Mulher se passa por policial para aplicar golpes

Sem Comentários

15/01/2018

Nesta segunda feira (15),  por suspeita de golpes uma mulher foi levada a delegacia em Foz de Iguaçu . Ela foi denunciada por um comerciante, que desconfiou do comportamento da “cliente” e acionou a Polícia Militar. De acordo com os comerciantes que reconheceram a suspeita na delegacia, ela frequentava várias lojas da região de Três Lagoas como policial federal e alegava que os alvarás de funcionamento dos estabelecimentos estavam vencidos. Com esse argumento, a suspeita cobrava uma taxa dos comerciantes para regularizar a situação das lojas. Caso eles negassem o pagamento, eram ameaçados a comparecerem na delegacia para responder pelo “crime”. Em quinze dias, a suspeita teria conseguido, por esse método, quatro celulares e mais de R$ 1,7 mil.A suspeita responderá pelo crime de Estelionato.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: Massa News

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Polícia Civil investiga mais de 30 casos de estelionato por venda de passagens aéreas falsas em Boa Vista

Sem Comentários

20/12/2017

A Polícia Civil de Roraima está investigando mais de 30 casos de pessoas que compraram passagens áreas nos últimos meses e foram vítimas de estelionato em Boa Vista. O delegado da Polícia Civil disse nesta terça-feira (19) que as mais de 30 ocorrências do tipo foram registradas em três delegacias da capital. De acordo com ele, boa parte dos casos são de empresas locais que venderam os bilhetes aéreos, mas não repassaram os valores às companhias aéreas e as passagens acabaram canceladas. O delegado afirmou ainda que também ocorreram golpes através da internet, nos quais a compra era feita por aplicativos de mensagem ou ligações. Nessa semana, um jovem caiu em mais um golpe e teve um prejuízo de quase R$ 1 mil, mas segundo o delegado que atua no Departamento de Polícia Judiciária da capital, há casos em que o prejuízo da vítima chegou a R$ 9 mil. A pena para quem comete o crime de estelionato pode chegar a 5 anos de reclusão, além de multa. Ele não soube precisar em que data os supostos crimes ocorreram, já que as investigações são feitas em delegacias diferentes.

População deve denunciar

O delegado disse que a população deve procurar as delegacias e formalizar as denúncias por meio do boletim de ocorrência. Ele também recomendou que as vítimas juntem provas para anexar na investigação. “A população deve sempre desconfiar dos serviços que são baratos demais”, disse o delegado, acrescentando que quem for comprar passagens aéreas, deve procurar empresas consolidadas, ou ainda, pesquisar o histórico das agências que ainda são recentes.

Empresas podem até ser fechadas, diz Procon

A secretária executiva de defesa do consumidor do Procon Boa Vista, disse que as empresas que aplicam golpes nos clientes podem até ser fechadas, caso o número de denúncias seja expressivo. “Pra isso a gente precisa que os consumidores venham ao Procon e também formalizem as denúncias aqui”, complementou. Ela lembrou ainda que o Procon Boa Vista já realizou algumas audiências com clientes que foram lesados e empresas. Em alguns casos, foi possível reaver o valor das passagens. As denúncias podem ser feitas na sede do Procon Boa Vista, que funciona de segunda à sexta-feira das 8h às 18h no Centro de Atendimento ao Cidadão João Firmino Neto, no bairro Caimbé. A secretária também deu dicas que podem ser adotadas no momento da compra:

  • Verificar a confiabilidade da empresa com clientes anteriores
  • Conferir se a agência tem endereço físico
  • Verificar o número do Cadastro Nacional de Pessoas Jurídicas (CNPJ) junto à Receita Federal
  • Evitar preços de passagens menores do que os praticados no mercado
  • Ter cautela em vendas através de redes sociais
  • Após a compra, pedir o comprovante com o localizador da reserva
  • Evitar pagamentos à vista
  • Sempre que possível, optar pelo parcelamento

Ler a notícia na íntegra

Fonte: G1

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Notícias relacionadas:

