Quadrilha é presa com cartões clonados em SP

Sem Comentários

29/12/2015

Nessa segunda-feira, uma quadrilha foi presa tentando fazer compras com cartões e documentos clonados em um hipermercado atacadista, em Santo André, na Grande São Paulo. O gerente do estabelecimento estranhou o nervosismo do grupo e suspeitou do valor da compra – cerca de R$ 23 mil -, além das mercadorias selecionadas. Os clientes, até então suspeitos, haviam separado 40 pacotes de cigarros, 18 caixas de uísque – com 12 garrafas cada – e 40 fardos de energético, contendo 24 latinhas cada um. A Polícia Militar foi acionada e chegou a tempo de prender o grupo ainda no estacionamento. O mais velho dos criminosos, de 75 anos, chegou a correr para o banheiro e, lá, tentou se livrar dos cartões e documentos. Em uma última tentativa de se livrar do flagrante, o bando prometeu entregar R$ 15 mil aos policiais, que recusaram a tentativa de suborno e deram voz de prisão. Na delegacia, os quatro presos no hipermercado foram autuados por estelionato, formação de quadrilha, uso de documento falso e corrupção ativa.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: CenárioMT

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Mulheres são flagradas tentando entrar de forma ilegal em presídios da PB

Sem Comentários

27/12/2015

O final de semana de visitas às penitenciárias da Paraíba foi marcado pela quantidade de registros de tentativas de acesso de forma ilegal às unidades prisionais do estado. Quatro mulheres foram detidas, entre as quais duas portavam objetos ilegais, uma portava droga e outra foi flagrada com documento falso. A primeira ocorrência foi registrada no sábado (26) em um presidio na Paraíba quando uma mulher foi presa acusada do crime de falsidade ideológica. Agentes da unidade prisional detiveram em flagrante quando a suspeita tentou ter acesso ao presídio usando documentos. A fraude foi constatada no momento em que a acusada apresentou a identificação para os agentes. Após ter a verdadeira identidade revelada, constatou-se que a suspeita respondia pelo crime de tráfico de drogas. Ela foi encaminhada a delegacia e em seguida levada a uma penitenciária da Capital.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: PBagora

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Homem é preso com documento falso em Santa Cruz do Rio Pardo

Sem Comentários

27/12/2015

Na madrugada deste domingo (27), um homem foi preso por falsidade ideológica em Santa Cruz do Rio Pardo (SP). O suspeito foi abordado em um ônibus, após uma denúncia anônima.  De acordo com a  polícia, o homem era um presidiário e estava de indulto de Natal. Ele tentou matar sua namorada em São Paulo e tinha embarcado no ônibus com destino a Umuarama (PR). Ao ser solicitado os documentos pessoais do suspeito, ele apresentou o RG do seu irmão, mas após ser questionado, confessou que o documento apresentado pertencia a seu irmão, e que de fato estava de induto de natal e havia tentado contra a vida de sua namorada. Ele foi encaminhado à Central de Polícia Judiciária de Santa Cruz do Rio Pardo e autuado  por uso de documento falso.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: G1

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Mulheres são presas ao tentar entrar no presídio com documentos falsos

Sem Comentários

27/12/2015

Neste domingo (27), sete mulheres foram presas ao tentar entrar na Casa de Prisão Provisória, dentro de um  Complexo Prisional em Aparecida de Goiânia , usando documentos falsos para visitar internos. Elas adulteraram o carimbo e até a assinatura de uma servidora. Uma das mulheres era uma detenta do regime semiaberto e usava tornozeleira eletrônica. Para fazer uma visita a um interno, é necessário ir até uma agência do Vapt Vupt e fazer um cadastro, apresentando documentos que comprovem o parentesco com o preso. A partir de então, é necessário retirar uma senha online com um código de barras a cada semana para conseguir entrar no complexo. Na penitenciária, essa senha é verificada e carimbada por um servidor. “Para não ter que passar por essa verificação, criou um carimbo falso com o nome da pessoa responsável pela fiscalização e também a assinatura dela e, com isso, não passavam por essa leitura do código de barra e foram para outra fila”, disse o diretor do complexo. Entretanto, segundo o diretor, a pessoa que fazia o controle da entrada na unidade prisional era justamente a agente prisional que tinha tido o carimbo e assinatura falsificada. No momento em que ela pegou uma das senhas, ela identificou a falsificação. “Eu peguei a senha e vi o carimbo e a senha e na hora eu percebi que tinha algo errado. Não era só a assinatura, mas o carimbo parecia que tinha sido impresso, uma cópia, e não quando você realmente carimba o documento. A partir daí, eu fiz uma varredura na fila”, disse a agente prisional. As mulheres foram levadas para o 1º Distrito Policial de Aparecida de Goiânia. Agora será feita uma investigação para saber como elas conseguiram fazer a falsificação. “São duas hipóteses: ou falsificaram a identidade de alguém e apresentaram no presídio, ou a pessoa que fez o cadastro usou um documento falso”, explicou o diretor.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: G1

