Golpe para pegar senhas de cartão das vítimas é descoberto em agência do Leblon

Sem Comentários

24/06/2019

Na manhã do último sábado (22), policiais militares da operação Leblon Presente identificaram um golpe que estava sendo aplicado em uma agência bancária no Leblon, na Zona Sul do Rio. Dentro da cabine de um dos caixas eletrônicos, foi instalado um telefone, que, na verdade, continha um aparelho celular embutido, que estava sob controle de criminosos. Durante a transação bancária, o cartão ficava preso à máquina, e o cliente utilizava o telefone para resolver o problema. A partir daí, começava-se fraude. Um criminoso, do outro lado da linha, exigia dados bancários da pessoa para que o cartão fosse liberado. O bandido se fazia passar por um atendente da instituição para atendimento. Os agentes descobriram o esquema após um boletim registrado na 14ª DP feito por uma senhora que afirmou ter sido vítima do golpe. Os policiais, então, se deslocaram até o local e retiraram o falso aparelho. Segundo o coordenador do Leblon Presente, além da pessoa que operava o telefone, um outro criminoso ficava dentro da agência, e orientava a pessoa a utilizar o aparelho quando o cartão era travado pelo caixa eletrônico. — A orientação é que as vítimas sempre procurem a polícia caso caiam na fraude, não só para se resguardarem juridicamente, como também para servir de alerta, para que não aconteça com outras pessoas — destaca o coordenador.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: Extra

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Idosos têm prejuízo de R$ 12 mil com golpe do falso atendente bancário

Sem Comentários

05/06/2019

Nessa quarta-feira (05), em Campo Grande, dois idosos tiveram prejuízo de R$ 12 mil ao caírem em golpe do falso atendente bancário. As vítimas foram enganadas depois que o cartão ficou preso no terminal eletrônico. Estelionatários fizeram saques e contrataram empréstimos com os dados pessoais. O caso foi denunciado na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) do centro. Segundo boletim de ocorrência, as vítimas, um homem de 80 e a mulher de 72 anos, foram até o caixa que fica em um supermercado. Durante uso, o cartão ficou preso na máquina. Logo em seguida eles foram abordados por um desconhecido que se aproximou dizendo que eles precisavam telefonar para o banco e pedir o cancelamento do cartão, por precaução. Como estavam sem celular, as vítimas usaram o telefone do suspeito que já havia discado para o suposto atendente. Do outro lado da linha estava um comparsa que pediu dados pessoais. Sem imaginar de que se tratava de golpe, os idosos seguiram as orientações do falso atendente e forneceram todos seus dados, inclusive a senha. Só foram descobrir que era um golpe mais tarde. Quando eles chegaram em casa, receberam ligações do banco. Eles então foram para uma agência e souberam que os estelionatários fizeram pelo menos 10 transações, sendo R$ 6.300 em empréstimo e mais R$ 5.700 em débito da conta corrente. O caso é investigado.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: Midiamax

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Estelionatários aplicavam golpes em C. Lafaiete

Sem Comentários

06/05/2019

Na manhã do último sábado (04) uma grande movimentação policial foi registrada em uma agência bancária em Conselheiro Lafaiete (MG). Segundo informações, uma central de segurança do banco teria acionado a PM depois de perceber pela central de câmeras que, o mesmo casal, aparecia em imagens dentro de agências do banco filial, no centro da cidade. Num rápido deslocamento, os policiais flagraram o casal  no interior da instituição. Os autores foram detidos com equipamentos utilizados para realizar o golpe (um pedaço de plástico que travava um dos botões do teclado e um dispositivo para travar o cartão no caixa, além de pregarem um adesivo com números de telefones falsos). Ao tentarem utilizar o terminal, os clientes ficavam com seus cartões presos na máquina e não conseguiam apertar qualquer botão do terminal. Em continuidade à ação delituosa o cliente era abordado por um dos autores que oferecia ajuda para solucionar o problema, momento em que concluíam o golpe, tomando posse dos cartões, dados pessoais e senhas das vítimas. Uma vítima reconheceu os dois golpistas, que foram presos em flagrante e encaminhados para delegacia de Polícia Civil, onde ficaram detidos a disposição da justiça.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: Estado Atual

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Idoso cai em golpe do caixa eletrônico

Sem Comentários

03/02/2019

Na manhã deste domingo (03), um idoso de 80 anos foi alvo de golpistas, quando utilizava um caixa eletrônico de agência bancária situada na Avenida Afonso Pena, nas proximidades do Shopping Campo Grande. Segundo informações do boletim de ocorrência, a vítima tentava realizar uma operação quando seu cartão ficou preso no equipamento. No local havia mais três pessoas — dois homens e uma mulher — e nesse momento, a suposta cliente ofereceu ajuda, simulando ligar do próprio celular e falar com um funcionário do banco, fazendo perguntas à vítima, que informou inclusive a senha da conta bancária. Ainda conforme relatado à polícia, posteriormente o funcionário do banco ligou para o idoso informando que foram realizadas transações na conta dele. O valor movimentado pelos golpistas na conta da vítima não foi divulgado. O caso foi registrado como estelionato na Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário (Depac) Centro.

