Mulher é vítima de tentativa de estelionato em Santa Cruz

Sem Comentários

17/10/2018

Em Santa Cruz do Sul, uma mulher de 27 anos foi vítima de tentativa de estelionato. Ela relatou que recebeu uma mensagem via SMS com a orientação para quitar um débito pendente. Se não pagasse, estaria sujeita à penhora de bens e inclusão do nome na Serasa. No texto, aparecia um número, que era o contato para mais informações. Uma mulher atendeu a ligação e disse que o débito se referia a uma multa por conta de um cheque dado fora do prazo, em razão da compra de uma dívida de um banco. Foi solicitado o pagamento de R$ 2.396,00. Em contato com o banco, a gerente afirmou que a instituição não tem esse tipo de processo com cheques devolvidos e orientou para que o boletim de ocorrência fosse registrado.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: GAZ

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Aposentados são vítimas de empréstimo consignado falso no INSS; veja como se proteger

Sem Comentários

18/10/2018

Milhares de aposentados e de pensionistas estão recebendo depósitos a título de empréstimo direto na conta bancária sem nunca terem pedido o dinheiro e estão sendo descontados. Um aposentado descobriu um dinheiro que foi depositado em sua conta, mas que nunca foi solicitado. “Não é meu, não existe, é fraude. Nem meu nome não é”, disse, revoltado. Do início de 2016 até junho de 2018, a ouvidoria do INSS recebeu mais de 97 mil reclamações relativas a empréstimos consignados não autorizados pelos clientes. “Eu quero devolver esse dinheiro porque não é meu, não me pertence. E aí eles falaram: ‘então você vai ter que pagar R$ 2.900 e pouquinho por causa de taxa, de tudo’. Eu não pedi dinheiro nenhum, por que vou pagar taxa?”, diz um piloto comercial, que passa pelo problema.

O Banco Central declarou que vem fiscalizando as operações de crédito consignado, e que nos últimos cinco anos foram emitidos 39 ofícios com determinação de correção de procedimentos e controles por parte das instituições financeiras e que foram instaurados dez processos administrativos sancionadores. Ele afirmou ainda que o cidadão que receber um empréstimo não solicitado deve contatar a instituição que enviou o valor e pedir os dados bancários para devolver o valor recebido, e os bancos têm o dever de receber o valor de volta e cancelar a operação imediatamente, sem qualquer custo. A diretora do Departamento de Proteção e Defesa do Consumidor, do Ministério da Justiça diz que a empresa que, comprovadamente age de má fé, não deveria permanecer no mercado, e orienta o consumidor. “Ele deve fazer um boletim de ocorrência para se proteger de um estelionato, por exemplo, e bloquear, cancelar esse contrato”, afirma.

Polícia alerta para golpe que fez mais de 60 vítimas em João Pessoa, em 2018

Sem Comentários

11/10/2018

Em João Pessoa, um novo golpe já fez mais de 60 vítimas e, por isso, a Delegacia de Defraudações e Falsificações (DDF) da cidade emitiu um alerta à população, nesta quinta-feira (11), para evitar novos casos. Conforme um delegado, o prejuízo às vítimas já ultrapassa R$ 1 milhão. O crime é conhecido como golpe do “anúncio de veículos”. Nesta modalidade, o golpista engana um vendedor e um comprador de sites de vendas de veículos para conseguir o dinheiro, sem ao menos precisar estar no estado em que golpe foi aplicado. Como usam linhas telefônicas e contas bancárias de laranjas, a identificação dos criminosos fica mais difícil. “Em razão da complexidade do golpe e do modus operandi inédito, diversas pessoas e até mesmo profissionais da área de segurança não estão familiarizadas com a presente situação e já houve relatos de detenção (até mesmo prisão) de vítimas do presente golpe”, diz a nota da DDF. As investigações mostram que o golpista entra em contato com um anunciante de veículos em sites de venda e demonstra interesse no item. Ao negociar o pagamento, ele afirma que o mesmo será feito por uma terceira pessoa, por causa de uma dívida pessoal. Após confirmar que vai fazer a compra, ele pede que o vendedor retire o anúncio do site.

Com o anúncio fora do site, ele usa as mesmas fotos e informações do veículo para fazer um novo anúncio – falso – com um preço inferior, para atrair novos compradores mais rapidamente – algo em torno de R$ 18 mil. Ao interessado no anúncio, o golpista diz que um representante é quem vai mostrar o veículo pessoalmente para que seja feita uma vistoria e, assim, marca um encontro entre as duas vítimas. Sem conversarem entre si e confiando na legitimidade da negociação, o vendedor entrega o carro ao comprador e o comprador faz o pagamento ao golpista, que não precisou se encontrar pessoalmente com nenhuma das duas vítimas. Como o vendedor não recebe o dinheiro, ele questiona a negociação e acredita que o comprador é, na verdade, o golpista. O comprador também fica no prejuízo porque, mesmo se estiver de posse do veículo, não tem os documentos porque o vendedor se nega a entregar. Segundo a DDF, já existem investigações em tramitação, com a identificação de diversos suspeitos, todos localizados em outros estados, e deverá representar pela prisão de todos, assim que as investigações forem concluídas. A estimativa é que cinco novas vítimas comparecem à delegacia toda semana.

