Pedreiro é preso suspeito de tentar comprar Porsche usando documento falso, em Goiânia

Sem Comentários

16/09/2019

Um pedreiro de 26 anos foi preso em flagrante na quinta-feira (12) suspeito de tentar comprar um veículo de luxo financiado utilizando documento falso em uma revendedora de carros em Goiânia. Segundo a polícia, o jovem disse que foi chamado por outra pessoa para cometer o crime. De acordo com informações da Polícia Civil, o acusado usou uma carteira de habilitação falsa, com outro nome, para tentar comprar um Porsche. Segundo o delegado da Delegacia Estadual de Investigações Criminais (Deic), os vendedores da loja suspeitaram que ele não teria condições financeiras de comprar o veículo e chamaram a polícia. Ainda segundo o delegado, o suspeito confessou o crime, mas disse que tem um “mentor” por trás da tentativa de compra do veículo. “Ele diz que foi usado como ‘mula’, que só ia assinar o documento e essa outra pessoa iria buscar o carro”, afirmou. As investigações apontam que ele receberia R$ 1 mil dessa pessoa para apresentar a CNH falsa e assinar o contrato de compra e venda. O carro, avaliado em R$ 100 mil, é seminovo e seria financiado integralmente pela loja que denunciou a tentativa de estelionato. “Ele ia financiar todo o valor sem a intenção de pagar nada”, afirmou o delegado. O pedreiro, que permanece preso, irá passar por audiência de custódia e responderá por tentativa de estelionato e uso de documento falso, o que pode resultar em até oito anos de prisão. A polícia ainda trabalha para identificar o segundo envolvendo no crime.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: G1

Saiba como evitar esse e outros tipos de fraude acessando a página do BrSafe, um sistema moderno e eficaz no combate a fraude em documentos.

Idosa é presa por apresentar documento falso em banco

Sem Comentários

02/09/2019

Nesta quinta-feira (29), uma idosa foi presa em Alagoas, após apresentar um documento falso em uma instituição financeira. Após suspeitar da autenticidade do documento o funcionário do banco solicitou um períto da instituição financeira para que avaliasse o documento, onde após suspeitas de fraude o funcionário aciounou a Polícia Militar. Ao chegarem no banco os militares efetuaram a prisão da idosa, por estelionato, agora ela está a disposição da justiça. Segundo o 1º Batalhão de Polícia Militar (BPM), o fato foi registrado por volta das 15h30, na Rua do Sol.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: Alagoas 24 horas

O BrSafe é a ferramenta ideal para evitar esse tipo de fraude. Clique e conheça:

Operação no ES: fraude milionária no INSS com idosos ‘fantasmas’

Sem Comentários

29/08/2019

Segunda fase da Operação Efígie, que investiga um esquema milionário de fraudes no INSS, idosos “fantasmas” eram usados nos crimes para receber um benefício do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS).Suspeitos de criar 55 “idosos fantasmas” para fraudar o INSS. Foram apreendidos centenas de documentos falsos, o esquema durou 15 anos. Fraudes ocorriam no Espírito Santos e na Bahia. O prejuízo foi de aproximadamente R$ 6 milhões aos cofres públicos, o que poderia chegar na casa dos R$ 10 milhões caso não fossem descobertos.A Polícia Federal está apurando como eles tinham acesso a documentos falsos. A polícia não divulgou o nome do suspeito líder da quadrilha, ele está preso desde junho quando foi deflagrada a primeira fase da operação Efígie.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: GAZETAONLINE

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.


Brigada Militar prende dois homens que tentavam abrir crediário com documento falso

Sem Comentários

26/08/2019

Na tarde desta sexta-feira (23) por volta das 15h à guarnição do Núcleo de Policiamento Comunitário (NPC) foi deslocada pela sala de operações até uma loja na Avenida Brasil, onde segundo informações repassadas a Sala de Operações da Brigada Militar, dois indivíduos estariam tentando abrir crediário na loja utilizando documento falso. Chegando no local a guarnição do NPC realizou a abordagem sendo que os indivíduos apresentaram documentos, sendo que ao menos um deles apresentou carteira de habilitação, porém em consulta ao sistema informatizado de dados às características não coincidiam. Após o fato o mesmo confessou estar portando um documento e revelou seu nome verdadeiro. Os abordados estariam com a intenção de abrir linha de crédito utilizando o documento falso para adquirir produtos. Diante dos fatos foi dado voz de prisão e ambos encaminhados à delegacia de pronto atendimento onde delegado de plantão lavrou o flagrante por estelionato.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: Rádio UIRAPURU

