Polícia Civil prende em Goiás mulher que usou documento falso para tentar sacar benefício do INSS

Sem Comentários

11/09/2019

Em investigação a estelionatos ocorridos em Jaraguá, os policiais civis da Delegacia de Polícia da cidade, após troca de informações, passaram a monitorar ontem (10) uma mulher em atitude suspeita. Ela estava dentro de uma agência bancária e, munida de Carteira de Identidade e Carteira de Trabalho falsas, chegou a conseguir a ordem de pagamento de R$ 4 mil emitida pelo banco. Porém, quando foi pegar o dinheiro, foi dada voz de prisão a ela. A mulher tentava, com o documento falso, sacar pagamento referente ao auxílio doença. A suspeita se passava por outra pessoa. Mas após diligências, os policiais civis descobriram seu verdadeiro nome. Na delegacia ela confessou o crime e foi autuada em flagrante pelos delitos de uso de documento falso e tentativa de estelionato. A acusada veio da cidade de Pirenópolis(GO) somente para aplicar o golpe em Jaraguá (GO). Agora, está no presídio à disposição da Justiça.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: FOLHAGO

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Rapaz é preso após passar correndo com caminhonete em frente à PM e mostrar falsa identidade do Exército

Sem Comentários

12/08/2019

Na noite de domingo (11), em Campo Grande, um rapaz de 26 anos foi preso após passar correndo com a caminhonete que dirigia na frente da Polícia Militar (PM) e apresentar documento de identidade falsa. Segundo informações do boletim de ocorrência, a PM fazia rondas pela região da Vila Sobrinho e nas proximidades da avenida Tamandaré com a Júlio de Castilhos se deparou com uma caminhonete em alta velocidade. Os policiais foram atrás, o motorista parou e inicialmente se apresentou como oficial da PM. Ele entrou em contradição diante das perguntas dos militares e depois disse que era tenente do Exército. Conforme o registro policial, minutos depois o rapaz falou que era sargento do Exército e apresentou identidade funcional que aparentemente não parecia ser verdadeira. O jovem então confessou que o documento era falso e que um amigo tinha feito pra ele. Diante da situação, ele foi encaminhado para a Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário e autuado por uso de documento falso. Conforme o delegado Antônio Souza Ribas, o crime de uso de documento falso é inafiançável e o rapaz será encaminhado para audiência de custódia, onde o juiz irá decidir se ele permanecerá preso.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: G1

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Mulher é presa por estelionato ao sacar R$ 6 mil em banco com identidade falsa

Sem Comentários

06/08/2019

Nesta segunda-feira (5), uma cabeleireira de 50 anos foi presa tentando realizar um saque de R$ 6 mil no caixa de uma agência bancária em Recife (PE). A mulher utilizava documentos falsos e foi detida em flagrante por estelionato. O comprovante de saque chegou a ser emitido, mas os funcionários da agência desconfiaram que se tratava de um golpe e acionaram a polícia na mesma hora.

Ela já havia sido presa por estelionato no último mês de junho. “Ela entrou no banco tentando utilizar o RG falso. Os atendentes do caixa desconfiaram da autenticidade do documento e acionaram a polícia”, detalhou a delegada. A suspeita é de que a mulher tenha comprado um Registro Geral (RG) falso e feito diversas tentativas até conseguir apurar os valores.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: Diário de Pernambuco

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Homem é preso com veículo furtado em Anastácio

Sem Comentários

29/07/2019

Neste domingo (28), um homem foi abordado pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) durante a fiscalização de rotina em Anastácio (MS) e logo em seguida, foi preso com um veículo furtado em Belo Horizonte (MG). Os agentes constataram que o condutor estava usando documentação falsa. Os agentes avistaram o Fiat/Palio, parado no acostamento da via. Ao realizar a abordagem, a equipe notou o nervosismo do motorista, que disse aos policiais não possuir CNH (Carteira Nacional de Habilitação) e apresentou um Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo (CRLV) e um documento de identidade com sinais de adulteração.

A CRLV pertencia a um lote extraviado/furtado do Detran de São Paulo (SP). O carro tinha registro de furto em Belo Horizonte (MG) em 18 de julho deste ano. O documento do motorista também era falso. O indivíduo foi encaminhado, juntamente com o veículo, para a Polícia Federal de Campo Grande (PFMS).

Ler a notícia na íntegra

Fonte: Diário Corumbaense

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Policiais civis de Iguatu e da Paraíba prendem estelionatários que desviavam carros de locadora

Sem Comentários

23/07/2019

Nesta segunda-feira (22), foram presos dois suspeitos de estelionato na cidade de Campina Grande (PB). O primeiro a ser preso se encontrava nas proximidades de uma empresa de vistoria de veículos, vinculada ao Detran. O suspeito estava no momento da prisão com uma CNH falsa e declinou os nomes dos comparsas.

O outro homem estava também com uma CNH falsificada. Na casa do primeiro indivíduo, os policiais civis apreenderam uma máquinas falsificadora de cartão e de selo e de impressão de documentos falsos. A locadora de veículos ainda não deu conta de quantos carros desapareceram, mas segundo a delegacia a estimativa é em torno de 20 veículos, que eram locados pelos estelionatários usando documentos falsos.

O delegado responsável ressaltou que os estelionatários depois da locação dos automóveis usando documentos falsos também os utilizavam como comprovante de residência, identidades falsas e apresentavam ao Detran. O delegado ainda acredita que o prejuízo chegue a casa de R$ 800 mil.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: Diário do Nordeste

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Polícia prende quadrilha que fazia documentos falsos para foragidos no Sul de SC

Sem Comentários

18/07/2019

Na última quinta-feira (11), com apoio do Setor de Operações da Diretoria de Inteligência da PC (DIPC), uma operação da Polícia Civil de Sombrio (SC) desmantelou um grupo que confeccionava carteiras de identidades falsas para foragidos do sistema prisional do Rio Grande do Sul.

De acordo com investigações da Polícia, o grupo cobrava R$ 5 mil a cada carteira de identidade. Nas cédulas eram inseridos dados falsos de foragidos do sistema prisional gaúcho. Ainda foi apurado que 15 cédulas de identidade foram produzidas ilegalmente e entregues.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: ND Mais

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.