Estelionatário é preso com 26 documentos falsos em Florianópolis

Sem Comentários

22/10/2015

Um estelionatário de 42 anos, foi preso na tarde desta quarta-feira (21), em Florianópolis, com 26 documentos falsos que favoreciam presos da região. Segundo a Polícia Civil, o suspeito aplicava golpes na região central e estava sendo investigado há quase um mês. As carteiras de identidade apreendidas continham nomes diversos com fotos de criminosos já presos. O estelionatário também portava comprovantes de renda e cartões de lojas em nomes de terceiros. Todos os documentos foram apreendidos pela polícia, que continuará investigando o caso. O estelionatário é de Belo Horizonte e já possuía outras passagens criminais em Minas Gerais. Ele foi autuado por falsidade ideológica, estelionato, uso de documento falso e adulteração de documento público e particular.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: ND Online

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

PRF flagra 4 condutores portando documentação com indícios de falsificação

Sem Comentários

21/10/2015

Na última sexta-feira (16) e no sábado (17), as equipes de plantão da Polícia Rodoviária Federal (PRF) registrou quatro ocorrências de suspeitas de uso de documento falso, três delas por indícios de falsificação de habilitação e uma por adulteração do documento do veículo. Os fatos ocorreram na BR 364, nos municípios de Porto Velho, Vilhena, Jaru e Ji-Paraná (RO). O primeiro flagrante ocorreu na manhã da última sexta-feira (16). Ao abordar o veículo VW SAVEIRO, no município de Vilhena/RO, durante a fiscalização de rotina, o condutor com 50 anos de idade, apresentou a habilitação com registro inexistente na base de dados. Ao ser indagado a respeito, o mesmo declarou que teria comprado o documento em Humaitá (AM), pela quantia de 1.500 reais. No mesmo dia, o dono de um caminhão trator com 40 anos de idade, compareceu a Unidade Operacional da PRF em Ji-Paraná/RO para retirada de sua carreta, que teria sido apreendida por não estar devidamente licenciada. Solicitada a documentação do veículo, os agentes da PRF constataram que o documento apresentado apresentava sinais de adulteração. Também foi observado divergência entre os sinais de identificação veicular durante a análise minuciosa realizada no caminhão. Ainda nesta sexta-feira, em Jaru/RO, a equipe de plantão da PRF abordou um veículo VW GOL 1.0 que estava sendo conduzido por um senhor de 62 anos. Solicitada a documentação de porte obrigatória, os policiais observaram haver sinais de adulteração em sua habilitação. Indagado a respeito, o condutor informou que teria pago a quantia de 1800 reais pelo documento. Por fim, no sábado(17), os policiais abordaram o veículo HONDA/NXR 150 BRO, durante a fiscalização realizada no km 698 da Br 364, em Porto Velho/RO. E, após averiguação da habilitação apresentada pelo condutor, os PRFs constataram incoerências e indícios de falsificação no documento. Efetuada a verificação nos bancos de dados, ficou constatado que o documento pertencia a outro cidadão. Diante dos fatos, três envolvidos foram encaminhados para Polícia Federal e um encaminhado para a Polícia Civil local. Em 2015, a PRF já registrou nas rodovias de Rondônia e Acre, 88 ocorrência de documentos apreendidos por apresentarem indícios de falsificação.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: Rondônia ao Vivo

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

PF prende italiano com 2,7 kg de cocaína no Galeão, Rio

Sem Comentários

21/10/2015

Foi preso nesta terça-feira (20), pela Polícia Federal, no Aeroporto Internacional Tom Jobim, um italiano de 51 anos que tentava embarcar para Paris, na França, com uma mala que levava 2,735 quilos de cocaína. A droga foi detectada durante uma inspeção por raio-X, e estava escondida em duas embalagens plásticas, escondidas em um fundo falso da mala que havia sido despachada pelo europeu. Em depoimento, o italiano contou aos policiais que chegou ao Brasil na última quarta-feira (14) e que tinha como destino final a cidade de Madri, na Espanha. Ele foi encaminhado ao sistema prisional e indiciado por tráfico internacional de drogas, cuja pena pode variar entre 5 e 15 anos de prisão.

