PF prende dois por uso de documento falso

Sem Comentários

06/11/2019

A Polícia Federal prendeu em flagrante, no domingo (3/11), dois homens, de 31 e 44 anos que tinha contra si um mandado de prisão preventiva. A polícia descobriu que eles estariam em uma feira em Caruaru/PE, acompanhado de outro envolvido. De posse dessas informações, uma equipe de policiais federais se dirigiu até o local indicado, com o fim de identificar e realizar a prisão, caso houvesse a confirmação de alguma ilicitude. A ação teve seu desfecho quando os policiais, ao procederem a abordagem de três suspeitos, dois deles se identificaram com documentos falsos (RG e CNH), razão pela qual foram presos em flagrante e levados até a Delegacia da Polícia Federal em Caruaru. O terceiro foi ouvido em inquérito policial e liberado em virtude de não ter sido comprovada sua participação ou envolvimento em crimes. Foram apreendidos cerca de R$ 270 mil, U$ 120 dólares, 11 celulares, um tablet, R$ 16.500 e uma máquina fotográfica. Eles responderão pelo crime de uso de documento falso e, caso sejam condenados, poderão pegar penas que variam de 2 a 6 anos de reclusão, além de multa.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: Polícia Federal

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Homem é preso ao comprar Smartphones com documento falso e cartão clonado

Sem Comentários

30/10/2019

A Polícia Civil do Distrito Federal prendeu, em flagrante, um homem que usou documento falso e cartão de crédito clonado para comprar smartphones em uma loja do ParkShopping, no Guará. O valor das fraudes chegou a quase R$ 16 mil. A ação, deflagrada a partir de uma denúncia, foi realizada por policiais da Coordenação de Repressão aos Crimes contra o Consumidor, à Ordem Tributária e a Fraudes (Corf/Difraudes). Os policiais aguardaram a concretização da compra para efetivar o flagrante. Segundo a Polícia Civil, na tarde de quarta-feira (10/8), o acusado foi preso logo após comprar quatro celulares, no valor de R$ 3,8 mil cada, e uma caixa de som, de R$ 700. Durante a abordagem policial, David apresentou uma carteira de identidade falsa em nome de uma pessoa chamada Thiago. Ele foi autuado em flagrante pelo crime de estelionato e uso de documento falso. Os celulares e a caixa de som foram apreendidos e restituídos à loja. Ainda de acordo com o funcionário, o criminoso agiu de forma semelhante em todas as lojas. Passava o cartão com o chip. A máquina acusava um erro. Então, o suspeito solicitava para o vendedor usar a tarja magnética. O aparelho pede um código, o qual é informado pelo suspeito. Só após esse procedimento a transação é aceita.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: Metrópoles

Saiba como evitar esse e outros tipos de fraude acessando a página do BrSafe, um sistema moderno e eficaz no combate a fraude em documentos.

PF deflagra operação na Grande BH para investigar fraude no INSS

Sem Comentários

22/10/2019

A Polícia Federal deflagrou na manhã desta terça-feira (22) uma operação para investigar fraudes na obtenção de benefícios previdenciários que podem chegar a mais de R$ 13,5 milhões. A força-tarefa previdenciária de hoje, formada pela Coordenação-Geral de Inteligência Previdenciária e Trabalhista, batizada de Operação Acinte, que faz alusão à postura de dois investigados em relação à Justiça. Um deles foi indiciado em cerca de 100 inquéritos policiais que tramitaram na PF, com condenação em pelo menos três ações penais relacionadas à prática de estelionato em detrimento do INSS. O segundo possui vários registros policiais, tendo sido preso em flagrante na Zona da Mata mineira, em maio de 2017, nas dependências da Receita Federal, tentando obter registros na base CPF com diversos documentos de identidade falsos em seu poder. A ação penal a que o segundo envolvido responde encontra-se em fase de prolação de sentença, ou seja, há recursos jurídicos a serem esgotados. Segundo a Polícia Federal, apesar dos processos, ambos os investigados permanecem fraudando o INSS e, mensalmente, gastam grande parte de seu tempo comparecendo às agências bancárias, para sacar os valores relacionados aos benefícios fraudados.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: SeteLagoas

