PF desarticula quadrilha que fraudava empréstimos de banco no DF

Sem Comentários

12/11/2018

Nesta segunda-feira (12), a Polícia Federal indiciou seis suspeitos de integrar uma organização criminosa que fraudava empréstimos bancários no Distrito Federal. O grupo – que inclui um funcionário do banco – é acusado de desviar R$ 1,6 milhão em contratos de financiamento de mobília e materiais de construção. Conforme a investigação, o grupo persuadia os clientes de uma agência de empréstimo a assinar os contratos rapidamente, sem ler, para não perder as condições especiais. Com isso, eles escreviam o dobro do valor nos documentos, e desviavam o valor restante. Em nota, o banco afirmou que “informações sobre eventos criminosos em suas unidades são repassadas exclusivamente às autoridades policiais” e que coopera com as investigações. A Polícia Federal estima que 98 operações fraudulentas tenham sido realizadas, com um valor total de R$ 3,28 milhões – cada contrato tinha valores entre R$ 30 mil e R$ 70 mil. Os correntistas receberam R$ 1,6 milhão, e o restante foi parar nas mãos da organização criminosa. Segundo a PF, a organização atuava sob a fachada de uma agência de crédito, com sede no Setor Comercial Sul. Os clientes eram atraídos por anúncios nos classificados, que ofereciam “condições mais vantajosas” que os empréstimos tomados na agência.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: G1

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Polícia faz alerta sobre golpe do falso empréstimo consignado

Sem Comentários

21/10/2018

A Polícia Civil emitiu um alerta sobre o golpe do falso empréstimo consignado. A prática é reincidente no estado e tem por finalidade lesar, principalmente, servidores públicos. Segundo um delegado, a estratégia dos golpistas consiste na veiculação de anúncios de concessão de empréstimos utilizando empresas reais como “fachada”. Em casos recentes investigados pela polícia, os criminosos tomaram emprestado o nome de uma empresa de empréstimos, que é sediada em Belo Horizonte, para trazer a impressão de fidedignidade ao negócio. No entanto, os terminais telefônicos informados nos anúncios não são dessa empresa, e serão atendidos pelos estelionatários, que passarão a impressão de serem empregados da instituição financeira. A vítima, no intuito de obter um empréstimo consignado de forma rápida, paga as taxas de mercado sem hesitar, e é este o lucro indevido que os golpistas visam.

O delegado disse ainda que se outras pessoas tiverem sido vítimas do golpe que compareçam até à sede da 1ª Delegacia de Palmas, para que a ocorrência seja devidamente registrada e as investigações sejam realizadas a fim de que os responsáveis pelo crime sejam devidamente responsabilizados conforme determina a lei. “Já estamos com procedimentos abertos no sentido de apurar a prática desse tipo de golpe e, nesse sentido, pedimos a colaboração da população para que nos ajude com denúncias que possam levar a identificação dos indivíduos responsáveis por tais atos”, ressaltou.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: Sou Mais Notícias

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Homem cai em golpe do falso empréstimo em Sorriso

Sem Comentários

18/10/2018

Na quarta-feira (17), o denunciante, de 39 anos, registrou um boletim de ocorrência, informando que foi vítima do golpe do falso empréstimo e teve um prejuízo de R$1.050 mil ao tentar emprestar R$ 15 mil. O homem disse que estava em casa quando recebeu a ligação de uma pessoa se passando por funcionário da suposta financeira oferendo empréstimo. Então, solicitou R$ 15 mil emprestados. Porém, para receber o valor ele precisaria depositar R$1,5 mil para liberação. A vítima afirma que fez um depósito de R$ 650 e outro de R$ 400, entretanto, o funcionário disse que para receber o valor precisar completar os R$ 1,5 mil. Ele desconfiou que se tratava de um golpe e procurou a polícia para registrar a denúncia.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: Só Notícias

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Idoso é vítima de golpe e tem prejuízo de R$ 29 mil em Cruzeiro, SP

Sem Comentários

11/09/2018

Os criminosos usaram o nome da vítima para fraudar um empréstimo bancário no dia 30 de julho, mas o idoso só percebeu o crime na segunda-feira (10). Um boletim de ocorrência foi registrado sobre o caso. Ninguém foi preso. Segundo a Polícia Civil, que investiga o caso, os golpistas fizeram um empréstimo de R$ 29 mil no nome da vítima em um banco e depositaram esse valor na conta do aposentado. Após esse depósito, os suspeitos entraram em contato com a vítima, que negou a solicitação do empréstimo. Os suspeitos enviaram um boleto para a vítima, alegando que o valor do dinheiro do empréstimo fosse devolvido mediante o pagamento do boleto. A vítima pagou o valor da conta na intenção de devolver o dinheiro que teria sido emprestado ao banco. “Eu não passei o meu nome e nem meus documentos para ninguém. Como eles fizeram isso sem minha assinatura? É um mistério. Paguei o boleto e o dinheiro foi parar na mão dos criminosos”, disse o idoso. Ao fazer o pagamento, a vítima percebeu que o valor estava sendo descontado de sua conta e que passou a dever a quantia para a instituição financeira. “Não uso muito o banco, pois só utilizo para fazer saques da aposentadoria. Eu fiquei muito aborrecido e estou pagando mais de R$800 por mês de um empréstimo que não fiz”, conta. A polícia investiga o caso e conta que esse golpe praticado pelos criminosos é novo e chama atenção pela complexidade do esquema.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: G1

