Homem é preso em Vitória por tentar retirar documento falso para aplicar golpes

Sem Comentários

01/06/2017

Nesta quinta-feira (01), em Vitória, um homem foi preso em flagrante acusado de tentar registrar um boletim de ocorrência falso para retirar a segunda via de uma carteira de identidade falsa. Segundo a polícia, W.L.G., de 33 anos, informou na delegacia que seu documento havia sido roubado. O suspeito foi até a unidade policial com uma certidão de nascimento em nome de outra pessoa. Conforme o delegado do Distrito de Polícia de Santo Antônio, o homem queria o registro falso para praticar prováveis crimes patrimoniais, como estelionato.”Esse tipo de crime ocorre com certa frequência, seja com registros de nomes falsos ou com comunicações falsas de crimes para fraudar seguros”, informou o delegado. A polícia vai investigar como W. conseguiu uma certidão de nascimento com os dados falsos, em um cartório de Vitória. Ele responderá pelos crimes de falsidade ideológica, uso de documento falso, comunicação falsa de crime e falsa identidade. Se condenado, as penas somadas podem chegar a 12 anos e meio de prisão. Ele foi encaminhado para o Centro de Triagem de Viana.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: Folha Vitória

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Foragida de 21 anos é presa com documento falso

Sem Comentários

21/05/2017

Uma mulher de 21 anos foi presa em casa no Jardim Brasilândia (SP). Após checar os dados pessoais dela, os policiais confirmaram que ela era procurada pela Justiça. Condenada por roubo, havia fugido da cadeia e portava documentos falsos. Grávida do quarto filho, a mulher morava em Brasília e foi presa acusada de roubo. Foi condenada a seis anos e dois meses de reclusão, mas fugiu da cadeia e vivia escondida em Franca. Usando identidade falsa, casou-se em Brasilândia. Uma denúncia anônima levou a polícia até a mulher. Ela foi levada para a cadeia do Jardim Guanabara e, além de cumprir a condenação por roubo, pela qual já foi julgada, também responderá por uso de documento falso.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: GCN

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Polícia prende suspeito de fraudar empréstimos

Sem Comentários

12/01/2017

Uma pessoa envolvida na contratação fraudulenta de empréstimos bancários foi presa, nesta quarta-feira (11), pela Polícia Civil da Paraíba, por meio do trabalho investigativo da Delegacia de Defraudações e Falsificações (DDF) de João Pessoa. O suspeito, de 41 anos, não portava documentos de identificação pessoal. Segundo os policiais que realizaram a prisão, o homem tentava contratar um empréstimo no valor de R$ 5 mil com a utilização de um RG e outros documentos falsos de uma vítima do estado do Rio de Janeiro. “A contratação fraudulenta foi realizada em um correspondente bancário situado na Avenida Duque de Caxias, Centro de João Pessoa. A DDF vinha monitorando o suspeito há uma semana, período no qual foi confirmada a falsidade dos documentos, por meio de contato com peritos do Rio de Janeiro. A partir daí, passamos a monitorar o local da atuação. O suspeito retornou à empresa e foi preso em flagrante, tentando resistir à prisão, entrando em luta corporal com um dos funcionários da empresa”, explicou o delegado da unidade especializada. O suspeito vai responder pelos crimes de falsidade ideológica, estelionato, resistência e falsa identidade.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: Diário de Lagoa de Dentro

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Falso pastor é preso suspeito de dar golpe em fiéis e por receptação

Sem Comentários

08/09/2016

Em Vila Rica, a 1.275 km de Cuiabá (MT), a Polícia Civil prendeu um homem de 29 anos suspeito de se passar por pastor para aplicar golpes financeiros. Ele estava com um carro que tinha sido furtado na cidade de Redenção (PA), e foi autuado em flagrante por falsa identidade, receptação e estelionato. De acordo com o delegado responsável pelo caso, os prejuízos ainda não foram contabilizados. Segundo ele, pelo menos quatro pessoas foram vítimas do golpe. A prisão ocorreu na terça-feira (06). O sujeito tinha se mudado para o município havia dois meses e se apresentava como pastor, arrecadando dinheiro de fiéis para instalar uma igreja na cidade. Mas, conforme a polícia, ele não tinha peças de roupas suficientes, documento de identificação e nem bíblia, contradizendo a informação de que seria pastor. Testemunhas ouvidas pela polícia disseram que estavam tendo dificuldades para receber o dinheiro que tinha repassado para o suposto pastor. Ele foi levado à delegacia do município, onde foi autuado e está preso. Segundo a investigação, ele já tinha aplicado golpes nas cidades paraenses de Marabá e Redenção, e já tinha sido preso em Riachão, no Maranhão, onde se apresentou como policial federal que estaria investigando um crime de roubo a banco ocorrido no local. A Polícia Civil de Vila Rica pediu à Justiça que a prisão em flagrante seja convertida em preventiva, a fim de continuar a investigação para identificar possíveis novas vítimas e se há mais alguém atuando com o suposto pastor.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: G1

