Mulheres são presas por aplicar golpes em Praia Grande, SP

Sem Comentários

03/04/2019

Nesta quarta-feira (03), duas mulheres foram presas em flagrante em Praia Grande, no litoral de São Paulo, por estelionato, receptação e falsidade ideológica. Elas são apontadas como integrantes uma quadrilha especializada em aplicar golpes em servidores públicos, pensionistas e militares de todo o Brasil. O flagrante ocorreu em uma casa na aviação, depois que a Polícia Civil recebeu uma denúncia a respeito da possível atuação da dupla na cidade. A justiça autorizou ordem de busca e apreensão em um imóvel de alto padrão, onde foi localizado também uma central telefônica utilizada para os crimes. Segundo o delegado responsável pelo caso, as informações recebidas pela polícia indicavam que as mulheres permaneciam na atividade ilícita, mesmo após a deflagração da operação Pecus, em 2015, com o objetivo de desarticular a quadrilha especializada. As suspeitas se confirmaram. As investigações vão determinar quais são as vítimas e quem são as outras pessoas que ainda integravam a quadrilha. Na ocasião da operação, que ocorreu em parceria com a Polícia Federal, 38 pessoas suspeitas de aplicar golpes foram presas nos estados de São Paulo, Minas Gerais e Rio de Janeiro.

Falsificação de CNH: Polícia Civil prende quatro em gráfica de Ceilândia

Sem Comentários

04/04/2019

Policiais civis prenderam em flagrante quatro homens por produzirem documentos falsos em uma gráfica na QNM 4, em Ceilândia. Durante a prisão, os agentes confirmaram que os acusados faziam Carteira Nacional de Habilitação, Certificado de Registro e Licenciamento de Veículos (CRLV) e carteiras de identidade. A ação, que ocorreu na tarde desta quarta-feira (03), foi chefiada pela Coordenação de Repressão aos Crimes Contra o Consumidor, a Propriedade Imaterial e a Fraudes (Corf), mas só foi divulgada na manhã desta quinta (04). A Polícia Civil detalhou que, no interior da gráfica, os policiais apreenderam, além dos documentos falsos, cerca de R$ 2 mil em espécie e selos falsificados de Detrans dos estados de Goiás, São Paulo, Minas Gerais, Mato Grosso, Paraná, Paraíba, Tocantins e do Distrito Federal. Além disso, os criminosos também tinham cártulas de cheque e certidões de cartórios em branco e diversos apetrechos destinados à produção de documentos falsos. O quarteto preso em flagrante irá responder pelos crimes de associação criminosa, falsificação de documento público e receptação. Como um deles, inclusive, apresentou documento falso ao ser detido, ele também será indiciado por isso.

Dupla é presa e confessa estelionato e falsificação de documentos em Barbacena

Sem Comentários

29/03/2019

Duas pessoas do sexo masculino, que não tiveram idade divulgadas, foram detidas na sexta-feira (29) por suspeita de estelionato, falsificação de documentos, receptação, uso de documento falsos e formação de quadrilha em Barbacena. Segundo a Polícia Militar (PM), a rede de bancos acionou os militares e informou que os indivíduos estavam tentando obter empréstimos utilizando documentos falsos. Após a denúncia, a equipe realizou rastreamento e abordou um veículo com dois ocupantes. Durante as diligências, foram encontrados no carro cerca de R$ 13 mil em dinheiro, diversos documentos falsos, cédulas em branco para a impressão, um notebook com programação para falsificação, quatro celulares, uma canteadeira conjugada, uma plastificadora, uma impressora e contratos celebrados com uso de documentos falsos. Os abordados confessaram aos policiais que estavam tentando obter empréstimos e que compraram dois celulares com os documentos falsos. Também durante a abordagem, foi identificado que os autores praticaram estes golpes em diversas localidades, conforme contratos encontrados no veículo. Os suspeitos foram presos e encaminhados para o Departamento de Polícia para demais providências. A dupla foi reconhecida por várias vítimas na delegacia.

