Moradora de Venâncio perde R$ 1.200 no golpe do empréstimo

Sem Comentários

10/10/2018

Uma moradora de Venâncio Aires, de 37 anos, perdeu R$ 1.200 no golpe do empréstimo. Um desconhecido, via rede social, lhe ofereceu um empréstimo de R$ 50 mil. A negociação estava se encaminhando, quando a vítima soube que precisaria fazer um depósito, para que o valor fosse liberado. Em um primeiro momento ela depositou R$ 200. Depois, o estelionatário pediu mais R$ 1 mil e a vítima depositou. Nesta quarta-feira o golpista entrou novamente em contato e disse que precisaria de mais R$ 2.500 para liberar o dinheiro. Desconfiada, a mulher procurou a Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento e registrou o golpe. “Ninguém pede dinheiro para liberar o valor que tu pediu emprestado. Isso não existe”, alertou um delegado.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: Folha do Mate

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Idosa procura a polícia para denunciar golpe do empréstimo em Vilhena

Sem Comentários

04/10/2018

Em Vilhena (RO), na região do Cone Sul, uma idosa, de 63 anos, procurou a Delegacia de Polícia Civil para denunciar um golpe. O caso foi registrado como estelionato, na quarta-feira (03). Após receber a ligação de um suposto funcionário do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), ela constatou um empréstimo na pensão no valor de R$ 5,3 mil. Segundo a mulher, o suposto funcionário ligou para ela no dia nove do mês passado. O homem disse que o pagamento da pensão havia sido bloqueado, pois ela não teria renovado a prova de vida. Com isso, o homem pediu que ela enviasse fotografias dos documentos pessoais e dados da conta bancária, via WhatsApp, para que o benefício fosse liberado. A idosa atendeu ao pedido do homem. Contudo, quando foi receber a pensão, percebeu um desconto de R$ 150. Ela entrou em contato com o INSS, que informou sobre um empréstimo de R$ 5.374, 42, realizado no dia 11 de setembro deste ano. A mulher disse à polícia que não autorizou o empréstimo. A Polícia Civil deve investigar o caso. De acordo com o INSS, a prova de vida é um procedimento obrigatório para todos os beneficiários, feito anualmente. O objetivo é evitar pagamentos indevidos de benefícios e fraudes previdenciárias. Contudo, para provar que está vivo, o aposentado ou pensionista deve ir até a agência bancária onde recebe o benefício. O procedimento não é feito por telefone nem por aplicativos de mensagens.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: G1

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Procon de Americana alerta para golpe do empréstimo

Sem Comentários

31/08/2018

De acordo com informações do Procon, os alvos do golpe são pessoas que buscam dinheiro de forma mais acessível e em instituições não credenciadas. A operação muitas vezes é realizada por meio de sites. O golpe funciona da seguinte forma: o consumidor encontra propostas atraentes de empréstimos em sites, depois entra em contato com o golpista por telefone. Durante a ligação são realizadas as negociações, porém, para que a transação se concretize, o interessado deve fazer um depósito bancário. “Muitas vezes recebemos denúncias desses golpes, razão pela qual orientamos às pessoas a não fazerem contratações pela internet e principalmente por telefone”, explicou o coordenador do Procon. O órgão orienta também que os consumidores desconfiem da empresas que ofertam muitas facilidades para empréstimos.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: O Liberal

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Vítima perde quase R$ 10 mil ao cair em golpe de empréstimo pelo Whatsapp

Sem Comentários

15/08/2018

Uma mulher de 46 anos procurou a Polícia Civil de Campo Grande 15 dias após ter depositado R$ 9.500 a um golpista acreditando que receberia um empréstimo no valor de R$ 55 mil, solicitado através do aplicativo WhatsApp. A vítima contou à polícia que conversou, por mensagens, com um funcionário de uma suposta empresa de crédito, que se identificou como Victor Hugo. O falso funcionário teria dito para a vítima que ela precisava depositar R$ 5 mil, referente ao pagamento do seguro do empréstimo, e depois mais R$ 4,5 mil para liberação do crédito.

A mulher, acreditando que se tratava de uma empresa verdadeira, fez os dois depósitos em uma conta de uma pessoa física, localizada na cidade de São Paulo (SP). Após os pagamentos a suposta empresa não fez o depósito referente ao empréstimo. A vítima entrou em contato por diversas vezes com o funcionário que sempre dizia para ela aguardar, que a empresa iria cancelar o empréstimo e devolver o dinheiro. Na tarde de terça-feira (15) outra vítima procurou a polícia após ter caído em um golpe semelhante.  A mulher perdeu  R$ 1.140,00, também ao tentar fazer um empréstimo, oferecido através da rede social Facebook.

