Mulher se passa por funcionária de banco para aplicar golpe em PG

Sem Comentários

02/08/2018

A vítima do golpe relatou à polícia que teria efetuado um saque em uma agência bancária e, ao sair, foi abordada pela mulher. A suspeita utilizava um crachá semelhante aos demais funcionários do banco e a abordou para informar de que a vítima havia esquecido um documento na agência. A mulher teria solicitado que o cliente entregasse o seu cartão para fazer conferência. Em seguida, ela teria devolvido um cartão com o nome de outra pessoa. Momentos após perceber que estava com o cartão errado, a vítima voltou ao banco e foi informada de que outros dois saques já haviam sido efetuados em seu nome. Equipes da PM foram acionadas e fizeram buscas pela região mas, até o momento, a suspeita não foi localizada.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: Diário dos Campos

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Alerta: golpe da “troca de cartões” continua fazendo vítimas em Alagoas

Sem Comentários

16/07/2018

Um golpe antigo, mas que continua fazendo vítimas em Alagoas, o da troca do cartão de crédito, parece ter sido aplicado mais uma vez, contra uma idosa moradora da parte alta de Maceió. Em um relato feito por áudio, a mulher conta que um homem ligou para ela e se passou por agente da operadora de cartões de crédito, ligada a uma rede de supermercados. Ele afirmou que o cartão da cliente estaria desatualizado e propôs ajudá-la a substituir por um cartão novo. Segundo o relato da vítima, o homem que ligou se apresentou como Fernando, da central de relacionamento da operadora de cartões. Ele disse que trabalhava em uma unidade do hipermercado na Gruta de Lourdes, em Maceió, e que o cartão dela estaria sendo descontinuado e que ela precisaria substituir por um mais novo.

“Ele disse que os cartões não serão mais os vermelhos e, sim, cinzas e que a entrega mudou, já que os cartões não serão mais enviados pelos Correios. É aí que ele afirma que uma equipe da operadora com três meninas, Ana, Patrícia e Cristina, estava no meu bairro para me ajudar. Ainda com Fernando na linha, a campainha tocou e a menina, vestindo uma camiseta do Walmart e usando um crachá da empresa, se identificou como sendo Patrícia, da operadora do cartão”, explicou.

E continua: “Quando mostrei o cartão, a menina foi pegando e botando dentro de um envelope semelhante ao de caixa rápido. Foi quando eu disse: ‘Não, você não vai levar o meu cartão’. Ela tirou a fita do envelope selou e me mandou procurar a unidade do Walmart Gruta, na sala 102 para falar com o Fernando e trocar o cartão”, narra. Ela não havia percebido que o cartão já havia sido trocado. Após perceber o golpe, a mulher foi orientada por familiares a procurar a polícia e fazer um boletim de ocorrência.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: TNH1

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Delegado diz que só este ano sete pessoas foram vítimas do golpe da troca do cartão em JP

Sem Comentários

05/02/2018

Segundo o delegado de João Pessoa, já foram catalogados quarenta tipos de golpes diferentes, além do ‘clássico’ troca do cartão, que agora evoluiu para uma nova modalidade. Geralmente a troca é feita nas agências bancárias em horários de não funcionamento do banco, onde uma pessoa aborda, quase sempre idosos, e troca o cartão por outro similar ou até mesmo instala algum aparelho que retém o cartão na máquina para então  realizar a troca. “Ano passado a Delegacia de Defraudações conseguiu prender três pessoas, eles se conhecem e tratam como profissão. São trocadores”, disse. A evolução desse golpe tem sido praticada por telefone, de acordo com o delegado só esse ano já foram sete vítimas da mesma quadrilha: “eles ligam para um número fixo, se apresentam como da instituição bancária, já tem informações da vítima como endereço e até número do cartão, o que indica que eles têm acesso à informações de dentro do sistema dos bancos”, explicou. O delegado afirmou que um dos executores do golpe foi detido, o caso aconteceu quando uma vítima de 93 anos o convidou para entrar e o filho percebeu que se tratava de uma fraude e chamou a polícia, que prendeu o acusado em flagrante.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: Paraíba

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Mulher vítima de golpe ‘chupa-cabra’ é agredida pelo suspeito quando disse que tinha chamado a polícia

Sem Comentários

16/10/2017

No domingo (15), uma mulher de 29 anos foi vítima de um golpe ‘chupa-cabra’ e ainda foi agredida pelo suspeito do crime, em uma agência bancária, na Rua Major José Inácio, no Centro de São Carlos (SP). Minutos antes ele teria oferecido ajuda, mas mudou de comportamento quando soube que a vítima tinha desconfiado do golpe e chamado a polícia. Ele fugiu do local. A mulher disse a Polícia Militar que, quando inseriu o cartão no caixa eletrônico do banco percebeu um barulho estranho. Foi então que uma mensagem apareceu na tela e solicitou que ela digitasse a senha duas vezes. O que ela fez. Ao retirar o cartão, a vítima viu que estava faltando o chip. Outra mensagem apareceu no caixa com os dizeres: “Caro cliente, houve um problema em seu cartão, mas receberá outro em três dias”. A mulher relatou que, neste momento, um homem alto, magro e calvo surgiu e disse para que ela ficasse calma, pois um novo cartão iria chegar. Desconfiada, a vítima deixou o homem dentro da agência, saiu e chamou a polícia. Quando ele se retirava do local, a mulher pediu para ele testemunhar sobre o ocorrido, pois havia acionado a PM. Irritado, o suspeito deu um soco no ombro da vítima e depois correu. Uma testemunha disse que ele entrou em um veículo e fugiu. A Polícia Técnico-científica foi acionada e encontrou um aparelho de clonagem, conhecido como ‘chupa-cabra’ no caixa eletrônico. O fato foi registrado em boletim de ocorrência no plantão policial.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: G1

