Três são presos com documentos falsos na rodovia dos Tamoios em Paraibuna

Sem Comentários

16/10/2018

Três pessoas foram presas nesta segunda-feira (16) com documentos falsos na rodovia dos Tamoios em Paraibuna (SP). Conforme a Polícia Rodoviária Estadual (PRE), eles faziam uma ronda no km 26 da rodovia por volta das 16h, quando suspeitaram dos ocupantes do veículo. Na abordagem, a polícia encontrou com eles vários documentos falsos. Em depoimento, eles contaram que tinham adquirido as carteiras de habilitação e identidade com um falsificador no centro de São Paulo, mas não explicaram para que os documentos seriam usados. Além dos documentos, também foram apreendidos R$ 2,6 mil em espécie. O homem de 44 anos, e as duas mulheres de 25 e 27 anos foram presas em flagrante por uso de documento falso e falsificação. O caso vai ser investigado pela Polícia Civil. O homem foi encaminhado à cadeia de Jacareí e as mulheres encaminhadas à cadeia de Santa Branca.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: G1

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Dupla é presa com documentos falsos e veículo roubado em VG

Sem Comentários

17/10/2018

Foi presa nesta quarta-feira (17), no bairro Jardim Potiguar, em Várzea Grande, uma dupla acusada de receptação, adulteração de sinal identificador de veículo e falsificação de documento público. De acordo com informações do 4º BPM, a equipe estava em rondas quando avistaram um veículo Fiat Toro em alta velocidade. Os policiais fizeram a abordagem e com os suspeitos foram encontrados R$ 676, dois celulares e diversos documentos de outros veículos. Ainda conforme a PM, ambos os suspeitos possuem antecedentes criminais. Na checagem do veículo foram verificadas algumas irregularidades, haviam adulterações tanto no documento como no veículo. Durante checagem no posto da Polícia Rodoviária Federal (FRF), foi confirmado que o veículo foi roubado em Cuiabá na quarta-feira passada (10). Ambos foram encaminhados à Delegacia para serem tomadas as providências cabíveis.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: VG Notícias

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Suspeito de estelionato é detido com documentos falsificados em Garanhuns

Sem Comentários

05/10/2018

Na quinta-feira (04), em Garanhuns, Agreste de Pernambuco, um homem foi detido suspeito de estelionato após tentar tirar um cartão-benefiício com um documento falso em uma agência bancária. Conforme a Polícia Militar, a ação chamou a atenção do gerente do local, que percebeu que algumas informações não correspondiam e chamou a polícia. Ao ser questionado pela PM, o suspeito disse que morava em Águas Belas e foi contratado por uma pessoa desconhecida para fazer a retirada do benefício. Ele contou que receberia uma quantia em dinheiro para isso. Em seguida, a Polícia Militar foi até a casa do suspeito. Chegando ao local, familiares informaram que ele cometia os crimes junto com outra pessoa. A PM também se dirigiu até a casa do segundo suposto criminoso, que fugiu ao perceber a presença dos policiais. Dentro da casa do homem que foi detido foram encontrados 28 RGs, 23 CPFs, 11 certidões de nascimento, 26 comprovantes de residência, 15 carteiras de trabalho, um cartão de benefício, quatro comprovantes de saque no valor de R$1,5 mil, três cédulas de identidade em branco, cinco carimbos, fotos 3×4, uma máquina de plastificação, uma máquina de cortar documento, uma almofada de carimbo, plásticos para plastificar RG e certidões de nascimento, um celular, um pen drive e R$ 51. Os materiais foram apreendidos e levados juntamente com o suspeito à Delegacia de Polícia Federal em Caruaru. Até a publicação desta matéria, o outro suspeito não foi encontrado. A Polícia Federal vai investigar o caso.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: G1

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Estelionatário é detido emitindo certificados falsos de supletivos

Sem Comentários

03/10/2018

Foi encaminhado para audiência de custódia um universitário, de 26 anos, suspeito de emitir certificados falsos de conclusão de cursos supletivos no Recife. O homem foi detido no prédio Santa Helena, no bairro de São José, na área central do município, onde usava uma das salas para realizar provas com os alunos. No momento em que foi detido, o estudante estava entregando um certificado a uma das vítimas. Conforme a delegada adjunta de estelionato, mais de 30 documentos estavam prontos para serem entregues. Todos eles tinham carimbo, assinatura e o nome de um curso supletivo que funciona no estado da Paraíba.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: Rádio Jornal

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Alunos que receberam diploma falso gastaram mais de R$ 10 mil em 3 anos de ‘faculdade fake’