Mulher é detida com carro clonado e documento falso após denúncias do proprietário em Uberlândia

Sem Comentários

22/03/2019

Uma mulher de 32 anos foi presa na quinta-feira (21) por receptação. Ela foi encontrada com veículo clonado e portando documento falso em Uberlândia. Segundo a Polícia Militar (PM), eles chegaram até a criminosa através de registros feitos por uma vítima. Os militares informaram que o condutor de um veículo registrou três ocorrências denunciando o recebimento de autuações que ele não havia cometido. Após o fato, a placa do mesmo foi divulgada para as guarnições policias e um veículo foi encontrado na posse da mulher, estacionado na porta do prédio onde ela reside, na Avenida Divino Lucas Martins, no Bairro Saraiva. Durante abordagem a condutora apresentou Certificado de Registro e Licenciamento de Veículos (CRLV) em nome do solicitante e com números falsos, pois não consta no banco de dados. Diante do fato foi feita uma vistoria minuciosa no veículo, que é da mesma marca e modelo. A PM disse que foi constatado que o carro tem as mesmas placas, números de vidros, número de chassi e número de motor do carro clonado. Ao verificar o módulo eletrônico do veículo abordado foi encontrado outro chassi que consta queixa de roubo conforme Sistema Integrado de Defesa Social (ISP). Já o número do lacre da placa também acusou pertencer a outro veículo, também produto de crime. A mulher recebeu voz de prisão e foi encaminha para a delegacia de plantão de Uberlândia para prestar esclarecimentos, juntamente com o documento falso aprendido. Os policias disseram que ela se reservou do direito de permanecer em silêncio. O veículo foi levado para o pátio credenciado.

Homem é detido com documento falso e veículo adulterado

Sem Comentários

21/03/2019

Nesta quarta-feira (20), um homem de 28 anos foi detido por policiais do Batalhão de Trânsito Urbano e Rodoviário (BPMTRAN), em Cuiabá, por uso de documento falso, receptação e adulteração de sinal identificador de veículo. Os policiais foram acionados quando M.M.F.J. apresentou a documentação de um Gol,  no Departamento Estadual de Trânsito (Detran), e o servidor observou indício de adulteração. Os policiais foram acionados e, em consulta, foi confirmado que havia uma queixa de furto com base no documento apresentado, na cidade de Jangada, em 2016. Os policiais ainda realizaram uma vistoria minuciosa e descobriram que o motor é de um outro Gol, também com queixa de roubo. O suspeito e o veículo foram encaminhados à Central de Flagrante.

Polícia prende três baianos com veículo clonado e falsificando documentos em CG

Sem Comentários

01/03/2019

Na quinta-feira passada (28), policiais civis prenderam no bairro Alto Branco, em Campina Grande, três pessoas acusadas dos crimes de receptação, falsificação de documentos, uso de documento falso e associação criminosa. Eles estavam em um veículo clonado, onde foram apreendidos vários documentos de identidade falsos. Segundo a polícia, os suspeitos estariam confeccionando os documentos falsos no hotel onde estavam hospedados. Os três, dois homens de 28 anos e uma mulher de 30, são do Estado da Bahia, onde já tem passagem pela polícia por crimes semelhantes.

Preso grupo que fraudava compra de celulares e revendia a preço baixo

Sem Comentários

27/02/2019

Nesta quarta-feira (27), policiais civis do DF prenderam 13 pessoas que adquiriam, vendiam e adulteravam aparelhos celulares durante uma operação realizada pela Coordenação de Repressão aos Crimes Patrimoniais (Corpatri). Os agentes identificaram duas organizações criminosas: uma que adquiria aparelhos com documentos falsos e dava o golpe na hora de pagar; e outra que adulterava e revendia celulares furtados. Todos serão indiciados por crimes de organização criminosa, receptação e lavagem de dinheiro. A pena pode chegar a até 10 anos de prisão. Os presos são acusados de venderem por preço abaixo do praticado no mercado os aparelhos telefônicos obtidos em grandes lojas varejistas, comprados na forma de crédito, com documentos falsos. Segundo o chefe da Corpatri, a loja levava o prejuízo, uma vez que depois o criminoso vendia o celular para outros lojistas, que compravam com descontos de até 40% abaixo do valor de mercado.

O delegado disse que uma carga de celulares também foi interceptada a caminho do município de Afogados da Ingazeira (PE). A outra organização criminosa comprava aparelhos roubados ou furtados e reprogramava a Identificação Internacional de Equipamento Móvel (IMEI) para que pudessem ser revendidos. Os criminosos vendiam em feiras peças dos aparelhos que não eram adulterados. Além dos 13 homens presos na capital federal, uma pessoa foi detida em Pernambuco e um indivíduo está foragido. As prisões ocorreram no Sol Nascente e em Ceilândia. Ao todo, a polícia cumpriu 14 mandados de busca e apreensão nas duas regiões. Entre os produtos fruto de atividades criminosas apreendidos estão cerca 50 celulares, oito carros, dois aparelhos de televisão, oito garrafas de uísque, além de R$ 12 mil em espécie. As investigações começaram em novembro do ano passado e se intensificaram em janeiro. O delegado garantiu que os policiais continuarão as operações de combate ao roubo e furto de celulares, principalmente no período do carnaval, de 2 a 5 de março.

Anterior