Traficante carioca usava documento falso e ficava 6 meses em cada lugar

Sem Comentários

13/12/2017

O criminoso brasileiro M.F.P.V., um dos traficantes mais procurados do Brasil, preso hoje (13) em Encarnación, no Paraguai, usava documento falso em nome de M.L.C. Ele tinha um RG brasileiro e documentos emitidos no Paraguai. Além disso, nos cinco anos em que passou escondido no Paraguai se mudava a cada seis meses, para não ser monitorado. No imóvel onde o traficante carioca foi preso, agentes da Polícia Federal brasileira apreenderam três documentos com o nome falso: uma identidade brasileira, outra paraguaia e uma carteira de habilitação paraguaia. Na casa também foram encontradas duas pistolas, seis carregadores e U$ 10 mil. Segundo policiais cariocas que acompanharam a operação, o homem tinha alugado o imóvel há de seis meses. Antes de mudar para Encarnación, morou em Ciudad del Este. Três brasileiras foram encontradas na casa com o criminoso. Uma dormia no quarto com ele quando os policiais chegaram. Uma delas é procurada no Brasil por associação para o tráfico. Segundo os policiais brasileiros, as três foram de ônibus do Rio de Janeiro até Foz de Iguaçu (PR) e depois chegaram a Encarnación de táxi. Segundo a Polícia Civil do Rio, o homem vive no Paraguai há cinco anos. Em 2012, quando as forças de segurança ocuparam a favela de Manguinhos, onde ele chefiava o tráfico, o mesmo fugiu para o Paraguai, onde assumiu a remessa de drogas e armas para o Comando Vermelho.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: Campo Grande News

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

PMDF prende suspeito de falsificar cartões de crédito e RG

Sem Comentários

12/12/2017

A Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF) prendeu um homem de 30 anos por falsificação de documentos. O flagrante ocorreu por volta das 17h de segunda-feira (11), no Itapoã. Segundo a Instituição, os documentos continham dados pessoais de vítimas de estelionato. Os golpes praticados pelo criminoso somam R$ 60 mil. O falsificador foi identificado após denúncias de que um Fiat Palio, de cor amarela, estaria circulando na região do Paranoá e Itapoã com homens armados que, segundo informações de populares, ameaçavam algumas pessoas. Os policiais conseguiram localizar o veículo. Durante a abordagem, o condutor demonstrou bastante nervosismo. Os militares foram até a casa da mãe do suspeito. No quarto do rapaz, foram encontrados um notebook, um tablet Samsung, três máquinas de cartão de crédito, dezenas de cartões bancários clonados, sem impressão, além de cinco identidades falsas (todas com a mesma foto, mas com nomes diferentes). Um saco com dezenas de contas da Companhia Energética de Brasília (CEB), documentos diversos, espelhos impressos preenchidos, um papel com números, nomes e RGs impressos, um pendrive, um máquina fotográfica e dezenas de notas falsas também foram localizados pelos policiais. O suposto estelionatário assumiu ser o proprietário dos objetos apreendidos pela PM e não autorizou o desbloqueio de seu aparelho celular, alegando a existência de negociações indevidas. Ele foi encaminhado para a 6ª Delegacia de Polícia (Paranoá), onde foi preso em flagrante por falsificação de documentos públicos, furto mediante fraude e falsificação de moeda.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: Metrópoles

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Homem tenta retirar veículo do Detran com documento falso e acaba preso

Sem Comentários

04/12/2017

Foi preso na tarde da segunda-feira (04), um homem, de 23 anos, no depósito do Detran de Taguatinga, ao tentar retirar um carro com documentação falsa. Ele compareceu ao posto de atendimento para fazer a liberação do veículo, um VW Santana, com placa da Bahia, que foi removido no último sábado (02). Ao se dirigir para o setor de liberação, ele apresentou o Documento Único de Transferência (DUT) e uma procuração. Em seguida, o homem foi encaminhado para fazer a vistoria, quando, após checar os documentos, um servidor do Detran percebeu alguns indícios de falsificação e, imediatamente, entrou em contato com o cartório responsável, que confirmou que se tratava de uma procuração falsa. A Polícia Militar foi acionada e conduziu o homem à 12ª Delegacia de Polícia, em Taguatinga. Ele deve responder por crime de falsificação. Neste ano, segundo o Detran, já foram 25 casos de prisões de pessoas que tentaram retirar veículos dos depósitos com documento falso.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: R7

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Suspeitos de estelionato são presos na Dutra, em Itatiaia, com material para aplicar golpes

