Grupo suspeito de estelionato é detido em hotel de Araxá

Sem Comentários

14/05/2019

Foram presas em Araxá, no Alto Paranaíba, por suspeita de estelionato, quatro pessoas com idades entre 30 e 41 anos. De acordo com a Polícia Militar (PM), eles são da região de Belo Horizonte, se passavam por funcionários de empresas que não tiveram registros encontrados e aplicam golpes em todo o estado. A PM recebeu informações de que eles estavam hospedados em um hotel na cidade. Ao chegar no local, os policiais se depararam com os envolvidos que foram abordados. A polícia apurou que os suspeitos são naturais de Belo Horizonte, Contagem e Ibirité. Questionados, eles disseram que são vendedores autônomos de duas empresas de produtos terapêuticos e de segurança. Porém, segundo a PM, não apresentaram documentos que comprovassem vínculo empregatício ou a existência das empresas. Segundo a PM, eles abordavam as vítimas e, durante a negociação, solicitavam o cartão bancário delas e passavam por diversas vezes, debitando o valor das contas. Com eles foram apreendidos cartões bancários, aparelhos celulares, dinheiro, máquinas de cartão, diversos eletrônicos e blocos de contrato em nome de duas empresas, além de uma bucha de maconha e ainda camisetas azuis estampadas com nomes de falsas empresas. Além disso, com o grupo os militares encontraram dois contratos de compra e venda de produtos, e foi verificado que estavam em nome de uma vítima. Foram realizadas consultas e nenhum registro ou CNPJ que comprovasse a existência destas empresas foi encontrado. Eles foram encaminhados a delegacia da Polícia Civil, juntamente com o material apreendido.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: G1

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Mulher é presa por revender joias adquiridas em um golpe de estelionato em Montes Claros

Sem Comentários

09/05/2019

Nessa quarta-feira (08), uma mulher de 38 anos foi presa em Montes Claros suspeita de revender produtos de um estelionatário. De acordo com informações da Polícia Militar, ela foi apontada por uma mulher como proprietária de uma grande quantidade de joias e semijoias. Os produtos, para a PM, foram adquiridos pelo homem em janeiro deste ano; ele pegou cerca de R$ 130 mil em joias para revender, mas não pagou e desapareceu. O autor do estelionato já foi identificado, mas ainda não foi preso. O homem de 28 anos já havia sido denunciado por outros golpes de estelionato com as mesmas características. A PM conseguiu chegar até a mulher que foi presa após uma denúncia de que as joias retiradas de joalheria estavam sendo revendidas em uma plataforma online. A mulher que fez o anúncio contou à polícia que havia sido contratada pela mulher de 38 anos para revender a mercadoria. Ela assumiu ser a proprietária, mas não informou onde comprou as joias e não tinha nenhum documento fiscal. Através de documentações, a joalheria, que fica no Centro da cidade, comprovou que as joias pertencem à empresa. Parte do material foi recuperada, e a polícia tenta localizar o estelionatário.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: G1

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Suspeito de estelionato é preso em agência bancária em Venda Nova

Sem Comentários

08/05/2019

Na manhã desta quarta-feira (08), um suspeito de estelionato foi preso após sacar o valor de um empréstimo contratado em nome de uma vítima. O golpe aconteceu em uma agência bancária na região de Venda Nova. A equipe da agência onde tudo ocorreu já realizava o monitoramento do acusado. Figura carimbada pela Polícia Militar, há algum tempo a corporação avisou seguranças e gerentes das agências sobre as atitudes suspeitas do homem e que ele já estava sendo investigado pelo crime de estelionato. “Não era a primeira vez. Ele já cometeu esse e outros golpes em vários bancos da região e, por isso, ele estava sendo monitorado”, explicou o sargento responsável por conduzir a ocorrência. Com o homem, a polícia encontrou cartões de benefícios com o nome de inúmeras pessoas e cartões e senhas de bancos diferentes e contas diferentes. “Até o momento nós encontramos cerca de cinco vítimas que sofreram golpes do homem. A cada hora aparecem mais pessoas nos procurando para denunciá-lo”, comenta o militar. A ocorrência ainda está em andamento.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: O Tempo

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Mulher denuncia estelionato e prejuízo de mais de R$ 2 mil em Mogi

