Rapaz é preso após sacar dinheiro de golpe em MT

Sem Comentários

20/02/2018

Na tarde desta terça-feira (20), no município de Barra do Garça, um jovem acusado de participação em crime de estelionato foi preso pela Polícia Judiciária Civil. L.D.P.S., de 22 anos, foi surpreendido pela equipe da Delegacia Especializada de Roubos e furtos (Derf-BG), dentro de uma agência bancária, após sacar dinheiro adquirido através do golpe popularmente conhecido como “Bença tia”, ou “Falso Sobrinho”. A vítima, de 59 anos, moradora da cidade de Sinop (500 km ao Norte), procurou a Delegacia para comunicar o recebimento da ligação telefônica, na qual uma pessoa se identificou como um parente de fora que iria visitá-la. Na conversa, o golpista disse que o automóvel quebrou na Rodovia, e precisava de dinheiro para pagar o mecânico. Induzida ao erro e acreditando ser realmente um parente no telefone, a vítima realizou o depósito em dinheiro, na conta bancária indicada. Somente depois de fazer o depósito, ela percebeu que havia caído no golpe. Diante dos fatos, os investigadores em diligências identificaram o titular da conta-corrente informada pelo estelionatário. O suspeito acabou abordado na agência bancária, logo após sacar R$ 2,2 mil depositados pela vítima. Conduzido à Derf de Barra do Garças, o jovem foi ouvido pelo delegado e revelou ser a segunda vez que emprestava sua conta bancária para um reeducando da Cadeia Pública do município de Aragarças, estado de Goiás. Ainda segundo o preso, a primeira situação ocorreu no dia 29 de janeiro, quando recebeu a quantia de R$ 1,5 mil. O jovem foi autuado por estelionato e posteriormente encaminhado para audiência de custódia, no Fórum da Comarca de Barra do Garças.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: Folha Max

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Homem é preso ao aplicar golpe em vítima dentro de agência em Paracatu

Sem Comentários

15/02/2018

Na quarta-feira (14), um homem foi preso, pela Polícia Militar, após praticar um golpe em uma pessoa dentro de um banco, em Paracatu. A vítima tentava realizar um depósito no valor de R$ 550 no caixa eletrônico, quando apresentou certa dificuldade e um golpista de 35 anos, se ofereceu para ajudar. Neste momento, o estelionatário trocou o envelope da vítima por outro com a quantia de R$ 14 e realizou o depósito. Segundo a PM, um vigilante da agência bancária percebeu que havia algo estranho e impediu que o golpista saísse da agência com o envelope da vítima, acionando os militares. O vigilante ainda relatou aos policiais que enquanto observava a ação do golpista, outro suspeito tentava tirar a atenção do vigilante fazendo perguntas. Toda a ação dos golpistas foi filmada pelo sistema de monitoramento da agência, sendo possível visualizar as características do segundo criminoso, um homem gordo e de cor negra, com idade aparente de 40 anos. A PM ressalta que uma ação parecida foi registrada pelos militares no dia 08 janeiro deste ano, e diante da semelhança, os militares deslocaram a residência de outra vítima, a qual reconheceu o golpista. Os documentos apresentados pelo Golpista em nome de E.A. Araújo, possuem indícios de serem falsos. Diante do flagrante, o homem foi preso e encaminhado para a delegacia de polícia. Já o outro criminoso conseguiu fugir antes da chegada da polícia e está sendo procurado.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: Paracatu News

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Casais suspeitos de estelionato são flagrados fazendo compras em shopping de Uberlândia

Sem Comentários

09/02/2018

Na noite desta quinta-feira (08), a Polícia Militar prendeu dois casais pelo crime de estelionato. A prisão ocorreu após a chefia de segurança do Uberlândia Shopping, na região sul da cidade, suspeitar do grupo e acionar a polícia. Segundo as informações da PM, o grupo se passava por funcionários de instituições financeiras e informavam às vítimas que os cartões de créditos estavam sendo fraudados. Em seguida, recolhiam o cartão com todos os dados e efetuavam compras de alto valor no shopping da cidade. Conforme informou a assessoria do Uberlândia Shopping, a segurança suspeitou das compras ilícitas e acionou a polícia informando que os autores estavam fazendo compras com cartões em outros nomes. Os militares imediatamente se deslocaram e flagraram os jovens saindo do local com sacolas de mercadorias. Durante a abordagem, os policiais verificaram que os suspeitos são de São Paulo e se tratavam de uma quadrilha de estelionatários que estava em Uberlândia há cerca de uma semana, praticando os crimes. Os envolvidos são um jovem de 24 anos, dois de 22 e uma adolescente de 17. Com eles foram apreendidos diversos cartões e a mercadoria que seria revendida pelos suspeitos. A assessoria do shopping também informou que o empreendimento se colocou a disposição da PM em relação às investigações e que o valor das compras não foi divulgado pelos lojistas.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: G1

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Homem perde mais de R$ 9 mil no golpe do ‘sonho americano’ em Vilhena, RO

Sem Comentários

30/01/2018

Em Vilhena (RO), um homem de 39 anos perdeu mais de R$ 9 mil no golpe do “sonho americano”. Conforme a vítima, o estelionatário prometeu visto de trabalho para os Estados Unidos, mas no dia do embarque não apareceu. O caso foi registrado na Delegacia de Polícia Civil na segunda-feira (29). O suspeito que aplicou o golpe foi preso na semana passada em Governador Valadares (MG). A vítima relatou à Polícia Civil que, em dezembro de 2017, entrou em contato com o homem por telefone. O estelionatário prometeu a ele um visto para trabalhar nos Estados Unidos e cobrou o valor de R$ 9, 5 mil pelo documento. O homem de 39 anos pagou o valor através de vários depósitos. No dia do embarque, o suspeito não compareceu ao local marcado. A vítima ainda contou que soube, por meio de matéria jornalística, que o estelionatário está preso em Minas Gerais.

