Golpes em idosos de Mogi, neste ano já superam em 6% os casos de 2016; veja como agem os estelionatários

Sem Comentários

29/10/2017

Entre as desculpas de maus espíritos, prestação de serviços, bilhetes premiados e a lábia para ajudar os idosos com os caixas eletrônicos, os golpistas têm encontrado “presas fáceis” nos idosos de Mogi das Cruzes. A ingenuidade é um dos fatores para que as pessoas com mais de 60 anos sejam as vítimas mais frequentes dos casos de estelionatos. De acordo com o delegado titular do 1° Distrito Policial de Mogi das Cruzes, que abrange a região central e, consequentemente recebe o maior número de casos, o número de ocorrências registradas neste ano já supera em 6% o volume de boletins de ocorrência de todo o ano passado. “Preocupa. Os golpistas ficam só observando: eles percebem quem tem dificuldades com o caixa eletrônico, as pessoas que estão com o cartão em mãos com a senha anotada junto e se aproximam”, comenta. Ao longo de 2016, a delegacia registrou 414 casos e ainda recebeu mais 134 boletins de ocorrência para investigação. Essas últimas ocorrências foram registradas em outras delegacias mas, como o crime aconteceu na região central, foram encaminhadas ao 1° Distrito. Já neste ano, até o final do mês de setembro, foram 435 casos e mais 147 deverão ser investigados. No total, o volume de ocorrências aumentou de 548 para 582. O início do mês, época de pagamento das aposentadorias, é o período em que há o maior número de casos, segundo o delegado. “São N golpes. Os casos que acontecem nas ruas, como bilhete premiado e o golpe da macumba, são mais difíceis de serem investigados. Quando acontece dentro do banco, por exemplo, é mais fácil da gente consultar as imagens, buscar os favorecidos das transações bancárias.” Clique em “Ler a notícia na íntegra” para conhecer os golpes mais praticados contra idosos.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: G1

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Mulher de 57 anos cai no ‘golpe do bilhete premiado’ em Ipatinga

Sem Comentários

19/10/2017

Uma mulher de 57 anos foi vítima de estelionatários na tarde desta quarta-feira (18) no Vale do Aço. A vítima foi abordada por um homem procurando por informações no Bairro Cidade Nobre, em Ipatinga (MG). Durante a conversa, o golpista disse que estava com um bilhete premiado e, com ajuda de uma comparsa, conseguiu convencer a mulher a sacar R$ 5 mil. Num momento de distração, eles fugiram em um carro com a bolsa da mulher e não foram localizados. A vítima disse aos policiais que só percebeu que tudo não passava de um golpe quando os criminosos fugiram. Ela disse que enquanto conversava com o homem, a comparsa apareceu dizendo que tinha ouvido a conversa e no mesmo momento simulou uma ligação para o banco, confirmando que o bilhete estava premiado. O suposto ganhador disse que precisava de uma conta bancária para receber o prêmio, mas que deveria ser alguém muito honesto. A mulher ofereceu a conta dela e em contrapartida o homem pediu uma garantia no valor de R$ 5 mil. Sem saber que estava sendo vítima de um golpe, a vítima, acompanhada de uma terceira pessoa, sacou o dinheiro e colocou na bolsa. Num momento de distração, os golpistas fugiram de carro levando a bolsa que, além do dinheiro, também continha um celular e objetos pessoais. As placas do veículo são de Londrina, Paraná. Imagens de câmeras de segurança instaladas no banco e perto do local onde a vítima foi abordada foram verificadas pela polícia. Até o momento nenhum dos envolvidos foi localizado.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: G1

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Vítima faz saques em dois bancos e depois percebe que caiu em golpe

Sem Comentários

26/09/2017

Nesta segunda-feira (25), em Ponta Grossa, uma pessoa foi vítima de dois estelionatários que aplicaram o “golpe do bilhete premiado” no bairro Oficinas. A vítima foi abordada na rua pelos homens, que lhe ofereceram o bilhete, dizendo que o mesmo era premiado. Conforme informações da Polícia Militar, os suspeitos chegaram a ligar para um “suposto” funcionário do banco, que afirmou que o prêmio ainda não tinha sido retirado. A vítima pegou carona no carro dos homens até duas agências bancárias e realizou dois saques. Ao entregar o dinheiro combinado para os estelionatários, a vítima pegaria o bilhete. Depois de sair da segunda agência, os suspeitos fugiram, foi aí que o homem que foi vítima dos estelionatários se deu conta de que havia caído em um golpe.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: Massa News

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Homem que aplicava golpe do bilhete premiado é preso em Aracaju

Sem Comentários

20/09/2017

Foi preso na manhã desta quarta-feira (20), um homem que aplicava o golpe do bilhete premiado em Aracaju (SE). Ele já havia sido preso em São Paulo pela prática de estelionato. De acordo com a delegada responsável, ele foi preso na Avenida Francisco Porto, Zona Sul da capital, quando tentava aplicar o golpe em uma idosa. Ainda de acordo com a delegada ele só foi preso por causa de uma denúncia anônima. Outros dois comparsas dele, ainda sem identificação, continuam foragidos. A Polícia Civil disse que até o momento já foram identificadas 10 vítimas desse trio de estelionatários.