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Mulher é presa no aeroporto de Belém com passaporte falso da filha

Sem Comentários

22/12/2015

Na noite de segunda-feira (21), uma mulher foi presa no Aeroporto Internacional de Belém ao tentar entrar no país apresentando passaporte falso da filha de sete anos. A criança teria sido levada para a cidade de Barcelona, na Espanha, no mês de agosto de 2015, sem o consentimento do pai. A fisioterapeuta, de 27 anos, foi presa no momento em que desembarcava no aeroporto. Ela estava sendo investigada há 4 meses e quando apresentou um passaporte falso da filha foi abordada por policiais da imigração. A suspeita retornou ao Brasil para passar as festas de fim de ano com a família. “A legislação exige uma autorização expressa do pai. E foi por isso que o pai da criança  nos procurou, porque ele não teria emitido essa autorização expressa e sequer sabia do paradeiro da criança. Nós, através do cooperação internacional, buscamos a Interpol. A polícia espanhola, em contato com a gente, passou a buscá-la. Obtivemos a informação de que ela estaria retornando ao Brasil para passar as festas de fim de ano e através disso nós incluímos no nosso sistema migratório um alerta para que em qualquer ponto migratório do território nacional onde ela adentrasse, nós tivéssemos o paradeiro dela e da criança. E como esperado, ela entrou no território nacional e utilizou o passaporte falso novamente da criança. O alerta disparou e ela foi presa em flagrante pelo uso de documento falso”, explica o delegado. “É um crime que vem ocorrendo. É importante que a pessoa entenda que pra retirar uma criança do país, mesmo que você seja até pai ou mãe da criança, você precisa da autorização expressa do outro genitor. As pessoas, pra burlarem isso e por problemas interpessoais do casal, buscam burlar dessa forma e essa pessoa acabou agindo da pior maneira possível, ela produziu um passaporte, que é um documento expedido pela Polícia Federal, ideologicamente falso”, disse ainda o delegado.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: G1

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Homem que tentava sacar R$ 500 mil usando documentos falsos é preso

Sem Comentários

18/12/2015

Nesta sexta-feira (18), um homem de 44 anos  foi preso por agentes da Delegacia de Defraudações (DDEF). De acordo com a Polícia Civil, ele é integrante de uma quadrilha especializada em fraudes bancárias que atua no eixo Rio-São Paulo e foi preso em flagrante por associação criminosa, tentativa de estelionato e uso de documento falso. O preso foi capturado quando tentava sacar R$ 500 mil. O local da prisão não foi revelado. De acordo com o delegado, o criminoso estava com identidade, carteira de habilitação, CPF e cartão de banco falsos. Ao ser abordado, ele se identificou usando um nome falso. Ainda segundo o delegado, além dos documentos o homem  estava com uma autorização judicial expedida por uma vara civil do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro que o autorizava a movimentar a conta normalmente. “A audácia deste estelionatário é tamanha, a ponto de obter em juízo uma autorização judicial, utilizando de documentos falsos para movimentar a conta, que já estava bloqueada administrativamente pelo banco por suspeita de lavagem de dinheiro”, afirmou.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: MancheteOline

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Operação desarticula esquema de fraude em vistoria de veículos na PB

Sem Comentários

18/12/2015

Na manhã desta sexta-feira (18), onze mandados de busca e apreensão na Paraíba e um no Rio Grande do Norte foram cumpridos pela Polícia Civil da Paraíba, na manhã desta sexta-feira, durante a  ‘Operação Espectro’. A ação policial ocorreu após ser instaurado inquérito que apurou um esquema fraudulento de vistorias veiculares destinadas a transferência de propriedade, intermunicipal e interestadual, realizadas por uma empresa com funcionários do Departamento Estadual de Trânsito (Detran) da Paraíba. A dona da empresa investigada foi detida em um condomínio de luxo na cidade de Natal. E o prejuízo ao Estado causado pelo esquema fraudulento é de cerca de R$ 5 milhões. O delegado que coordenou a operação, disse que um ex-superintendente do Detran da Paraíba também vai ser investigado. “Nós já qualificamos e interrogamos funcionários do Detran que trabalhavam na comissão de licitação na época em que a empresa investigada venceu a concorrência”, acrescentou. Ele destacou ainda que “Durante a investigação comprovou-se a prática dos crimes de organização criminosa, falsificação documental, uso de documento falso, fraude à licitação corrupção ativa e passiva, bem como sonegação fiscal atinente ao não recolhimento do imposto sobre serviços – ISS decorrente da realização de vistorias de identificação veicular”, destacou o delegado. A operação foi realizada por mais de 60 policiais civis para cumprimento de mandados. Na Paraíba foram cumpridos os mandados em João Pessoa, Bayeux, Santa Rita, Campina Grande, Monteiro, Guarabira, Patos, São Bento, Sousa e Cajazeiras.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: G1

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Anterior Próximo