Mulher cai em golpe após ver anúncio em rede social e tentar empréstimo de R$ 10 mil em RR

Sem Comentários

09/08/2018

Em Boa Vista, uma mulher de 37 anos caiu em um golpe de estelionato e perdeu R$ 150 após ver o anúncio de uma financeira no Facebook e tentar fazer um empréstimo de R$ 10 mil reais. O caso foi registrado na Polícia Civil nessa quarta-feira (08). O valor perdido foi depositado na conta da suposta empresa como “seguro fiança”. Segundo a vítima, o anúncio na internet chamou a atenção porque era para pessoas com nome negativado e tinha baixa taxa de juros. Após o contato com a empresa através do Facebook, a negociação foi feita em um aplicativo de troca de mensagens. A vítima forneceu todos os dados pessoais e recebeu em seguida um contrato para firmar o empréstimo. A negociação foi feita nessa terça (07).

“[A suposta atendente] entrou em contato e explicou que o contrato era feito através do WhatsApp e que [o valor] seria liberado em duas horas após o contrato assinado”, contou a mulher no registro da ocorrência na delegacia. O documento de várias páginas e cláusulas contratuais continha as informações do suposto empréstimo, que deveria ser quitado em 60 parcelas de R$ 233,00, totalizado R$ 13.980. Além disso, os papéis tinham ainda um “selo de autenticidade”. Para prosseguir com a operação, a mulher teve de depositar os R$ 150 na conta de uma fiadora. Após o valor ser creditado na conta de destino, a vítima foi então bloqueada do aplicativo de mensagens e não conseguiu mais contato. Só então ela percebeu que tinha caído em um golpe. Na delegacia o caso foi registrado como estelionato, previsto no artigo 171 do Código Penal brasileiro. A pena, em caso de condenação, prevê reclusão de 1 a 5 anos e multa. O caso deverá ser investigado pela Polícia Civil.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: G1

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Moradora de Araxá cai em golpe ao fazer empréstimo de dinheiro em site falso na internet

Sem Comentários

26/07/2018

Após fazer a negociação usando e-mail e um aplicativo de celular, uma moradora de Araxá, Alto Paranaíba, caiu no golpe de empréstimo. A Polícia Militar (PM) registrou o crime nesta quarta-feira (25) e o prejuízo foi de R$ 1.699. Nenhum suspeito foi identificado, nem preso. Segundo a ocorrência, a vítima, que não teve idade divulgada, informou que estava com necessidades financeiras e resolveu fazer um empréstimo em uma empresa do ramo. Contudo, ela procurou o serviço em um site falso que tinha o nome de outra empresa já conhecida. Depois de uma conversa através de e-mail e aplicativo do celular, a vítima contratou o serviço com os funcionários da empresa, onde um deles se identificou como diretor e advogado. Depois de receber o contrato pela internet, a mulher foi informada que para liberação do empréstimo seria necessário realizar um depósito bancário no valor R$ 250. Ela seguiu as regras dos golpistas, mas foi informada por uma suposta funcionária que, como o depósito por envelope demora a cair na conta, ela teria que transferir mais dinheiro. Ainda conforme a ocorrência, os golpistas solicitaram que ela fizesse outros depósitos. A mulher só descobriu que era um golpe ao procurar uma casa lotérica e ser alertada por uma das atendentes. Diante disso, a vítima desistiu de fazer o último depósito e contabilizou um prejuízo de R$1.699. A polícia informou ainda que a mulher procurou a loja física da empresa e foi informada de que os contratos realizados são feitos apenas fisicamente. Um boletim de ocorrência foi registrado e ninguém foi preso.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: G1

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Mulher cai em golpe de empréstimo pela internet

Sem Comentários

19/07/2018

Uma mulher, de 38 anos, caiu em um golpe de empréstimo na internet. Necessitada, a vítima teria repassado o número de todos os documentos e efetuou um depósito de R$ 150 para garantir o contrato. O caso foi registrado como estelionato. Segundo o relatório policial, a vítima informou que precisava de um empréstimo e encontrou a oportunidade na internet. Ao entrar em contato com o anunciante, passou seus dados, endereço e efetuou o depósito para garantir a assinatura do contrato. Após a constatação do repasse do valor, foi bloqueada e não obteve mais contato. A Polícia deve investigar o caso. Até o momento ninguém foi preso.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: A Cidade On

