Golpistas são presos tentando fazer empréstimo em banco de Guarujá

Sem Comentários

12/11/2018

Policiais da Delegacia de Guarujá prenderam em flagrante três homens que tentaram obter financiamento bancário no valor de R$ 30 mil para adquirir um Toyota Corolla avaliado em R$ 75 mil. O golpe era realizado em um banco da Avenida Puglisi, 315, no Centro. Residente em Rio Claro (SP) e portando documentos falsos em nome de P.L., N.S.C., de 63 anos, abriu inicialmente conta nessa agência para depois obter o financiamento por meio de fraude. Para o sucesso do golpe, ele contava com a colaboração de dois homen , de 35 e 38 anos, moradores em Piracicaba e Rio Claro. No final da tarde da quinta-feira (08), o trio foi preso por investigadores, que agora apuram a participação dos acusados em outras fraudes bancárias. Os policiais detiveram o homem logo após ele sair do banco. Esse acusado fez gestos aos comparsas, que já estavam na rua, informando-os de que algo estava dando errado. Os policiais apuraram que o suspeito, recentemente, também se passou por P.L. para obter financiamento de veículo em outra agência bancária. O trio foi autuado em flagrante por tentativa de estelionato e associação criminosa.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: A Tribuna

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Homem é preso por aplicar golpes em pessoas que usam sites de vendas pela internet no Recife

Sem Comentários

25/10/2018

Nesta quinta-feira (25), no Recife, um homem foi preso em flagrante por aplicar golpes em pessoas que usam sites especializados em vendas pela internet. Segundo a Polícia Civil, a captura ocorreu quando A.M.P., de 38 anos, tentava desbloquear uma conta corrente, aberta com documentos falsos em um banco localizado no Centro da cidade. O estelionatário enganava, ao mesmo tempo, vendedores e compradores. Para isso, ele falsificava documentos e praticava o crime em várias etapas. Primeiro, ele entrava em sites especializados e escolhia um produto oferecido por uma determinada pessoa. Depois, informava que aquela mercadoria pertencia a ele e colocava à venda em seu nome. Ao entrar em contato com um cliente em potencial, o homem orientava que a vítima do golpe depositasse o dinheiro em uma conta bancária, aberta com os documentos falsos produzidos por ele. A prisão do estelionatário foi efetuada por uma equipe da Delegacia do Cordeiro, na Zona Oeste. No ato da captura, ele estava com uma identidade em nome de outro homem. Autuado por tentativa de estelionato, uso de documento falso e falsificação de documento público, ele deve ser levado para a audiência de custódia na sexta-feira (26).

Ler a notícia na íntegra

Fonte: G1

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Mulher é vítima de tentativa de estelionato em Santa Cruz

Sem Comentários

17/10/2018

Em Santa Cruz do Sul, uma mulher de 27 anos foi vítima de tentativa de estelionato. Ela relatou que recebeu uma mensagem via SMS com a orientação para quitar um débito pendente. Se não pagasse, estaria sujeita à penhora de bens e inclusão do nome na Serasa. No texto, aparecia um número, que era o contato para mais informações. Uma mulher atendeu a ligação e disse que o débito se referia a uma multa por conta de um cheque dado fora do prazo, em razão da compra de uma dívida de um banco. Foi solicitado o pagamento de R$ 2.396,00. Em contato com o banco, a gerente afirmou que a instituição não tem esse tipo de processo com cheques devolvidos e orientou para que o boletim de ocorrência fosse registrado.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: GAZ

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Quadrilha aplicava golpe do envelope vazio e explodia caixas para pedir ressarcimento ao banco e é presa em Cuiabá, diz polícia

Sem Comentários

28/09/2018

Em Cuiabá, foi presa na manhã desta sexta-feira (28), na ‘Operação False Flag’, uma quadrilha que aplicava o golpe do envelope vazio e explodia caixas eletrônicos para pedir ressarcimento ao banco. De acordo com a Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO), foram cumpridos três mandados de prisão e oito mandados de busca e apreensão. A operação é resultado de investigações sobre as ações criminosas contra uma agência alvo de ataque na região Central de Cuiabá. Naquela ocasião, caixas eletrônicos, portas, vidraças e o teto foram destruídos. A investigação apontou que o grupo usava explosivos para destruir o terminal de autoatendimento e ocultar depósitos vazios realizados anteriormente. O crime de estelionato pretendia fazer o pedido de ressarcimento ao banco. Conforme a GCCO, o grupo comprava produtos pela internet e negociavam os pagamentos por meio de depósito bancário. Eles pediam as contas dos vendedores e faziam o depósito sempre após o fechamento da agência. A quadrilha colocava envelopes vazios e, na parte da madrugada, outros membros do grupo explodiam os caixas eletrônicos para disfarçar o golpe. Segundo a delegada à frente da investigação, os presos foram indiciados pelos crimes de explosão, tentativa de estelionato, associação criminosa e emprego de artefato explosivo. Os detidos serão apresentados em audiência de custódia no Fórum de Cuiabá.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: G1