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

PC prende dois por estelionato; dupla pretendia fazer outros cinco golpes

Sem Comentários

05/04/2016

Uma mulher de 35 anos e um homem de 52 foram presos pela Polícia Civil (PC) de Uberlândia, no início da tarde desta terça-feira (05). A dupla é suspeita de aplicar golpes em bancos da cidade e, nesta terça, já havia arrecado R$ 8 mil em uma agência e pretendia cometer outros cinco crimes. Os suspeitos eram investigados pela 1º Delegacia de Polícia Civil, segundo o delegado, após outros casos semelhantes que levaram a diligências e ao início de uma investigação que, inicialmente, apontou três envolvidos, que devem compor uma quadrilha maior. A dupla veio de Uberaba, há 100 Km de Uberlândia, onde foram aliciados para cometer o crime. “Nós aguardamos na porta da agência até que o homem sacasse o dinheiro e depois que ele saiu efetuamos a prisão. Com ele apreendemos a identidade falsa usada para adquirir o dinheiro e com a mulher outros oito documentos falsificados”, afirmou o delegado. O terceiro suspeito fugiu. As investigações continuam para apurar quem são os membros e quantos golpes foram cometidos pela quadrilha, que faz aquisição de crédito pessoal ou financiamentos. Os dois não possuem passagem pelo sistema policial. Ambos residiam em Uberaba e disseram ter sido aliciados pela quadrilha em um bar. Os suspeitos se negaram a indicar por quem foram contratados para cometer o crime, porém contaram que receberiam, cada um, 10% do valor arrecadado com os golpes. “Tenho ficha limpa, nunca fiz isso, mas fiquei afastada sem receber auxílio-doença. Fiquei afundada em dívidas e resolvi fazer (golpes)”, afirmou a mulher. O homem disse à reportagem que o contato com ele foi feito por um sujeito que lhe pediu uma foto e confeccionou todas as identidades apreendidas. Ele teria sido trazido para Uberlândia por este mesmo sujeito, enquanto a mulher veio de carona. Os suspeitos prestaram depoimento e foram encaminhados ao presídio Jacy de Assis.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: Correio de Uberlândia

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Condenada por abrir conta corrente com documento falso é presa na PB

Sem Comentários

24/02/2016

Uma mulher de 53 anos foi presa suspeita de estelionato no bairro do Valentina Figueiredo, em João Pessoa, nesta quarta-feira (24). Segundo o delegado da Delegacia de Defraudações e Falsificações, a mulher abriu em 2009 uma conta corrente em um banco utilizando documentos falsos. Ela foi condenada e estava foragida desde então. O delegado disse ainda que, ao ser abordada pelos agentes, ela resistiu à prisão, tentando correr e apresentando um documento falso. “Ela apresentou um documento da irmã. Como já estávamos preparados e com identificação real da suspeita, imediatamente comprovamos a falsificação. A mulher foi presa em flagrante pelos crimes de resistência à prisão e falsa identidade”, explicou o delegado. Devido ao flagrante, a mulher será encaminhada para audiência de custódia. Por causa do mandado de prisão anterior, ela será transferida para a Penitenciária Feminina Júlia Maranhão, em João Pessoa.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: G1

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Homem que aplicava golpe do ‘envelope vazio’ é preso em Vilhena

Sem Comentários

03/02/2016

A Polícia Civil de Vilhena (RO), na região do Cone Sul, prendeu na terça-feira (02) um homem suspeito de estelionato e falsa identidade. Conforme investigações, R.S.R., de 33 anos, se passava por comprador de eletrônicos em grupos de compra e venda nas redes sociais. Na ocasião, ele depositava envelopes vazios para os vendedores. O homem também era procurado pela polícia por homicídio. Segundo a Polícia Civil, foram registradas três ocorrências de vítimas do golpe nas últimas semanas. As investigações apontaram que o sujeito entrava em contato com o vendedor, mostrava interesse pelo produto e depois de supostamente fazer o depósito, apresentava o comprovante e pegava o produto. Posteriormente, ao verificar a conta, a vítima descobria que não tinha o dinheiro. Entre os casos registrados, o suspeito teria depositado dois envelopes vazios e um cheque roubado. Ele foi preso no Bairro Bela Vista e a princípio deu nome falso à polícia. Depois de identificado, ele negou a prática do crime. Com ele foram encontrados quatro celulares, dois deles já foram reconhecidos por vítimas. De acordo com a polícia, R.S.R. cometeu um homicídio em 2010 em Aripuanã (MT), foi condenado a 15 anos de prisão, cumpriu três e fugiu do presídio. Ele estava há dois anos em Rondônia e há um ano morava em Vilhena. Conforme uma delegada, R. foi indiciado por estelionato e falsa identidade. Por ter mandado de prisão em aberto, ele foi encaminhado para o Centro de Ressocialização Cone Sul. “Até agora foram três ocorrências, mas quando a pessoa é vítima de estelionato, elas ficam constrangidas. Mas orientamos que as pessoas registrem, pois o infrator já foi identificado, e com isso, vamos continuar as investigações”, enfatiza.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: G1

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Anterior Próximo