Homem é preso por falsidade ideológica em Jequié, na Bahia

Sem Comentários

30/06/2016

Um homem que utilizava uma carteira de identidade falsa foi detido na tarde desta quarta-feira (29) por Policiais Rodoviários Federais. O flagrante ocorreu por volta das 16h30, no km 677 da BR-116, trecho de Jequié, município localizado no centro-sul baiano. Durante abordagem, os policiais solicitaram ao condutor a documentação dos ocupantes do veículo e notaram indícios de falsificação na carteira de identidade apresentada pelo passageiro do automóvel. Através de consulta no banco de dados, os policiais verificaram que o RG era falso e que o homem estaria se passando por outro para não ser identificado. Ainda foi encontrada a quantia de R$ 3.500 com o passageiro sem comprovação de origem. Após levantamentos de informações, os policiais descobriram que o indivíduo é suspeito de ser um dos chefes do tráfico de entorpecentes na região do município de Rio Real, interior da Bahia, e estava viajando com destino à São Paulo.

Homem é preso tentando sacar R$ 5 mil da conta de outra pessoa, no Pará

Sem Comentários

30/06/2016

Foi preso em flagrante em Belém um homem que tentava sacar R$ 5 mil em uma agência bancária que fica localizada em um shopping na avenida Centenário. O suspeito utilizou documentos falsos para se passar por um correntista. Além do dinheiro, ele pediu um cartão de crédito no nome da vítima. O verdadeiro dono da conta ficou surpreso quando soube que outra pessoa estava tentando sacar dinheiro em seu nome. “Eu estive no banco e tive a surpresa de saber que tinha uma pessoa com identidade original, idêntica a minha, apenas com foto trocada. Ele estava tentando fazer um saque na importância de R$ 5 mil e solicitou um cartão de crédito e um de débito no meu nome. Ele estava tentando utilizar na hora que eu fui acionado e o banco conseguiu evitar, o sistema de segurança funcionou e evitou essa fraude”, conta a vítima, que preferiu não ser identificada. A Polícia Militar foi chamada e encaminhou o homem para a Seccional da Marambaia. O caso será investigado e a Polícia Civil quer saber como o homem conseguiu informações importantes da vítima. O preso será indiciado pelos crimes de uso de documento falso e tentativa de estelionato.

Mulher é presa ao tentar sacar R$ 10 mil com documentos falsos em Curitiba

Sem Comentários

30/06/2016

Policiais Civis da Delegacia de Estelionato (DE) de Curitiba prenderam uma mulher, de 34 anos, suspeita de integrar uma quadrilha de estelionatários. Ela foi detida em flagrante quando tentava sacar o valor de R$ 10 mil com a posse de documentos falsos. Sua prisão aconteceu na tarde de quarta-feira (29), dentro de uma agência bancária. A polícia foi notificada pelos funcionários do banco de que uma mulher em atitude suspeita, estaria tentando sacar um valor em dinheiro do local e que ela teria se recusado a fazer a identificação biométrica para realização do procedimento. “Após a delegacia ter sido informada, uma equipe policial foi encaminhada até o local para verificar a ocorrência e realizou o flagrante”, relata o delegado-titular da DE. Durante a abordagem os policiais localizaram quatro Carteiras Nacionais de Habilitação (CNH) falsas em nome de terceiros.“Todos os documentos tinham a foto da suspeita com o nome de outras pessoas que possuem contas no banco, inclusive, a maioria dessas pessoas que estavam sendo lesadas, são funcionários públicos do Ministério do Planejamento”, explica o delegado. Os suspeitos ficariam hospedados em um hotel até sexta-feira (1º). Todas essas pessoas são integrantes de uma quadrilha de São Paulo (SP), que possivelmente vem agindo em Curitiba. “Esse bando é especializado em diversos crimes envolvendo documentos fraudulentos, falsidade ideológica e estelionato”, ressaltou o delegado. As investigações seguem para a identificação e prisão dos demais envolvidos. A mulher responderá pelos crime de estelionato, falsidade ideológica, associação criminosa e uso de documento falso. Ela permanece detida à disposição da Justiça.

Suspeitos de estelionato são presos quando saíam de banco em Janaúba

Sem Comentários

30/06/2016

Nesta quarta-feira (29), foram presos suspeitos de estelionato em Janaúba (MG), dois homens, de 42 e 52 anos. Eles foram abordados pela Polícia Militar quando saíam de um banco. Um envelope com documentos que seriam falsificados foi apreendido. A PM conseguiu descobrir que os dois foram abordados em um banco e já teriam feito uma simulação de empréstimo no valor de R$ 65 mil em outra agência. Dentro do envelope foram encontrados documentos pessoais em nome de terceiros, contratos de locação e contracheques. Uma folha com carimbos de vários cartórios também foi apreendida. Ao serem questionados, os dois presos confirmaram que aplicariam golpes na região e disseram também que um homem de 64 anos teria providenciado todos os documentos falsos. O dinheiro arrecadado seria dividido entre os três. A dupla foi autuada por tentativa de estelionato e permanece presa.