O golpe

Durante o golpe um deles costumava se apresentar como analfabeto, outro como médico ou médico veterinário e se dizia chamar doutor Padilha. As vítimas eram abordadas por um dos homens que dizia ter um bilhete premiado, mas por ser do interior estava com dificuldades para trocá-lo. Em seguida, o comparsa aparecia envolvendo a vítima e oferecendo uma opção para que o problema fosse resolvido, através da troca do bilhete por um saque em dinheiro. Até o momento esse trio já extorquiu cerca de R$ 30 mil de 10 vítimas, mas esses números podem ser maiores.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: G1

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Casal é preso em flagrante ao tentar aplicar o golpe do bilhete premiado em idosa no PR

Sem Comentários

29/08/2017

Um casal (23 e 30 anos) foi preso em flagrante no momento que tentava aplicar o golpe do bilhete premiado contra uma senhora de 75 anos, dentro de uma agência bancária, no bairro Xaxim. O caso está com a Delegacia de Estelionato. Um carro Fiat Brava foi apreendido na ação. Assim que a especializada tomou conhecimento dos fatos, uma equipe de investigação se deslocou até a agência bancária e localizou a vítima. “Ao abordarmos a vítima, ela não quis denunciar o casal que já tinha saído do local, mesmo assim, a equipe ficou posicionado na certeza que os suspeitos voltariam para encontrar e finalizar o golpe”, falou a delegada responsável pelo caso. Minutos de espera, o casal retornou ao local para encontrar a vítima, foi onde a equipe policial realizou a abordagem, porém, o casal empreendeu fuga que chegou a atropelar a policial civil e a vítima. “Eles colocaram em risco a vida de todos os pedestres que estavam na calçada ao fugir do local”, ressaltou a autoridade policial. Após uma perseguição policial de cinco quilômetros, a equipe conseguiu conter os suspeitos que colidiram o veículo contra o muro de uma residência. A dupla alegou que por se tratar de um crime inofensivo, eles não estavam fazendo mal a ninguém, apenas tirando vantagem ao contar uma história triste. A Polícia acredita que o casal agia há mais de um ano na capital. Ambos não possuem passagem policial. Agora, responderão pelos crimes de estelionato e tentativa de homicídio. Se condenados, poderão pegar mais de sete anos de prisão.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: TNOnline

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Grupo é preso por suspeita de aplicar golpes em Campinas

Sem Comentários

18/08/2017

Nesta sexta-feira (18), três pessoas foram presas por suspeita de aplicar “o golpe do bilhete” em Campinas (SP). A Guarda Municipal afirmou que chegou até os suspeitos através de monitoramento do carro utilizado por eles. No local, foram encontradas notas de real, euro e dólar, além de celulares e bilhetes de loteria falsos. Ainda segundo a corporação, o grupo já tinha passagem pela polícia por estelionato e o veículo usado nos golpes possuía documentação falsificada. O caso foi registrado como estelionato e será investigado pelo 10° Distrito Policial de Campinas.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: G1

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Idosa acredita em supostas médica e analfabeta e perde R$ 10 mil no golpe do bilhete premiado

Sem Comentários

28/07/2017

Uma idosa de 76 anos perdeu R$ 10 mil no golpe do bilhete premiado aplicado por duas mulheres que se passaram por uma médica e uma analfabeta. O caso foi registrado como estelionato na Delegacia Participativa da Polícia Civil, em Presidente Prudente (SP). A vítima foi abordada, por volta das 12h desta quinta-feira (27), por uma moça que aparentava ser humilde, que se dizia analfabeta e que teria um bilhete de loteria premiado, mas precisava de ajuda para receber o dinheiro. Em determinado momento, outra moça, se dizendo médica, se aproximou das duas em um veículo Ford Focus, de cor branca, e “confirmou” o prêmio utilizando um celular. A suposta médica ainda ligou para uma pessoa, que se dizia gerente do banco e que confirmou para a vítima que o bilhete estava premiado. Quando a vítima disse que tinha de sair, a pessoa disse que precisaria de duas testemunhas e que a idosa deveria acompanhá-las. Ao saber que estava premiado, a suposta analfabeta disse que não queria o prêmio, porque “era testemunha de Jeová e não aceitava dinheiro de jogo” e pediu para que a idosa e a suposta médica lhe dessem certa quantia em dinheiro e ficassem com o bilhete. Segundo o registro policial, a vítima pegou R$ 10 mil em dinheiro e deu para a mulher humilde, enquanto que a médica disse para a vítima pegar os documentos. A idosa chegou a convidar as golpistas para entrar em sua residência, mas as mulheres se recusaram e disseram que esperariam do lado de fora. Quando a vítima retornou, as duas mulheres, o carro e o dinheiro haviam sumido. A vítima ligou para o banco e confirmou que o gerente com quem havia conversado não existe. O caso foi registrado como estelionato e a Polícia Civil o investiga.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: G1

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Anterior