Homem perde R$ 800 após cair no golpe do falso parente

Sem Comentários

21/01/2019

Nesta segunda-feira (21), em Rio Preto, um mecânico de 62 anos perdeu R$ 800 após ter sido vítima de estelionato. Conforme consta no boletim de ocorrência, a vítima recebeu um telefonema de uma pessoa que se dizia ser seu sobrinho. O suspeito afirmou que teria perdido o controle do carro e colidido contra um outro veículo. Para arrumar o próprio carro e seguir viagem ele pediu que a vítima depositasse R$ 800. Segundo o mecânico, a voz do estelionatário era muito parecida com a de seu sobrinho e acabou fazendo o depósito. Apenas depois da transferência do dinheiro, ele percebeu que se tratava de um golpe. O caso foi registrado por estelionato.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: Diário da Região

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Tia recebe pedido de ‘empréstimo’ da ‘sobrinha’ pelo WhatsApp, deposita R$ 850, mas descobre que caiu em golpe

Sem Comentários

08/01/2019

Na tarde desta segunda-feira (07), em Presidente Prudente, um homem, de 42 anos, e sua mulher, caíram num golpe aplicado via WhatsApp. No boletim de ocorrência registrado pelo homem consta que a esposa dele recebeu uma mensagem da sobrinha pelo aplicativo solicitando um depósito de R$ 850 a ser feito em uma conta corrente. Ele disse que a sobrinha estava solicitando o depósito porque, de acordo com a mensagem, ela não estaria conseguindo realizar a operação bancária. E que posteriormente, efetuaria o pagamento para os tios. Após receber as informações do depósito, a tia entrou em contato novamente com a sobrinha informando que a operação havia sido concretizada, mas recebeu a resposta que nenhuma solicitação de depósito de dinheiro havia sido feita por ela. As duas, então, descobriram que o número da sobrinha havia sido clonado, e o pedido de dinheiro teria sido feito por um estelionatário. A Polícia Civil vai investigar o caso.

Outros casos

Em setembro e outubro do ano passado, houve uma série de golpes aplicados através da clonagem de WhatsApp em Presidente Prudente e região. Em um dos casos, uma mulher perdeu R$ 2 mil. Dias antes, um médico e um administrador de empresas tiveram prejuízos de R$ 6 mil. A Polícia Civil estima que o número de casos deve ser maior, porque há quem não faça o registro das ocorrências. Além dos golpes efetivados, há boletins de ocorrência confeccionados também para denunciar diversas tentativas de estelionato.

Polícia investiga golpe contra idosos aplicado três vezes em dois dias; vítimas perderam R$ 20 mil

Sem Comentários

12/12/2018

Investigadores do 4º Distrito Policial (DP) de Piracicaba (SP) apuram três casos de estelionato contra idosos cometidos de forma semelhante e em um intervalo de dois dias. Conforme a Polícia Civil, o golpe ocorre por telefone e, no total, as vítimas perderam R$ 20,8 mil. Um dos casos ocorreu na quinta-feira (06) e os outros dois na sexta (07). Nos três, as vítimas, que têm entre 69 e 75 anos, recebem uma ligação que os informa que um sobrinho sofreu acidente de trânsito e precisa de dinheiro para pagar atendimento médico ou conserto de carro. Nos três casos, os idosos vão até o banco e fazem depósitos para contas de desconhecidos. Depois, entram em contato com as supostas vítimas do acidente e descobrem que o fato nunca ocorreu. Os três golpes foram registrados no plantão da Polícia Civil. Por meio da Secretaria Estadual de Segurança Pública (SSP), a Polícia Civil apontou nesta segunda-feira (10) que não descarta que os três casos tenham sido cometidos pela mesma pessoa. “Os casos estão em investigação pelo 4° DP de Piracicaba. A Polícia Civil está providenciando a representação das quebras dos sigilos dos números de telefone utilizados e também das contas bancárias beneficiadas. A polícia não descarta a possibilidade dos três crimes serem cometidos pelos mesmos autores”, informou em nota.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: G1

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Golpe do falso parente faz idosa perder R$ 850 reais para criminosos em MS

Sem Comentários

22/11/2018

Na tarde desta terça-feira (20), uma mulher de 69 anos, residente em Batayporã, perdeu R$ 850 ao ser vítima de um estelionatário, no golpe do falso parente. Conforme o boletim de ocorrência, a idosa disse que recebeu uma ligação a cobrar no telefone fixo de sua casa, sendo que, um homem que dizia ser sobrinho dela e estava pedindo ajuda. O homem afirmou que estava com o carro quebrado em uma estrada de Batayporã e que precisava da quantia de R$ 850,00 para comprar uma peça e fazer a manutenção do veículo. O golpista passou o número de uma conta para depósito, sendo que, de imediato a vítima foi até a casa lotérica e efetuou a transação. Uma segunda ligação foi feita, sendo que o suposto sobrinho perguntou se o depósito já havia sido feito. Desta vez quem atendeu foi a irmã da vítima, que perguntou ao homem em qual ponto do município ele estava para que ela mandasse socorro, sendo que o autor não soube explicar, momento em que ela percebeu que se tratava de um golpe. Avisada pela irmã, a vítima foi novamente até a casa lotérica, onde foi orientada a comparecer na Delegacia de Polícia para registrar um boletim de ocorrência. O caso de estelionato deverá ser apurado pelas autoridades.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: MS Notícias

