Polícia Civil alerta para golpes de estelionato em Divinópolis

Sem Comentários

17/04/2019

A Polícia Civil tem recebido um alto número de denúncias envolvendo estelionatários em Divinópolis. Após a prisão de um jovem de 25 anos, no dia 05 de abril, que vendia pacotes de viagens que não existiam, 15 vítimas compareceram à Delegacia para prestar queixa contra o suspeito. No entanto, segundo uma delegada, golpes envolvendo a venda de veículos e de imóveis também são comuns na cidade. Em 2019, até o momento, 40 pessoas denunciaram golpes envolvendo a compra e venda de veículos na internet. Os golpistas se passam pelos donos do veículo e o ofertam a um valor mais baixo do que o da tabela. Após fechar o negócio, os suspeitos pedem que o dinheiro seja depositado em uma conta bancária e a pessoa só percebe que foi vítima de um golpe ao tentar realizar a transferência do veículo. De acordo com a delegada, os golpistas sacam o dinheiro rapidamente, dentro de até 20 minutos – o que dificulta a ação da polícia. “É possível rastrear [o dinheiro], só que é um procedimento demorado que depende de quebra de sigilo bancário”, revelou.

Falso corretor

Ela revelou que outro golpe que vem sendo aplicado na cidade é o do falso corretor de imóveis. Um suspeito, que não teve a idade revelada, mas que já foi condenado por estelionato, está preso desde a semana passada. Ele é investigado há seis anos por golpes de estelionato em Divinópolis e dez vítimas procuraram a Delegacia para denunciar o suspeito. “Desde 2013 até atualmente ele continua aplicando o mesmo golpe. Ele se faz passar por corretor de imóveis, quando na verdade, nem registro no Conselho Regional de Corretores de Imóveis de Minas Gerais [Creci] ele tem”, afirmou a delegada. Uma das vítimas do homem afirmou à equipe do MG1 ter encontrado a oferta de financiamento de um lote, com prestações que caberiam no orçamento da família, feita pelo suspeito. “Ele falou que ia fazer uma construção para a gente, mandou foto de planta, mostrou alguns lotes. A gente escolheu um lote, deu um valor de R$ 1,4 mil, ele levou a gente em uma empresa de engenharia que ele conhecia e essa pessoa da empresa, o próprio engenheiro, pediu para eu dar mais uma averiguada”, revelou.

Dona de casa cai no golpe da passagem aérea

Sem Comentários

16/04/2019

Quem compra passagem aérea precisa tomar alguns cuidados na hora de escolher o vendedor ou a agência responsável pela venda. Nos últimos anos, muita gente foi enganada por estelionatários oportunistas. Uma vítima recente foi uma dona de casa de 31 anos que mora no bairro Nova Cidade e comprou uma passagem para São Paulo, no entanto, não conseguiu viajar. Segundo ela, na época que comprou a passagem, o vendedor disse que ida e volta custariam apenas R$ 460, saindo de Boa Vista e com uma escala em Brasília. Sem desconfiar do preço, ela pagou o valor proposto pelo sujeito e aguardou o dia do embarque. Na tarde da quinta-feira (11), ela foi para o aeroporto, com as malas prontas, mas quando se apresentou para fazer o check-in, foi informada que não tinha nenhuma passagem vendida em seu nome, apenas uma reserva. Ela então tentou contato com o vendedor, mas ele não atende às ligações e nem responde as mensagens. A vítima levou o caso ao conhecimento da Polícia Civil e deu os dados do autor do crime. O caso foi registrado na Central de Flagrantes do 5° DP na manhã de domingo (14).

Idoso de 71 anos é preso em flagrante após se passar por delegado para aplicar golpe em empresários na Bahia

Sem Comentários

15/04/2019

Um idoso de 71 anos foi preso em flagrante, após se passar por delegado para aplicar golpes em um empresário da região de Entre Rios, cidade a cerca de 130 km de Salvador. Segundo a Polícia Civil, o homem já vinha sendo investigado desde o início do ano, pelo crime estelionato. Ainda de acordo com a polícia, M.V.B. foi preso na sexta-feira (12), quando se passava por delegado do Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Inema) e tentava aplicar um golpe em um dono de posto de gasolina da cidade. A polícia contou que ele forjou que a água do estabelecimento estava contaminada e exigiu o pagamento de R$10 mil. Conforme o delegado, o idoso era investigado desde janeiro deste ano, depois que moradores da região ligaram para informar sobre a atuação dele.

“Desde janeiro que o pessoal estava incomodado com esse indivíduo, que vinha aplicando golpes. Ele inventa e aponta irregularidades, e cobra para que os estabelecimentos não sejam fechados”, afirmou o delegado. Na sexta, o idoso foi pego em flagrante com a quantia de R$ 5 mil, depois que um empresário ligou para a polícia. “O dono do posto ligou pra gente depois que ficou desconfiado da situação. O homem ligou e disse que estava com o dinheiro, que iria pagar ao idoso, mas que ligou pra gente para falar da situação. A gente foi até o local e, quando chegamos lá, no escritório do posto, estava a vítima e o homem com a quantia de R$ 5 mil em mãos”, afirmou o delegado. O idoso foi preso e encaminhado para a delegacia da cidade, mas liberado depois de pagar fiança. Ele responderá em liberdade pelo crime de estelionato.

