Suspeito de cobrar R$ 500 por documentos falsos é preso no Ceará

Sem Comentários

04/12/2019

Um jovem de 21 anos foi preso na noite desta terça-feira (3) dentro de casa, em Pacatuba, suspeito de falsificar documentos. O jovem foi localizado após denúncias anônimas recebidas pela Coordenadoria Integrada de Operações de Segurança (Ciops). Ele confessou que cobrava até R$ 500 para confeccionar um RG, por exemplo, mas ele também fazia outras falsificações. Na casa do suspeito foram apreendidos documentos falsos, papéis do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) e um notebook onde o homem fazia a contabilidade do serviço ilícito. Conforme o delegado, da Delegacia Metropolitana de Maracanaú, responsável pelo caso, o jovem possui antecedentes criminais por estelionato, corrupção ativa e falsificação de documentos. Ele foi autuado novamente por estelionato.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: TNH1

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Estelionatário é preso após aplicar golpe de R$ 100.000,00 em Santa Catarina

Sem Comentários

27/11/2019

Na última terça-feira (19) a Polícia Civil, por intermédio da SIC – Setor de Investigações Criminais de Itapema, efetuou a prisão em flagrante de um homem, o qual estava no Tabelionato de Notas utilizando uma procuração com suspeita de fraude (lavrada com documentos falsos). A equipe de policiais foi acionada para comparecer ao local quando o homem  solicitou a realização de uma escritura pública de compra e venda de imóvel e ao apresentar os documentos, mostrou-se inquieto, o que fez com que os funcionários suspeitassem de sua atitude e realizassem a conferência, momento em que descobriram a falsidade. A vítima, que prefere não ser identificada, informou aos policiais que já havia pago mais de R$ 100.000,00, a uma terceira pessoa, bem como dado um veículo de alto padrão. Após a condução do homem para a Delegacia de Polícia, foram realizados os procedimentos cabíveis e o indivíduo encaminhado à Unidade Prisional da Comarca, onde permaneceu à disposição da justiça.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: Jornal Razão

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Advogada é flagrada tentando sacar R$ 28 mil com documentos falsos

Sem Comentários

20/11/2019

Uma advogada foi presa, na tarde desta terça-feira (19), suspeita de usar documentos falsos para tentar sacar dinheiro em uma agência bancária, localizada em Campina Grande. Segundo informações da Polícia Civil, ela faria um saque de mais de R$ 28 mil, com dois alvarás judiciais falsificados. Segundo o delegado responsável pelo caso, funcionários da instituição bancária desconfiaram dos documentos e acionaram a polícia. Ainda de acordo com ele, a suspeita falsificou a assinatura de um juiz e de outros dois servidores da Justiça. Em depoimento, ela contou que os alvarás eram legítimos. Mas após a checagem feita no fórum, confessou que havia falsificado os documentos. À polícia, ela disse que agiu sozinha. Já o delegado informou que no momento da abordagem a advogada estava acompanhada por duas pessoas, mas que não foi possível comprovar o envolvimento delas no crime. A suspeita foi autuada pelo crime de estelionato. Ela está detida na Central de Polícia de Campina Grande, onde aguarda por uma audiência de custódia, que deve acontecer na quarta-feira (20).

Ler a notícia na íntegra

Fonte: G1

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Idosas caem em golpe e estelionatária ‘limpa’ conta de R$ 32 mil

Sem Comentários

18/11/2019

Duas idosas procuraram a 6º Delegacia de Polícia Civil para registrar um boletim de ocorrência contra uma mulher de 34 anhos, que se passando por falsa agente de aposentadoria aplicou um golpe nas irmãs furtando de suas contas R$ 32 mil. Segundo o delegado, os fatos ocorreram há dois meses quando a estelionatária que começou a frequentar a casa da idosa de 63 anos teria oferecido ajuda para agilizar a aposentadoria dela. A autora chegou a levar a vítima por duas vezes no INSS (Instituto Nacional da Seguridade Social), afirmando que ia resolver a demora. Mas, sempre que chegava ao instituto deixava a idosa sentada e quando voltava dizia que ainda não havia sido resolvido. Na conta da idosa havia R$ 22 mil guardados durante vários anos das vendas de pães que fazia. A idosa ainda apresentou a sua irmã para a estelionatária ajudar também na aposentadoria e desta vítima, a autora furtou o valor de R$ 12 mil. Mas, desconfiada de mensagens do banco que chegavam em seu celular de saques feitos na conta acabou-se descobrindo que a estelionatária estava por trás dos furtos. A mulher foi encontrada em casa, no bairro Tijuca e levada para a delegacia, onde confessou os crimes. Ela foi ouvida e liberada sendo indiciada por furto mediante estelionato. O delegado orientou que as pessoas não procurem por terceiros para a realização da aposentadoria, e sim, procurem informações no INSS evitando cair em golpes.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: MidiaMax

