Preso suspeito de chefiar quadrilha que usava documentos falsos e que obteve R$ 100 mil reais em empréstimos

Sem Comentários

08/05/2019

Nesta quarta-feira (08) a Polícia Civil prendeu em flagrante um homem suspeito de chefiar uma quadrilha especializada em fraudes de empréstimos bancários em Belém. Ele é especialista em falsificação de documentos e o golpe já teria causado um prejuízo de R$ 100 mil reais em vítimas de Belém e de Castanhal, cidade do nordeste do Estado. O suspeito foi flagrado enquanto tentava conseguir um empréstimo de R$ 20 mil reais. Com ele, também foi presa uma mulher que estava com os documentos falsos. Ambos foram indiciados por estelionato, uso de documento falso e associação criminosa. Os investigadores da Divisão de Repressão a Furtos e Roubos (DRFR) constataram que o suspeito cooptava idosos e, depois, falsificava documentos das vítimas para pedir empréstimos.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: G1

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Três pessoas são presas suspeitas de clonar cartões de juízes e promotores

Sem Comentários

08/05/2019

Nesta quarta-feira (08), dois homens e uma mulher foram presos em Foz do Iguaçu, no oeste do Paraná, suspeitos de clonar cartões de juízes e promotores. Eles devem responder pelos crimes de estelionato, receptação e associação criminosa. A fraude foi descoberta depois de uma denúncia feita por um juiz de Cornélio Procópio, no norte do estado. À polícia, o magistrado disse que recebeu uma ligação sobre uma compra feita em Londrina, também no norte, e cujo endereço de entrega era de Foz do Iguaçu. Nesta manhã, durante o cumprimento de um mandado de busca e apreensão em uma casa no Bairro Portes, próximo à fronteira com o Paraguai, os policias encontraram vários cartões e máquinas de crédito e débito e documentos com dados pessoais das vítimas. Segundo o delegado que coordena as investigações em conjunto com a polícia de Cornélio Procópio, a quadrilha conseguiu dados dos juízes e promotores de várias regiões do país por meio de um site da Justiça. O delegado disse que ainda não é possível avaliar a dimensão do golpe e quantas pessoas foram vítimas da quadrilha. Um dos suspeitos deve responder também por falsidade ideológica. O advogado que representa os três presos disse que está se informando sobre as acusações e que um deles confessou o crime e que os outros dois não estão envolvidos na situação.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: G1

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

MPRJ faz operação contra quadrilha especializada em estelionato e falsificação de documentos

Sem Comentários

30/04/2019

O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ), por meio do Grupo de Atuação Especia de Combate ao Crime Organizado (GAECO/MPRJ), com o apoio da Coordenadoria de Segurança e Inteligência (CSI/MPRJ), realiza, na manhã desta terça-feira, a Operação Causa Perdida, para cumprir cinco mandados de prisão e oito de busca e apreensão contra uma quadrilha que se utiliza de documentos falsos para ingressar nos Juizados Especiais Cíveis com ações indenizatórias contra diferentes empresas. De acordo com a denúncia apresentada pelo GAECO/MPRJ, todos os 17 integrantes da organização responderão pelos crimes de associação criminosa, estelionato e falsificação de documentos.

Segundo o MP, as investigações apontaram que dois advogados, considerados líderes da quadrilha, usavam comprovantes de residência falsos, pedidos de compras de mercadorias adulterados e outros documentos falsificados para instruir ações indenizatórias contra diversas empresas. Eles propunham demandas que alegavam descumprimento de obrigações em negócios jurídicos inexistentes, induzindo ao erro as empresas vítimas do golpe. Além da prisão dos denunciados, o GAECO cumpre oito mandados de busca e apreensão em endereços pertencentes aos acusados. De acordo com o Código Penal, o crime de associação criminosa prevê pena de reclusão de um a três anos, e o de estelionato de um a cinco anos.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: Extra

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Dupla é presa e confessa estelionato e falsificação de documentos em Barbacena

Sem Comentários

29/03/2019

Duas pessoas do sexo masculino, que não tiveram idade divulgadas, foram detidas na sexta-feira (29) por suspeita de estelionato, falsificação de documentos, receptação, uso de documento falsos e formação de quadrilha em Barbacena. Segundo a Polícia Militar (PM), a rede de bancos acionou os militares e informou que os indivíduos estavam tentando obter empréstimos utilizando documentos falsos. Após a denúncia, a equipe realizou rastreamento e abordou um veículo com dois ocupantes. Durante as diligências, foram encontrados no carro cerca de R$ 13 mil em dinheiro, diversos documentos falsos, cédulas em branco para a impressão, um notebook com programação para falsificação, quatro celulares, uma canteadeira conjugada, uma plastificadora, uma impressora e contratos celebrados com uso de documentos falsos. Os abordados confessaram aos policiais que estavam tentando obter empréstimos e que compraram dois celulares com os documentos falsos. Também durante a abordagem, foi identificado que os autores praticaram estes golpes em diversas localidades, conforme contratos encontrados no veículo. Os suspeitos foram presos e encaminhados para o Departamento de Polícia para demais providências. A dupla foi reconhecida por várias vítimas na delegacia.

