Mulher cai em golpe após depositar R$ 2 mil com a promessa de receber R$ 5 mil e procura a polícia em MT

Sem Comentários

21/03/2019

Nessa quarta-feira (20), uma mulher de 32 anos procurou a polícia depois de depositar mais de R$ 2 mil na conta de uma suposta empresa de crédito, em Primavera do Leste, a 239 km de Cuiabá. Ela declarou à Polícia Militar que esperava receber uma quantia de R$ 5 mil, o que não aconteceu. A mulher recebeu por telefone uma oferta de uma atendente que se disse funcionária de uma empresa de crédito pessoal, no valor de quase R$ 5 mil, mas para receber esse dinheiro ela tinha que depositar uma quantia na conta bancária de representantes da suposta empresa de crédito. Ela depositou cerca de R$ 2.300 em três parcelas e, na hora de pegar o dinheiro prometido, o valor não caiu na conta. Quando uma pessoa da suposta empresa ligou para ela informando que o valor de quase R$ 8 mil tinha caído na conta dela, a vítima estranhou, já que não era essa a quantia que pretendia emprestar, e entrou em contato com um amigo dela que trabalha em um banco. Esse amigo checou a conta para a qual ela havia transferido o dinheiro e ele constatou que era inexistente. Ela não conseguiu entrar mais em contato com a empresa. A mulher abriu um boletim de ocorrência na Polícia Militar e informou aos policiais que a empresa ainda liga e pede novos depósitos. O caso vai ser investigado pela Polícia Civil como suspeita de estelionato.

Homem cai em golpe de falso empréstimo

Sem Comentários

21/03/2019

Um homem de Capivari foi vítima de estelionato na última semana. Conforme informações, ele solicitou um empréstimo pelo site, através de uma financeira, no valor de R$ 5 mil, que seria pago em 12 parcelas. A vítima entrou em contato com a empresa por telefone (DDD 11) e, após o contato, foi solicitado ao mesmo dois depósitos e a vítima fez o primeiro depósito no dia 1º de março, no valor de R$ 352,36, e outro no dia 6 de março, no valor de R$ 594,46. A suposta financeira entrou em contato novamente com a vítima solicitando um novo depósito, foi quando ela percebeu que se tratava de um golpe. Mesmo com a ampla divulgação da modalidade de crime, muita gente, de todas as idades, ainda cai na lábia dos bandidos. Casos de falso empréstimo são constantes e por isso, a importância de procurar a polícia, em qualquer delegacia, e fazer a denúncia. O importante é que qualquer pessoa que seja instigada a depositar algum valor antes mesmo de receber o dinheiro, desconfie e acione as autoridades.

Mulher cai no golpe do falso empréstimo e perde R$ 800

Sem Comentários

20/02/2019

Uma moradora do bairro Vila Mariana, de 40 anos, relatou para a Polícia Civil, que entrou em contato com uma empresa, no último dia 15, para tentar um empréstimo e iniciou a negociação. Ela fechou o negócio mas alega que foram pedidos R$ 500, para que o dinheiro fosse liberado. A mulher diz que fez o depósito e houve outro contato para liberar o empréstimo. Mas que para ser feito, seria necessário que ela depositasse mais R$ 300, o que acabou ocorrendo. O empréstimo acabou não sendo liberado. A mulher desconfiou de fraude e foi a polícia pedir providências. Na terça-feira (19), uma consumidora, de 23 anos, procurou a delegacia municipal e registrou boletim de ocorrência denunciando que fez uma compra pela internet, de um determinado produto (não informado no boletim) e não recebeu. A compra foi em 27 de dezembro e ela pagou R$ 3,3 mil.

Homem é vítima de golpe de empréstimo bancário

Sem Comentários

13/02/2019

Um homem vítima de um golpe de empréstimo bancário foi à delegacia da Polícia Civil de Cascavel denunciar o caso. Ele disse ter recebido um documento falso que autorizava um empréstimo de R$ 11.666,00. “Entregaram o documento do banco dizendo que eu precisava assinar um bilhete para um empréstimo. Era falso e que o povo não caia, porque não vai receber nada”, lamenta a vítima. O homem comenta ainda que os golpistas por meio do nome das vítimas e outros dados conseguem dinheiro. Ele levou o documento que recebeu até uma agência bancária e então foi informado que era falso e orientado a procurar a polícia. “É uma falsidade muito bem feita, para você cair sem direito a nada”. Após a entrega do documento, a vítima disse que os golpistas ainda entram em contato pelo celular para repassar orientações.

