crediário não foi aprovado. Agora a intenção do suspeito seria comprar outros produtos usando mais uma vez documentos falsos, só que não conseguiu porque foi identificado pelos funcionários. Quando os policiais chegaram à loja encontraram-no aguardando a aprovação da compra. Com ele, foram apreendidos vários documentos falsos, entre eles Carteira Nacional de Habilitação (CNH), carteiras de identidade (RG), CPF, comprovantes de residência, comprovantes de renda e dinheiro. O suspeito foi levado à Delegacia Distrital de Itaporanga.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: Paraíba Online

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Anterior Próximo