Estelionatário que oferecia empréstimos bancários falsos é preso no Amapá

Sem Comentários

11/09/2019

Acusado de se passar por funcionário de um banco e oferecer falsos empréstimos, o acusado foi preso por estelionato nesta sexta-feira (6), por volta de 13h, na casa onde morava, Zona Oeste de Macapá(AP). O estelionatário estava foragido desde 16 de junho desse ano e já respondia pelo mesmo crime. Ele foi condenado a três anos e meio, em regime fechado. As investigações foram conduzidas pelo Núcleo Operacional de Inteligência (NOI) da Polícia Civil. De acordo com o delegado da 1ª Delegacia de Polícia (DP), o acusado se passava por funcionário do banco, oferecia empréstimos a juros baixos e facilitava a intermediação para criação de projetos, supostamente necessários para a operação, em troca pedia adiantamento no valor de R$ 8 mil. “Ele tinha um perfil de vítima, geralmente empresários, aplicava o golpe e depois sumia (…) a grande sacada dele era oferecer facilidades para a contração do empréstimo”, explicou o delegado. Segundo a polícia, o homem já possui sete processos por estelionato. Só na 1ª DP havia três inquéritos contra ele, que atuava desde 2018.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: G1

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Dupla é presa no Rio suspeita de aplicar golpes em policiais

Sem Comentários

09/08/2019

Na sexta-feira (9), duas pessoas foram presas  suspeitas de aplicar golpes em policiais em delegacias e batalhões da Polícia Militar do Rio de Janeiro. A dupla foi preso na 12ª DP (Copacabana) enquanto oferecia vantagens aos agentes com empréstimos consignados. “A audácia deles é tremenda. Eles agem fazendo de vítimas servidores públicos que estão acostumados a desconfiar, que conhecem golpes. Mas esse é um golpe muito novo, que até eles [os servidores] estão sendo vítimas”, explicou a delegada responsável. O golpe funciona da seguinte forma: os suspeitos se apresentavam como funcionários de uma empresa de investimentos e incentivavam os policiais a pegarem empréstimos. Com os valores, também convenciam os servidores a aplicar dinheiro com eles. Os suspeitos garantiam que, com eles, o lucro seria maior que os juros pagos. Mas é mentira. “E a vítima fica com 10% do valor do empréstimo. E a empresa lesada fica com 90%. Na verdade, começam a pagar um, dois, três, no máximo seis meses e depois desaparecem. Fecham as portas. As pessoas desaparecem, os telefones são bloqueados. muda tudo. E a empresa recomeça aplicando golpe em novas vitimas”, detalhou a delegada. Cadernos de anotações com nomes de possíveis vítimas foram apreendidos com a dupla. “Nós temos nomes de diversos servidores, com a denominação de seus batalhões, com seus nomes, matrículas, identidades… E alguns até forneceram senhas para que a empresa possa pesquisar sua margem consignável”, acrescentou a agente.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: G1

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Idoso cai em golpe e entrega R$ 700 para falso funcionário de banco

Sem Comentários

25/06/2019

Na tarde de segurança-feira (24), um idoso de 62 anos caiu no golpe do ‘falso funcionário’ e teve R$ 700 roubado dentro de um banco, no centro de Campo Grande. Conforme o registro policial, a vítima disse que efetuou um depósito na boca do caixa, mas ficou em dúvida se tinha entregue R$ 100 a mais da quantia informada e começou a contar o dinheiro no local. Um desconhecido, que aparentava trabalhar no local, se aproximou, chamou a vítima pelo nome e perguntou se ela estava em dúvida do dinheiro. Por acreditar que o desconhecido prestava serviços no local, o idoso entregou a quantia e o suspeito disse que levaria para conferir no caixa. Devido à demora, a vítima procurou a gerente do local questionando sobre o funcionário. Ela alertou que não existia funcionário com as características repassadas e disse para a vítima acionar a polícia, já que, possivelmente, teria caído em um golpe. A gerente disse que caso a polícia solicite, as imagens de monitoramento do banco poderão ser utilizadas para identificar o bandido.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: Topmídia News

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Quadrilha que aplicava golpes em bancos é presa na BR-101, em Biguaçu

Sem Comentários

11/06/2019

Na tarde desta terça-feira (11), um trio de estelionatários que aplicava golpes em bancos foi preso pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), na BR-101, em Biguaçu, na Grande Florianópolis. Conforme a polícia, os três homens se passavam por funcionários de bancos e faziam compras e retiravam dinheiro utilizando os cartões dos clientes. Os estelionatários estavam em um veículo Onix locado e foram reconhecidos pelos agentes da PRF durante uma fiscalização. Em um compartimento atrás do rádio do carro, os policiais encontraram 30 cartões e seis crachás de identificação de bancos falsos. O golpe funcionava da seguinte maneira: utilizando os crachás falsos, os homens ofereciam ajuda a clientes nos caixas eletrônicos de agências bancárias. Durante a ação, eles memorizavam as senhas e trocavam o cartão da vítima por outro cartão do mesmo banco. Depois, retiravam dinheiro e faziam compras. A Polícia Rodoviária Federal também informou que o trio aplicava o golpe há pelo menos três meses e que fez vítimas na última segunda-feira (10). Os três homens, de 48, 32 e 31 anos, são moradores de São Paulo e já tinham antecedentes pelo mesmo crime. Eles foram encaminhados à Central de Polícia de São José para os procedimentos legais.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: NSC Total