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Homem cai em golpe do falso empréstimo

Sem Comentários

26/02/2018

Na segunda-feira (26), um homem, de 29 anos, relatou à polícia que no último dia 16, procurou uma empresa financeira e iniciou o processo para tomar emprestado R$ 25 mil, divididos em 60 vezes de R$ 530. Em seguida, uma mulher que se apresentou como funcionária da empresa, informou que o cadastro havia sido aprovado, mas para que o dinheiro pudesse ser liberado, a vítima precisava pagar uma parcela adiantada de R$ 298. A vítima relata que após fazer o depósito não conseguiu mais contato com a suspeita, e por isso, procurou a polícia.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: Só Notícias

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Moradora cai em golpe de falso empréstimo

Sem Comentários

19/09/2017

Uma moradora de Manhuaçu (MG) caiu em um golpe pelo telefone. A vítima informou à Polícia Civil que recebeu uma ligação no dia 01/09 de uma empresa que realiza empréstimos sem consulta aos órgãos de créditos com sede na cidade de São Paulo. Após repassar todos os dados, a mulher recebeu outra ligação da empresa por uma atendente informando que havia sido liberado o valor de quatro mil reais, mas para acontecer a liberação na conta da vítima era necessário realizar o pagamento da primeira parcela no valor de R$363,20. Após o depósito, a empresa novamente ligou e pediu para que fosse depositado mais oitocentos reais. Diante disso, a vítima percebeu ter caído em um golpe. A mulher procurou a polícia para a comunicação do crime.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: Portal Caparaó

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Estelionatários de São Paulo aplicam golpe do falso empréstimo em Patos de Minas

Sem Comentários

30/08/2017

O chamado golpe do falso empréstimo fez inúmeras vítimas em Patos de Minas e preocupa as autoridades. Os alvos dos criminosos são aqueles com restrições no CPF, ou seja, que têm algum registro no SPC ou Serasa. Os golpistas surgem nas redes sociais, oferecendo empréstimo de dinheiro, com condições de pagamento facilitadas e baixa taxa de juros. Entretanto, é cobrada uma taxa de pagamento antecipada, como forma de liberação do crédito ― e aí está o golpe. Feito o depósito na conta dos bandidos, a suposta empresa simplesmente desaparece. O coordenador municipal do Procon afirma que é preciso ter cuidado e desconfiar de propostas “maravilhosas” vindas da internet. “Eles ligam, ou mandam mensagem nas redes socais, oferecendo crédito fácil, mediante depósito de algumas quantias em dinheiro. É preciso atenção, pois o consumidor, na maioria das vezes, age sem malícia”, explicou. A orientação do Procon é acionar a polícia, pois a prática é considerada crime de estelionato. O órgão de defesa do consumidor prepara ações para auxiliar, inclusive, o trabalho de investigação da Polícia Civil. Segundo informou o coordenador, a maioria dos criminosos são de São Paulo.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: Patos Agora

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Casal é preso suspeito de aplicar golpes de idosos em Belém

Sem Comentários

27/07/2017

Em Belém (PA), um homem e uma mulher foram presos em flagrante suspeitos de aplicar golpes em idosos. De acordo com informações da Polícia Civil divulgadas nesta quinta (27), o casal fazia empréstimos consignados fraudulentos e chegaram a levantar cerca de R$17 mil. A Polícia informou que as investigações iniciaram em junho e que o casal utilizava documentos falsos para fazer compras. Eles foram presos em uma loja de departamentos na avenida presidente Vargas, na última quarta-feira (27). Ainda conforme a Polícia, eles usavam documentos de identidade e cartões falsos e devem responder por falsidade ideológica, uso de documentos falsos e estelionato.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: G1

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Anterior