Estelionatário é preso tentando sacar R$ 57 mil com identidade falsa em banco de RO

Sem Comentários

26/09/2018

Um estelionatário de 36 anos foi preso em flagrante na última terça-feira (25) enquanto tentava sacar R$ 57 mil na única agência bancária em Guajará-Mirim (RO). Duas carteiras de identidade falsificadas com nomes diferentes foram apreendidas com ele. Segundo o boletim de ocorrência da Polícia Militar (PM), o gerente do banco percebeu a tentativa de golpe quando o suspeito apresentou a identidade falsa e denunciou o crime. O homem recebeu voz de prisão ainda dentro da agência e foi conduzido à Delegacia Regional de Polícia Civil. A vítima da tentativa de estelionato é um homem que mora no Maranhão. A quantia em dinheiro que o criminoso tentou sacar é referente a um benefício de assistência social que a vítima tem direito, mas que ainda não retirou da conta. De acordo com a Polícia Civil, o estelionatário contou que recebeu os documentos falsos e informações com os dados bancários das vítimas de um homem em Porto Velho. Ele acreditava que seria mais fácil aplicar o golpe e sacar o dinheiro em uma agência de uma cidade do interior. Após prestar depoimento o bandido foi encaminhado ao presídio masculino e está à disposição da Justiça. Ele vai responder por estelionato tentado e apresentação de documento falso.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: G1

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Três tentativas de golpe a pacientes de hospital no ES são registradas em dois meses

Sem Comentários

06/08/2018

Em São Mateus, Norte do Espírito Santo, três tentativas de golpe foram registradas nos meses de junho e julho, no hospital Roberto Silvares. Na terceira, que aconteceu na última semana, um homem se passou por médico do hospital e ligou para o setor da farmácia do hospital, para tentar obter informações de pacientes. Um farmacêutico percebeu que havia algo errado. “Ele relatou que estava na UTI e perguntou se o sistema que a gente utiliza no hospital estava funcionando na farmácia, e estava. Ele disse que na UTI não estava funcionando e que precisaria de informações de pacientes para começar a trabalhar. Eu perguntei qual UTI ele estava e ele só disse que estava na UTI. Portanto, ele não sabia quantas UTIs havia e em qual ele estava”, contou. O criminoso também tentou informações de pacientes com uma psicóloga do hospital, mas não conseguiu. A direção acredita que essas informações seriam utilizadas para extorquir parentes de pessoas internadas na unidade. Nas primeiras tentativas, os golpistas ligaram direto para os familiares de pessoas internadas. Elas, então, procuraram o hospital e alegaram que estavam sendo cobradas por exames e transferências dos pacientes.

“Isso jamais pode ocorrer, porque nós temos um parque tecnológico interno de exames complementares para o paciente e todas as necessidades de exame que não temos na instituição nós temos contratos com empresas para realizar. Para a situação de remoção, nós temos uma frota própria de veículos, equipe própria e também uma frota complementar de um serviço terceirizado. Qualquer tipo de cobrança, de abordagem financeira ao paciente e familiar não pode existir, porque é um hospital 100% público”, falou o diretor-geral da unidade. Ele disse ainda que o hospital registrou o caso na polícia e tomou várias medidas para alertar pacientes e familiares.

“Nada é cobrado do paciente ou familiar. É de responsabilidade do estado prover toda a assistência, desde a internação, atendimento de urgência e emergência, exames, materiais, medicamentos, insumos em geral. Nada é solicitado ao paciente”, finalizou.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: G1

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Mulher é conduzida para a delegacia suspeita de estelionato

Sem Comentários

06/08/2018

Uma mulher, de 60 anos, foi conduzida até a delegacia suspeita de aplicar golpes em pessoas que estavam em busca da casa própria. Segundo as vítimas, ela se identificava como alguém que trabalhava internamente dentro do banco, e que por conta disso teria facilidade em destinar moradias para as pessoas de sua preferência. De acordo com a polícia, as vítimas pagavam valores de 2, 4, 5 e 7 mil reais a suposta estelionatária. Ainda conforme a polícia, o número de vítimas pode chegar a 80. Ainda não se sabe qual o valor que a mulher teria arrecadado com os golpes, mas estima-se que chega perto de meio milhão de reais. Ela foi encontrada em sua residência no Beco 24 de Julho, bairro Nova Porto Velho. No local os policiais encontraram cheques de suspeitas vítimas e cartões. Como ainda não há mandado de prisão expedido contra a suspeita, após ser ouvida, ela deve ser liberada. O caso continuará sob investigação.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: Diário da Amazônia

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Dupla é presa ao usar documento falso