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Homem é preso ao comprar Smartphones com documento falso e cartão clonado

Sem Comentários

30/10/2019

A Polícia Civil do Distrito Federal prendeu, em flagrante, um homem que usou documento falso e cartão de crédito clonado para comprar smartphones em uma loja do ParkShopping, no Guará. O valor das fraudes chegou a quase R$ 16 mil. A ação, deflagrada a partir de uma denúncia, foi realizada por policiais da Coordenação de Repressão aos Crimes contra o Consumidor, à Ordem Tributária e a Fraudes (Corf/Difraudes). Os policiais aguardaram a concretização da compra para efetivar o flagrante. Segundo a Polícia Civil, na tarde de quarta-feira (10/8), o acusado foi preso logo após comprar quatro celulares, no valor de R$ 3,8 mil cada, e uma caixa de som, de R$ 700. Durante a abordagem policial, David apresentou uma carteira de identidade falsa em nome de uma pessoa chamada Thiago. Ele foi autuado em flagrante pelo crime de estelionato e uso de documento falso. Os celulares e a caixa de som foram apreendidos e restituídos à loja. Ainda de acordo com o funcionário, o criminoso agiu de forma semelhante em todas as lojas. Passava o cartão com o chip. A máquina acusava um erro. Então, o suspeito solicitava para o vendedor usar a tarja magnética. O aparelho pede um código, o qual é informado pelo suspeito. Só após esse procedimento a transação é aceita.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: Metrópoles

Saiba como evitar esse e outros tipos de fraude acessando a página do BrSafe, um sistema moderno e eficaz no combate a fraude em documentos.

Golpista que se passava por personalidades políticas e jurídicas é preso no Rio Grande do Sul

Sem Comentários

29/10/2019

A Polícia Civil prendeu em flagrante na manhã desta quarta-feira, na cidade de Guaíba, um estelionatário que se passava por personalidades políticas e jurídicas para possibilitar a contratação de televisão a cabo e solicitação de cartões de crédito visando efetuar compras no comércio. Nem o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), foi poupado de ter o nome usado pelo golpista de 53 anos. A ação com ordem judicial foi realizada pela Delegacia de Repressão aos Crimes contra o Patrimônio e Serviços Delegados (DRCP) na rua João Batista Luzardo, na residência do criminoso. Houve a apreensão de mercadorias e cartões, além de documentos falsificados. “Ele solicitava muitos contratos de televisão por assinatura. Uma das empresas estranhou e nos comunicou há três meses. Começamos a fazer um levantamento de todas as instalações desse serviço naquele endereço”, observou o delegado. “Ele tinha diversos cadernos com anotações de todos os dados dessas pessoas, como RG, CPF, filiação, data de nascimento… Queremos saber onde ele conseguiu essas informações”, adiantou o titular da DRCP. Todo o material apreendido será agora analisado e periciado. Quem beneficiou-se do esquema poderá ser também responsabilizado.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: Correio do Povo

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Investigando golpista na cidade, polícia descobre caminhoneiro trabalhando há quase um ano com CNH falsa

Sem Comentários

14/10/2019

Na noite de ontem, policiais militares de Vilhena (RO) viram, no restaurante de um posto de combustíveis da cidade, um homem denunciado várias vezes por estelionato, e decidiram abordá-lo. Durante a revista ao suspeito, o outro homem que o acompanhava demonstrou nervosismo e os policiais decidiram investigá-lo também. Quando o suposto caminhoneiro apresentou sua CNH, o documento foi checado no sistema, quando ficou constatado que ele era falso, pois não estava registrado no banco de dados. Pressionado, o suspeito acabou confessando ter “comprado” a carteira de habilitação e revelando aos policiais que jamais frequentou uma autoescola. Ela também disse que, usando o documento fraudado, trabalha há nove meses como motorista de uma transportadora da cidade.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: Folha do Sul On-line

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Anterior