Jovem é presa em Muriaé suspeita de se passar por advogada

Sem Comentários

24/05/2016

Nessa segunda-feira (23), uma jovem de 25 anos foi presa pela Polícia Civil suspeita de se passar por advogada e ter causado prejuízos aos clientes em Muriaé (MG). Ela apresentava o número de inscrição na Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) pertencente a uma profissional de Uberlândia no Triângulo Mineiro, firmava contrato de serviços com os clientes e recebia honorários por isso. O caso foi descoberto a partir de uma denúncia da subseção da OAB em Muriaé. Diante do flagrante do crime de estelionato, a partir do falso exercício da profissão, a mulher foi detida em flagrante e levada para a delegacia. Durante depoimento, ela confirmou os fatos e foi encaminhada à Penitenciária Dr. Manoel Martins Lisboa Junior, em Eugenópolis, onde permanece à disposição da Justiça. As investigações continuam abertas aguardando que novas vítimas procurem a delegacia responsável pelo caso, no Bairro da Gávea.

Investigações continuam

Conforme o delegado titular da 31ª delegacia, primeiro foi necessário identificar a suspeita que, até então, não tinha antecedentes criminais. Também foram localizadas as primeiras vítimas que contrataram serviços que não foram realizados. Após as apurações, os investigadores fizeram campana próxima à financeira, de propriedade da jovem, e onde ela recebia os clientes. O objetivo era flagrar a suspeita atendendo pessoas como advogada. Nessa segunda, os investigadores a viram recebendo pagamento de R$ 200 por um serviço prestado a um casal. Ela inclusive emitiu um recibo onde constava o número de registro na OAB que, na verdade, pertence à advogada de Uberlândia. Na financeira, foram apreendidos documentos, cartões de apresentação como advogada e pendrives que podem indicar outras vítimas do golpe. Todas as pessoas mencionadas nestes documentos serão chamadas à delegacia para prestar esclarecimentos.

Ler a notícia na íntegra

Proprietária de autoescola e instrutor são presos por estelionato em MT

Sem Comentários

12/05/2016

Na última terça-feira (10), acusados de aplicarem golpes em alunos que buscam a emissão da CNH, a dona de um Centro de Formação de Condutores, de 31 anos, e um instrutor, de 35, foram detidos pela polícia. Eles foram flagrados pela Delegacia Especializada de Roubos e Furtos de Várzea Grande (Derfva), dando aulas práticas no bairro em Cuiabá. Por conta disso, a dupla está sendo investigada por estelionato e exercício ilegal da profissão. Além dos responsáveis, os veículos utilizados para as aulas também foram apreendidos e estão à disposição da justiça. O caso foi descoberto após a suspeita de que a empresa estava funcionando sem autorização. As duas alunas que estavam tendo aula no momento da prisão dos suspeitos disseram que não sabiam da fraude e disseram se sentir enganadas. Uma pagou R$ 1.454 mil e outra R$ 1,6 mil e estavam no processo de retirada da primeira CNH. O caso ainda se agravou, após a Coordenadoria de Credenciados identificarem que um dos processos de primeira habilitação não estava sendo conduzido pela empresa e sim por outra credenciada. A atitude foi tida como conivência à atitude ilícita.

Casal de falsos advogados é preso suspeito de aplicar golpes em Goiânia

Sem Comentários

20/10/2015

Um homem de 30 anos e a mulher dele, de 36, foram presos nesta terça-feira (20) na casa em que moram, em um condomínio de luxo de Goiânia. De acordo com a Polícia Civil, eles se passavam por advogados para aplicar golpes com a venda de créditos tributários falsos. A estimativa é que os dois tenham causado um prejuízo de R$ 10 milhões. O delegado responsável pelo caso, explicou que as investigações começaram em 2013. Os dois se apresentavam como advogados tributaristas, mas não tinham documentos que comprovassem a formação. “Uma das vítimas disse que passou R$ 1,8 milhão para os suspeitos para a compra de créditos tributários. Quando procurou o Estado para trocar o documento, foi informada que aquele crédito não existia”, explicou. O delegado contou ainda que, após dar o golpe, os suspeitos decidiram comprar a casa de luxo no condomínio fechado, onde foram presos. Porém, nunca chegaram a pagar o imóvel. Durante a prisão, o casal confessou os crimes e relatou com detalhes como cometia os crimes. “Eles usavam os dados dos créditos emitidos por um banco em Santa Catarina e que era comprado por outras pessoas, e vendiam aos clientes como se fossem verdadeiros. Quando os clientes iam usá-los, não tinham mais validade”, contou o delegado. A dupla mantinha um escritório de advocacia em Goiânia, onde atraía os clientes. A polícia procura por outras duas pessoas suspeitas de integrar o grupo. “Essas sim são advogadas. Uma é de Goiânia e outra de Santa Catarina, mas ainda estamos investigando a participação delas no esquema”, completou. O homem e a mulher vão responder por associação criminosa, apropriação indébita, estelionato, falsificação de documentos e exercício ilegal da profissão. Somadas, as penas desses crimes ultrapassam 20 anos.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: G1

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Preso falso médico que tratava câncer a partir de R$ 500, no Amazonas