Homem é vítima de estelionato e perde mais de R$ 33 mil em transferências

Sem Comentários

16/04/2019

Na tarde de de segunda-feira (15), um homem, de 55 anos, procurou a polícia depois de ser vítima de estelionato e perder mais de R$ 33 mil em Campo Grande. O golpe foi descoberto por funcionários do banco. Conforme informações do boletim de ocorrência, a vítima recebeu uma ligação do funcionário de um banco, onde é correntista, informando que foram identificadas quatro movimentações na conta do homem, somando o valor de R$ 33.261,62. O primeiro pagamento feito pela conta foi no dia 11 de abril no valor de R$ 8.295,94. No dia seguinte, outro DOC (Documento de Ordem de Crédito) de R$ 8.390,00 foi realizado para uma conta de outro banco. Ontem, mais dois pagamentos de R$ 8.225,68 e R$ 8.350,00 foram debitados da conta da vítima. A vítima negou que tivesse realizado as transferências e os dois últimos valores foram estornados. O caso foi registrado como estelionato na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) do Centro. A Polícia Civil investiga o caso.

Grupo suspeito de estelionato é preso com cédulas de RGs, cartões e documentos falsos em MT

Sem Comentários

14/04/2019

No sábado (13), em Cuiabá, um grupo composto por três homens e uma mulher foi preso, suspeito de crimes de estelionato. A polícia chegou até os suspeitos, após denúncias de que o carro ocupado por eles teria participado de roubos em vários bairros da cidade. Conforme o boletim de ocorrência, após denúncias de que um Corolla de cor prata estaria envolvido em vários crimes de roubo, a Polícia Militar conseguiu localizar e apreender o veículo. Dentro do carro os policiais encontraram várias cédulas de RG em branco, fotografias e cartões bancários e de lojas, que eram usados para aplicar golpes em estabelecimentos comerciais. Durante a abordagem, todos os suspeitos apresentaram documentos falsos. A mulher, identificada apenas como Érica, apresentou documento com outro nome, depois os policiais identificaram que era falso. Outro suspeito detido foi C.F.Souza, que tentou enganar a polícia apresentando um documento que tinha a foto dele, porém estava em nome de outro homem. O terceiro suspeito estava com documentos que, segundo os policiais, também apresentavam indícios de falsificação. A quarta pessoa presa era o condutor do Corolla. Todos foram encaminhados para a Central de Flagrantes.

Suspeita de aplicar golpes em agência já está em presídio do Recife

Sem Comentários

10/04/2019

Uma mulher identificada, de 57 anos, foi presa após aplicar golpes em idosos dentro de uma agência bancária. Ela teve a prisão em flagrante revertida em audiência de custódia e já está na Colônia Penal Feminina do Bom Pastor, no Engenho do Meio, no Recife.

Prisão

Ela foi presa na última segunda-feira (08) em Jaboatão dos Guararapes, no Grande Recife. Na ocasião, a mulher estava saindo de uma agência bancária quando aplicava o golpe em idosos. Segundo a Polícia, ela se aproximava das vítimas e, depois de ganhar confiança, conseguia subtrair os benefícios. Ainda de acordo com as investigações, em alguns casos, os idosos eram dopados.

Casal paulista é preso em Santa Rita do Sapucaí por estelionato

Sem Comentários

10/04/2019

Um casal do estado de São Paulo foi preso suspeito de estelionato em cidades do Sul de Minas. A prisão aconteceu na manhã desta quarta-feira (10), em Santa Rita do Sapucaí (MG). De acordo com a Polícia Civil, em uma das movimentações com uso de cartões de bancos de vítimas, o valor roubado chegou a R$ 50 mil. A ação do casal começava com uma ligação para as vítimas, informando que o cartão tinha sido usado em Guarulhos (SP). Com a falsa informação, os estelionatários conseguiram dados pessoais da conta e a senha de várias vítimas. Em seguida, eles informavam que, para bloquear o cartão, era preciso entregá-lo a um mototáxi, que era enviado à casa da pessoa. Em posse de todos os dados, os criminosos iam até as agências bancárias ou usavam máquinas de cartão. O dinheiro era transferido direto para a conta de um responsável na capital paulista. A Polícia Civil acredita que pelo menos seis pessoas tenham caído no golpe. Os estelionatários foram presos em um hotel de Santa Rita do Sapucaí. A investigação apontou que os dois estavam na cidade desde o dia 02 de abril. Os presos, de 23 e 18 anos, foram ouvidos na delegacia e levados para o presídio da cidade. A polícia não divulgou se outros envolvidos foram identificados.

Anterior