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Moradora de Araxá cai em golpe ao fazer empréstimo de dinheiro em site falso na internet

Sem Comentários

26/07/2018

Após fazer a negociação usando e-mail e um aplicativo de celular, uma moradora de Araxá, Alto Paranaíba, caiu no golpe de empréstimo. A Polícia Militar (PM) registrou o crime nesta quarta-feira (25) e o prejuízo foi de R$ 1.699. Nenhum suspeito foi identificado, nem preso. Segundo a ocorrência, a vítima, que não teve idade divulgada, informou que estava com necessidades financeiras e resolveu fazer um empréstimo em uma empresa do ramo. Contudo, ela procurou o serviço em um site falso que tinha o nome de outra empresa já conhecida. Depois de uma conversa através de e-mail e aplicativo do celular, a vítima contratou o serviço com os funcionários da empresa, onde um deles se identificou como diretor e advogado. Depois de receber o contrato pela internet, a mulher foi informada que para liberação do empréstimo seria necessário realizar um depósito bancário no valor R$ 250. Ela seguiu as regras dos golpistas, mas foi informada por uma suposta funcionária que, como o depósito por envelope demora a cair na conta, ela teria que transferir mais dinheiro. Ainda conforme a ocorrência, os golpistas solicitaram que ela fizesse outros depósitos. A mulher só descobriu que era um golpe ao procurar uma casa lotérica e ser alertada por uma das atendentes. Diante disso, a vítima desistiu de fazer o último depósito e contabilizou um prejuízo de R$1.699. A polícia informou ainda que a mulher procurou a loja física da empresa e foi informada de que os contratos realizados são feitos apenas fisicamente. Um boletim de ocorrência foi registrado e ninguém foi preso.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: G1

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Esquema de estelionato usava dados de aposentados analfabetos para fraudar empréstimos no Marajó

Sem Comentários

04/01/2018

Nesta quinta-feira (04), um esquema de estelionato foi flagrado em Breves, na Ilha do Marajó, pela operação “Loba Mau”, da Polícia Civil. O crime envolvia uma agência bancária e teve como vítimas aposentados, cujos dados pessoais foram usados ilegalmente para realização de empréstimos consignados indevidos que eram descontados nos contracheques. Um vasto material foi apreendido. Nenhum suspeito do crime foi preso até o momento. A equipe de policiais civis da Superintendência Regional do Marajó Ocidental, deu cumprimento a mandado de busca e apreensão na sede da empresa, localizada no bairro Centro de Breves. Durante a buscas, foram apreendidos computadores e documentos. Os policiais encontraram dezenas de documentos pessoais de aposentados, cartões de créditos e respectivas senhas, além de muitos contratos celebrados por pessoas analfabetas em que constavam somente as firmas a rogo dos contratantes e/ou somente as digitais deles. As investigações foram iniciadas há meses após os registros de boletins de ocorrência sobre o crime supostamente praticado por representantes da empresa. Os computadores foram remetidos ao Centro de Perícias Científicas Renato Chaves em Belém e as documentações apreendidas passarão por análises da equipe de analistas.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: G1

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Vítima cai em golpe e perde R$ 1,1 mil ao tentar fazer empréstimo

Sem Comentários

19/12/2017

Uma mulher perdeu R$ 1.190,00 ao tentar fazer um empréstimo de R$ 50 mil com um suposto representante de uma empresa de crédito. A mulher entrou em contato com o homem e forneceu os dados da conta do banco. No entanto, ele pediu um valor como garantia. O homem entrou em contato com a vítima nesta terça-feira, 19, e pediu mais R$ 182,00. A mulher, de 43 anos, já imaginava se tratar de um golpe. Para manter o contato com o estelionatário, afirmou que iria fazer o depósito mais tarde. Ela entrou em contato com a empresa, que informou se tratar de um golpe. Em duas semanas, a empresa já havia detectado 12 casos semelhantes no Rio Grande do Sul. Segundo o registro feito na Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento (DPPA), a vítima chegou ao suposto representante através do Facebook. 

Ler a notícia na íntegra

Fonte: GAZ

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Anterior