Aposentado cai em golpe e tem mais de R$ 50 mil sacado da conta

Sem Comentários

15/10/2018

Neste domingo (14), em São José do Rio Preto (SP). um aposentado, de 62 anos, teve um prejuízo de mais de R$ 50 mil após cair em um golpe do cartão preso no caixa eletrônico. De acordo com o boletim de ocorrência registrado pela vítima, ela estava no banco para pagar um boleto no caixa eletrônico, quando o cartão ficou preso na máquina. Um rapaz que estava no local ofereceu ajuda e disse para ligar em um 0800. O aposentado ligou e passou os dados pessoais e a senha, acreditando que estava bloqueando o cartão. Ele foi embora e, ao chegar em casa, viu pelo aplicativo do banco um empréstimo de R$ 42,5 mil e vários saques, que chegaram a R$ 8,5 mil. Logo depois, uma mulher, que ele acredita ser do banco, perguntou sobre os saques e o empréstimo. Ele negou que tenha feito as transações e o cartão foi bloqueado. Um boletim de ocorrência como estelionato foi registrado na Central de Flagrantes.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: G1

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Idosa perde R$ 28 mil em golpe ao usar caixa eletrônico em Rio Preto

Sem Comentários

03/07/2018

Em São José do Rio Preto (SP), uma idosa de 77 anos perdeu R$ 28 mil em um golpe aplicado dentro de uma agência bancária. O boletim de ocorrência foi registrado nesta segunda-feira (02). Conforme o relato da vítima à polícia, ela foi ao banco na sexta-feira (29) para fazer uma transferência com o cartão da irmã. Mas na hora da transação o cartão ficou preso no caixa eletrônico. Segundo a idosa, um homem ofereceu ajuda e passou um número de atendimento para a vítima ligar. A idosa teria seguido a orientação e, na ligação, pediu o cancelamento do cartão. Entretanto, dias depois, ao pegar o extrato do cartão ela notou que havia o registro de vários saques e transferências, totalizando R$ 28 mil.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: G1

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Quadrilha de estelionatários tem novo golpe descoberto

Sem Comentários

03/04/2018

Nas últimas semanas Ribeirão Pires (SP) tem crescido os casos de estelionato aplicado por quadrilhas nas principais agências bancárias localizadas no centro da cidade. No último final de semana, uma quadrilha foi desmascarada após uma nova tentativa de golpe em um homem que, por acabar ficando desconfiado, não caiu na armadilha do grupo e acionou a GCM (Guarda Civil Municipal). A quadrilha acabou fugindo, mas deixou os utensílios usados para os golpes na agência, assim, a polícia acionou a perícia e explicou o novo golpe através de um vídeo feito por um dos guardas municipais. Nele, os policiais estão dentro da agência que havia sido o local da tentativa de golpe. O guarda que está em 1º plano no vídeo, inicialmente, começa a explicar que tudo começa no caixa eletrônico, com um dispositivo que é colocado na área onde também é inserido o cartão. O nome deste dispositivo ainda não havia sido descoberto e o funcionamento também não, devido a ausência da perícia no local naquele momento, mas sabe-se que o dispositivo – que é colado de maneira externa na máquina – prende o cartão intencionalmente, para que a pessoa que estiver realizando o serviço peça ajuda para um dos membros da quadrilha. Geralmente, a quadrilha atua em três ou mais pessoas, segundo os guardas municipais, o que torna mais fácil o ambiente do golpe, já que, enquanto a vítima faz a operação, outros membros atuam como “figurantes” em outros caixas, simulando, também, operações bancárias. Assim, quando o cartão prende e a ação, de fato, se inicia, a vítima não acha estranho por conterem outras pessoas no local. Após o cartão prender na máquina, o mais comum e que ocorre com mais frequência são as vítimas solicitarem ajuda para o guarda que fica dentro da agência, mas que só está disponível, pelo menos em Ribeirão Pires, durante os dias de semana. Após o membro da quadrilha se passar por um guarda, ele mandaria você utilizar um telefone localizado na lateral da agência, para informar sobre o acontecimento com o cartão. A pessoa que atender, bem instruída, pedirá seus dados para “confirmar” se o cartão é realmente seu e aproveitar para pegar novas informações. No entanto, o tipo do telefone não é usado por agências bancárias. Logo, o cidadão precisa estar informado sobre os tipos de telefones utilizados.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: Diário de Ribeirão Pires

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Anterior