Idoso é vítima de furto ao ter cartão preso a caixa eletrônico na Capital

Sem Comentários

07/01/2018

Em Campo Grande (MS), neste domingo (07), um idoso, de 86 anos, foi vítima de fraude em um caixa eletrônico de um banco. O cartão bancário do idoso, que teria ficado preso em uma das máquinas, foi levado por falsos funcionários. Segundo os relatos do idoso, logo que o cartão ficou preso ao equipamento, uma mensagem apareceu na tela do terminal, solicitando que a vítima entrasse em contato através de um número de telefone. Ainda no interior da agência, falsos funcionários disseram que a vítima deveria sair para realizar a ligação. Na ligação realizada ao falso número, foram solicitados dados bancários. Conforme informações do boletim de ocorrência registrado na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento à Comunidade) Centro, os falsos atendentes fugiram do local deixando a vítima sem entender o que havia acontecido. Imagens das câmeras de vigilância poderão ser utilizadas para identificar os suspeitos. O idoso relatou ter questionado o autor sobre sua profissão, que disse ser auxiliar do banco. Não há informação sobre saques realizados na conta da vítima.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: Midiamax

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Golpistas usam tecnologia de celular para furtar mais de R$ 130 mil de universidade

Sem Comentários

27/12/2017

Bandidos usaram sistema QR Code para conseguir furtar universidade. Tecnologia será usada em novas CNHs - Foto: José Cruz / Agência Brasil

Nesta quarta-feira (27), a Universidade Católica Dom Bosco, de Campo Grande (MS), foi furtada por estelionatários. O valor estimado é de R$ 135 mil. O esquema envolveu adulteração em site de banco e ligação de suposta central de segurança para garantir que o golpe não fosse identificado. Não houve desvio de mais dinheiro porque o setor financeiro da instituição privada conseguiu bloquear as contas e impedir acesso para mais transações. A Polícia Civil foi acionada por volta das 17h para registrar a ocorrência e investigar quem está envolvido no estelionato. Na manhã de ontem funcionários receberam uma mensagem na tela do computador, informando que era preciso alteração do token físico do sistema do banco. Esse procedimento serve para legitimar as transações bancárias via internet. A mensagem, que apareceu na página do internet banking do banco, orientava que o aparelho utilizado pela universidade deveria ser trocado por um sistema de QR code, que funciona virtualmente a partir da leitura de código por meio de celular ou outros aplicativos. Além dessa mensagem, uma pessoa entrou em contato com o setor financeiro da universidade informando que era da central de segurança do banco e deu detalhes sobre o download do aplicativo de celular que passaria a ser usado para as operações bancárias. Esse atendente falso tinha dados e informações privilegiadas, o que garantiu que o golpe fosse aplicado sem levantar suspeitas no primeiro momento. “Após o financeiro atender o pedido da suposta central de segurança, perceberam transações bancárias não reconhecidas, constatado posteriormente o golpe”, informou a Polícia Civil. A ocorrência foi registrada pela delegada da Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário (Depac), como estelionato. Os números de telefone que seriam da central de segurança foram identificados e repassados às autoridades. A investigação da Polícia Civil agora tentará encontrar os estelionatários.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: Correio do Estado

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Golpes em idosos de Mogi, neste ano já superam em 6% os casos de 2016; veja como agem os estelionatários

Sem Comentários

29/10/2017

Entre as desculpas de maus espíritos, prestação de serviços, bilhetes premiados e a lábia para ajudar os idosos com os caixas eletrônicos, os golpistas têm encontrado “presas fáceis” nos idosos de Mogi das Cruzes. A ingenuidade é um dos fatores para que as pessoas com mais de 60 anos sejam as vítimas mais frequentes dos casos de estelionatos. De acordo com o delegado titular do 1° Distrito Policial de Mogi das Cruzes, que abrange a região central e, consequentemente recebe o maior número de casos, o número de ocorrências registradas neste ano já supera em 6% o volume de boletins de ocorrência de todo o ano passado. “Preocupa. Os golpistas ficam só observando: eles percebem quem tem dificuldades com o caixa eletrônico, as pessoas que estão com o cartão em mãos com a senha anotada junto e se aproximam”, comenta. Ao longo de 2016, a delegacia registrou 414 casos e ainda recebeu mais 134 boletins de ocorrência para investigação. Essas últimas ocorrências foram registradas em outras delegacias mas, como o crime aconteceu na região central, foram encaminhadas ao 1° Distrito. Já neste ano, até o final do mês de setembro, foram 435 casos e mais 147 deverão ser investigados. No total, o volume de ocorrências aumentou de 548 para 582. O início do mês, época de pagamento das aposentadorias, é o período em que há o maior número de casos, segundo o delegado. “São N golpes. Os casos que acontecem nas ruas, como bilhete premiado e o golpe da macumba, são mais difíceis de serem investigados. Quando acontece dentro do banco, por exemplo, é mais fácil da gente consultar as imagens, buscar os favorecidos das transações bancárias.” Clique em “Ler a notícia na íntegra” para conhecer os golpes mais praticados contra idosos.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: G1

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Região de Botucatu registra pelo menos um novo caso de golpe por dia, diz delegado

