Dupla é presa suspeita de tentar comprar carros com documentos falsos, em João Pessoa

Sem Comentários

19/05/2018

Na sexta-feira (18), dois homens foram presos  suspeitos de tentarem comprar carros com documentos falsos em João Pessoa, na Paraíba. Segundo a polícia, comprovantes de renda, créditos bancários e outros documentos, que estavam no nome de um dentista de São Paulo, estavam sendo usados por um funcionário público de 51 anos que mora em João Pessoa. A polícia informou que, durante a tentativa de compra dos carros, o suspeito estava junto com outro homem, de 71 anos, que também foi detido, e uma mulher que conseguiu fugir do local. Conforme o relato da financeira à polícia, por pouco a negociação não foi concluída, mas a empresa suspeitou da documentação e fez a denúncia. A titular da Delegacia de Defraudações de João Pessoa, afirma que entrou em contato com o titular do RG que estava sendo utilizado pelo suspeito e ele confirmou que sequer havia visitado a Paraíba. A delegada disse ainda que os dois suspeitos foram presos e conduzidos à delegacia, onde foram autuados pela tentativa de estelionato, falsidade ideológica e pela formação de quadrilha. As informações da polícia são de que a mulher que conseguiu fugir do local já foi identificada e, posteriormente, será localizada e interrogada.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: G1

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Criminoso confessa à polícia que passou por várias blitzes com documentos falsos

Sem Comentários

17/05/2018

Foi preso na noite dessa quinta-feira (17) em Florestal, na Região Central de Minas, um homem de 29 anos que tinha um mandado de prisão em aberto por clonagem de veículos . Segundo a Polícia Rodoviária Federal, ele estava foragido desde o último Natal, quando saiu temporariamente da prisão e não voltou. Durante a abordagem, ele apresentou uma Carteira Nacional de Habilitação falsa. Depois de ter sido desmascarado, ele ainda desafiou os policiais dizendo que passou por várias blitzes sem nunca ter sido identificado. Ele foi encaminhado para o posto da Polícia Rodoviária Federal, em Betim, na Região Metropolitana. Além de retornar à prisão, o homem ainda será autuado por uso de documento falso.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: O Tempo

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Estelionatário que abria contas usando documentação falsa é preso

Sem Comentários

17/05/2018

Nesta quinta-feira (17), um homem foi preso pela polícia depois de ser flagrado tentando abrir contas em agências bancárias da Capital, usando documentação falsa. Com ele também foram apreendidos equipamentos, usados na falsificação dos documentos. De acordo com a delegada da Deco (Delegacia Especializada de Combate ao Crime Organizado), o suspeito já tinha ao menos uma passagem pela polícia por tráfico de drogas. Ele, agora, também vai responder pelos crimes de estelionato, falsidade ideológica, uso de documento falso e falsificação de documentação publico.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: Campo Grande News

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Homem se passa por policial em barreira na BR-060 e acaba preso

Sem Comentários

15/05/2018

Na noite desta segunda-feira (14) na BR 060, na Unidade Operacional da Polícia Rodoviária Federal (PRF), saída para Guapó (GO), um homem de 37 anos de idade foi preso por apresentar documento falso à polícia. Conforme a PRF, agentes deram ordem de parada a uma caminhonete Toyota Hilux que seguia no sentido Guapó/Goiânia, ocupada por quatro homens, e ao checar a documentação do veículo e dos passageiros, um deles apresentou-se como policial civil em Goiás. Ao se identificar para os agentes, o cidadão apresentou-se com atitude e comportamento inadequados para um agente de polícia, situação que levou os policiais suspeitarem da profissão do homem abordado. Após consultar a identidade funcional nos sistemas da Polícia Rodoviária Federal, os agentes constataram que o documento era falso, ele pertencia a uma agente da Polícia Civil de Goiás e tinha ocorrência de furto em 2011. O homem foi detido e encaminhado para o 4º DP em Aparecida de Goiânia e foi enquadrado por uso de documento falso.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: Diário de Goiás

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Foragido tenta enganar policiais com documentos falsos, mas acaba preso