Cuidados

O delegado da DECAT (Delegacia de repressão aos Crimes Contra as Relações de Consumo), explica que os consumidores devem tomar alguns cuidados para não cair nesses tipos de golpes, aplicados pela internet. “Primeiro o consumidor deve sempre desconfiar de preços muito abaixo dos praticados no mercado. Também deve-se evitar depositar o dinheiro diretamente na conta de um desconhecido. Se o pagamento for via boleto é preciso prestar atenção no nome do favorecido. Ao comprar algo por um site, verifique se ele é seguro. Desconfie de sites que são redirecionados através de anúncios que aparecem em meio às páginas de sites”, pontuou.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: Midia Max

Fique Ligado.

Mulher cai em golpe após ver anúncio em rede social e tentar empréstimo de R$ 10 mil em RR

Sem Comentários

09/08/2018

Em Boa Vista, uma mulher de 37 anos caiu em um golpe de estelionato e perdeu R$ 150 após ver o anúncio de uma financeira no Facebook e tentar fazer um empréstimo de R$ 10 mil reais. O caso foi registrado na Polícia Civil nessa quarta-feira (08). O valor perdido foi depositado na conta da suposta empresa como “seguro fiança”. Segundo a vítima, o anúncio na internet chamou a atenção porque era para pessoas com nome negativado e tinha baixa taxa de juros. Após o contato com a empresa através do Facebook, a negociação foi feita em um aplicativo de troca de mensagens. A vítima forneceu todos os dados pessoais e recebeu em seguida um contrato para firmar o empréstimo. A negociação foi feita nessa terça (07).

“[A suposta atendente] entrou em contato e explicou que o contrato era feito através do WhatsApp e que [o valor] seria liberado em duas horas após o contrato assinado”, contou a mulher no registro da ocorrência na delegacia. O documento de várias páginas e cláusulas contratuais continha as informações do suposto empréstimo, que deveria ser quitado em 60 parcelas de R$ 233,00, totalizado R$ 13.980. Além disso, os papéis tinham ainda um “selo de autenticidade”. Para prosseguir com a operação, a mulher teve de depositar os R$ 150 na conta de uma fiadora. Após o valor ser creditado na conta de destino, a vítima foi então bloqueada do aplicativo de mensagens e não conseguiu mais contato. Só então ela percebeu que tinha caído em um golpe. Na delegacia o caso foi registrado como estelionato, previsto no artigo 171 do Código Penal brasileiro. A pena, em caso de condenação, prevê reclusão de 1 a 5 anos e multa. O caso deverá ser investigado pela Polícia Civil.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: G1

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Moradora de Araxá cai em golpe ao fazer empréstimo de dinheiro em site falso na internet

Sem Comentários

26/07/2018

Após fazer a negociação usando e-mail e um aplicativo de celular, uma moradora de Araxá, Alto Paranaíba, caiu no golpe de empréstimo. A Polícia Militar (PM) registrou o crime nesta quarta-feira (25) e o prejuízo foi de R$ 1.699. Nenhum suspeito foi identificado, nem preso. Segundo a ocorrência, a vítima, que não teve idade divulgada, informou que estava com necessidades financeiras e resolveu fazer um empréstimo em uma empresa do ramo. Contudo, ela procurou o serviço em um site falso que tinha o nome de outra empresa já conhecida. Depois de uma conversa através de e-mail e aplicativo do celular, a vítima contratou o serviço com os funcionários da empresa, onde um deles se identificou como diretor e advogado. Depois de receber o contrato pela internet, a mulher foi informada que para liberação do empréstimo seria necessário realizar um depósito bancário no valor R$ 250. Ela seguiu as regras dos golpistas, mas foi informada por uma suposta funcionária que, como o depósito por envelope demora a cair na conta, ela teria que transferir mais dinheiro. Ainda conforme a ocorrência, os golpistas solicitaram que ela fizesse outros depósitos. A mulher só descobriu que era um golpe ao procurar uma casa lotérica e ser alertada por uma das atendentes. Diante disso, a vítima desistiu de fazer o último depósito e contabilizou um prejuízo de R$1.699. A polícia informou ainda que a mulher procurou a loja física da empresa e foi informada de que os contratos realizados são feitos apenas fisicamente. Um boletim de ocorrência foi registrado e ninguém foi preso.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: G1

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Mulher cai em golpe de empréstimo pela internet

Sem Comentários

19/07/2018

Uma mulher, de 38 anos, caiu em um golpe de empréstimo na internet. Necessitada, a vítima teria repassado o número de todos os documentos e efetuou um depósito de R$ 150 para garantir o contrato. O caso foi registrado como estelionato. Segundo o relatório policial, a vítima informou que precisava de um empréstimo e encontrou a oportunidade na internet. Ao entrar em contato com o anunciante, passou seus dados, endereço e efetuou o depósito para garantir a assinatura do contrato. Após a constatação do repasse do valor, foi bloqueada e não obteve mais contato. A Polícia deve investigar o caso. Até o momento ninguém foi preso.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: A Cidade On

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Anterior