‘Vendedor de sonhos e ilusões’

De acordo com a Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG), um homem de 29 foi preso na quinta-feira (25), em Governador Valadares, suspeito de estelionato. Ele já havia sido preso em julho de 2017 pelo mesmo crime. Em ambas as prisões, ele é suspeito de aplicar o golpe do “sonho americano”, com a falsa promessa de conseguir, de forma facilitada, vistos legais de trabalho para os Estados Unidos. Conforme a PCMG, o suspeito estava em liberdade provisória e foi preso quando tentava realizar exame de direção veicular. A revogação da liberdade condicional foi pedida, pois ele estaria fazendo novas vítimas na região. Quando foi preso em julho do ano passado, segundo a polícia, o suspeito que na época teria feito mais de 10 vítimas, confessou os delitos, afirmando que “vendia sonhos e ilusões, e que as pessoas os compravam”.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: G1

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Estelionatário que causou prejuízos de mais de R$ 200 mil acaba preso

Sem Comentários

23/01/2018

Após causar um prejuízo a suas vítimas de mais de R$ 200 mil, foi preso em Dourados, a 225 quilômetros de Campo Grande, um homem, de 26 anos. As vítimas do jovem seriam idosos. Ele é suspeito de aplicar golpes de estelionato em quatro cidades do Estado, Dourados, Fátima do Sul, Glória de Dourados e Naviraí. Mais de dez vítimas já foram ouvidas e todas relataram o mesmo Modos Operandi do estelionatário. O suspeito sempre se oferecia para ajudar os idosos em caixas eletrônicos e sempre se aproveitava da ingenuidade e pouca instrução das vítimas para aplicar os golpes. Ele chegava a fazer empréstimos nas contas das vítimas, que só percebiam o golpe quando começam os descontos em suas contas bancárias.Ele também é acusado de se apoderar de cheques das vítimas chegando a falsificar assinaturas para a compra de carros de luxo, causando um prejuízo de mais de R$ 200 mil.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: Midia Mix

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Novo golpe bancário na Capital leva clientes a falsa central telefônica

Sem Comentários

09/01/2018

Criminosos criaram falsa central telefônica para aplicar golpes em clientes de bancos de Campo Grande. Ontem, um homem de 61 anos ficou com o cartão preso no terminal de autoatendimento de um banco e, ao buscar ajuda por telefone, descobriu que o número era falso e que havia passado dados sigilosos para estelionatários. Conforme registrado no boletim de ocorrência, a vítima relatou que por volta das 17 horas, fazia uso dos terminais quando o cartão ficou preso. No local estava um desconhecido que recomendou que entrasse em contato com a central, por meio dos números de telefone afixados em três dos caixas. Ainda de acordo com o homem, o adesivo continha um número 0800 e as marcas do banco, passando a impressão de que se tratava de algo legítimo. Ele ressaltou ainda que a falsa atendente realmente parecia ser funcionária da instituição financeira, e que só se deu conta de que se tratava de golpe depois de ter passado informações pessoais. Além disso, logo em seguida acabou ficando com o cartão retido na máquina, como se fosse algo provocado pelo desconhecido que está no local. Temendo ser lesado, o homem procurou a Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário (Depac) do Centro para denunciar o caso. No local, a reportagem flagrou adesivos nos caixas assim como relatado pela vítima.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: Correio do Estado

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Empresário é preso suspeito de desviar cerca de R$ 120 mil de aposentados e pensionistas em Frutal

Sem Comentários

19/12/2017

Foi preso nesta terça-feira (19), um empresário, de 41 anos, suspeito de estelionato em Frutal. Segundo a Polícia Civil, a prisão foi feita durante a operação ”Natalflex”. O homem que trabalhava com empréstimos para aposentados e pensionistas pode ter desviado mais de R$ 120 mil das vítimas. Além do mandado de prisão, foram cumpridos dois mandados de busca e apreensão na casa e no escritório do homem, localizado na Avenida Coronel Delfino Nunes, no Centro. No local, foram apreendidos dois computadores, documentos e cartões de recebimento de benefício. Segundo o delegado responsável, a investigação mostrou que entre 2015 e 2017, utilizando o mesmo modus operandi, o homem realizava contratação de empréstimo para vítimas idosas e vulneráveis. “Depois do empréstimo, ele se apresentava com a desculpa que precisava devolver o dinheiro ao banco por ter ultrapassado a margem da vítima, ocasião em que sacava o dinheiro da conta dela, recebia diretamente das mãos da vítima ou transferia diretamente para conta bancária dele, não realizando nenhum tipo de devolução”, disse o delegado. Com o cartão de benefício previdenciário das vítimas, o empresário realizava empréstimos direto no caixa eletrônico, sacava o dinheiro e realizava pagamentos de contas pessoais. “Muitas dessas ações foram filmadas pelo sistema do banco e comprovadas pelos depoimentos. Ele, que é proprietário de uma empresa de financiamentos, causou um prejuízo para as vitimas de cerca de R$ 120 mil com diversos estelionatos”, finalizou o delegado. O homem foi levado para o presídio de Frutal.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: G1

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Anterior Próximo