Quatro são presos pela Polícia Civil por comprar veículos com documento falsificado em Goiás

Sem Comentários

25/09/2019

A Polícia Civil do Estado de Goiás, desencadeou, na última sexta-feira (20), uma operação que possibilitou a recuperação de um veículo automotor e outros objetos adquiridos com uso de documento falso. Além disso, a Polícia Civil impediu que outros dois veículos todos zero quilômetro, adquiridos da mesma forma, fossem entregues aos estelionatários e receptadores. As investigações começaram quando uma mulher do Distrito Federal entrou em contato com os policiais e informou que uma pessoa estaria se passando por ela na cidade de Goiânia e usando seus dados pessoais para comprar uma motocicleta. Os golpistas já tinham comprado um carro, veículo que estava em circulação no seu nome. Com esses dados, as equipes foram a campo e conseguiram prender em flagrante quatro pessoas, sendo dois por crime de estelionato e outros dois por receptação. Um homem e uma mulher foram autuados em flagrante, recolhidos e colocados à disposição da Justiça e responderão por estelionatos consumados e tentados e uso de documento falso. Já outros dois homens foram autuados em flagrante pelo crime de receptação. Após pagamento de fiança foram soltos e responderão em liberdade.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: PCGO

O BrSafe é a ferramenta ideal para evitar esse tipo de fraude. Clique e conheça:

PCDF deflagra Operação Alicantina e prende sete Estelionatários

Sem Comentários

25/09/2019

A Polícia Civil do DF, deflagrou, na manhã dessa terça-feira (24), a Operação Alicantina. A ação teve o objetivo de desmantelar uma organização criminosa especializada em praticar crimes de invasão de dispositivo informático, falsidade ideológica, falsificação de documentos, uso de documento falso, receptação e estelionato. Sete pessoas foram presas em cumprimento a mandados de prisões temporárias. Os alvos principais do grupo são servidores públicos que não têm restrições no CPF e recebem um bom salário. Foram cerca de 50 vítimas que trabalham em vários órgãos. “O bando fabricava documentos em nomes das vítimas (RG, contraqueches, comprovantes de residência), obtinha CNHs materialmente verdadeiras, mas com conteúdo falso (fotografia do fraudador) e com os papéis adulterados”, explica o coordenador. O grupo invadia contas de e-mail e de outros sistemas informáticos, celebrava contrato de locação de imóvel, contratava planos de telefonia móvel, abria conta corrente em bancos e solicitava cartões de crédito, contraía empréstimos pessoais, além de realizar outras transações financeiras. As investigações sobre a atuação do bando foram iniciadas em janeiro de 2019. O prejuízo estimado ultrapassa R$ 1 milhão.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: PCDF

O BrSafe é a ferramenta ideal para evitar esse tipo de fraude. Clique e conheça:

Homem falsificava documentos para fazer compras e ostentava nas redes sociais

Sem Comentários

06/08/2019

O suspeito foi preso nesta segunda-feira (5) por policiais do 19º Distrito Integrado de Polícia (DIP), em cumprimento a mandado de prisão preventiva por estelionato, falsificação de documento público e uso de documento falso. Uma das vítimas é um servidor do Tribunal de Contas do Estado (TCE-AM). De acordo com a polícia, o suspeito utilizou documentos falsos em nome do servidor público para fazer compras em diferentes centros comerciais da capital. O é valor estimado em R$ 30 mil.

As investigações inciaram após a vítima comparecer na delegacia no dia 17 de julho deste ano e comunicar que havia uma pessoa usando o nome dele para fazer compras. Ainda segundo a polícia, o indivíduo realizou abertura de crédito em bancos da capital amazonense utilizando o nome da vítima. Em depoimento à polícia, o homem informou que pagava uma quantia de R$ 1 mil para obter documentos falsos de terceiros, e relatou ainda que comprava os produtos para dar de presente, o que caracteriza crime de receptação. Com ele foram apreendidos uma Carteira Nacional de Habilitação (CNH), contra cheques e comprovantes de residência falsos. R.B.M. foi indiciado por estelionato, falsificação de documento público e uso de documento falso. Ele será encaminhado ao Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM).