Mulher perde R$ 1,1 mil em golpe do falso empréstimo

Sem Comentários

05/02/2019

Uma moradora de Sebastianópolis do Sul (SP) fez contato com supostos representantes de uma financeira através da internet e acabou perdendo R$1.180,12 no golpe do falso empréstimo. Dois golpistas trocaram várias mensagens com a vítima, até concluírem um falso empréstimo de R$5.890,12. Eles enviaram foto de um comprovante de transferência bancária do valor do empréstimo supostamente depositado na conta da mulher, porém ela não conseguiu sacar. A imagem enviada mostrava o valor bloqueado. Os criminosos exigiram o pagamento inicial de R$ 290,00 para o “contrato”, e mais dois depósitos de R$445,06 para o suposto “desbloqueio” do dinheiro. Ao descobrir que era golpe, procurou a Polícia Civil e registrou uma ocorrência. Ela forneceu cópias do contrato enviado pelo aplicativo de celular, além das conversas e os números dos celulares dos picaretas. Os aparelhos tem código de operação de São Paulo, mesmo local da sede da empresa.

COMO FOI O GOLPE:

  • A vítima pesquisou na internet uma financeira para empréstimo pessoal;
  • Ela clicou em um site e preencheu uma proposta;
  • Logo em seguida começou a receber mensagens no celular, até efetuar os depósitos;

COMO FUNCIONA:

  • Segundo policiais e consultores em segurança digital ouvidos pela reportagem, esse tipo de golpe é aplicado até mesmo por detentos de penitenciárias;
  • Eles utilizam indevidamente nome de empresas idôneas, ou ainda abrem empresas apenas de “fachada”;
  • No caso relatado, a pesquisa do CNPJ indica que a empresa existe e está ativa e registrada na Receita Federal como atividades de teleatendimento e holdings de instituições não-financeiras. O perfil do contato do WhatsApp também é falso;
  • Nesse caso, as fotos são “roubadas” de pessoas comuns, nas redes sociais;
  • As contas utilizadas para os depósitos feitos pelas vítimas também são fraudadas, muitas vezes até de pessoas mortas, ou que tiveram dados roubados e nem sabem;
  • No caso da vítima de Sebastianópolis, os depósitos foram feitos em contas de três mulheres;
  • O alerta dos especialistas é que as pessoas procurem instituições bancárias ou financeiras com sedes físicas, o que reduz o grau de risco nas contrações.

Jovem cai no golpe do empréstimo em Corupá

Sem Comentários

31/01/2019

Um jovem, de 25 anos, alerta para o golpe do empréstimo via WhatsApp. Vítima de um estelionatário, ele teve um prejuízo de R$175 reais essa semana em Corupá (SC).

O golpe

Na tarde da segunda-feira (28), a vítima celebrou um contrato de empréstimo, no valor de R$ 2 mil, com uma suposta empresa de assessoria em negócios financeiros. O pedido de empréstimo foi realizado via WhatsApp com o “representante Bruno”. O suposto representante solicitou ao jovem que depositasse inicialmente R$100 em uma conta bancária. O valor, segundo o negociador, seria usado para pagar um seguro. O primeiro depósito ocorreu na segunda-feira, às 15h32, na casa lotérica em Corupá. O dinheiro foi depositado na conta de uma mulher. No dia seguinte (29), o golpista pediu para o jovem depositar mais R$ 75 reais, pois “precisava pagar o IOF”. A vítima foi até a lotérica e fez novo depósito na conta que lhe foi passada. Depois de realizar o depósito, a vítima enviou o comprovante ao “representante Bruno”.

Bloqueado no WhatsApp

A vítima tentou entrar em contato com Bruno, mas o golpista bloqueou o seu número. Desde então, ela não conseguiu mais falar com o suposto representante. Na manhã desta quinta-feira (31), o jovem registrou um boletim de ocorrência na Delegacia de Corupá.

Microempresária cai no golpe do falso empréstimo

Sem Comentários

21/01/2019

Ao tentar contratar um empréstimo, uma microempresária, de 44 anos, perdeu mais de R$1.700. Ela foi atraída por um anúncio na internet, que a levou a um aplicativo. O caso foi denunciado à Polícia Militar no final de semana. A vítima disse que no dia 15 deste mês entrou no site de uma empresa de empréstimos, a qual contatou através de um aplicativo de celular um empréstimo de R$10 mil. Para concessão do mesmo a empresa exigiu um pagamento de R$ 800, para a cobertura do seguro. A vítima realizou depósito no valor solicitado e ao informar o pagamento a suposta empresa exigiu um novo depósito de R$460, o que foi feito. Mesmo recebendo os dois depósitos, o valor contratado não foi liberado e o golpista exigiu mais R$477 que a vítima novamente o fez. Depois de ter depositado R$1.737 a mulher começou a desconfiar da negociação e tentou cancelar a transação, o que foi aceito pela empresa, desde que ela pagasse uma multa de R$930 e aguardasse entre cinco e quinze dias.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: Poços Já

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Anterior