Estelionatário que aplicava golpes com cartão de crédito é preso em Sobradinho

Sem Comentários

26/03/2019

A Polícia Civil prendeu na manhã desta terça-feira (26), um homem que aplicava golpes com cartões de crédito. S.V.B., de 26 anos, fazia parte de uma organização criminosa que fez pelo men0s nove vítimas de estelionato em Sobradinho – em sua maioria, idosas. A 35ª Delegacia de Polícia ainda investiga o caso em busca dos outros envolvidos no grupo. Para o golpe, a quadrilha realizava ligações para as vítimas e informava sobre uma compra feita no cartão de crédito delas. Após as mesmas informarem que desconheciam o valor, o operador informava que iria bloquear o cartão. Com isso, os criminosos obtinham a senha e os dados pessoais das vítimas. Depois do “bloqueio”, um deles enviava um motoboy para buscar o cartão. “Ele ia até a casa da pessoa e pegava o cartão. Então ele tinha o contato pessoal com a vítima”, disse o delegado responsável. A polícia sabe que já são pelo menos mais de três pessoas envolvidas na quadrilha só pela forma de como o crime é praticado. Conforme o delegado, a Polícia Civil chegou até o acusado após denúncias de pessoas que sofreram o golpe. S.V.B. responde agora por estelionato e associação criminosa.

Sete pessoas são indiciadas por golpe de US$ 51 milhões em bitcoins

Sem Comentários

21/01/2019

Sete pessoas foram indiciadas em Taipé, capital de Taiwan, pela participação em um golpe de mais de US$ 51 milhões em bitcoins. Um homem de 47 anos, cujo sobrenome foi divulgado apenas como Lin, foi apontado como o líder da quadrilha, que praticava um esquema de pirâmide e prometia aos participantes lucros na faixa dos 355% ao ano. O golpe vinha sendo aplicado desde outubro de 2016 e, ao longo de dois anos, teria lesado mais de mil investidores taiwaneses, acumulando vítimas também na China. A promessa de lucros exorbitantes era apoiada na entrega de pequenos montantes de dinheiro após o aporte inicial de moedas virtuais, mas, com o tempo, os depósitos rareavam até deixarem completamente de acontecer, enquanto Lin e os outros integrantes da quadrilha embolsavam o restante. Os detalhes sobre o caso não foram divulgados, mas o grupo foi desmantelado no final do ano passado. Lin e os outros seis envolvidos no esquema foram indiciados por crimes financeiros e por violarem as leis bancárias de Taiwan, que exerce mão pesada sobre praticantes de esquemas de pirâmide e outras modalidades de fraude econômica. As prisões aconteceram após denúncias das vítimas, que entregaram as informações sobre os envolvidos às autoridades. A prisão da quadrilha levou ao desmantelamento do esquema, mas boa parte do dinheiro perdido pelos que caíram no golpe não pôde ser recuperado pela polícia, que espera conseguir rastrear os fundos na medida em que as investigações continuarem.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: Canal Tech

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Suspeita de falsificar documentos em cartório é presa

Sem Comentários

17/01/2019

Uma mulher suspeita de envolvimento nos crimes de falsidade ideológica, corrupção, formação de quadrilha e falsificação de documentos públicos, foi presa, nesta quarta-feira (16), por policiais da Delegacia Territorial (DT), de Canavieiras (BA). A.C.V. era funcionária de um tabelionato do município. Durante as buscas em sua casa, os investigadores apreenderam dezenas de documentos de imóveis, além de pendrives com modelos de escrituras, um computador e um celular, que serão encaminhados para perícia. De acordo com o titular da unidade policial, a mulher falsificava escrituras e solicitava que as vítimas depositassem os valores das taxas em suas contas bancárias pessoais. “Ela emitia comprovantes sem o selo de autenticidade, facilitava processos, dentre outras ilegalidades”, explicou. As investigações indicam que somente uma das vítimas foi lesada em mais R$ 4 mil. “Além das pessoas que a procuraram, ela também causou prejuízos aos cofres públicos”, completou o delegado. A mulher já está à disposição da Justiça. A polícia ainda apura se outras pessoas estão envolvidas no esquema.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: Bahia Notícias

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Anterior