Homem é preso suspeito de vender CNHs falsas na região Norte de SC

Sem Comentários

24/06/2016

Acusado de receptação de documentos falsos, um homem foi preso em São Bento do Sul, no Norte de Santa Catarina, na quinta-feira (23). Ele encomendava carteiras de habilitação (CNH) falsas para as revender na região. O sujeito já vinha sendo investigado pela Polícia Civil de Rio Negrinho. Os policiais estavam desde quarta-feira (22) tentando localizar e apreender as carteiras falsas e prender o suspeito, quando foram informados de que os papéis chegariam a Rio Negrinho por meio de uma transportadora. Como o destinatário das CNHs não apareceu para retirá-las, os agentes foram até São Bento do Sul para onde a correspondência era destinada. O suspeito foi abordado quando retirou os documentos e, ao verificarem no sistema de departamento de trânsito, os policiais constataram que o nome presente no documento não era habilitado a conduzir veículo. A CNH falsa foi, então, encaminhada para perícia. O suspeito foi levado para a delegacia de São Bento do Sul. Conforme a polícia, o comprador da CNH também será indiciado.

Homem preso pela PF com documento falso era procurado pela justiça

Sem Comentários

23/06/2016

Um homem foi preso pelo uso de documentação falsa, na quarta-feira (22), por Policiais Federais com o apoio de Policiais Militares do Grupo Especial de Fronteira (Gefron). O caso ocorreu na BR-070, nas proximidades de Cáceres (MT). Os agentes retornavam de uma diligência quando avistaram um veículo realizando manobras de ultrapassagem em locais proibidos na rodovia. Suspeitando que o condutor pudesse estar sob efeito de álcool, os policiais resolveram realizar a abordagem. No carro estavam dois ocupantes. Na identificação, um deles apresentou documento com foto divergente da constante nos sistemas. Neste instante, o indivíduo confessou que as carteiras de identidade e habilitação eram falsas. O homem foi conduzido à delegacia da Polícia Federal do município e observado que contra o mesmo havia um mandado de prisão expedido pelo crime de evasão de divisas. Diante dos fatos, o suspeito foi preso em flagrante. Após ser ouvido pelo delegado em plantão, o preso foi indiciado pelo crime de uso de documento falso, sendo encaminhado em seguida para a cadeia de Cáceres, onde ficará à disposição da Justiça.

Esquema fraudou empréstimos consignados de até R$ 600 mil no CE

Sem Comentários

23/06/2016

Uma quadrilha que fraudava benefícios previdenciários e empréstimos consignados para obter vantagens financeiras foi identificada em Fortaleza, através de investigações da Força-tarefa Previdenciária, composta pela Polícia Federal, Ministério da Previdência Social e Ministério Público Federal. Somente em um dos casos, a polícia detectou que uma pessoa adquiriu R$ 600 mil com a suspensão indevida de empréstimos, prática conhecida como “ciranda dos consignados”. A operação, denominada “Ciranda”, foi deflagrada nesta quinta-feira (23), com a participação 16 policiais federais e servidores da Previdência Social. Mandados de busca e apreensão foram cumpridos em duas agências do INSS, nos bairros Damas e Centro, de onde foram identificadas as fraudes. Nos locais foram apreendidos documentos e materiais de informática, que deverão ser periciados. Conforme a chefe da Força-tarefa Previdenciária, a quadrilha atuava em duas diferentes frentes. O grupo fraudava a liberação de aposentadorias para pessoas que ainda não tinha direito ao benefício, e suspendia, indevidamente, o desconto nas parcelas de empréstimos consignados, para que os pedidos fossem refeitos.

Prejuízos

O grupo vinha sendo investigado desde 2012. Neste tempo, o prejuízo sofrido pelos cofres públicos foi de aproximadamente R$ 5 milhões. A investigadora acrescentou que, caso continuasse ativo, o esquema poderia ter gerado um prejuízo maior que R$ 15 milhões. A Polícia Federal afirmou que as investigações deverão ser continuadas para tentar identificar outros envolvidos nas fraudes. Os três homens apontados como mentores do esquema foram liberados após prestarem depoimento. Os envolvidos responderão, na medida de suas participações, pelos crimes de estelionato previdenciário, formação de quadrilha, falsificação de documento público, uso de documento falso e inserção de dados falsos em sistema de informações, com penas que variam de um a 12 anos de reclusão.

Anterior Próximo