Sem Comentários

02/10/2018

Diplomas falsos apreendidos pela polícia do DF durante a Operação Sofista

Segundo a Polícia Civil, os alunos que receberam diploma falso do instituto Axioma, no Distrito Federal, fizeram de três a quatro anos de aulas regulares e presenciais aos sábados. Durante esse período, eles pagaram de R$ 300 a R$ 400 por mensalidade – o prejuízo total de cada um passa dos R$ 10 mil. Até a publicação desta reportagem, pelo menos quatro pessoas haviam sido identificadas como vítimas – todas de baixa renda, de acordo com a polícia. Elas concluíram um curso falso de educação física. Três homens apontados como donos da empresa são investigados por falsificação de documentos, estelionato e associação criminosa. Os empresários foram alvos de mandados de busca e apreensão na manhã desta terça-feira (02) em Taguatinga e Samambaia. Eles não foram detidos e vão responder em liberdade, pois a Justiça negou os pedidos de prisão preventiva. As unidades do instituto, que ficam em Brazlândia e Taguatinga, no Distrito Federal, e em Águas Lindas e Valparaíso, em Goiás, também foram alvos dos mandados da Operação Sofista. Nos locais, a polícia apreendeu R$ 12 mil em espécie, cheques e diplomas sem assinatura. A quantidade de documentos não havia sido estimada até as 11h.

Em apuração desde 2017

As investigações começaram no ano passado, quando o Conselho Regional de Educação Física (Cref-DF) encaminhou um diploma “aparentemente falso” à Polícia Civil. A suspeita era de que o aluno tivesse forjado o documento. “Isso é relativamente comum, mas, em casos anteriores, os alunos não tinham frequentado a faculdade e comprado os diplomas. Neste caso, os alunos são vítimas”, explicou um delegado, que é coordenador da Coordenação de Repressão aos Crimes Contra o Consumidor e a Fraudes (Corf). Segundo ele, o aluno chegou a questionar o instituto irregular. Depois, recebeu uma nova emissão do diploma – mas este também foi barrado pelo conselho. As investigações apontaram que o instituto irregular usava o nome de pelo menos duas faculdades credenciadas pelo Ministério da Educação para forjar os diplomas. No documento, elas apareciam como “instituições parceiras” e, segundo o delegado que coordena o caso, também foram vítimas. O delegado recomenda a quem estiver pesquisando um curso acadêmico ou profissionalizante que se certifique do credenciamento da instituição junto ao MEC. “E desconfiar de preços muito abaixo do que é praticado pelo mercado”, disse. A suspeita é de que outros cursos ofertados pelo Axioma também não tenham validade. O instituto oferecia pedagogia, matemática, alfabetização em Libras, docência do ensino superior, recursos humanos e curso técnico de segurança no trabalho.

Ex-presidiário é flagrado com identidades falsas e diz que pretendia aplicar golpes no INSS

Sem Comentários

28/09/2018

Foi preso com 16 documentos de identidades falsos um ex-presidiário de 27 anos. A prisão ocorreu em um albergue, localizado na Zona Norte de Aracaju, nesta quinta-feira (27). Conforme a Polícia Civil, ele confessou que utilizaria os documentos para obter benefícios junto ao INSS, por ser portador de enfermidade em um dos membros superiores. Ele planejava obter 16 benefícios com o uso da documentação falsa. O material apreendido vai passar por perícia, e o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) será informado para suspender eventuais benefícios que possam ter sido deferidos. A prisão foi realizada após uma denúncia realizada através do 181. E investigada por equipes do Complexo de Operações Policiais Especiais (Cope) e da Delegacia de Defraudações e Crimes Cibernéticos.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: G1

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Polícia prende dois homens suspeitos de estelionato em São Luís

Sem Comentários

26/09/2018

Na noite de terça-feira (25), dois homens identificados foram presos pela polícia em um condomínio no bairro Parque Athenas, em São Luís. Com eles foram apreendidos cartões de crédito com nomes de pessoas diferentes, aparelhos celulares, máquinas de cartão de crédito e relógios. Segundo o superintendente da Polícia Civil, as investigações iniciaram após receberem denúncias de vizinhos que suspeitaram da movimentação de compras que os dois realizaram nos últimos tempos. “O Centro de Inteligência aguardou no local e abordou os indivíduos que chegavam da rua, com eles foram encontrados documentos falsos e cartões de créditos no nome de terceiros. Nesse momento foi dado voz de prisão por flagrante, já que foram encontrados vários equipamentos de possível falsificação e vários produtos em valor bastante elevado, aberturas de firmas, notas fiscais e certificações de digitais em nomes falsos”, revelou. Os dois homens são do Distrito Federal e através de um contato com uma delegada de Brasília foi descoberto que existe um mandato de prisão temporária para um deles expedido pela Justiça por suspeita de estelionato. O delegado acrescenta que a polícia ainda investiga a existência de mais suspeitos para descobrir a quantidade de pessoas envolvidas no golpe, além de entender melhor de que forma eles agiam no Maranhão. “Eles estavam clonando cartões e através desses cartões clonados efetuavam várias compras, obviamente eles não pagariam e com essas compras eles já tinham as pessoas certas em Brasília, na qual eles faziam revenda dos produtos. Inclusive firmas abertas, pessoas jurídicas para conseguir lavar esse dinheiro e depois retornar para as mãos da quadrilha”, finalizou.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: G1

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Anterior