Jovem cai em golpe após comprar passagens aéreas com desconto em RR

Quadrilha é presa suspeita de falsificar mais de mil documentos de identidade

Sem Comentários

18/12/2017

No flagrante, as cinco pessoas foram presas no loteamento Jardim Progresso, Zona Norte de Natal, em uma casa que pertence a um ladrão de banco, investigado pela Deicor, são eles: M.E.P.Pessoa, de 38 anos, preso na Operação Jet Coca, em 2003, pelo crime de tráfico de drogas, E.M.Silva, 47 anos, que no momento da prisão apresentou aos agentes uma identidade falsa da Polícia Militar, M.F.Medeiros, 57 anos, M.E.A.Teixeira, 38, e R.S.Silva, de 52. Os policiais apreenderam com o grupo, cartões de crédito, cheques em branco, identidades em branco e outras já confeccionadas, notebooks, celulares, e dois veículos, um Ford KA preto e um Volkswagen Voyage vermelho. Os cinco foram autuados por falsificação de documento público, uso de documento falso e associação criminosa, sendo encaminhados ao sistema prisional, onde ficarão à disposição da Justiça.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: Tribuna do Norte

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Golpe do cheque falso lesa brasileiros na Flórida

Sem Comentários

14/12/2017

Golpe do cheque falso é comum em todo os EUA

Um pintor goiano, morador de Deerfield Beach, está amargando um prejuízo de mais de $3 mil dólares em sua conta bancária por ter caído, há menos de um mês, em um golpe muito comum em todos os Estados Unidos. O golpe do cheque falso, no qual o estelionatário (de várias nacionalidades) do outro lado da linha – interessado em algum tipo de serviço prestado pela vítima – envia um cheque muito parecido com um cheque legítimo com um valor bem alto. Assim que o destinatário recebe o cheque, o golpista pede que a pessoa deposite o cheque em um ATM – para que o caixa não levante suspeitas – e pede que a pessoa envie uma certa quantia para uma conta determinada, que seria do estelionatário. Para brasileiros recém-chegados é bem complicado entender a lógica do sistema bancário americano. Nos EUA, quando você deposita um cheque em sua conta com uma quantia alta, o banco normalmente ‘adianta’ uma certa quantia para, então, compensar o valor e efetivar a transação no dia útil seguinte. Se o cheque depositado for falso ou não tiver fundos, o banco pega o dinheiro que ele havia adiantado de volta, devolve o cheque e ainda aplica uma multa de $35 como punição. No caso do pintor goiano, ele tem uma pequena companhia de pintura e conhece o sistema americano, já que vive nos EUA há 18 anos, mas foi convencido pelo ‘cliente’.  “Eu recebi um telefonema de uma pessoa falando muito mal inglês, não era brasileiro nem americano. A partir daí começamos a conversar por mensagem no celular. Ele me pediu o orçamento para pintar uma casa que existia, eu fui até o local, vi que tinha uma placa de venda e a casa estava lá. Ele acertou todo o serviço comigo por mensagem e me convenceu a aceitar um pagamento adiantado. Eu depositei o cheque numa sexta-feira no ATM, o cheque estava ‘limpo’ no dia seguinte e acabei depositando para ele os $3 mil que ele falou que seria para pagar um encanador”, explica. O problema é que na segunda-feira, quando o pintor foi conferir sua conta, o cheque além de não ter sido compensado, o rombo em sua conta era de $3,7 mil, já que ele havia sacado $3 mil para mandar para o golpista. “Eu sei que errei em acreditar, mas tudo parecia muito correto. Quero que essa reportagem sirva de alerta para outros brasileiros”, disse. Ele fez uma ocorrência policial e está tentando ser ressarcido do prejuízo pelo banco.

Dicas para não cair nesse golpe

  • Não aceite cheques com valor maior que o combinado para ter que devolver o dinheiro ao destinatário. Isso não existe.
  • Não troque cheques ‘inesperados’ por dinheiro vivo. Mesmo que o banco troque o cheque na hora, a instituição vai verificar que o documento é falso e você pode ter sérios problemas com a polícia.
  •  Não use ATM para depositar cheques de estranhos e vindos de locais que você não conhece. Deposite na boca do caixa.
  • Assim que receber o cheque por algum serviço prestado, ligue para a instituição para verificar que o destinatário existe.
  • Estelionatários são insistentes e ficam no seu pé até você depositar o cheque. Fique atento.

