Receita Federal alerta contra ação de golpistas que usam falso e-mail

Sem Comentários

16/04/2018

A Receita Federal alerta para a circulação de um e-mail falso em nome da instituição. A mensagem enviada contém solicitação de cópias coloridas do RG (Documento de Identidade) ou da CNH (Carteira Nacional de Habilitação), comprovante de residência e cartão bancário, sob a falsa alegação de que o suposto não envio da documentação poderá levar à suspensão do CPF do cidadão. A mensagem enviada contém solicitação de cópias coloridas do RG (Documento de Identidade) ou da CNH (Carteira Nacional de Habilitação), comprovante de residência e cartão bancário, sob a falsa alegação de que o suposto não envio da documentação poderá levar à suspensão do CPF do cidadão. “A Receita Federal ressalta ainda que não autoriza nenhuma outra instituição a enviar e-mails em seu nome. Mensagens dessa natureza devem ser apagadas, pois podem conter vírus ou qualquer outro software malicioso, podendo causar danos ao computador do internauta. Além disso, a exposição de dados pessoais do cidadão pode facilitar o cometimento dos mais diversos tipos de fraudes’’, diz o comunicado. Nos casos em que o CPF estiver “suspenso”, o cidadão poderá solicitar a regularização por meio da internet ou se dirigir a uma unidade de atendimento dos Correios. Outras informações podem ser obtidas no site da Receita Federal.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: Nova News

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Golpe de phishing no Facebook tenta roubar login e senha; saiba evitar

Sem Comentários

13/04/2018

Um esquema de phishing é usado em páginas reais do Facebook para roubar dados de login e senha dos usuários. A estratégia envolve um e-mail falso, capaz de enganar mesmo os mais atentos, com um link para um aplicativo malicioso hospedado na rede social. Como o endereço eletrônico conduz o destinatário para a plataforma de Mark Zuckerberg, é fácil cair no ataque. A armadilha foi descoberta por um desenvolvedor web de tecnologias de programação para a Internet, na quarta-feira passada (04). Em seu blog pessoal, o desenvolvedor contou sobre o episódio que quase o levou a ceder dados de login aos criminosos. O desenvolvedor apresentou o conteúdo do e-mail, que alertava a respeito de uma suposta infração de direitos autorais na página do autor. Redigida sem os erros de gramática e ortografia comuns em ataques do tipo, a mensagem tinha um link para levar o usuário diretamente a uma página real do Facebook, fato que contribuiu para a sensação de legitimidade do aviso. O atalho, na verdade, direciona a vítima para um app malicioso hospedado no Facebook. Por meio de um formulário, a página pedia dados de login, como e-mail e senha, da rede social. No entanto, o desenvolvedor percebeu algo de errado: não fazia sentido o Facebook pedir esses dados fora de contexto. Isso levou ele a examinar com mais cuidado o e-mail e o material do ataque. A checagem foi o suficiente para que ele identificasse uma série de detalhes que denunciam o golpe. O endereço de remetente da mensagem é “noreply@facbooksupport.com”, sem “e” no nome da plataforma. Em uma segunda leitura, se deparou com erros de ortografia e gramática, que puseram em evidência a má intenção.

Como evitar cair em ataques phishing?

Phishing, do inglês, é um termo referente à ideia de “pescar” vítimas. O golpe usa uma estratégia para “fisgar” usuários desatentos – mesmo especialistas em tecnologia estão suscetíveis à ação. A primeira regra para evitar o transtorno é ter cuidado com mensagens de tom alarmista, com avisos sobre perda de acesso a serviços da Internet. Também é preciso desconfiar de mensagens que oferecem prêmios, descontos e vantagens mirabolantes em lojas, serviços e aplicativos diversos. Outra dica é checar o endereço de e-mail do remetente e examinar os links apresentados na mensagem. Um ataque recente levava vítimas a acessar “www.rnercadolivre.com” com “RN” (em letras minúsculas) ao invés de “M”. Chamado de golpe homográfico, esse tipo de estratégia visa enganar o usuário com endereços falso, semelhante aos das páginas reais, a partir do uso de outras letras ou a duplicação delas, por exemplo.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: TechTudo

Fique ligado. Dicas do BrSafe para evitar essa modalidade de fraude.