Sem Comentários

11/05/2018

Um homem foragido, de 32 anos, foi preso por policiais do Serviço de Investigação e Captura (Sevic) do 1º DP de Porto Velho na manhã desta sexta-feira (11). A prisão aconteceu em uma residência localizada no Bairro Airton Senna, na Zona Leste de Porto Velho. No momento da prisão ele apresentou vários documentos falsos. Os policiais informaram que receberam denúncia anônima de que na residência havia um foragido da Justiça, e durante as investigações os policiais constataram dois mandados de prisão contra ele pelos crimes de furto qualificado e roubo. No momento da prisão, o criminoso apresentou vários documentos falsos para os policiais com o nome de outra pessoa. Ainda segundo os policiais, o homem apresentou o mesmo documento para policiais militares durante uma abordagem. Após alguns minutos de conversa, ele entrou em contradição e acabou revelando seu verdadeiro nome. A polícia irá indiciar o criminoso pelo crime de uso de documento falso.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: Rondoniagora

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Após fraudes, bancos têm questionado RGs oriundos de SE

Sem Comentários

11/05/2018

O Instituto de Identificação de Sergipe, sob gestão de uma comissão interventora desde a descoberta de um esquema de fraude na emissão de identidades, tem recebido, nos últimos dias, demandas de algumas agências bancárias de outros estados. Após conhecimento da Operação Fênix, alguns bancos, por protocolo interno, têm questionado a autenticidade de RGs oriundos de Sergipe e vêm entrando em contato com o Instituto de Identificação emissor do documento para ‘cruzar os dados’ e atestar a sua veracidade. “Não se trata de pandemia, são apenas algumas agências que tomaram conhecimento da operação e estão entrando em contato conosco. Aqui nós averiguamos e informamos se o documento é procedente ou não”, explicou o papiloscopista da Secretaria de Segurança Pública de Sergipe e membro da comissão interventora. O escrivão de polícia, também membro da comissão interventora, explica ainda que a polícia está atenta para o uso dessas documentações falsas. “Em determinadas situações, coletando as informações com o banco, haverá a prisão em flagrante onde a pessoa tiver apresentado o documento falso. Tanto em Sergipe, quanto fora do estado, a polícia está na cola dessas pessoas”, afirmou.

Modificação na emissão de RGs

Desde que o esquema de fraude foi descoberto dentro do Instituto de Identificação, no dia 17 de abril, quando seis servidores, um oficial da PM da reserva e dois autônomos foram presos, o secretário de Segurança Pública publicou portaria que passava a gestão do ID para uma comissão interventora, pelo prazo de 30 dias – prorrogáveis pelo mesmo prazo, se necessário. A primeira medida da equipe foi estabelecer o prazo de 30 dias para análise e emissão de uma identidade em todos os 42 polos do instituto. “É uma maneira de uniformizar o trabalho, não sobrecarregar uma unidade e ter tempo suficiente para analisar a documentação apresentada para que não haja mais fraudes”, explicou o papiloscopista. Anteriormente, as identidades eram entregues em apenas algumas horas, com critérios pouco rigorosos na apuração dos documentos – o que abriu margem para as fraudes dentro do Instituto. Com as mudanças, além de promover um mecanismo de emissão do documento semelhante aos institutos de outros estados, a comissão interventora pretende acabar com as fraudes e descentralizar o sobrepeso de algumas unidades.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: Info Net

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Homem é detido com documento falso após se passar por policial militar, em Campinas

Sem Comentários

09/05/2018

Em Campinas (SP), um homem foi detido após se passar por policial militar durante a averiguação de uma denúncia de extorsão. No momento em que foi abordado por policiais, ele se disse PM de Minas Gerais, mas apresentou uma carteira falsa de agente penitenciário. A ocorrência ocorreu no bairro Jardim Itatinga. Os agentes localizaram o veículo do suspeito e o abordaram. O homem se apresentou como sargento da Polícia Militar. Ao pesquisar os dados no sistema, os policiais descobriram que o homem nunca foi agente penitenciário ou policial militar. Era tudo falso, inclusive o nome que aparecia no documento. O suspeito é de Juiz de Fora, mas mora em Campinas há três anos. O carro dele foi aprendido por estar com documento atrasado desde 2012. Embaixo do banco do carro foi encontrada uma arma bem parecida com as que os policiais usam. Tudo foi levado para a 2º Delegacia Seccional, onde o falso policial prestou depoimento. Ele não tinha passagem criminal, foi liberado e vai responder por falsidade ideológica.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: G1

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Anterior