Sem Comentários

28/07/2018

Dois homens suspeitos de estelionato foram presos, na sexta-feira (27), pela Polícia Federal, suspeitos de estelionato. A prisão aconteceu em flagrante, no interior de uma agência bancária do bairro Cruz das Armas, em João Pessoa (PB). A dupla tentava sacar valores transferidos indevidamente da conta de suas vítimas e para isso apresentavam documento de identificação falso. Com os criminosos, a Polícia Federal apreendeu células de identidade falsificadas. A suspeita é de que os documentos tenham sido utilizados na prática de outras fraudes em diversas instituições bancárias. Os dois foram indiciados pelos crimes de uso de documento falso e tentativa de estelionato.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: Mais PB

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Dupla tenta pagar boletos de R$ 50 mil com cheque adulterado e é presa

Sem Comentários

09/07/2018

Uma dupla foi presa ao tentar pagar boletos com cheques adulterados em uma agência bancária localizada no bairro Alto da XV, em Curitiba. A quantia a ser paga somava R$ 50 mil. O setor de inteligência da Delegacia de Estelionato chegou até os suspeitos após receber a informação de que duas pessoas, identificadas como M.E.A.J., de 22 anos, e P.J.M.R.J., de 23, estariam utilizando cheques adulterados para pagar boletos bancários de alto valor. Segundo o delegado responsável, os dois negaram o crime e disseram que receberam os cheques de um amigo do Rio de Janeiro via correios, e que não sabiam qual era a origem. Ambos foram autuados em flagrante na última sexta-feira (06) pelos crimes de associação criminosa e tentativa de estelionato. Ambos não possuem antecedentes criminais.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: Massa News

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Mulher é presa em flagrante após tentar enganar empresária em crime de estelionato em Presidente Prudente

Sem Comentários

23/05/2018

Nesta terça-feira (22), uma mulher, de 24 anos, foi presa em flagrante após tentar praticar o crime de estelionato, em uma empresa de segurança, na Vila Marcondes, em Presidente Prudente. Conforme informações contidas no Boletim de Ocorrência, a suspeita havia enganado a vítima e estaria com cheques dela. Policiais militares estavam em patrulhamento, quando foram acionados para atender a ocorrência. A vítima, que é proprietária de uma empresa de segurança, relatou que a suspeita estaria no bairro e informou a descrição e o nome dela aos policiais. Conforme o BO, a proprietária disse que a mulher a teria enganado e estaria com um cheque dela. Durante buscas, os militares localizaram a suspeita, que estava dentro de um carro. Com ela, foi encontrado um contrato com o estabelecimento da vítima, no valor de R$ 2,8 mil, além de alguns comprovantes de depósitos bancários, um celular e um cheque da empresária, no valor de R$ 565. A mulher, natural de Jaguapita (PR), forneceu o endereço da casa da namorada, local onde ficava enquanto estava em Presidente Prudente. Na área também foi encontrado outro cheque da empresa, porém, em valor menor. Questionada sobre os fatos, a suspeita, de 24 anos, disse aos agentes que havia falado para a vítima que tinha contratado o serviço de sua empresa para ela, porém, iria pagar quando recebesse o depósito do Estado, pois a mesma era defensora pública, conforme o relato no BO. Durante o depoimento, ela disse ainda que a verba que receberia seria maior do que o valor do contrato e, por isso, a mesma estaria com o cheque da proprietária. A mulher afirmou que no primeiro contrato, ou seja, o de menor valor, devia o pagamento, porque, segundo ela, estava sem dinheiro e teria feito um depósito no caixa eletrônico sem nenhum valor dentro. Diante dos fatos, foi dada voz de prisão em flagrante à suspeita, por tentativa de estelionato. Ela foi apresentada na Delegacia Participativa da Polícia Civil, em Presidente Prudente, junto com um funcionário da empresa da vítima. Após verificação, foi constatado que existem outros dois Boletins de Ocorrência pelo crime de estelionato registrados contra a mulher. Além disso, ela também responde a outros casos semelhantes, no Estado do Paraná.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: G1

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Homem é preso ao tentar empréstimo com documento falso

Sem Comentários

28/03/2018

Acusado de integrar uma quadrilha especializada em golpes, um homem de 61 anos foi preso nesta quarta-feira (28) pela Polícia Civil, por meio da Delegacia de Investigações Gerais (DIG), quando tentava fazer um empréstimo em um banco, na quadra 27 da av. Nações Unidas, com documentos falsos. Morador do Guarujá, o homem foi flagrado por uma equipe da DIG ao tentar aplicar o golpe. Em um hotel nas imediações em que ele estava hospedado, os policiais localizaram  vários “kits” de documentos contendo outros RGs com sua foto e de outro comparsa até o momento não identificado, além de outros cartões e extratos bancários. “O estelionatário, que possui antecedentes criminais por furto e tráfico de drogas, foi autuado pelos crimes de tentativa de estelionato, falsificação de documentos, uso de documento falso e associação criminosa e encaminhado a cadeia Pública de Avaí”, destaca o delegado titular da DIG.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: JCNET

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Anterior Próximo