Polícia prende homem suspeito de estelionato no Maranhão

Sem Comentários

29/01/2019

Em São Luís, na segunda-feira (28), a  Polícia prendeu um homem, de 53 anos, após cumprimento de mandado de prisão preventiva pelo crime de falsificação de documento público. Ele é suspeito pelo crime de estelionato. Conforme a polícia, ele inseria dados falsos em carteiras de identidades, bem como produzia toda as demais informações precisas para que a ação criminosa tivesse sucesso. Durante a prisão dele, os policiais ainda apreenderam em sua residência, na capital, uma vasta documentação que seria utilizada para produzir os documentos necessários a garantir vantagem ilícita junto às instituições de assistência social. O homem foi encaminhado a Delegacia Especial do bairro Cidade Operária, em São Luís, onde ficará à disposição da Justiça.

Polícia Civil prende falsificador de documentos em Campinas

Sem Comentários

18/01/2019

No final da tarde de quinta-feira (17), a Polícia Civil de Campinas prendeu um homem acusado de falsificar documentos. T.F.N. chegou a abrir uma academia com documentos falsificados. O caso foi registrado no 5º DP (Distrito Policial). Segundo a polícia, em diversas oportunidades o homem fez uso de documentação falsa, realizava reconhecimentos de firmas e autenticações documentais, para cometer estelionatos em Campinas e região. Na quinta-feira, ele novamente dirigiu-se ao cartório para autenticar um RG falso, mas desta vez a polícia foi avisada. Através de imagens de segurança eles identificaram o veículo que o criminoso estava e o localizaram em seu estabelecimento comercial, o qual também foi aberto com uso de documentação falsa.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: A Cidade On

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Suspeita de falsificar documentos em cartório é presa

Sem Comentários

17/01/2019

Uma mulher suspeita de envolvimento nos crimes de falsidade ideológica, corrupção, formação de quadrilha e falsificação de documentos públicos, foi presa, nesta quarta-feira (16), por policiais da Delegacia Territorial (DT), de Canavieiras (BA). A.C.V. era funcionária de um tabelionato do município. Durante as buscas em sua casa, os investigadores apreenderam dezenas de documentos de imóveis, além de pendrives com modelos de escrituras, um computador e um celular, que serão encaminhados para perícia. De acordo com o titular da unidade policial, a mulher falsificava escrituras e solicitava que as vítimas depositassem os valores das taxas em suas contas bancárias pessoais. “Ela emitia comprovantes sem o selo de autenticidade, facilitava processos, dentre outras ilegalidades”, explicou. As investigações indicam que somente uma das vítimas foi lesada em mais R$ 4 mil. “Além das pessoas que a procuraram, ela também causou prejuízos aos cofres públicos”, completou o delegado. A mulher já está à disposição da Justiça. A polícia ainda apura se outras pessoas estão envolvidas no esquema.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: Bahia Notícias

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Estelionatário é preso por vender certificados falsos de Ensino Médio

Sem Comentários

16/01/2019

O Grupo de Operações e Investigações (GOI), prendeu na terça-feira (15), o estelionatário W.B.S., 19 anos, no Jardim Paradiso, em Campo Grande. Ele anunciava pela internet e vendia certificados falsos de conclusão de Ensino Médio. Policiais chegaram até ele depois que um rapaz de 21 anos comprou o certificado e descobriu que se tratava de um documento falso. Ele relatou à polícia que viu a oferta no Facebook de uma colega e entrou em contato com o autor. A propaganda dizia que o certificado de conclusão de Ensino Fundamental e Médio era reconhecido pelo MEC (Ministério da Educação) – 100% confiável. O valor de R$ 350 a R$ 400 era realizado depois que cliente recebesse o certificado, três dias depois após a solicitação. Interessado, o rapaz entrou em contato com o estelionatário via WhatsApp, que se identificou como Vitor. O autor alegou que tudo era feito dentro da lei, que o documento era reconhecido pelos órgãos responsáveis. O negócio foi fechado e após três dias, a vítima recebeu o certificado e fez o pagamento de R$ 400.

No dia seguinte, o rapaz ligou na escola que aparecia no carimbo do certificado para confirmar a autenticidade e descobriu que não havia nenhum documento com o nome dele no sistema, porém os nomes que constavam no certificado eram de funcionários do local. A vítima, então, entrou em contato com o autor questionando sobre a situação e acabou bloqueado no aplicativo de mensagens. A cunhada da vítima que também já havia marcado encontro com estelionatário para adquirir o certificado foi informada sobre o golpe. Na sequência, o rapaz procurou a polícia para registrar a ocorrência e informou os dados que tinha do autor como telefone e endereço. O jovem foi preso em frente de casa com documento de identidade falso em mãos e outros quatro na mesma situação dentro da residência. Também foram localizados no imóvel três carimbos, sendo um de uma escola, de um diretor e de uma secretária. Questionado, ele confessou que fazia documentos falsos há mais de um ano e anunciava o negócio por meio de um perfil “fake” no Facebook.