Falso e-mail da Apple rouba dados de usuários

Sem Comentários

04/01/2018

Usuários estão sendo enganados por e-mails que se fazem passar por comunicados da Apple. De acordo com uma empresa de segurança digital, o golpe consiste em dois e-mails falsos, de remetentes que se fazem passar pela empresa da maçã, com o intuito de enganar os mais desatentos e roubar dados pessoais. Nos dois casos, a armadilha informa que há algo errado com a conta Apple do usuário, redirecionando-o a links maliciosos. No primeiro deles, a pessoa é informada de que sua conta foi utilizada para realizar compras no valor de US$ 70 (cerca de R$ 226). O e-mail pede que, caso o usuário não seja o responsável pela transação, faça o download do PDF anexo e cancele a solicitação. Segundo a empresa, o arquivo em si não seria um vírus, mas um link contido no documento ─ onde o dono da conta deve clicar para contestar a compra ─ o redireciona para um site infectado. Após a primeira tentativa, o usuário da Apple receberia ainda um segundo e-mail informando que as informações de seu Apple ID estariam incompletas e precisariam ser atualizadas.

O corpo do texto traz um link para iniciar uma novo login e mudar as informações do cadastro. O endereço, porém, leva a um site bastante parecido com o verdadeiro, no qual o cliente é induzido a fornecer dados como senha da conta Apple, perguntas de segurança e números de cartões de crédito. Conhecida como phishing, essa prática é bastante comum entre criminosos virtuais. Para não cair no golpe, é preciso estar atento a alguns detalhes. Conforme destaca a própria empresa de segurança, as mensagens em questão trazem algumas falhas bastante óbvias, como o endereço de e-mail suspeito, a saudação genérica (“Querido cliente”) e o fato de conter arquivos em anexo, algo incomum entre comunicados oficiais de empresas. Em alguns casos, porém, o phishing pode ser mais sofisticado e conseguir enganar até mesmo pessoas mais detalhistas. O ideal é se prevenir e, na dúvida, não baixar itens anexados em comunicações suspeitas. Outra dica importante é buscar o site da empresa no Google e verificar se o endereço mostrado condiz com aquele que aparece no e-mail. Além disso, não forneça dados comprometedores, como números de cartões de crédito, informações de contas bancárias ou documentos pessoais, como passaporte, CPF, dentre outros.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: Tech Tudo

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Fuja de golpes digitais: dicas de como se proteger na internet

Sem Comentários

14/11/2017

Você sabia que, no Brasil, a cada 17 segundos, uma pessoa é vítima de uma tentativa de golpe que envolve roubo de identidade? É o que aponta um estudo divulgado pela Serasa Experian neste ano. Cada vez mais comum no mundo, os chamados golpes digitais são discretos e, muitas vezes, fazem com que a vítima nem imagine o que esteja acontecendo. Até que a surpresa aparece: nome sujo, dívidas anônimas feitas em seu nome e até crimes mais sérios surgem, como sonegações e abertura de empresas falsas com seu CPF. Por isso, listamos algumas dicas para você se proteger e fugir dos tipos de golpes mais comuns.

  • E-mails falsos (ou phishing)

Muito cuidado ao abrir e-mails, principalmente os de bancos ou de órgãos públicos. Geralmente, eles são falsos. Evite fornecer informações bancárias ou pessoais sem necessidade – muito dificilmente, um banco irá pedir para você passar informações sigilosas por e-mail, exatamente por não ser um ambiente totalmente seguro.

  • Compras no final de ano

É normal, nas festas de final de ano, o número de crimes digitais acontecerem em todo o país. Isso acontece porque o número de compras aumenta muito, com as grandes promoções das lojas online acontecendo o tempo inteiro. Mas, cuidado: nem sempre uma loja digital é 100% segura. Prefira realizar compras em lojas que você já conhece e confia, e desconfie de promoções milagrosas.

  • Cuidado com os apps!

Com o crescimento e evolução dos smartphones, era de se esperar que usuários mal-intencionados também iriam começar a atacar os gadgets. Por isso, cuidado ao instalar um aplicativo cheio de facilidade: geralmente, eles irão roubar seus dados pessoais.

  • Envio de encomendas

Sabe quando você recebe aquele e-mail com um código de rastreio para alguma compra online que você nem se lembra de ter comprado? Pois é. Trata-se de um golpe relativamente novo e que está fazendo muitas vítimas no Brasil. Para garantir que o remetente do e-mail é confiável, veja sempre o endereço eletrônico que enviou a mensagem: e preste muita atenção, muitas vezes, os domínios são muito parecidos com os sites originais, com apenas alguma mudança de palavra no nome.

