Estudante de Mogi cai em golpe de prêmio de telefonia e perde mais de R$ 2,8 mil

Sem Comentários

20/08/2018

Na última sexta-feira (17), uma estudante de 18 anos, moradora de Mogi das Cruzes, procurou a polícia para registrar que havia sido vítima de um golpe. Conforme o relatado em boletim de ocorrência no 2º Distrito Policial, a vítima recebeu ligação de um homem que se identificou como Maxwell, diretor financeiro de uma operadora de celular. Ele informou que a estudante havia sido contemplada com R$ 12 mil e que o prêmio ainda seria duplicado. Para ganhar, a pessoa deveria fazer um depósito em dinheiro em conta de um banco. Quando ela estava no local, recebeu nova ligação informando que deveriam ser feitas duas transferências: uma de R$ 1.608,77 e outra no valor de R$ 1.198,66. O homem explicou que, para resgatar o prêmio, ela deveria ir a uma casa lotérica. No local, foi informada que tal premiação não existe e percebeu ter sido vítima de golpe. A operadora informou que divulga todas as suas promoções na mídia ou no próprio site da companhia e seus colaboradores jamais entram em contato com os clientes (por telefone ou SMS) para informar sobre prêmios ou para solicitar dados de cartão de crédito e débito e sugerir que os clientes realizem depósitos bancários.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: G1

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Mulher cai em golpe ao achar que ganhou R$ 20 mil

Sem Comentários

05/08/2018

A vítima, que mora em Santa Bárbara d’Oeste (SP), recebeu o telefonema na tarde do sábado (04). O homem na linha se identificou como funcionário de sua operadora de celular e disse que ela havia ganhado um prêmio de R$20 mil mais um aparelho de jantar no valor de R$ 3 mil, referente a uma promoção da operadora.

Para receber o prêmio, a vítima foi orientada a ir a uma loja e fazer recargas em diversos aparelhos telefônicos. Ela então foi até um estabelecimento e fez 16 recargas no valor de R$ 40, um total de R$ 640. Em seguida, foi ao caixa eletrônico de seu banco para sacar o dinheiro do suposto prêmio. Neste momento foi avisada, por telefone, que se tratava de um golpe.

Desesperada, a vítima pegou um ônibus até o plantão policial para registrar o boletim de ocorrência. Um representante da loja onde ela fez as recargas também foi chamado ao plantão. Foram feitas cópias das recargas realizadas e anexadas ao processo encaminhado para investigação da Polícia Civil.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: O Liberal

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Mulher de 20 anos é vítima de estelionato e tem prejuízo de R$ 500 em Pinda, SP

Sem Comentários

27/07/2018

Em Pindamonhangaba (SP), na quinta-feira (27), uma jovem de 20 anos foi vítima de um estelionatário. Conforme a vítima, ela recebeu uma ligação de um suposto vendedor de uma empresa de telefonia, que dizia que ela teria recebido um prêmio, e depositou R$ 500 na conta do suspeito. O caso é investigado pela polícia. A jovem, que mora no bairro Parque das Nações, recebeu uma ligação pela manhã, de um homem que dizia que era vendedor. Durante a conversa, ele anunciou a mulher que ela teria sido contemplada em um sorteio e que teria ganhado um valor de R$ 20 mil e dois celulares. No entanto, para que o prêmio fosse enviado, a mulher teria que ter o valor de R$ 500 e realizar o depósito em uma outra conta bancária. Com as orientações dadas pelo suposto funcionário, a mulher foi até uma agência bancária e fez uma transferência de R$ 499,12 para a conta, que era de Fortaleza. No fim do dia, a mulher achou estranho essa ação e percebeu que caiu em um golpe. Ela tentou retornar ao banco e bloquear a transferência, mas não era mais possível. O caso foi registrado como estelionato e será investigado pela Polícia Civil.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: G1

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Estudante de Mogi perde R$ 360 após cair em golpe do prêmio da operadora de celular