Polícia prende homem por falsificação de Carteira de Identidade

Sem Comentários

14/01/2019

Na última sexta-feira (11), policiais da Delegacia de Defraudações e Combate à Pirataria (DDCP), integrada ao Departamento de Crimes Contra o Patrimônio (Depatri), em parceria com Instituto de Identificação de Sergipe, efetuaram a prisão em flagrante de F.J.S.O., 30 anos, natural de Nossa Senhora da Glória. O homem foi preso depois que um papiloscopista constatou que ele fazia uso de documentos falsos para tentar obter a segunda via da Carteira de Identidade. O acusado tinha em seu poder uma Carteira de Identidade falsificada, a qual foi utilizada para obter uma Carteira de Trabalho, um Passaporte e um CPF, bem como para abrir conta bancária e requerer benefício junto ao INSS. O sujeito confessou a prática do crime e afirmou que a Carteira de Identidade falsa tinha sido produzida por um colega da cidade de Nossa Senhora da Glória (SE), motivo pelo qual as investigações terão continuidade, a fim de serem identificados outros envolvidos na fraude.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: InfoNet

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Grupo fraudava empréstimos de até R$ 500 mil com dados de servidores federais no DF; três foram presos

Sem Comentários

09/01/2019

Nesta quarta-feira (09), foi desarticulado pela Polícia Civil do Distrito Federal um suposto esquema criminoso que roubava dados de servidores do Ministério do Planejamento. A investigação aponta que o grupo usou as informações para contratar empréstimos consignados de até R$ 500 mil. Conforme a corporação, os suspeitos atuavam em vários estados e eram especializados nas práticas de falsidade ideológica, uso de documento falso, estelionato e lavagem de dinheiro. Os principais alvos eram os auditores fiscais da pasta federal. “Usavam contracheque, CPF e comprovantes de residência em nome de um auditor fiscal, depois dispensavam esses documentos e obtinham outros para abrir contas jurídicas e movimentar o valor”, explicou a delegada que investiga o caso. Por nota, o Ministério da Economia – unificado à pasta do Planejamento – disse que ainda não foi notificado oficialmente sobre a investigação e, por isso, “não é possível se manifestar”. O comunicado, no entanto, reforça a segurança do Sigepe. “O ministério reafirma que o sistema é seguro e mantido pelo Serpro, que aplica as melhores práticas de segurança da informação do mercado.”

Prisões

Nesta terça (8) e quarta-feira (9), dois homens suspeitos de praticar os crimes foram presos temporariamente. A polícia cumpriu mandados de prisão, busca e apreensão no DF e em Goiás. O terceiro membro do grupo está preso desde setembro. O suposto esquema foi classificado como “aperfeiçoado e complexo”. “Os investigados, após adquirirem fraudulentamente dados de contracheques de servidores no sistema Sigepe, fabricavam documentos que eram utilizados para abertura de contas correntes e contratação de empréstimos consignados vultosos”, diz material divulgado pela polícia.

Homem é preso com certificados escolares falsos em Paracatu

Sem Comentários

07/01/2019

Um homem, de 26 anos, foi preso na última sexta-feira (04) com certificados escolares falsos em Paracatu (MG). Segundo a Polícia Militar (PM), os agentes receberam informações de que o suspeito estava com documentos falsos e iniciaram rastreamentos no intuito de localizar o homem. O sujeito foi localizado pelos militares na Rua Donizete Victor Rodrigues, no bairro Bela Vista. Ele foi abordado num veículo Fiat/Siena. Dentro do carro, os militares localizaram dois certificados de ensino médio com indícios de falsificação. O homem disse para a polícia que teria recebido os dois certificados de um mototaxista desconhecido no dia 03 de janeiro deste ano, e que o documento seria entregue na rua onde ele havia sido abordado e o outro no centro da cidade. Ele ainda disse aos policiais que ganharia a quantia de R$ 100 por cada certificado. Ainda foram localizados mais dois documentos na casa do suspeito e mais três papéis de certificados não preenchidos. Diante da situação, o homem foi preso e conduzido para a delegacia de Polícia, juntamente com os documentos apreendidos.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: Paracatu News

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Anterior Próximo