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Idosos têm prejuízo de R$ 12 mil com golpe do falso atendente bancário

Sem Comentários

05/06/2019

Nessa quarta-feira (05), em Campo Grande, dois idosos tiveram prejuízo de R$ 12 mil ao caírem em golpe do falso atendente bancário. As vítimas foram enganadas depois que o cartão ficou preso no terminal eletrônico. Estelionatários fizeram saques e contrataram empréstimos com os dados pessoais. O caso foi denunciado na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) do centro. Segundo boletim de ocorrência, as vítimas, um homem de 80 e a mulher de 72 anos, foram até o caixa que fica em um supermercado. Durante uso, o cartão ficou preso na máquina. Logo em seguida eles foram abordados por um desconhecido que se aproximou dizendo que eles precisavam telefonar para o banco e pedir o cancelamento do cartão, por precaução. Como estavam sem celular, as vítimas usaram o telefone do suspeito que já havia discado para o suposto atendente. Do outro lado da linha estava um comparsa que pediu dados pessoais. Sem imaginar de que se tratava de golpe, os idosos seguiram as orientações do falso atendente e forneceram todos seus dados, inclusive a senha. Só foram descobrir que era um golpe mais tarde. Quando eles chegaram em casa, receberam ligações do banco. Eles então foram para uma agência e souberam que os estelionatários fizeram pelo menos 10 transações, sendo R$ 6.300 em empréstimo e mais R$ 5.700 em débito da conta corrente. O caso é investigado.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: Midiamax

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Idosos perdem R$ 8 mil em golpe do falso funcionário

Sem Comentários

09/12/2018

Dois idosos, uma de 67 e a outro de 73 anos, foram vítimas do golpe do falso funcionário e tiveram prejuízo de mais de R$ 8 mil. Ambos os casos aconteceram no sábado (08), em duas agências bancárias distintas em Rio Preto. Nas duas ocorrências as vítimas descreveram histórias parecidas. No momento em que saíam da agência, foram abordadas por um homem que informou que algum documento ficou no caixa eletrônico e as vítimas inseriram o cartão novamente. Em um dos casos, esse suspeito conseguiu trocar os cartões. O primeiro caso aconteceu em uma agência bancária que fica na avenida Potirendaba. Segundo relatos da vítima à polícia, o aposentado de 73 anos estava na agência e sacou R$ 80. Quando saía do local, um homem o chamou e afirmou que um papel tinha ficado no caixa eletrônico e, por essa razão, teria que atualizar os dados da vítima. Na ação, o bandido conseguiu sacar R$ 3 mil, mas o aposentado foi perceber só depois que tinha caído em um golpe. Já na rua Voluntários de São Paulo, no Centro da cidade, o mesmo golpe foi aplicado em uma advogada de 67 anos. Conforme a polícia, a história foi a mesma e a vítima inseriu o cartão. Só quando ela chegou em sua casa, constatou por meio do aplicativo do banco que o suspeito tinha feito compras com seu cartão, totalizando mais de R$ 5 mil. Segundo a vítima, o bandido trocou os cartões. As duas ocorrências foram registradas e serão encaminhadas ao Distrito Policial das áreas.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: Diário da Região

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Idosa perde R$ 10,5 mil ao cair em golpe de “falso funcionário” em banco

Sem Comentários

24/11/2018

Uma idosa, de 88 anos, perdeu R$ 10,5 mil ao cair em um golpe de um funcionário falso em uma agência bancária. Uma pessoa se aproximou da idosa para ajudá-la e mentiu, afirmando que ligou para o Serviço de Atendimento do banco. A idosa, posteriormente, recebeu uma ligação do suposto serviço e ofereceu a senha durante a ligação. Conforme o boletim de ocorrência, uma mulher teria oferecido ajuda quando o cartão da idosa ficou preso na máquina. Em seguida, a mesma mulher realizou uma ligação e afirmou dizendo ter sido para o Serviço de Atendimento do banco. À idosa, a mulher disse que a atendente ligaria em seu celular. Após pegar o aparelho, a vítima recebeu a ligação e a suposta atendente ofereceu ajuda, declarando ser da instituição bancária. A suposta atendente pediu para que a idosa comunicasse dados do cartão, entre eles a senha. A idosa foi orientada a ir na segunda-feira (26) em uma agência do banco para retirar um novo cartão. Uma hora após ter se despedido da “ajudante”, a vítima recebeu uma série de mensagens de SMS sobre comprar realizadas em uma empresa, além de saques realizados na Agência onde estava anteriormente. O caso foi registrado como estelionato.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: Campo Grande News

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Anterior