Dupla é presa após instalar ‘chupa-cabras’ em caixas eletrônicos; cliente flagra

Sem Comentários

08/01/2018

Cliente conseguiu descobrir golpe e recuperar o envelope com dinheiro.

Dois homens foram presos na tarde deste domingo (07) após instalarem um ‘chupa-cabras’ – equipamento usado para fraudar o caixa eletrônico – em uma agência bancária no centro de Caçapava (SP). Os homens, de 34 e 27 anos, foram detidos ao saírem do banco com uma quantia em dinheiro nos bolsos. Os dois confessaram a ação e informaram também que estavam realizando essa mesma prática em duas agências de Taubaté, na Avenida Independência e na Praça Dom Epaminondas. Na agência da avenida Independência, uma cliente do banco descobriu o golpe e conseguiu recuperar o dinheiro que tinha acabado de depositar. “Fiz o depósito e achei estranho porque entrou o dinheiro, mas não saiu o recibo. Quando fui mexer, vi que o local onde coloca envelope estava oleoso e com relevo. Fiquei desesperada, chamei meu marido que estava me esperando no carro e ele conseguiu tirar a peça”, contou uma mulher. Ela contou que junto com a peça saiu um fio comprido e um plástico, que continha o envelope dela. “Só segurava um envelope por vez, então acredito que tinha alguém perto para ficar retirando”, completou. Após a prisão, os dois foram encaminhados para a delegacia e foram presos pela prática de estelionato. Ambos já tinham passagem pela polícia, por crime de furto. A Polícia Civil irá investigar a ação e descobrir quantas pessoas foram vítimas do golpe.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: G1

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Dupla é presa em flagrante tentando roubar dinheiro de depósitos

Sem Comentários

13/04/2017

Dois homens foram presos em flagrante em um banco do Centro de Curitiba. Eles são suspeitos de furto mediante fraude por instalar um equipamento nos caixas eletrônicos para “pescar” envelopes de depósitos. Segundo a polícia, a dupla (genro e o sogro) veio do Estado de São Paulo (SP), com o objetivo de cometer crimes na capital paranaense, mas foram flagrados, duas horas após instalarem os equipamentos no caixa. Ambos possuem passagem pela polícia, o genro de 23 anos, inclusive, já foi condenado pelo mesmo crime na capital paulista. Com eles a equipe policial apreendeu uma Kombi utilizada para transporte, objetos utilizados para execução do crime, bem como envelopes com dinheiro e cheque. “Em São Paulo eles são suspeitos de aplicarem este golpe em várias agências bancárias. Aqui em Curitiba, acreditamos que eles tenham cometido apenas este crime”, afirmou o delegado titular da Delegacia de Estelionato. Na delegacia, ambos confessaram o crime, sem passar muitos detalhes. Eles responderão pelo crime de furto qualificado mediante fraude e ou, destreza, se condenados, poderão pegar de dois a oito anos de reclusão.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: Massa News

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Quadrilha furta R$ 100 mil de banco em golpe do “chupa cabra”

Sem Comentários

24/01/2017

A polícia está a procura de uma quadrilha, com pelo menos seis pessoas, suspeita de furtar cerca de R$ 100 mil de uma agência bancária de Dourados durante um golpe conhecido como “chupa cabra”. De acordo com a polícia, os bandidos instalaram no final de semana passado o dispositivo, que impede que os envelopes sejam depositados nos caixas eletrônicos, com isso eles retornam horas depois e retiram os valores, que as vítimas pensavam der sido inseridas no caixa. Os suspeitos levaram envelopes com cheques e dinheiro em espécie da agência. Dezenas de clientes foram prejudicados. O caso está sendo investigado.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: O Progresso

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Dupla criminosa é detida por fraudar caixas eletrônicos