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Dupla é presa por golpe contra idosos em caixas eletrônicos de Limeira, SP

Sem Comentários

22/09/2017

Dois homens, de 26 e 37 anos, foram presos nesta sexta-feira (22) em Limeira (SP) suspeitos de aplicar golpes contra idosos em caixas eletrônicos 24h de supermercados. Segundo a Guarda Civil Municipal, as vítimas tinham os cartões de crédito furtados enquanto usavam os equipamentos. Em um caso, o prejuízo chegou a R$ 11 mil, de acordo com a corporação. A detenção ocorreu após os funcionários de um supermercado em que a dupla agia suspeitar da permanência deles no local. A guarda foi acionada, mas quando chegou no centro de compras os dois homens tinham deixado o local. Pelas câmeras, a corporação conseguiu identificar os suspeitos e o carro em que estavam. A dupla foi detida em uma lanchonete. Eles negaram o crime, mas foram encaminhados para a delegacia e acabaram reconhecidos por três vítimas. Dentre elas, uma afirma que perdeu R$ 11 mil no golpe. Outra, um idoso, R$ 1,8 mil. A terceira pessoa não teve prejuízo, já que conseguiu evitar a aproximação deles.

O golpe

Conforme a Guarda Civil Municipal, um dos homens se aproximava do caixa usado pela vítima e pegava um bilhete do chão, deixado por ele antes. O papel, com as mesmas características das emitidas por caixas eletrônicos, dizia que era preciso atualizar o chip do cartão sob pena de multa de R$ 49,90. O criminoso informava à vítima que o bilhete foi emitido pela máquina e que ela precisava fazer a atualização para não ser multada. Enquanto eles conversavam sobre o fato e com a vítima desconcentrada, um dos homens trocava o cartão no caixa por um falso. Antes de pegar o cartão, eles se certificavam de anotar a senha da vítima. Um idoso que caiu no golpe disse que perdeu R$ 1,8 mil em compras realizadas em um hipermercado de Campinas. O homem informou ainda que só percebeu que haviam trocado o cartão dele no dia seguinte, quando foi realizar outra compra. Os suspeitos são de São Paulo e têm passagem na polícia por furto. Eles foram apresentados na Central de Flagrantes de Limeira e indiciados por estelionato. O carro em que estavam também foi recolhido.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: G1

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Casal é preso suspeito de estelionato em pelo menos seis cidades da PB

Sem Comentários

07/07/2017

Nesta quinta-feira (06), um casal foi preso suspeito de estelionato em João Pessoa e em mais cinco municípios da Paraíba. O setor de inteligência da Polícia Militar já recebia denúncias da ação da dupla há dois meses e os dois foram detidos na cidade de Juarez Távora, no Agreste paraibano. Segundo informações repassadas pela 8ª Delegacia Seccional de Polícia Civil de Guarabira, responsável pela investigação do caso, os dois se apresentavam como funcionários de banco e usavam os dados dos clientes para troca de cartões e realização de transações financeiras. Os suspeitos, de 23 e 26 anos, foram localizados após denúncias das vítimas. Durante a prisão, a polícia também apreendeu um cheque no valor de R$ 3 mil e vários cartões de créditos e documentos de um veículo. O casal foi encaminhado para delegacia de Polícia Civil de Guarabira, onde prestou depoimento e ficará a disposição da justiça até a realização da audiência de custódia.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: G1

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Polícia da PB prende trio suspeito de aplicar golpe da ‘troca de cartão’ em bancos

Sem Comentários

20/06/2017

A polícia prendeu nesta terça-feira (20), três pessoas suspeitas de integrarem uma quadrilha que trocava cartões em agências bancárias para efetuar saques de contas das vítimas. Segundo o delegado de defraudações de João Pessoa, a quadrilha gerou um prejuízo financeiro somado de aproximadamente R$ 2 milhões. Além da Paraíba, a Polícia Civil tem registros de golpes aplicados pela quadrilha nos estados do Piauí, Alagoas, Bahia, Rio Grande do Norte e no Distrito Federal. “Os suspeitos agiam abordando idosos e aposentados, oferecendo ajuda nas agências bancárias e se aproveitavam para trocar os cartões das vítimas por réplicas, logo após roubarem as senhas”, explica o delegado. Com os suspeitos, a polícia encontrou vários cartões de banco, um revólver e uma quantia não divulgada de droga. Dois suspeitos têm 39 anos e o terceiro tem 32. Todos os presos já respondem pelo crime de estelionato. Além de estelionato, o preso apontado como líder do grupo responde por porte ilegal de armas e organização criminosa. Ele foi preso em Parnamirim, no Rio Grande do Norte. O primo dele, de 32 anos, já tinha sido preso em vários estados e o terceiro integrante trabalhava como motorista de transporte clandestino. “Alguns deles foram presos mais de quatro vezes”, completou o delegado. Os presos foram encaminhados para a Central de Polícia, no bairro do Geisel, em João Pessoa.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: G1

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Anterior