Foi vítima do golpe? Denuncie nos seguintes sites:

  • American Bankers Association Education Foundation, Fake Check Scams
  • FTC Consumer Alert, The Secrets of Mystery Shopping Revealed
  • Internet Crime Complaint Center, Work-at-Home Scams
  • National Consumers League, FakeChecks.org

Ler a notícia na íntegra

Fonte: Achei USA

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Perseguição e acidente nas ruas da Capital termina com quadrilha presa por estelionato

Sem Comentários

06/12/2017

Uma quadrilha investigada pelo crime de estelionato acabou sendo presa na região central de Campo Grande (MS) por volta das 15h30 de ontem (05) após perseguição e acidente. De acordo com a imprensa, os criminosos -um homem, uma menor e uma idosa- estariam a bordo de um veículo Chevrolet Cruze, de cor verde, e durante perseguição pela Avenida Afonso Pena, eles teriam invadido a Rua 13 de Maio pela contramão. Com a via lotada, os bandidos acabaram colidindo o Cruze em outros veículos, o que facilitou a prisão. O homem, que conduzia o carro e a mulher mais velha tentaram fugir a pé mas foram capturados a poucos metros. Populares começaram a se aglomerar ao entorno da viatura e manifestaram contra os presos. Eles seriam suspeitos de aplicar vários golpes na Capital, inclusive na região central. Após denúncias à Polícia Civil, investigadores montaram uma operação para desarticular o grupo criminoso.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: O Progresso

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Suspeito de aplicar golpes em redes de hotéis é preso na Zona Sul

Sem Comentários

04/12/2017

No domingo (03), policiais da 13ª DP prenderam P.A.O.B., de 37 anos, suspeito de praticar golpes em hotéis na Zona Sul do Rio. Ele já havia sido preso em 2015, em São Paulo, pelo crime de estelionato. Ele usava documentos falsos para efetuar empréstimos e desvio de milhas de cartões de crédito nos estados de São Paulo e Sergipe. Os policiais descobriram que o acusado estava indo para o Rio de Janeiro e que se hospedaria em um hotel em Copacabana. Após monitoramento, os agentes conseguiram  capturar o suspeito em flagrante com diversos documentos falsificados, além de grande quantidade de dinheiro. O sujeito foi preso em flagrante pelo crime de uso de documento falso e estelionato.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: Midia News

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Homem é detido em Barra suspeito de usar documento falso para aplicar golpes

Sem Comentários

24/11/2017

Nesta quinta-feira (23), em Barra do Garças (MT), um homem de 47 anos foi detido, suspeito de utilizar documentos falsos para a abertura de contas correntes em uma agência bancária e aplicar golpes por meio de créditos financeiros disponibilizados pelo banco. Conforme a Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (Derf), o sujeito foi flagrado com três cédulas de identidade falsificadas em Goiânia (GO) com três nomes diferentes. De posse dos documentos, ele se dirigia ao banco e abria contas bancárias em nomes dessas supostas pessoas. Além da abertura de contas para ter acesso aos créditos disponíveis, o suspeito ainda conseguiu a emissão de outros documentos, como CPF e título de eleitor no nome das pessoas, estando, inclusive, apto a votar em Barra do Garças e Aragarças (GO). Segundo o delegado titular da Derf, o homem vinha sendo monitorado já há alguns dias e, nesta quinta, ao tentar abrir uma conta na agência do Centro, foi flagrado e preso. “Com a prisão foi possível apreender os documentos falsificados e impedir que ele continuasse a praticar os crimes”, disse o delegado, informando que o prejuízo financeiro causado ao banco está sendo levantado pela própria instituição. A Derf já comunicou o fato à Justiça Eleitoral e Receita Federal para o cancelamento dos documentos encontrados em posse do sujeito.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: RDNews

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Anterior