Sem Comentários

25/09/2016

A Polícia Militar deteu dois homens, de 30 e 27 anos, no momento em que instalavam armadilhas em um caixa eletrônico de uma agência bancária em Goiânia. O objetivo dos suspeitos, era furtar envelopes com depósitos bancários. A corporação informou que com a dupla foram encontrados materiais e ferramentas utilizadas no esquema de fraude, além de apreender um carro e uma quantidade significativa de dinheiro em espécie. Os suspeitos foram flagrados colocando uma armadilha em um dos equipamentos do banco, que fazia com que os envelopes de depósito colocado por um cliente ficasse preso, porém, não visível. Assim que a vítima saía da agência, os criminosos voltavam e retiravam o dinheiro. Os suspeitos já tinham passagens pela polícia e conforme a corporação, o mais velho já havia sido preso no ano passado pelo mesmo crime e recebeu liberdade condicional em agosto deste ano. O mais novo tinha passagem por tráfico de drogas.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: DM

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Casal é preso tentando “pescar” envelopes em banco de Taguatinga

Sem Comentários

07/07/2016

Na noite de quarta-feira (06), um casal que tentava “pescar” envelopes depositados por clientes em uma agência bancária de Taguatinga (DF), foi preso. A Polícia Militar chegou até os suspeitos por meio de uma denúncia anônima. O homem tem 32 anos e a mulher 30. Na casa deles, os policiais encontraram vários objetos utilizados no crime, além de diversas cédulas de dinheiro rasgadas. A polícia acredita que o dinheiro foi danificado acidentalmente durante a tentativa de retirada do caixa eletrônico. O casal foi levado à delegacia e responderá por furto mediante fraude. O rapaz é um velho conhecido da polícia e tem uma ficha bastante extensa, inclusive com vários tipos de estelionato.

Homem suspeito de aplicar golpe da ‘pescaria’ é preso em Maringá

Sem Comentários

14/10/2015

Nesta quarta-feira (14), um homem, de 28 anos, foi preso suspeito de roubar dinheiro de caixas eletrônicos em Maringá, no norte do Paraná. Conforme a Polícia Civil, esse homem roubava dinheiro dos equipamentos aplicando o golpe conhecido como “pescaria”. Com um pequeno dispositivo de metal e um pedaço de linha o ladrão pescava os envelopes de depósito na boca do caixa eletrônico. “O dispositivo era colocado na boca do caixa, assim inviabilizava todo o processamento do dinheiro pelo banco. Para o aparelho, o depósito era efetuado. Na sequência, o suspeito retirava o dispositivo e conseguia subtrair o dinheiro”, explica o delegado-chefe de Maringá. O suspeito foi preso na casa de um parente em Paiçandu, também na região norte. Segundo os policiais, o homem, que é de São Paulo, vinha para região de Maringá só para praticar os golpes. Ele instalava os dispositivos em caixas de bancos de várias cidades. Ao todo foram apreendidos dez dispositivos, e R$ 3.400 em dinheiro. “Informalmente ele [suspeito] já confessou alguns crimes que cometeu na região e em algumas cidades do interior de São Paulo”, diz o delegado-chefe de Maringá. No inicio dessa semana, a polícia apreendeu os equipamentos instalados nos caixas de uma agência bancária em Maringá. A partir dessas apreensões, os investigadores prenderam o golpista. Para o consumidor não ser lesado, um advogado orienta que os comprovantes de depósitos sejam guardados até que o dinheiro seja confirmado pelo banco. “Se não conseguir falar com o gerente da conta, devido a greve dos bancos, ligue para o 0800 do banco, solicite o protocolo, e se for o caso faça o Boletim de Ocorrência pelo site da Polícia Civil”, explica o advogado.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: G1

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

PM prende suspeitos de instalar ‘chupa-cabras’ em agência do DF

Sem Comentários

05/12/2014

Foram presos na quinta-feira (04) dois homens suspeitos de instalar “chupa-cabras” em terminais de uma agência bancária do Guará, no Distrito Federal. O dispositivo é usado para puxar envelopes presos após o depósito. Segundo a Polícia Militar, o comportamento da dupla chamou a atenção da equipe que fazia ronda no local. Os policiais decidiram cercar a QI 7 para então abordá-los. Ainda conforme a PM, um dos homens responde por estelionato e furto. Eles foram levados para a delegacia da área.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: G1

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Anterior