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Idosa de Mogi das Cruzes perde mais de R$ 9 mil em golpe

Sem Comentários

26/07/2018

Uma idosa de 72 anos de Mogi das Cruzes perdeu mais de R$ 9 mil, em um golpe. Ela registrou um boletim de ocorrência no 2º Distrito Policial nesta quarta-feira (25). A idosa contou que entre 12 e 13 de julho recebeu ligações telefônicas de um homem. Ele dizia que um sobrinho da vítima tinha sofrido um acidente na Rodovia Régis Bitencourt. Segundo o homem, para liberar o veículo pela seguradora era preciso pagar a apólice do seguro. A idosa acreditando tratar-se de um problema familiar fez um depósito e cinco transferências, totalizando R$ 9.766. Depois de um tempo, ela desconfiou dos pedidos de dinheiro e ligou para o sobrinho. A mulher afirmou que soube que estava tudo bem e percebeu que caiu em um golpe. O caso foi registrado como estelionato.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: G1

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Aposentada de Mogi das Cruzes cai em golpe e perde R$ 1,5 mil

Sem Comentários

19/04/2018

Em Mogi das Cruzes (SP), uma aposentada, de 63 anos, perdeu R$ 1,5 mil, ao tentar ajudar o sobrinho. Ela recebeu um telefonema de um homem que se identificou como o parente, pedindo dinheiro para consertar um carro. No final da quarta-feira (18), ela descobriu que não foi o sobrinho que pediu o dinheiro. O caso foi registrado como estelionato no 2º Distrito Policial. Segundo o boletim, a aposentada disse que estava em casa durante a manhã e atendeu o telefone. Um homem se identificou como um sobrinho da vítima. Ela contou que ele disse que tinha ido abastecer o carro e uma moto bateu nele e ele bateu em um carro. O suposto sobrinho pediu dinheiro a ela para pagar a franquia do seguro do carro porque teria um desconto.Ele pediu que ela depositasse o dinheiro em uma conta e à tarde ele iria até a casa dela para pagar o empréstimo. A aposentada foi a uma lotérica e fez o depósito na conta informada pelo suposto sobrinho. Quando chegou em casa atendeu um novo telefonema. O homem pediu mais R$ 500. Ela disse que só percebeu que caiu em um golpe quando conversou com a irmã. Nesta ocasião, ela soube que o sobrinho estava bem e não tinha se envolvido em acidente.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: G1

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Rapaz é preso após sacar dinheiro de golpe em MT

Sem Comentários

20/02/2018

Na tarde desta terça-feira (20), no município de Barra do Garça, um jovem acusado de participação em crime de estelionato foi preso pela Polícia Judiciária Civil. L.D.P.S., de 22 anos, foi surpreendido pela equipe da Delegacia Especializada de Roubos e furtos (Derf-BG), dentro de uma agência bancária, após sacar dinheiro adquirido através do golpe popularmente conhecido como “Bença tia”, ou “Falso Sobrinho”. A vítima, de 59 anos, moradora da cidade de Sinop (500 km ao Norte), procurou a Delegacia para comunicar o recebimento da ligação telefônica, na qual uma pessoa se identificou como um parente de fora que iria visitá-la. Na conversa, o golpista disse que o automóvel quebrou na Rodovia, e precisava de dinheiro para pagar o mecânico. Induzida ao erro e acreditando ser realmente um parente no telefone, a vítima realizou o depósito em dinheiro, na conta bancária indicada. Somente depois de fazer o depósito, ela percebeu que havia caído no golpe. Diante dos fatos, os investigadores em diligências identificaram o titular da conta-corrente informada pelo estelionatário. O suspeito acabou abordado na agência bancária, logo após sacar R$ 2,2 mil depositados pela vítima. Conduzido à Derf de Barra do Garças, o jovem foi ouvido pelo delegado e revelou ser a segunda vez que emprestava sua conta bancária para um reeducando da Cadeia Pública do município de Aragarças, estado de Goiás. Ainda segundo o preso, a primeira situação ocorreu no dia 29 de janeiro, quando recebeu a quantia de R$ 1,5 mil. O jovem foi autuado por estelionato e posteriormente encaminhado para audiência de custódia, no Fórum da Comarca de Barra do Garças.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: Folha Max

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Anterior