Sem Comentários

27/03/2013

Um peruano foi preso na tarde desta quarta-feira (27), em Manaus. O homem, de 58 anos, é suspeito de exercer a profissão de medicina ilegalmente no Amazonas. Junto com o falso médico, a polícia apreendeu frascos com fitoterápicos e receituários. Ele nega as acusações. A polícia disse que o homem costumava diagnosticar câncer em pessoas saudáveis e tratar a doença com medicamentos supostamente importados de Cuba. A delegada do 11º Distrito Integrado de Polícia (DIP), informou que investigava o peruano desde o início do ano. “Eu tinha aberto um inquérito contra ele, mas precisava de mais denúncias. Quando consegui, pedi a prisão preventiva e a Justiça concedeu o mandado de prisão”, disse. De acordo com a delegada, o falso médico diagnosticava os pacientes com câncer terminal e oferecia tratamento com fitoterápicos que seriam provenientes de Cuba. Cada frasco era vendido por R$ 500.  “Depois de um tempo, ele se oferecia para conseguir uma aposentadoria vitalícia e uma indenização retroativa para os pacientes. Uma das vítimas chegou a pagar R$ 7,5 mil em parcelas ao suspeito.”, disse a delegada. Em depoimento à polícia, o suspeito alegou que teria cursado medicina em Cuba e acupuntura na China. “Ele disse que era médico-cirurgião, acupuntor e fisioterapeuta”, afirmou a delegada. De acordo com a delegada, a situação do homem é legalizada no Brasil, mas ele não apresentou documentos que comprovem a formação em medicina. “Ele disse que o certificado estaria no Peru. Ele pode até ser médico em outro país, mas não me apresentou nenhum tipo de documentação que certificasse que é formado na área. Mesmo que tivesse documento, ele precisaria ser inscrito no CRM [Conselho Regional de Medicina] no Brasil”, informou a delegada. O falso médico foi preso pelos crimes de estelionato, falsidade ideológica, charlatanismo e exercício ilegal da profissão.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: G1

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Polícia prende falso dentista em Nazaré da Mata, PE

Sem Comentários

17/01/2013

A polícia prendeu um homem de 60 anos que se dizia dentista, na manhã desta quinta-feira (17), em Nazaré da Mata, na Mata Norte de Pernambuco. De acordo com o delegado, o suspeito é um falso dentista e atendia em um consultório particular na região. “Ele disse que era formado por uma universidade da Bolívia. Pedimos o diploma e ele não apresentou. Procuramos informações sobre a faculdade que ele falou e constatamos que ela não existe. O Conselho Regional de Odontologia também confirmou que o registro dele era falso”, explicou o delegado. A polícia teve conhecimento do caso na noite da quarta (16), quando recebeu denúncia de uma mulher e uma adolescente, que se queixaram do mau atendimento do falso dentista. “A gengiva da mulher estava inflamada e ele disse que ela estava com câncer na boca. Cobrou cerca de R$ 500 reais por uma cirurgia. Ele cortou a gengiva dela de uma forma que estava já aparecendo a raiz dos dentes, ele causou uma deformidade na boca da paciente”, disse o delegado. De acordo com o delegado, mais dez pessoas já procuraram a polícia para dizer que foram atendidas pelo falso dentista e que vão entrar na Justiça contra ele. O suspeito será autuado e responderá por crime de estelionato e exercício ilegal da profissão. O homem deve ser encaminhado ainda nesta quinta para a Cadeia Pública de Nazaré da Mata.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: G1

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Após prisão, falso médico é transferido para Bambuí, MG

Sem Comentários

11/01/2013

O falso médico que foi preso na tarde desta quinta-feira (10) em São Sebastião do Paraíso (MG) foi levado para a Cadeia de Bambuí (MG). Segundo o delegado Rafael Salim, o homem deve responder pelos crimes de estelionato, exercício ilegal da medicina e falsidade ideológica. Ele era procurado desde novembro do ano passado, quando fugiu da Policlínica Adélia Cardoso, em Bambuí (MG), após a morte de uma paciente atendida por ele. A mulher foi dispensada da unidade de saúde mesmo sentido dores no estômago, formigamento pelo corpo e um princípio de infarto. Conforme a polícia, o corpo da vítima deverá ser exumado para se confirmar a suspeita. Ainda segundo a polícia, o suspeito usava documentos falsos, entre eles um número do Conselho Regional de Medicina de um médico que já morreu há 20 anos. Ele oi preso em casa, onde vivia com a esposa e duas filhas, após quase duas semanas de investigação. O suspeito é enfermeiro e de acordo com o delegado, estudava medicina em Belo Horizonte. O falso médico deverá ser ouvido ainda nesta sexta-feira (11).

Ler a notícia na íntegra

Fonte: G1

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Preso falso médico que atendia em Sorocaba

Sem Comentários

10/12/2012

A polícia prendeu um falso médico na Santa Casa de Misericórdia de Sorocaba, neste domingo (9), por volta das 15h30 da tarde. O homem de 30 anos, usava indevidamente o nome e o número de registo do Conselho Regional de Medicina (CRM) de um médico. O falso médico foi detido em flagrante após atender e prescrever medicamentos a pacientes. Foram aprendidos o carimbo usado por ele, além de documentos da Santa Casa que possam ajudar a esclarecer o caso. Ele foi encaminhado ao Centro de Detenção Provisório (CDP) de Sorocaba. A Santa Casa realiza uma coletiva de imprensa às 16h para fornecer informações sobre o caso.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: Cruzeiro do Sul

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Anterior Próximo