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Pai e filho são presos suspeitos de integrar quadrilha especializada em fraudar identidades e CPFs

Sem Comentários

09/04/2019

Dois homens, que são pai e filho, foram presos pela Polícia Federal suspeitos de integrar uma quadrilha especializada em fraudar documentos oficiais. Segundo a investigação, com cédulas de identidade e documentos de cartório falsificados, o grupo retirava CPFs falsos na agência da Receita Federal em Goiana, no Grande Recife. A Polícia Federal detectou a atuação do grupo tanto em Pernambuco, quanto na Paraíba e no Rio Grande do Norte. A prisão, divulgada nesta terça-feira (09), ocorreu em Parnamirim (RN), na Região Metropolitana de Natal, em um condomínio de alto poder aquisitivo. Pai e filho, identificados pela PF como M.A.C.N., de 47 anos, e B.M.G.C., de 27, foram presos em decorrência de um mandado de prisão preventiva concedido pela 25ª Vara Federal em Goiana. Os investigadores chegaram até os dois após um adolescente de 17 anos, suspeito de fraude e estelionato, ser detido com documentos falsificados em 2018. Na ocasião, ele se passava por maior de idade e foi detido em Goiana, no Grande Recife. Além de vender os documentos falsos, o rapaz os utilizava para abrir contas bancárias e pegar empréstimos.

Após a confirmação da idade e a liberação do adolescente em audiência de custódia, os investigadores conseguiram identificar outros integrantes da quadrilha. Durante a operação para prender pai e filho, os policiais encontraram documentos que comprovam as fraudes, como cédulas de identidade sem fotos e papéis de cartórios. Também foram apreendidos dois veículos durante a operação, sendo um importado. Após a prisão, os dois foram encaminhados à audiência de custódia em Goiana e tiveram as prisões confirmadas pela Justiça. Os dois respondem pela prática de crimes de falsificação de documentos públicos, inserção de dados falsos em sistemas da Receita Federal e organização criminosa, com penas que variam de dois a oito anos de reclusão. A PF afirmou que ainda analisa os objetos apreendidos no intuito de identificar outros criminosos e localizar outros integrantes da quadrilha.

Mulher apresenta atestado médico falso ao INSS de Blumenau e é presa

Sem Comentários

26/02/2019

Nesta segunda-feira (25), uma mulher de 36 anos foi presa por tentar fraudar um documento entregue ao INSS, em Blumenau. Ela estava sendo atendida por um perito do órgão federal e entregou um atestado médico falso. O funcionário percebeu a fraude e solicitou que a segurança detivesse a mulher até a chegada da Polícia Militar. Ela foi presa por volta das 11h e entregue à Polícia Federal, uma vez que a tentativa de crime foi contra o patrimônio público da União.

Carro roubado no Ceará é recuperado pela PRF na BR-230 no Pará

Sem Comentários

18/06/2018

Neste domingo (17), a Polícia Rodoviária Federal (PRF) recuperou um veículo roubado sendo conduzido por uma mulher na Rodovia Transamazônica (BR-230), na altura do km 630, em Altamira, no sudoeste do Pará. Durante a operação, os policiais detectaram que o carro possuía registro de furto/extravio, além de outras fraudes como placa adulterada. A PRF identificou a placa verdadeira e confirmou que o veículo havia sido furtado em abril de 2018, em Fortaleza (CE). A condutora alegou ter alugado o carro por R$2 mil em São Luiz (MA), e que estaria visitando a região para fazer pesquisa sobre direito ambiental na Usina Hidrelétrica de Belo Monte. Ela deve responder por uso de documento falsificado e receptação e o caso foi encaminhado para a Polícia Civil.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: G1

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Anterior