Aposentado cai em golpe e tem mais de R$ 50 mil sacado da conta

Sem Comentários

15/10/2018

Neste domingo (14), em São José do Rio Preto (SP). um aposentado, de 62 anos, teve um prejuízo de mais de R$ 50 mil após cair em um golpe do cartão preso no caixa eletrônico. De acordo com o boletim de ocorrência registrado pela vítima, ela estava no banco para pagar um boleto no caixa eletrônico, quando o cartão ficou preso na máquina. Um rapaz que estava no local ofereceu ajuda e disse para ligar em um 0800. O aposentado ligou e passou os dados pessoais e a senha, acreditando que estava bloqueando o cartão. Ele foi embora e, ao chegar em casa, viu pelo aplicativo do banco um empréstimo de R$ 42,5 mil e vários saques, que chegaram a R$ 8,5 mil. Logo depois, uma mulher, que ele acredita ser do banco, perguntou sobre os saques e o empréstimo. Ele negou que tenha feito as transações e o cartão foi bloqueado. Um boletim de ocorrência como estelionato foi registrado na Central de Flagrantes.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: G1

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Policial militar é preso em flagrante por estelionato em Ribeirão Preto

Sem Comentários

15/10/2018

Em Ribeirão Preto (SP), na tarde desta segunda-feira (15), um policial militar foi preso em flagrante, por suspeita de falsidade ideológica, adulteração de sinal identificador de veículo, estelionato, comunicação falsa de crime e tráfico de drogas. De acordo com a SSP (Secretaria de Segurança Pública), um carro com placa clonada e com queixa de roubo, foi apreendido na casa do policial, que não teve a identidade divulgada. Ele será encaminhado ao presídio Romão Gomes, em São Paulo, e responderá a procedimento administrativo pela Polícia Militar.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: A Cidade On

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Número de vítimas de golpes pela internet cresce em Palmas; saiba como se proteger

Sem Comentários

14/10/2018

Só no Primeiro Distrito Policial da capital foram registrados sete boletins de ocorrência em dois meses. Um golpe que está se tornando comum é quando uma pessoa aparece para intermediar a venda e a compra de um item anunciado na internet. Foi assim que um produtor agrícola, que precisava de uma máquina para plantar soja, perdeu R$ 30 mil. Ele depositou o dinheiro na conta de um estranho, mas que foi autorizada pelo vendedor. Os casos estão sendo investigados. O delegado responsável alerta para que as pessoas não façam negócios com intermediadores.

“Se o preço do produto está muito abaixo do valor de mercado, desconfie. Se há um terceiro que está intermediando, veja bem, você tem o comprador e o vendedor, ao invés deles conversarem, eles admitem que um terceiro controle toda a negociação. Aí sim você está caindo em um golpe”, diz.

Um auxiliar de manutenção escapou de um golpe por pouco. Graças a experiência no uso da internet. Ele conta que há poucos dias, quando colocou um celular para vender em um site, rapidamente apareceram vários interessados. “Eu entrei em contato com ele via WhatsApp e ele me pediu detalhes do celular.” Sem comprovar o pagamento, o suposto comprador insistiu bastante para que o aparelho fosse enviado para um endereço em São Paulo. Na tentativa de convencê-lo, o homem enviou o e-mail com o slogan de um site de compra e venda confirmando o pagamento, mas na hora, o vendedor notou que era falso. “Se não fosse a minha atenção, eu teria caído porque na hora eu notei que não era do próprio site”, afirma.

Com a irmã internada, mulher perde R$ 3,2 mil no ‘golpe do falso médico’

Sem Comentários

12/10/2018

Depois de ter recebido uma ligação de um golpista, uma paranaense de 48 anos caiu no golpe do falso médico e perdeu R$ 3,2 mil. Ele se passava por médico da Santa Casa de Campo Grande – local onde a irmã dela estava internada. Segundo o boletim de ocorrência, a vítima relatou aos policiais que recebeu a ligação de um homem se passando pelo médico da irmã. O golpista pediu R$ 1.982,00 e disse que seria para um medicamento. A mulher então fez a transferência e, logo em seguida, recebeu outra ligação pedindo mais R$ 1.260,00 para outro medicamento. A vítima fez as duas transferências e só depois desconfiou do golpe. Ela ligou para o médico da irmã, que disse não ter feito as ligações. O caso foi registrado como estelionato na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) Centro.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: Midiamax

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Anterior