Nove pessoas são presas por suposto envolvimento em um esquema de venda de identidades falsas

Sem Comentários

17/04/2018

Na manhã desta terça-feira (17), nove pessoas foram presas  por suposto envolvimento em um esquema de vendas de identidades falsas expedidos pelo Instituto de Identificação de Sergipe. Inicialmente a Secretaria de Segurança de Pública informou que eram 10 presos, mas às 10h a informação foi corrigida e o número foi atualizado para nove pessoas. Equipes do Complexo de Operações Policiais Especiais (Cope) cumpriram nove mandados de prisões temporárias e mais dez mandados de buscas domiciliares durante a ‘Operação Fênix’, cujas investigações duraram seis meses. Entre os presos estão: cinco servidores do Instituto de Identificação de Sergipe, um agente penitenciário, um oficial da PM da reserva e dois autônomos, que agiam como atravessadores. Segundo a delegada que coordenou as investigações, a polícia vinha percebendo RGs falsos apreendidos com criminosos em situações dentro e fora do estado de Sergipe. O fato de terem sido expedidos pelo Instituto de Identificação de Sergipe, contendo informações falsas que acobertavam os criminosos por todo o país, chamou a atenção das equipes de investigação. “Foram dois anos de investigação e ela foi iniciada quando uma quadrilha de assaltantes de banco foi presa na Bahia e os criminosos tinham identidades emitidas no Instituto de Identificação de Sergipe, mas os dados eram falsos. Depois percebemos que houve uma sequência de prisões dentro e fora do estado e que os presos tinham documentos expedidos originariamente pelo Instituto de Identificação de Sergipe e que continham dados falsos. Também foi percebido a negligência dos servidores que trabalham aqui, pois eles não se preocuparam em comparar a veracidade dos documentos apresentados a eles”, disse a delegada. Segundo as investigações, um agente penitenciário era quem intermediava a venda de carteiras de identidade. “Ele era uma das principais pessoas que traziam pessoas de facções criminosos. Ele era procurado com o fim específico de ter acesso ao Instituto de Identificação”, explicou. A polícia ainda não sabe quantas identidades com dados falsos foram emitidas pela quadrilha, porém receberam a informação de que era cobrado a quantia de R$ 5 mil por cada uma. Dentre os crimes revelados com a investigação, além da corrupção ativa e passiva que envolvem as falsificações, foram apurados delitos de uso de documento falso, peculato e estelionatos praticados por pessoas que recorriam à compra de carteiras de identidade falsas para a prática de fraudes, em especial, de benefícios previdenciários. Sobre a negligência no momento da confecção dos documentos o presidente da Associação Sergipana dos Papiloscopistas de Carreira (ASPAC), resumiu: “Existe uma fragilidade com relação ao profissional papiloscopista que fica de fora do processo. Para quem vai tirar a primeira via é retirada as digitais e na retirada da segunda via a uma conferência das digitais coletadas inicialmente para o primeiro documento”. Entre as providências solicitadas, a associação espera que sejam realizadas a digitalização e a contratação de outros papiloscopistas. A assessoria de comunicação da Secretaria de Segurança Pública de Sergipe (SSP/SE), disse que está estudando os questionamentos da associação dos papiloscopistas.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: G1

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Homem é preso após sacar R$ 1 mil da conta de idosa que pediu ajuda para usar caixa eletrônico em shopping na Bahia

Sem Comentários

16/04/2018

No bairro da Barra, em Salvador, um homem foi preso após sacar R$ 1 mil da conta de uma idosa que pediu ajuda a ele para usar o caixa eletrônico em um shopping. De acordo com informações da polícia, C.A.S.R. ofereceu ajuda à vítima para operar o equipamento e, na ocasião, aproveitou para sacar o dinheiro da idosa. A identidade da vítima não foi divulgada. Ainda conforme a polícia, outro cliente percebeu a ação e denunciou aos seguranças do shopping. Em seguida, a Polícia Militar foi acionada e prendeu o homem ainda no centro de compras. Ele foi conduzido pela PM para a 14ª Delegacia Territorial (DT), que fica na Barra. O suspeito foi autuado em flagrante por estelionato pela delegada responsável. No momento da prisão, ele também estava com um documento falso. O caso aconteceu na última sexta-feira (13). O suspeito foi encaminhado para audiência de custódia.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: G1

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Receita Federal alerta contra ação de golpistas que usam falso e-mail

Sem Comentários

16/04/2018

A Receita Federal alerta para a circulação de um e-mail falso em nome da instituição. A mensagem enviada contém solicitação de cópias coloridas do RG (Documento de Identidade) ou da CNH (Carteira Nacional de Habilitação), comprovante de residência e cartão bancário, sob a falsa alegação de que o suposto não envio da documentação poderá levar à suspensão do CPF do cidadão. A mensagem enviada contém solicitação de cópias coloridas do RG (Documento de Identidade) ou da CNH (Carteira Nacional de Habilitação), comprovante de residência e cartão bancário, sob a falsa alegação de que o suposto não envio da documentação poderá levar à suspensão do CPF do cidadão. “A Receita Federal ressalta ainda que não autoriza nenhuma outra instituição a enviar e-mails em seu nome. Mensagens dessa natureza devem ser apagadas, pois podem conter vírus ou qualquer outro software malicioso, podendo causar danos ao computador do internauta. Além disso, a exposição de dados pessoais do cidadão pode facilitar o cometimento dos mais diversos tipos de fraudes’’, diz o comunicado. Nos casos em que o CPF estiver “suspenso”, o cidadão poderá solicitar a regularização por meio da internet ou se dirigir a uma unidade de atendimento dos Correios. Outras informações podem ser obtidas no site da Receita Federal.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: Nova News

