Morador de Ivaiporã cai em golpe pela internet e perde R$ 45 mil

Sem Comentários

06/04/2018

A Polícia Civil investiga um caso de estelionato que teve como vítima um morador de Ivaiporã (PR). Um jovem de 29 anos disse que depositou R$ 45 mil na conta de um homem que estava vendendo uma Toyota Hilux pelas redes sociais. O rapaz contou que negociou com o suspeito e fez três depósitos de R$ 11.140 ,  R$ 20.400 e o último de R$ 15.000. Após transferir a última quantia o jovem disse que foi bloqueado pelo vendedor nas redes sociais e que depois não conseguiu mais contato com ele. De acordo com a polícia, o suposto estelionatário disse que residia em Palhoça, Santa Catarina, contudo a informação pode ser falsa. A polícia adotou os procedimentos necessários para identificar o titular da conta para tentar ressarcir o jovem.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: TNOnline

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Dupla é presa acusada de aplicar golpes na compra de veículos pela internet

Sem Comentários

01/03/2018

Nesta quarta-feira (28), a delegada titular da Delegacia de Roubos e Furtos de Veículos e Cargas (DRFVC), informou a prisão em flagrante de duas pessoas acusadas de aplicar golpes na compra e venda de carros pela internet. Na ação, um veículo foi recuperado. E.P.L. e M.R. foram interceptados no momento em que estavam conduzindo um veículo Gol de cor prata, adquirido através do golpe. Eles estavam a caminho de uma loja de carros para realizar a revenda do veículo. Segundo a delegada, os criminosos estavam sendo investigados há cerca de dois meses e o golpe acontecia pela internet. “Eles compravam carros anunciados em sites de vendas online, e pagavam sempre com cheques sem fundo ou fazendo depósitos com envelopes vazios. A vítima visualizava o valor bloqueado na conta e entregava o carro com o documento de compra e venda assinado”, explicou a autoridade policial. Quando as vítimas se davam conta que o dinheiro não tinha caído, o carro já havia sido revendido para uma terceira pessoa. Conforme informações policiais, no momento da prisão, E.P.L. apresentou um documento de identidade falso com outro nome, que era utilizado para fazer a revenda e não ser encontrado depois. A dupla é natural do Mato Grosso e faz parte de uma quadrilha que atua em todo o país. Segundo a delegada, já foram identificadas 10 vítimas, mas a suspeita é que mais pessoas tenham caído nesse golpe em Alagoas. Os presos foram levados para a sede da Delegacia de Roubos e Furtos de Veículos e Cargas, e o veículo devolvido a vítima.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: Aqui Acontece

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Homem é preso por aplicar golpes na compra de carros na internet

Sem Comentários

28/11/2017

Na madrugada desta terça-feira (28), por volta das 3h30, no bairro Novo Horizonte, em São José dos Campos, um homem de 25 anos, suspeito de comprar veículos pela internet e não realizar o pagamento, foi preso por estelionato. Segundo a Polícia Militar, o suspeito teria recebido ordem de parada em uma blitz, mas desrespeitou e tentou fugir, sendo alcançado e abordado pelos policiais. Durante a revista, foram encontrados diversos cartões de crédito clonados e os policiais descobriram que o homem era suspeito de aplicar golpes em sites compras na internet, pois ele confessou que não havia pago o carro que estaria dirigindo. O suspeito foi encaminhado a delegacia de plantão, onde prestou depoimento e permaneceu à disposição da Justiça.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: Meon

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Morador de Gavião Peixoto cai em golpe e perde R$ 13,8 mil ao comprar caminhão em site

Sem Comentários

04/10/2017

Um morador de Gavião Peixoto (SP) de 21 anos alega ter sido vítima de um golpe de estelionato. Ele perdeu R$ 13,8 mil durante uma negociação na compra de um caminhão com uma mulher em um site de vendas. Segundo informações da Polícia Civil de Araraquara, o jovem entrou em contato com a suposta vendedora após ver o anúncio. Ela disse que o veículo tinha problemas judiciais e, por isso, necessitava de um valor antecipado para regularizar a situação do caminhão e transferi-lo para o nome do comprador. O homem fez o depósito, mas logo após a vendedora não manteve mais contato. Ele então tentou falar com a suposta advogada da golpista, que alegou que um banco seria o verdadeiro proprietário do veículo. Ela também não confirmou processo judicial que incluía o caminhão. Ao perceber que poderia ter caído em um golpe, o morador registrou o boletim de ocorrência no plantão policial de Araraquara na noite de terça-feira (03). A polícia vai investigar o caso.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: G1

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Jovem cai em golpe e perde R$ 7 mil após negociar carro pela internet em RO