  • Mensagens de negativação de nome

Essa com certeza já aconteceu com você: uma mensagem “curiosa” chega em seu celular dizendo que seu nome irá ser negativado e pedindo para você entrar em contato com uma central de renegociações de dívidas. Ao ligar, a empresa possui muitas informações sobre o seu nome e relembra alguma dívida antiga, que pode ter ficado aberta e você nem se lembrava. Certo? Errado! Trata-se de um novo tipo de golpe que também está sendo muito comum no Brasil.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: Tech Tudo

Fique ligado. Dicas do BrSafe para evitar essa modalidade de fraude.

Mulher cai em golpe por e-mail e perde R$ 1 mil em Piracicaba, SP

Sem Comentários

29/08/2017

Uma química de 31 anos foi vítima de estelionato em Piracicaba (SP) após cair em uma falsa oferta que recebeu por e-mail. De acordo com o boletim de ocorrência, ela recebeu uma promoção de uma televisão por R$ 1 mil. O e-mail, com assinatura falsa de uma grande rede varejista, oferecia uma Smart TV de 43 polegadas. Ela realizou a compra e pagou o valor em boleto bancário no dia 25 de agosto. Na segunda-feira (28), percebeu que não recebeu notificação de confirmação da compra e do pagamento, então ligou para o Serviço de Atendimento ao Consumidor (SAC) da rede, por onde foi informada que não havia nenhuma compra no nome dela. O caso foi registrado como estelionato na Polícia Civil.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: G1

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Em novo golpe, estelionatários enviam e-mails falsos da Receita

Sem Comentários

15/05/2017

Para aplicar um golpe, estelionatários estão usando a internet e o Imposto de Renda. A entrega da declaração do Imposto de Renda terminou no dia 28 de abril e já no dia 3 de maio os e-mails falsos começaram a chegar. Um tem a marca da Receita Federal e uma mensagem ameaçadora: “Sua declaração de 2016 está com o processamento suspenso por divergência dos dados”. Para não levar uma multa de R$ 4.649, só abrindo formulários nos campos em azul. São os chamados links, que escondem as armadilhas. Quando alguém clica num desses links, o vírus acorda, percorre os arquivos e domina o computador. O espião abre cadeados eletrônicos e portas virtuais de segurança. Os alvos são as informações bancárias como número de contas, senhas e saldos. O espião também pode capturar fotos e documentos pessoais do dono do computador. “Imagina que esse e-mail chegou para 50 milhões de pessoas. Se 1% clicar com medo que isso seja uma informação verdadeira, nós estamos falando de cerca de 500 mil pessoas que podem cair num golpe e que podem ter algum prejuízo financeiro e até prejuízos pessoais. A sua imagem pode ficar marcada e talvez você não consiga recuperá-la mais da forma que ela era antes”, explicou um professor de segurança cibernética. Tem um jeito simples para não cair no golpe. É só se lembrar que a Receita Federal não procura ninguém pelo computador. Qualquer pessoa que tenha pendências na declaração do Imposto de Renda, dívidas com o Leão ou um dinheiro para receber é sempre avisada pelos correios. Já o contribuinte pode falar com a Receita pelo computador, mas para isso é preciso entrar na página oficial do órgão, na internet. Por enquanto, nada de e-mail.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: G1

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Detran alerta para e-mails falsos

Sem Comentários

08/12/2016

Foi esclarecido, nesta quarta-feira (07), pelo Departamento Estadual de Trânsito (Detran-MT), que boletos de cobrança de Imposto Sobre Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) não são enviados pelos correios. Assim sendo, caso um contribuinte receba um boleto nessa situação, o mesmo não deve ser pago. Caso o proprietário tenha alguma dúvida, o ideal é fazer a consulta no site do Detran para verificar as pendências do veículo. Para consultar as informações, basta entrar no site e, no lado superior direito do site no ícone “seu veículo”, preencher os espaços de Placa e Renavam. O pagamento do IPVA é realizado somente quando o cidadão acessa o site da Sefaz, ou vai ao atendimento de veículos do Detran e solicita o boleto para quitação do imposto. O IPVA para carros com placa final 1 é liberado apenas no primeiro dia útil do ano, no caso, no dia 02 de janeiro de 2017. O Detran esclarece ainda que envia pelos Correios apenas o documento de licenciamento anual do veículo, isso quando solicitado pelo proprietário. Todo o processo neste caso é acompanhado por SMS. O proprietário que receber um boleto falso de cobrança deve denunciar a tentativa de golpe ao Detran.

VEÍCULO IRREGULAR – O Departamento de Trânsito alerta os proprietários de veículos para que verifiquem a atualização de dados pessoais e do licenciamento anual. Caso o veículo esteja circulando sem o licenciamento do ano corrente, ele poderá ser recolhido ao pátio de apreensões do Detran e o proprietário será multado.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: Diário de Cuiabá

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Anterior