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Investigando golpista na cidade, polícia descobre caminhoneiro trabalhando há quase um ano com CNH falsa

Sem Comentários

14/10/2019

Na noite de ontem, policiais militares de Vilhena (RO) viram, no restaurante de um posto de combustíveis da cidade, um homem denunciado várias vezes por estelionato, e decidiram abordá-lo. Durante a revista ao suspeito, o outro homem que o acompanhava demonstrou nervosismo e os policiais decidiram investigá-lo também. Quando o suposto caminhoneiro apresentou sua CNH, o documento foi checado no sistema, quando ficou constatado que ele era falso, pois não estava registrado no banco de dados. Pressionado, o suspeito acabou confessando ter “comprado” a carteira de habilitação e revelando aos policiais que jamais frequentou uma autoescola. Ela também disse que, usando o documento fraudado, trabalha há nove meses como motorista de uma transportadora da cidade.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: Folha do Sul On-line

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

PF desarticula quadrilha de grande fraudador da história do INSS

Sem Comentários

09/10/2019

A Polícia Federal e a Secretaria Especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia deflagraram nesta quarta, 9, a Operação Caduceu, para desarticular um grupo que fraudou pelo menos 140 benefícios do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) causando prejuízo estimado superior a R$ 7 milhões.  Segundo a PF, o grupo era liderado por “um dos maiores fraudadores da história do INSS”, na área de benefícios. Ele já responde a diversos processos penais e dezenas de inquéritos policiais por fraudes à autarquia, destacou a PF. A corporação tem registros da ‘conduta criminosa’ do estelionatário desde a década de 1980. O grupo agia nos Estados da Bahia, Sergipe, Alagoas e Pernambuco. A Polícia Federal indicou que os investigados podem responder pelos crimes de participação em organização criminosa, estelionato previdenciário, uso de documento falso, falsidade ideológica e falsificação de documento público. Somadas, as penas ultrapassam 30 anos de prisão, informou a PF.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: Jornaldebrasilia

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Homem é detido com ‘chupa-cabra’ em agência bancária na Paraíba

Sem Comentários

08/10/2019

Um homem foi detido na tarde deste domingo (6) tentando furtar uma agência bancária em Campina Grande (PB). A polícia prendeu o homem dentro da agência no bairro da Liberdade e com ele encontrou documentos falsos e uma ferramenta conhecida como “chupa-cabra”. Segundo o tenente-coronel comandante do 10º Batalhão da Polícia Militar, o caso foi percebido por clientes e seguranças. Ele contou que quando as guarnições chegaram ao local o suspeito mentiu o nome e apresentou um documento falso. O homem é natural de São Paulo e contra ele havia um mandado de prisão por furto qualificado, expedido pela justiça daquele estado.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: Portal T5

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Homem tenta dar golpe em banco, transfere R$ 38 mil, mas acaba preso

Sem Comentários

08/10/2019

Um homem de 37 anos foi preso em uma agência bancária no centro de Cuiabá (MT) ao tentar fazer duas transferências nessa sexta-feira (4). A prisão em flagrante aconteceu porque o gerente desconfiou da situação, já que o homem tinha movimentado mais de R$ 38 mil. O gerente informou que o suspeito já havia ido na agência ao longo da semana. O homem esteve no local na quinta-feira, com a identidade de outra pessoa, mas que continha sua foto. Na ocasião, ele teria feito um saque de R$ 5 mil no caixa e duas transferências: uma de R$ 23 mil e outra de R$ 15 mil. Na sexta-feira, ele retornou ao banco para três novas transferências. Diante da movimentação volumosa de dinheiro, o gerente desconfiou que o homem pudesse estar com um documento falso e acionou a polícia. Quando a equipe chegou e abordou o homem, encontrou em bolso uma carteira de habilitação e uma anotação de três contas bancárias para as quais ele iria fazer a transferência. Os militares também chegaram a entrar em contato com uma vítima, que afirmou que já tinha percebido o acontecido e que havia registrado boletim de ocorrência. O homem foi preso e levado para a delegacia. Ele deverá responder por estelionato, falsificação de documentos e falsidade ideológica.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: Olivre

O BrSafe é a ferramenta ideal para evitar esse tipo de fraude. Clique e conheça:

Anterior