Foragido de prisão no ES

Um dia antes, no domingo (18), os agentes da Polícia Federal prenderam no mesmo local um homem de 41 anos que estava foragido de uma cadeia do Espírito Santo. Para conseguir embarcar, o criminoso usava uma carteira de habilitação falsa. Contra ele, havia um mandado de prisão em aberto, expedido pela 8ª Vara Criminal de Vila Velha. Além do mandado de prisão, o foragido foi preso em flagrante e indiciado por uso de documento falso.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: G1

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Estelionatário que usava documento falso para fazer empréstimos é preso em MT

Sem Comentários

19/10/2015

Na sexta-feira (16), um estelionatário foi preso pela Polícia Judiciária Civil, no município de Rondonópolis (212 km ao Sul), após aplicar um golpe em uma empresa de financiamento. O acusado, E.F.S., de 56 anos, foi detido em flagrante pela equipe da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (Derf), de Rondonópolis, quando tentava retirar a quantia de R$ 35 mil em carta de créditos. Ele foi autuado pelos crimes de tentativa de estelionato e uso de documento falso. Conforme apurado, alguns dias atrás o golpista procurou uma loja de eletrodomésticos, para solicitar um financiamento no valor de R$ 35 mil, sendo apresentados os documentos pessoais: carteira de identidade, comprovante de residência, e comprovante de renda, em nome de D.S.F. Alguns meses antes, o estelionatário já havia aplicado o golpe no mesmo estabelecimento, efetuado um financiamento no valor de R$ 30 mil, em nome de G.G.A. Na ocasião, o cadastro foi aprovado, e o estelionatário se beneficiou do valor. Um dos funcionários da loja reconheceu o estelionatário e lembrou da situação em que o suspeito se passou como G. A Polícia Civil foi acionada e após monitoramento fizeram abordagem do suspeito, no momento em que ele se apresentava na loja com os documentos falsos para receber a carta de crédito no valor de R$ 35 mil, em nome de D.S.F. O golpista foi conduzido à Derf, onde foi checado que o suspeito tem passagem pela polícia por estelionato na cidade de Primavera do Leste, no ano de 2014. O acusado foi autuado em flagrante pelos crimes de tentativa de estelionato, uso de documento falso, além de responder por estelionato consumado. O estelionatário teria tentado aplicar o mesmo golpe em outra Financiadora no valor de R$ 25 mil, em nome de A.M. “As vítimas eram aposentadas e tinham mais ou menos a mesma idade do acusado”, destacou o chefe de operações da DERF, investigador Ferreira. As três vítimas que tiveram as identidades usadas, G.G.A., D.S.F. e A.M., compareceram na Derf e registraram o boletim de ocorrência de estelionato.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: Folha Max

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Três suspeitos de aplicar golpes em lojas de Montes Claros são presos

Sem Comentários

20/10/2015

Nesta segunda-feira (19), uma suspeita de estelionato, de 28 anos, foi presa enquanto tentava fazer uma compra de R$ 2.698 em um supermercado de Montes Claros (MG). A mulher já havia feito uma compra de cerca de R$ 3 mil, no dia 8 deste mês, na mesma rede de lojas. Conforme as informações da Polícia Militar, ela usava documentos falsos para fazer os cadastros e o prejuízo causado na cidade chega a R$ 10 mil. Dois comparsas dela também foram detidos. Ao ser questionada, a mulher disse que estava comprando as mercadorias, um computador e um celular, com documento falso porque estava precisando de dinheiro e iria revendê-las em Belo Horizonte. Os policiais encontraram documento de um carro com ela e suspeitaram que outras pessoas poderiam estar envolvidas. No veículo, que foi localizado pela PM, estavam uma mulher de 22 anos e um homem de 31. Eles admitiram que davam apoio e que outro comparsa, namorado da suspeita, havia fugido. Os policiais também confirmaram com a gerente de um shopping que a mulher fez uma compra no domingo (18), de R$ 530, utilizando um documento de identidade. Ela afirmou que usou o mesmo RG para aplicar golpes em outras lojas. No hotel em que eles estavam hospedados foram apreendidos quatro celulares, dois óculos, R$ 689, três relógios, peças de roupa, sapatos, além de cartões de crédito. Os envolvidos foram levados para a  delegacia.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: G1