Ler a notícia na íntegra

Fonte: D24AM

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

PRF autua condutor suspeito de clonar veículo e portar documento furtado do Detran no Piauí

Sem Comentários

19/07/2019

Nesta sexta-feira (19), agentes da Polícia Rodoviária Federal (PRF) autuaram em Piripiri (PI), um condutor suspeito de apresentar aos policiais um documento falso criado a partir de uma cédula de licenciamento de veículo que furtada da sede do Departamento Estadual de Trânsito (Detran) do Piauí. Segundo a PRF, o documento falso foi usado para tentar “regularizar” um veículo roubado que estava com as placas clonadas.

Na abordagem, o condutor, um homem não identificado de 33 anos, apresentou um Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo (CRLV) com indícios de falsificação. Ao conferir o documento, os policiais constataram que a numeração pertencia ao lote de cédulas furtadas da sede do Detran em Teresina (PI), ocorrido em junho deste ano.

O condutor foi autuado por adulteração de sinal identificador de veículo automotor, receptação e uso de documento falso.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: G1

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Polícia Civil prende suspeitos de fraudar pagamento eletrônico de estacionamento e pedágio

Sem Comentários

16/07/2019

Nesta terça-feira (16), agentes da Delegacia do Aeroporto Internacional do Rio de Janeiro (DAIRJ) prenderam sete pessoas suspeitas de cometer fraude na aquisição de dispositivos para pagamentos de pedágios e estacionamentos. De acordo com as investigações, funcionários das empresas, agindo com motoristas de táxis e de aplicativos, compravam tags (dispositivos para pagamentos de pedágios e estacionamentos) mediante fraude. Usando nome de terceiros, eles cadastravam o pagamento em débito automático em contas inexistentes ou cartões de crédito clonados.

Os motoristas se beneficiam utilizando o estacionamento do aeroporto sem precisar pagar a taxa, o que pode representar lucro diário por veículo de R$ 300. Quem compra o dispositivo fraudado comete crime de receptação. Seis pessoas foram presas por receptação e uma por falsidade ideológica.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: G1

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Trio é abordado na BR-365 em Uberlândia em veículo com placas frias e notebooks furtados de mostruário de loja em Araguari; um mandado de prisão foi cumprido

Sem Comentários

15/07/2019

Na última sexta-feira (12), a Polícia Rodoviária Federal (PRF) abordou um veículo Fiat/Siena com três ocupantes. O motorista, ao ser solicitada a documentação do veículo, apresentou o Certificado de Licenciamento e Registro de Veículo (CRLV).

A PRF logo suspeitou da autenticidade do documento CRLV, pois havia sinais de falsificação. Isso levou uma fiscalização mais detalhada do automóvel e os policiais rodoviários observaram que o chassi encontrava-se lixado em espelhado. O número do motor do veículo estava intacto, porém pertencia a outro veículo que havia sido furtado em 2018.

Dado os fatos, foi dada voz de prisão em flagrante ao motorista por suspeita de uso de documento falso, receptação de veículo e adulteração de sinais identificadores de veículo automotor.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: Pontal em Foco

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Polícia apreende veículo e homem é preso com documento falso

Sem Comentários

09/07/2019

Nesta segunda-feira (8), um homem foi preso em flagrante na cidade de Nova Cruz (RN). Os policiais apreenderam o veículo e encontraram o documento roubado do Detran-RJ com informações falsas. 

O carro, modelo Kia Sorento preto, estava com ele no momento da abordagem policial. O homem relatou que o automóvel foi adquirido pelo valor de R$ 10 mil e que estava tentando negociá-lo. Após os policiais constatarem que, de fato, houve os crimes de receptação e uso de documento falso, levaram-no a uma delegacia da cidade.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: Tribuna do Norte

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Anterior