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Suspeito de aplicar golpe milionário na venda de apartamentos nos Ingleses é preso

Sem Comentários

15/04/2018

Nesta semana, em Florianópolis (SC), um homem foi preso preventivamente acusado de participar de um golpe de venda de apartamentos. A mesma unidade, segundo apurou a polícia, era vendida para diferentes compradores. Outros envolvidos no caso já tiveram mandado de prisão preventiva expedido. O golpe, ocorrido entre 2015 e 2016, no Norte da Ilha, teria prejudicado quase 100 compradores e garantido aos acusados cerca de R$ 12 milhões ilicitamente. A polícia acredita que o homem preso esta semana é um dos possíveis proprietários de uma construtora, responsável pela incorporação de três edifícios residenciais na praia dos Ingleses. A investigação apurou que os imóveis sequer foram concluídos e hoje estão abandonados. Os envolvidos aguardaram presos pela sentença. O homem detido nesta semana foi acusado de estelionato e formação de quadrilha. De acordo com o juiz titular da 3ª Vara Criminal da Capital, há elementos concretos que evidenciam que a culpabilidade dos réus.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: Notícias do Dia

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Suspeitos são presos por estelionato e adulteração de veículo em cidade de MT

Sem Comentários

16/04/2018

Quatro homens foram presos no sábado (14), pela Polícia Judiciária Civil, pelos crimes de estelionato, falsidade ideológica, adulteração de sinal identificador de veículo automotor e associação criminosa, relacionada a desvio de carga. As diligências iniciaram após denúncia sobre uma pessoa que estaria em um Posto de Combustível trocando a placa de um caminhão. De imediato, os investigadores de polícia descolaram-se até o local, onde ao longe avistaram o primeiro suspeito, que passou a ser monitorado. Ainda na ocasião, foi possível constatar que o cavalo do caminhão, da marca Volvo, se destacou da carreta, e em seu lugar foi engatado um Iveco, que na sequência saiu para Rodovia, sentido o município de Lucas do Rio Verde. Já o cavalo do caminhão Volvo foi engatado em outra carreta, tomando rumo para o bairro Industrial. Após trafegar alguns minutos e estacionar, uma caminhonete Amarok de cor marrom com dois suspeitos, parou ao lado da carreta. Ato contínuo, um dos envolvidos pegou um alicate de pressão e outro em posse de uma chave de boca, trocaram a placa da carreta. Diante dos fatos foi feita a abordagens dos envolvidos. Durante revista no interior da carreta foi apreendida uma Carteira Nacional de Habilitação (CNH) falsa, além de diversas placas de veículos, um documento de veículo (CRLV) falso, e uma carta frete no valor de quase R$ 5 mil. Conduzidos à Delegacia de Polícia de Sorriso, os suspeitos foram interrogados. Em depoimento, um deles afirmou que havia marcado encontro no Posto de Combustível, para trocar a placas, e que o condutor do caminhão que seguiu para Lucas do Rio Verde, teria ficado com a carga contida na carta frete, que foi desviada. Os suspeitos também afirmaram que a referida carta frete era proveniente de um crime de estelionato aplicado contra uma empresa. Com base no flagrante e depoimentos dos presos, eles foram autuados pelos crimes  de estelionato, falsidade ideológica, adulteração de sinal identificador de veículo automotor e associação criminosa.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: Cenário MT

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Empresária cai no golpe do boleto falso e perde R$ 3,1 mil

Sem Comentários

13/04/2018

Em Nova Odessa (SP), uma empresária de 36 anos perdeu R$ 3,1 mil ao pagar um boleto falso que havia recebido por e-mail. Ela pediu ao banco para suspender a compensação e foi informada que a instituição abrirá um procedimento interno para apurar a situação e verificar se é possível bloquear o pagamento. A empresária registrou um boletim de ocorrência no Plantão Policial por estelionato. A empresa vítima recebe mensalmente um boleto de um posto de combustível no qual utiliza os serviços. O documento recebido este mês foi no valor de R$ 3.303,97, com vencimento para o dia 10 de abril. No dia do vencimento recebeu outro boleto em que constava uma retificação, com um novo cálculo e o valor de R$ 3.175. O endereço deste último e-mail era cobranca@srv200.info. A empresária contou à reportagem que nesse e-mail havia dados da empresa e que uma funcionária o imprimiu e pagou. Contudo, o próprio posto entrou em contato com ela para informar que tratava-se de um boleto falso que havia sido enviado por um golpista. Rapidamente a empresária entrou em contato com o banco para pedir que o boleto não fosse compensado. A instituição vai realizar um procedimento administrativo para apurar o ocorrido, com prazo de 15 dias. A conta beneficiada pelo boleto falso é de uma agência localizada em Minas Gerais.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: O Liberal

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Dois homens são presos suspeitos de estelionato e falsificação de documentos em Arcoverde

Sem Comentários

13/04/2018

Na quinta-feira (12) em Arcoverde, no Sertão de Pernambuco, dois homens, de 24 e 49 anos, foram presos suspeitos de estelionato e falsificação de documentos. De acordo com a Polícia Militar, os estelionatários foram presos quando estavam saindo de uma casa lotérica após abrirem uma conta em um banco. Ainda segundo a PM, com os homens foram encontrados diversos documentos pessoais falsificados com o intuito de utilizar na abertura de contas nas cidades e realizar saques, como também cartão de agências bancárias, rascunho com anotações de várias contas e senhas, dois aparelhos celulares e uma quantia de R$ 1.406. Todos os objetos foram apreendidos e entregues ao departamento de polícia do município juntamente com os dois suspeitos.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: G1

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Anterior Próximo