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Após 15 anos, ex-estagiária do Detran em MT é condenada por fraudar CNH

Sem Comentários

19/10/2015

Após mais de 15 anos, a Justiça condenou uma ex-estagiária do Departamento de Trânsito (Detran) de Mato Grosso a pagamento de multa, suspensão de direitos políticos e proibição de contratar com o poder público devido a uma fraude cometida para a emissão de uma carteira nacional de habilitação (CNH), a qual foi adquirida por R$ 700,00, conforme a investigação do caso. Proferida no último dia 13, a decisão da Vara da Ação Civil Pública e da Ação Popular condena não só a ex-estagiária do Detran, mas também o beneficiário da fraude, que confessou o pagamento clandestino. Segundo a acusação, a estagiária atuava no setor de Conferência de Carteira Nacional de Habilitação em fevereiro de 2000 e tinha senha pessoal e exclusiva para acesso ao Sistema de Controle de Habilitação, plataforma usada para a emissão de CNH. No dia 23 daquele mês, conforme a acusação, a estagiária usou sua senha para acessar o sistema e manipulou dados do prontuário de um cidadão já habilitado, inserindo nele dados referentes a uma terceira pessoa – o beneficiário da fraude – a fim de simular a solicitação de emissão de uma segunda via de CNH. O documento foi de fato emitido de maneira fraudulenta em 29 de março daquele ano sem que o beneficiário tivesse se submetido a qualquer exame. No processo, tanto a ex-estagiária quanto o portador da CNH fraudulenta foram interrogados. O portador acabou revelando que pagou R$ 700,00 a uma outra pessoa que trabalhava no Detran a fim de receber uma CNH sem passar por qualquer procedimento. Para a Justiça, ambos infringiram a lei cometendo ato de improbidade administrativa. A ex-estagiária chegou a alegar que seu chefe sabia sua senha de acesso ao sistema, mas não conseguiu provar que sua conta foi manipulada por uma terceira pessoa, tampouco comprovou ter sido coagida a revelar sua senha – pessoal, exclusiva e intransferível – a seu superior. Na decisão, a juíza da Vara de Ação Civil Pública, condenou a ex-estagiária e o beneficiário da fraude a pagamento de multa civil de R$ 2 mil cada. Além disso, ambos terão os direitos políticos suspensos por três anos, prazo durante o qual também estarão impedidos de contratar com o poder público. O advogado que representa o beneficiário da fraude foi localizado pela reportagem, mas alegou que, por se tratar de um processo judicial antigo, ainda precisava ler a decisão para se inteirar do caso. A reportagem não conseguiu contato com o advogado de defesa da ex-estagiária do Detran para comentar a decisão.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: G1

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Homem foragido por estelionato é preso em bar da Lapa, no Rio

Sem Comentários

17/10/2015

Agentes da Secretaria de Segurança prenderam, na tarde de sexta-feira (16), um homem foragido da Justiça por crimes de estelionato e falsificação de documentos. O sujeito era procurado desde 2012 pela polícia e foi preso quando chegava em um bar na Lapa, no Centro do Rio. Ele aplicava golpes se apresentando como instrutor de voo livre. Segundo a Secretaria de Segurança, com ele foram encontrados dois documentos de identificação, cartões de crédito falsificados e cheques de procedência duvidosa. Ele tinha dois mandados de prisão pendentes.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: G1

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Anterior Próximo