Sem Comentários

06/05/2019

Neste domingo (05), uma mulher de 50 anos, moradora de Mogi das Cruzes, denunciou à polícia que foi vítima de estelionato. Ela afirmou que teve um prejuízo de mais de R$ 2 mil. De acordo com a vítima, um desconhecido fez compras no cartão dela em uma loja de departamentos em Santo André. O cartão é da rede de lojas onde as compras foram feitas. A mulher afirmou que foram feitas três compras no sábado (04), totalizando R$ 2.787. A vítima disse ainda que não emprestou o cartão e não foi à loja, que fica em um shopping de Santo André. O caso foi registrado como estelionato e será investigado.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: G1

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Acusado de estelionato é preso na BR 316 no município de Picos

Sem Comentários

29/04/2019

Nesta segunda-feira (29), um homem de 58 anos, acusado de estelionato no Ceará, foi preso pela polícia. Segundo um inspetor da PRF-PI, o acusado estava trafegando em um veículo de modelo Hyundai Tucson quando foi abordado. Os agentes realizaram um levantamento e encontraram um mandado de prisão em aberto contra o suspeito, referente ao crime de estelionato. “Após verificação da documentação do veículo, foi detectado que havia um mandado de prisão em desfavor do condutor expedido pela Vara Única da Comarca de Lavras da Mangabeira no Estado do Ceará pelo crime de estelionato”, informou o inspetor. Depois da prisão, os agentes da PRF-PI encaminharam o acusado para a Central de Flagrantes da cidade de Picos, onde ele se encontra preso.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: GP1

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Usando perucas como disfarce, suspeita de estelionato é presa no Centro de Juiz de Fora

Sem Comentários

25/04/2019

Nesta quinta-feira (25), no Centro de Juiz de Fora, uma mulher de 48 anos foi presa em flagrante suspeita de estelionato. Conforme as primeiras informações da Polícia Militar (PM), ela usou documentos falsos e várias perucas diferentes para abrir uma conta em uma agência bancária no município. Após fazer a conta no banco, a autora fez um empréstimo de R$ 18 mil. Em seguida, aos poucos ela retirou o dinheiro do estabelecimento. Um sargento relatou à reportagem que após uma denúncia anônima de dentro da agência, acionou os militares depois de perceber que ela voltou ao local em um pequeno intervalo de tempo e que estava com uma “aparência diferente”. Após saber que a polícia estava a caminho, a mulher saiu correndo pela rua, quando os militares interceptaram. Foram apreendidos R$ 800 reais e várias perucas na casa dela. A suspeita foi encaminhada para a Delegacia de Plantão para as demais providências.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: G1

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Mulher de 64 anos é vítima de estelionato em Brasilândia

Sem Comentários

24/04/2019

Na segunda-feira (21), após sofrer um golpe de pouco mais de 82 mil reais em duas transferências bancárias, uma mulher de 64 anos procurou a Delegacia de Polícia Civil de Brasilândia (MS), onde reside. Conforme a ocorrência, a vítima adicionou ao seu Facebook uma pessoa, até então desconhecida, e estabeleceu contato até março, quando o golpe teria começado a ser armado. Em uma nova conversa nessa época, o golpista dizia ter viajado para a Espanha e visto coisas “muito bonitas”, como, segundo a vítima, um par de sapatos que ele havia adquirido e que presentearia a mulher. Além disso, o criminoso falava de uma suposta quantia de dinheiro que desejava presentear à vítima, e a mesma pudesse utilizar da forma que quisesse. Além disso, o golpista enviaria uma outra quantia de dinheiro para que a mulher guardasse para ele.

 Do perfil às ligações suspeitas, o golpe foi traçado

Após várias conversas pelo Facebook, a vítima passou a receber diversas ligações, todas supostamente feitas pela Receita Federal, o que era mentira. A suspeita é de que o crime teria contado com a participação de diversos estelionatários. Na primeira das ligações, a mulher teria sido informada que as quantias prometidas pela pessoa que ela conversava, estavam retidas e que ela precisaria pagar uma multa para não ter o dinheiro apreendido. A mulher, então, transferiu o dinheiro para a conta bancária informada pelos bandidos. Pouco tempo depois, em mais uma ligação dos golpistas, foi solicitada a transferência de outra quantia para o pagamento de um outro seguro do pacote em questão. Mas o golpe não parou. Em mais uma ligação os criminosos pediram mais dinheiro. Dessa vez, sem a quantia pedida em conta, a mulher relatou toda a história para a família e o golpe de pouco mais de 82 mil reais, foi descoberto. Após a confirmação do golpe, a polícia segue investigando o caso, e já se sabe que a conta informada pelos criminosos para o depósito, está em nome de duas mulheres.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: Rádio Caçula

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Anterior