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Ex-policial civil é preso ao tentar depositar cheque de R$ 35 milhões em agência do DF

Sem Comentários

26/09/2018

Nesta quarta-feira (26), um ex-policial civil foi preso ao tentar depositar um cheque falso no valor de R$ 35 milhões em uma agência bancária do Setor Central do Gama, no Distrito Federal. Com ele, estavam mais dois homens apontados pela Polícia Civil como “olheiros”. De acordo com a ocorrência policial, eles tinham a função de vigiar e avisar sobre a possível chegada de policiais militares. Um dos detidos estava com R$ 14 mil em dinheiro. Os três homens foram autuados pelos crimes de tentativa de estelionato e associação criminosa. Até a publicação desta reportagem, não havia informações confirmadas sobre o motivo da expulsão do policial civil, apenas que ele saiu da corporação em 1990. O funcionário e o gerente do banco desconfiaram da quantia e, ao perceberem que o cheque era falso, acionaram a Polícia Militar. Na delegacia, nenhum dos suspeitos conseguiu explicar a origem do dinheiro e do cheque.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: G1

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Estelionatário é preso tentando sacar R$ 57 mil com identidade falsa em banco de RO

Sem Comentários

26/09/2018

Um estelionatário de 36 anos foi preso em flagrante na última terça-feira (25) enquanto tentava sacar R$ 57 mil na única agência bancária em Guajará-Mirim (RO). Duas carteiras de identidade falsificadas com nomes diferentes foram apreendidas com ele. Segundo o boletim de ocorrência da Polícia Militar (PM), o gerente do banco percebeu a tentativa de golpe quando o suspeito apresentou a identidade falsa e denunciou o crime. O homem recebeu voz de prisão ainda dentro da agência e foi conduzido à Delegacia Regional de Polícia Civil. A vítima da tentativa de estelionato é um homem que mora no Maranhão. A quantia em dinheiro que o criminoso tentou sacar é referente a um benefício de assistência social que a vítima tem direito, mas que ainda não retirou da conta. De acordo com a Polícia Civil, o estelionatário contou que recebeu os documentos falsos e informações com os dados bancários das vítimas de um homem em Porto Velho. Ele acreditava que seria mais fácil aplicar o golpe e sacar o dinheiro em uma agência de uma cidade do interior. Após prestar depoimento o bandido foi encaminhado ao presídio masculino e está à disposição da Justiça. Ele vai responder por estelionato tentado e apresentação de documento falso.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: G1

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Três tentativas de golpe a pacientes de hospital no ES são registradas em dois meses

Sem Comentários

06/08/2018

Em São Mateus, Norte do Espírito Santo, três tentativas de golpe foram registradas nos meses de junho e julho, no hospital Roberto Silvares. Na terceira, que aconteceu na última semana, um homem se passou por médico do hospital e ligou para o setor da farmácia do hospital, para tentar obter informações de pacientes. Um farmacêutico percebeu que havia algo errado. “Ele relatou que estava na UTI e perguntou se o sistema que a gente utiliza no hospital estava funcionando na farmácia, e estava. Ele disse que na UTI não estava funcionando e que precisaria de informações de pacientes para começar a trabalhar. Eu perguntei qual UTI ele estava e ele só disse que estava na UTI. Portanto, ele não sabia quantas UTIs havia e em qual ele estava”, contou. O criminoso também tentou informações de pacientes com uma psicóloga do hospital, mas não conseguiu. A direção acredita que essas informações seriam utilizadas para extorquir parentes de pessoas internadas na unidade. Nas primeiras tentativas, os golpistas ligaram direto para os familiares de pessoas internadas. Elas, então, procuraram o hospital e alegaram que estavam sendo cobradas por exames e transferências dos pacientes.

“Isso jamais pode ocorrer, porque nós temos um parque tecnológico interno de exames complementares para o paciente e todas as necessidades de exame que não temos na instituição nós temos contratos com empresas para realizar. Para a situação de remoção, nós temos uma frota própria de veículos, equipe própria e também uma frota complementar de um serviço terceirizado. Qualquer tipo de cobrança, de abordagem financeira ao paciente e familiar não pode existir, porque é um hospital 100% público”, falou o diretor-geral da unidade. Ele disse ainda que o hospital registrou o caso na polícia e tomou várias medidas para alertar pacientes e familiares.

“Nada é cobrado do paciente ou familiar. É de responsabilidade do estado prover toda a assistência, desde a internação, atendimento de urgência e emergência, exames, materiais, medicamentos, insumos em geral. Nada é solicitado ao paciente”, finalizou.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: G1

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Anterior