Sem Comentários

01/08/2017

Na última segunda-feira (31), um jovem de 27 anos procurou a 1ª Delegacia Regional de Polícia Civil, para denunciar que caiu em um golpe através de um grupo de vendas de automóveis na internet e perdeu R$ 7 mil em Guajará-Mirim (RO), a 330 quilômetros de Porto Velho. A vítima disse que chegou a fazer dois depósitos em uma conta de um banco de Salvador (BA), mas só percebeu a fraude por causa da demora do suposto vendedor em responder as mensagens. Conforme as informações do boletim de ocorrência, o jovem viu o anúncio da venda de um carro no valor de R$ 14 mil, através de um site de compra e vendas. Interessado no negócio, o comprador entrou em contato com o vendedor e iniciou uma negociação. O suposto vendedor alegou que estava na cidade de Buritis (RO) e que, para liberar o veículo de uma concessionária, o comprador deveria depositar R$ 1,5 mil em uma conta estipulada por ele. O jovem fez o primeiro depósito e, em seguida, foi comunicado que precisaria depositar mais R$ 5,5 mil na mesma conta para que o carro fosse entregue. Sem desconfiar do golpe, o comprador fez também o segundo depósito e acreditou ter fechado um bom negócio, mas começou a desconfiar que havia sido enganado porque o vendedor parou de responder as mensagens. Depois de muita insistência, o suposto vendedor respondeu zombando da vítima e dizendo que estava preso, em seguida, desativou o número de contato. Desesperado, o jovem denunciou o crime e registrou um boletim de ocorrência na Delegacia de Polícia Civil. O caso foi registrado como estelionato, mas o crime deve ser investigado no estado de origem, ou seja, pela polícia da Bahia. A orientação do órgão é que as pessoas chequem as informações antes de fechar qualquer negócio, para ter certeza de que a situação é real e evitem passar informações pessoais, através de ligações ou sites duvidosos.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: G1

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Polícia de Mogi prende casal suspeito de golpes na venda de carros

Sem Comentários

29/06/2017

Nesta quinta-feira (29), a Polícia Civil de Mogi das Cruzes prendeu em São Matheus, na Zona Leste da Capital, um casal suspeito de fazer parte de uma quadrilha especializada em golpes de vendas de veículos pela internet e em “feirões” de carros. O delegado que comandou a investigação, explicou que a quadrilha se passava por consumidores interessados em comprar os veículos. Com cheques fraudados, eles enganavam as vítimas e assim conseguiam a posse do veículo. “No mesmo dia, com documentos falsos, eles vendiam esses carros para outra vítima e recebiam o dinheiro, geralmente, a vista. O foco desse trabalho foi prender o líder da quadrilha.” Eles atuavam em Mogi das Cruzes e já fizeram várias vítimas. Os criminosos chamaram a atenção da polícia quando um morador do município viu o anúncio de um carro comercializado pela quadrilha na internet, há um mês. “Os criminosos tinham preferência por carro de luxo, especialmente por caminhonetes. Monitoramos o grupo e descobrimos tratar-se de quadrilha especializada em estelionato, envolvendo veículo automotor. Nós prendemos duas pessoas, uma delas o líder da quadrilha. Ele é o mentor do grupo e tinha como função contratar outros envolvidos para não aparecer. Ele ficava de sua casa, se comunicando com os demais por telefone, e coordenando todos os crimes”, explicou o delegado. Quatro envolvidos já foram identificados e seis vítimas nesse caso foram comprovadas. Ele afirmou que o grupo atuava até fora do Estado de São Paulo. Os dois suspeitos presos responderão por estelionato e associação criminosa.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: G1

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Homem cai em dois golpes e perde R$ 41,6 mil

Sem Comentários

29/05/2017

Um morador de Nova Odessa sofreu um prejuízo de quase R$ 41,6 mil ao tentar comprar dois automóveis em um site de anúncios. Sendo assim, vítima de dois golpes. Os casos ocorreram entre dezembro e janeiro, porém, ele só registrou um boletim de ocorrência no último sábado. Para a Polícia Civil, o homem, de 24 anos, relatou que viu o anúncio de venda de uma Van em um site e, ao entrar em contato com o vendedor, o mesmo teria informado que já tinha vendido o veículo, mas passou o contato de um homem chamado Guilherme, que poderia ajudar na compra de um carro por meio de uma carta de crédito. Então, a vítima ligou para Guilherme, que contou que trabalhava em São Paulo e que o comprador deveria ir até a capital paulista para fecharem o negócio. No dia 03 de dezembro, a vítima foi ao escritório do suposto vendedor, que fez a proposta da carta de crédito, sendo que o homem precisaria dar uma entrada de R$ 16,6 mil e, então, o crédito seria liberado após 40 dias do pagamento. O comprador fez o pagamento em cheque, mas o prazo fornecido por Guilherme não foi cumprido. A vítima chegou a entrar em contato com o escritório e informaram que teria ocorrido um problema, mas que seria solucionado, o que não aconteceu. Mais uma vez, a vítima encontrou outro anúncio da venda de um micro-ônibus no mesmo site e entrou em contato com a vendedora. Assim como no primeiro caso, a mulher alegou que já tinha vendido o veículo, mas passou o telefone de um escritório, também em São Paulo, que poderia fornecer uma carta de crédito. No dia 18 de janeiro, o jovem foi até o novo escritório indicado, onde assinou um contrato para liberação de R$ 300 mil em crédito. Contudo, para ‘receber’ esse valor, o rapaz precisou depositar R$ 25 mil. A vítima ficou 30 dias esperando pela liberação do dinheiro, o que não aconteceu. No último sábado, ele procurou a delegacia de polícia e relatou os golpes. Um boletim de ocorrência foi registrado como estelionato. O jovem já entrou com uma ação na Justiça contra os dois escritórios.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: O Liberal

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Anterior