Sem Comentários

08/12/2017

Um estudante de 18 anos de Mogi das Cruzes teve um prejuízo de R$ 360 depois de cair no golpe do prêmio da operadora de celular. Ela denunciou o caso à polícia nesta quinta-feira (07). No 2º Distrito Policial, a vítima contou que recebeu uma mensagem em seu celular de uma operadora de celular informando que ela havia ganho um prêmio de R$ 36 mil. A jovem ligou no número que enviou a mensagem e foi atendida por um homem. Ele disse que, para receber o prêmio, a estudante teria que fazer um depósito de R$ 360. Ela foi até uma lotérica na Rua Francisco Afonso de Melo, em Brás Cubas, e fez o depósito na conta indicada pelo contato. Depois, a estudante disse que recebeu um telefonema do homem, pedindo que fizesse outro depósito no mesmo valor. A estudante desconfiou que fosse um golpe e foi até a delegacia registrar o boletim de ocorrência.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: G1

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Idosa cai em golpe e perde quase R$ 10 mil em Bom Despacho

Sem Comentários

16/11/2017

A Polícia Civil investiga um caso de estelionato envolvendo uma idosa, de 79 anos, que perdeu quase R$ 10 mil. Ela foi enganada por uma pessoa que informou, por telefone, que tinha ganhado uma viagem para o exterior e teria que fazer um depósito para levar o prêmio. O crime foi registrado pela Polícia Militar (PM). Foi informado que a vítima procurou o quartel para comunicar que recebeu uma ligação onde o interlocutor informou que ela havia ganhado um pacote de viagem para a Itália, mas que para receber o prêmio, deveria depositar certa quantia em uma conta. A idosa realizou o depósito no valor R$ 9.096,90 e depois percebeu que caiu em um golpe. A Polícia Civil abriu inquérito e, de acordo com o delegado responsável, a ligação foi feita de um DDD 11, mas não significa que o golpista esteja no estado de São Paulo.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: G1

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Mulher cai em golpe e perde quase R$ 2 mil

Sem Comentários

06/08/2017

Na manhã do sábado (05), uma operadora de máquinas, de 48 anos, moradora de Americana (SP), caiu no golpe do falso prêmio e perdeu R$ 1.899,70. Conforme consta no boletim de ocorrência, a mulher havia recebido em seu celular na sexta-feira (04) uma mensagem de texto de uma empresa de telefonia dizendo que ela havia ganhado um suposto prêmio de R$ 20 mil e mais dois smartphones. No sábado, por volta das 11h, a operadora recebeu uma ligação da região 011, mesmo DDD utilizado na mensagem, informando que ela deveria ir até o banco sem desligar a ligação e digitar alguns números para receber o prêmio em sua conta corrente. A mulher, então, foi até a agência bancária e, mantendo a ligação passou a digitar os dígitos pedidos pelo suposto atendente da empresa de telefonia. Entretida, ela não percebeu que estava digitando dados de transferência de sua conta para outras duas contas no Estado do Ceará. Os valores das duas transferências foram de R$1.499,85 e R$399,85. Depois de realizada a transição bancária, a operadora se deu conta de que caiu em um golpe. Ela tentou entrar em contato com o banco para bloquear a transferência, mas foi orientada a procurar a agência em um dia útil de atendimento. A vítima esclareceu também que o estelionatário tinha seus dados pessoais como nome, CPF, endereço e outros. O caso foi apresentado na Central de Polícia Judiciária (CPJ) de Americana e será investigado pela Polícia Civil.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: O Liberal

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Funcionária pública de Araçatuba cai em golpe após acreditar ter sido sorteada em promoção

Sem Comentários

18/05/2017

Em Araçatuba (SP), nesta quarta-feira (17), uma funcionária pública de 53 anos registrou boletim de ocorrência após ter caído em um golpe pelo celular. Ela disse à polícia que recebeu uma ligação, em que os estelionatários diziam que ela tinha sido sorteada na promoção de uma empresa de telefonia e ganharia um aparelho celular e R$ 5 mil. Conforme a ocorrência, para receber o prêmio ela deveria ir até um caixa eletrônico e seguir as orientações dadas pelos golpistas. Eles exigiram que ela fizesse três depósitos em branco em sua própria conta e, depois, transferisse R$1 mil para outra conta bancária. A funcionária pública disse à polícia que seguiu todas as instruções e só percebeu que havia caído em um golpe quando retirou o extrato da própria conta bancária e que não havia dinheiro nenhum na conta. A polícia investiga o caso e tenta identificar os suspeitos.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: G1

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Anterior