Conheça o golpe de motorista de aplicativo para multiplicar conta de passageiros

Sem Comentários

01/10/2019

Um golpe aplicado por um motorista de aplicativo serve de alerta para usuários deste tipo de transporte na capital mineira. O homem, de 41 anos, foi preso em Contagem, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, depois de enganar e dar prejuízo a diversas pessoas. Segundo a Polícia Civil, ele conseguiu, com o estelionato, arrecadar, ao menos, R$ 50 mil. Mas, acredita-se que mais pessoas podem ter sido vítimas. As investigações apontaram que o homem escolhia, em sua maioria, vítimas idosas. Ao fim da corrida, ele afirmava ao passageiro que o pagamento prévio não tinha sido registrado e convencia a vítima fazer o pagamento em cartão de débito. Para isso, rodava com uma máquina. A polícia vai continuar com as investigações para tentar encontrar outras vítimas do motorista. Ele vai responder por estelionato.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: Jornal Estado de Minas

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Preso trio que aplicava o golpe da “saidinha de banco”; Idosos foram vítimas em Alfredo Chaves e Anchieta

Sem Comentários

06/08/2019

Nesta terça-feira (6), foram presas três pessoas responsáveis por aplicar golpes em saídas de agências bancárias e lotéricas pela equipe da 10ª Delegacia Regional da Polícia Civil de Anchieta (ES). O trio era integrante de uma associação criminosa e vitimava pessoas idosas ou com algum tipo de deficiência, aplicando golpes como o da falsa recompensa. Dois são moradores de Vila Velha (ES), enquanto o outro mora em Vitória (ES). O trio foi preso por conta de uma investigação, iniciada após o registro de um Boletim de Ocorrência (B.O.) em Alfredo Chaves (ES), em que o grupo aplicou uma fraude em uma idosa. De acordo com a Polícia Civil, com base nas imagens obtidas e no relato das vítimas, foi possível perceber a ação de dois homens e de duas mulheres.

O trabalho era feito em conjunto. A vítima realizava o saque bancário e, após o sinal de um dos integrantes, os demais iniciavam uma série de encenações para ludibriar a pessoa e facilitar o furto. Os homens ficavam no interior da agência e, ao perceberem que uma pessoa idosa ou deficiente realizava um saque de valor elevado no caixa eletrônico, passavam a informação para as mulheres que iniciam toda a fraude.

Os envolvidos foram autuados por estelionato contra idosos e associação criminosa e um dos suspeitos ainda foi autuado por falsidade ideológica. Isso porque no momento da abordagem, os policiais constataram que ele conseguiu registrar duas identidades no sistema de identificação.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: FolhaOnline.es

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.