Sem Comentários

09/10/2017

A ocorrência de golpes tem chamado a atenção da Polícia Civil na região de Botucatu (SP). Segundo o delegado seccional, o número de vítimas que denuncia esses crimes disparou, com pelo menos um novo boletim de ocorrência por dia. O golpe mais comum é quando o criminoso liga para a vítima se passando por algum parente e pede ajuda em dinheiro. Os golpistas ligam para diversos números até encontrar alguém para enganar. Em uma dessas tentativas, o estelionatário ligou até para o delegado. No caso dos golpes por telefone, a maioria das ligações feita aos moradores da região são de municípios do Mato Grosso e do Ceará. Outra modalidade comum tem como alvo as pessoas idosas. Um flagrante de um golpe gravado pelo circuito interno de segurança mostra um casal que tinha acabado de sair do banco, em São Manuel. Nas imagens, os idosos entram na farmácia e na sequência um rapaz de camisa azul se aproxima e aponta pra o lado de fora, e o casal sai. O homem, na verdade, era um estelionatário. “Ele fingiu que era um funcionário do banco. Disse que a gente tinha derrubado um papel no banco e queria ver se o número conferia com o cartão. No momento em que mostramos o cartão, foi tão rápido que nem vimos. Quando vimos estava com ele o cartão”, explica uma dona de casa. De calça jeans, sapato social, camisa, óculos, boa articulação na fala, crachá do banco e caneta no bolso. Um aposentado alega que se sentiu mal após ter o cartão furtado pelo golpista. Ainda segundo o delegado seccional, a polícia tem conseguido chegar até os criminosos. “Nós pegamos uma quadrilha aqui em Botucatu. Uns 10 elementos. Já vieram com carro, moto, GPS, e o cara acabou explicando para gente como eles chegam até as vítimas. Estava curioso para saber. Geralmente, pegam aleatoriamente qualquer número e ligam”, explica. Para evitar cair em golpes, o delegado explica que a principal orientação é não tratar assuntos bancários por telefone e desconfiar sempre. A incidência de golpes em pessoas idosas se dá por conta de que, muitas vezes, são essas pessoas que possuem telefone fixo em casa como principal forma de comunicação.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: G1

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Dupla aplica golpe em idosa e saca R$ 2 mil da conta da vítima em Botucatu

Sem Comentários

02/10/2017

A Polícia Civil investiga um caso de estelionato contra uma idosa, de 85 anos, registrado neste final de semana, na Vila Antártica, em Botucatu (SP). Dois golpistas, que se identificaram como supostos funcionários da concessionária de energia, enganaram a vítima e sacaram R$ 2 mil de sua conta bancária. Segundo informações da Guarda Civil Municipal (GCM), os homens utilizando crachás falsos tocaram a campainha da casa e se apresentaram para a idosa, dizendo que estavam ali para averiguar um problema técnico na residência. Na abordagem, eles anotaram algumas informações da vítima, inclusive as senhas do cartão de débito. Conforme o relato da GCM, a dupla, então, entrou no imóvel supostamente para checar o funcionamento da máquina de lavar. Neste momento, os criminosos teriam aproveitado para furtar o cartão bancário da idosa, fugindo em seguida. A Guarda Civil Municipal levou a vítima para a agência bancária para bloquear o cartão e também para registrar o boletim de ocorrência. Ninguém foi identificado até o momento.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: G1

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Falso bancário aplica golpe dentro de agência

Sem Comentários

28/09/2017

Na manhã da quarta-feira (27), um aposentado de 78 anos foi vítima do golpe do falso funcionário de banco, dentro da agência bancária na rua Delegado Pinto de Toledo, centro de Rio Preto. O estelionatário levou R$ 1,2 mil que a vítima tinha acabado de sacar. Segundo informações do boletim de ocorrência, o aposentado até tentou se precaver contra ação dos bandidos. Logo após a sacar o dinheiro, ele foi até um dos banheiros da agência, para esconder o valor no corpo. Porém, logo que saiu do banheiro, o aposentado foi abordado por um rapaz, com trajes sociais. Se apresentando como um funcionário do banco, o rapaz disse para o idoso que infelizmente tinha ocorrido um problema durante o saque do dinheiro e que ele precisava subir até o segundo andar da agência para falar com o gerente. Como se fosse parte deste suposto processo de apuração do erro do saque, o rapaz disse que precisava ficar com a quantia sacada pelo aposentado, mas que o dinheiro seria devolvido assim que fosse resolvido o problema do saque. O aposentado diz que acreditou no rapaz, porque ele chegou até cumprimentar funcionários do local, dando a impressão de que era uma pessoa contratada da agência. O aposentado seguiu a instruções do rapaz e foi para o segundo andar. Quando foi falar com o gerente, o idoso percebeu que tinha caído em um golpe, porque não tinha nada de errado com o saque e o rapaz que tinha lhe abordado não era bancário. O idoso até tentou procurar o suposto funcionário, mas ele tinha desaparecido da agência. O caso foi registrado na Central de Flagrantes e a investigação será repassada para DIG, que vai tentar por meio das imagens internas da agências descobrir quem é o golpista.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: Diário da Região

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Polícia prende homem que se passava por fiscal e extorquia comerciantes nos Jardins

Sem Comentários

15/09/2017

A polícia prendeu um estelionatário que se passava por fiscal da Prefeitura de São Paulo e extorquia comerciantes da região do Jardins, área nobre na Zona Sul da cidade. E.J.S., de 52 anos, foi detido em flagrante com crachá falso da prefeitura, R$ 500 em notas marcadas e um cheque de um comerciante que foi extorquido. O estelionatário fazia uma breve fiscalização nos bares e alegava irregularidades para aplicar multa. O golpista pedia dinheiro às vítimas para livrá-las da penalidade. O homem foi autuado por estelionato e uso de documento falso.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: G1

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Anterior