Sem Comentários

01/12/2017

Duas mulheres e um homem, suspeitos de estelionato, foram presos com material para aplicar golpes bancários no fim da noite de quinta-feira (30) na Via Dutra, em Itatiaia (RJ). De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), com eles foram apreendidas quatro cartelas contendo etiquetas adesivas com a logomarca de bancos. As etiquetas também tinham impressas nelas números de telefones falsos. Os itens seriam utilizados para conseguir dados bancários de clientes de maneira fraudulenta. Também foram encontradas duas máquinas de cartão de crédito. Os suspeitos estavam em um carro abordado na altura do km 318, durante ação de fiscalização referente à Operação Égide. O material foi achado na bagagem dos suspeitos, após os agentes revistarem o veículo. O trio foi preso por estelionato e conduzido à 99ª Delegacia de Polícia (Itatiaia), onde o caso foi registrado.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: G1

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Grupo que realizava fraudes contra aposentados é alvo de operação da PF no RS

Sem Comentários

29/11/2017

Na manhã desta quarta-feira (29), um grupo especializado em crimes de estelionato contra aposentados foi alvo da segunda fase da Operação Multifaces, da Polícia Federal (PF), em quatro municípios da Região Metropolitana do Estado. Os crimes foram praticados em ao menos 11 cidades gaúchas e em uma catarinense. O prejuízo estimado até o momento é de aproximadamente R$ 200 mil. Cerca de 40 policiais federais cumprem oito mandados de busca e apreensão, três de prisão e oito de condução coercitiva nos municípios de Alvorada, Cachoeirinha, Canoas e Sapucaia do Sul. As investigações, conduzidas desde março pela Polícia Federal em Passo Fundo, identificaram que o grupo utilizava acessos indevidos a sistemas oficiais para  obter informações pessoais e financeiras das vítimas. Depois, com esses dados, falsificava documentos e abria contas em instituições bancárias. A partir desse ponto, os estelionatários contratavam empréstimos, planos de telefonia, sacavam valores de benefícios previdenciários, faziam compras no comércio, entre outras fraudes. Além de utilizar os dados pessoais dos aposentados em benefício próprio, os criminosos também forneciam documentos falsos, como carteiras Nacional de Habilitação (CNH) e de Identidade (RG) para outras quadrilhas e para foragidos da Justiça. Para completar a lista de fraudes, o grupo também falsificava e vendia certificados escolares e atestados médicos. A PF também apura a atuação de dois advogados da organização criminosa que teriam apresentado comprovante de residência falso à Justiça Federal com o objetivo de amparar o pedido de liberdade provisória de um preso. Os investigados responderão pelos crimes de de organização criminosa, invasão de dispositivo de informática, falsidade de documentos públicos e privados e estelionatos.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: Gaúcha ZH

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Quatro são presos por falsificação de documentos na Fernão Dias em Vargem

Sem Comentários

22/11/2017

Em Vargem (SP), uma blitz de rotina terminou com a prisão de quatro homens na Fernão Dias. O carro em que eles estavam foi parado no pedágio e um dos passageiros apresentou um documento falso. Na abordagem, a polícia fez uma vistoria e encontrou dentro do filtro de ar condicionado 31 identidades falsas. Todas com as fotos dos passageiros, mas com nomes diferentes. Eles contaram que iriam até Pouso Alegre (MG) para fazer compras com documentos falsos. Todos foram presos em flagrante e vão responder por falsificação e estelionato.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: G1

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Polícia prende dupla suspeita de usar ‘Corel Draw’ para fraudes na PB, PE e AL

Sem Comentários

13/11/2017

A Polícia Civil prendeu dois homens, de 38 e 42 anos, suspeitos de estelionato. A ação ocorreu no interior de uma loja de material de construção, localizada na Av. Assis Chateaubriand, enquanto a dupla tentava comprar, de forma fraudulenta, mais de R$ 50 mil em produtos. De acordo com a polícia, os dois homens são integrantes de uma associação criminosa que utiliza o Corel Draw, software de designer gráfico, para falsificar documentos pessoais e ainda comprovantes de residência. Os dois homens presos são de Pernambuco, mas eles já teriam agido em outros estados. Com os suspeitos foram apreendidos comprovantes e notas fiscais, que demonstram golpes aplicados em Alagoas, Pernambuco, e ainda, possíveis atuações no Sudeste do país. Também foram encontrados dezenas de cartões de crédito, carteiras de habilitação, computadores, um HD e um veículo com suspeitas de adulteração.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: G1

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Anterior