Jovem é preso após tentar sacar valores do PIS com documento falso em Caruaru

Sem Comentários

30/03/2018

Em Caruaru, no Agreste de Pernambuco, um recepcionista de 21 anos foi preso após tentar sacar valores do Programa de Integração Social (PIS-PASEP) com documento de identidade falso. O caso aconteceu na quarta-feira (28). Conforme a Polícia Federal, o jovem tentou realizar o saque em um banco do bairro do Salgado, quando um funcionário percebeu a falsificação do documento. O suspeito também tentou sacar o PIS com outra carteira de identidade falsa em um agência de Boa Viagem, no Recife, de onde conseguiu fugir. Para a polícia, o homem informou que adquiriu o documento através da Deep Web com pessoas que não se identificam, mas que deram certeza ser possível sacar os valores através de uma carteira de identidade que seria enviada para o endereço através dos Correios. Ele disse também que enviou a foto para os criminosos e pagou pela confecção das duas carteiras de identidades falsas no valor de R$ 150 por cada documento. Por fim, informou que os dados das contas dos beneficiários do PIS-PASEP também foram repassados por integrantes da Deep Web. O suspeito foi autuado em flagrante e levado à delegacia da Polícia Federal. Ele passou por audiência de custódia e foi encaminhado para a Penitenciária Juiz Plácido de Souza, onde ficará à disposição da Justiça Federal.

Deep Web

“Deep Web” é o nome dado para uma zona da internet que não pode ser detectada facilmente pelos tradicionais sites de busca, garantindo privacidade e anonimato para os navegantes. É formada por um conjunto de sites, fóruns e comunidades que, na sua grande maioria, costumam debater temas de caráter ilegal e imoral.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: G1

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Homem é preso por uso de documento falso e impede golpe de R$ 12 mil

Sem Comentários

29/03/2018

Nesta quarta-feira (28), um golpe no valor de R$ 12 mil que seria aplicado contra um banco foi frustrado, pela Polícia Judiciária Civil, após policiais da Delegacia Especializada de Repressão a Roubos e Furtos de Veículos (DERRFVA) identificar um dos envolvidos no crime. O suspeito, de 60 anos, foi flagrado no momento em que sacaria o valor e foi autuado em flagrante por uso de documento falso e estelionato. As investigações iniciaram após a equipe da DERRFVA receber uma denúncia de que, na sexta-feira (23), o suspeito abriu uma conta na agência de um banco, usando documentos falsos, com a intenção de aplicar um golpe. Segundo as informações, o acusado retornaria ao banco nesta quarta-feira (28) para sacar o valor do empréstimo. Durante checagem da denúncia, os policiais flagraram o suspeito nos terminais de atendimento de dentro da agência, preparando para sacar o dinheiro do empréstimo. Ao ser abordado pelos investigadores, o suspeito apresentou o documento falso, sendo verificada a veracidade da denúncia. Questionado, o golpista confessou o crime e passou informações sobre o seu comparsa que estaria o aguardando em um veículo do outro lado da rua. Os policiais tentaram realizar a abordagem do segundo envolvido que fugiu em alta velocidade ao perceber a presença da equipe. O suspeito foi conduzido a DERRFVA e em interrogatório disse que ele e o comparsa dariam o golpe juntos no valor de R$ 12 mil, e que ele receberia R$ 1 mil pela participação no crime. Diante da confirmação, o conduzido foi autuado em flagrante por estelionato e uso de documento falso e será encaminhado para audiência de custódia na Capital.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: Cenário MT

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Suspeitos que apresentaram documento falso na delegacia são presos

Sem Comentários

28/03/2018

Na segunda-feira (26), a Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (Derf) de Cuiabá cumpriu mandados de prisão preventiva contra dois criminosos envolvidos em roubos, tráfico de drogas, porte de armas e uso de documento falso. Os suspeitos e mais um comparsa foram presos em flagrante pela Polícia Militar, no sábado (24), ocasião em que apresentaram documentos falsos. O trio estava em um veículo Volkswagem Gol e ao perceber a presença da guarnição tentou dispensar uma arma de fogo, que foi apreendida pelos policiais. Por solicitação do delegado, a ocorrência foi apresentada na Derf, tendo em vista a participação dos suspeitos em um roubo. Após a confecção do flagrante, a equipe da Derf com apoio da Diretoria de Inteligência verificou que dois dos conduzidos apresentaram nome falso. Após confirmação da sua verdadeira identidade do suspeito, foi verificado no sistema dois mandados de prisão em aberto contra o suspeito, sendo um de Sinop e outro de São José dos Quatro Marcos. O segundo suspeito, também estava com mandado de prisão em aberto pela 2ª Vara Criminal de Cuiabá. As ordens de prisão contra os suspeitos foram cumpridas na Penitenciária Central do Estado (PCE), onde permanecem presos em decorrência do flagrante.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: Cenário MT

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Trio de paulistas é preso tentando aplicar golpe em agência bancária de Curitiba

Sem Comentários

23/03/2018

Na manhã de quinta-feira (22), um trio, de 39, 37 e 24 anos, natural do Estado de São Paulo (SP), foi preso em flagrante em uma agência bancária, localizada no Centro de Curitiba, no momento em que tentavam abrir uma conta corrente utilizando uma documentação falsa. A ação foi realizada pela equipe de investigação da Delegacia de Estelionato (DE). De acordo com informações policiais, o grupo viajava da cidade de São Paulo até a Capital paranaense somente com o intuito de abrir contas em diversos bancos da cidade, utilizando nomes distintos e documentação falsa, para solicitar empréstimos e não pagar. No momento da prisão, apenas um dos suspeitos estava dentro da agência bancária tentando realizar o procedimento de abertura de conta, os demais estavam o aguardando do lado de fora do local, em frente.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: Bem Paraná

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Polícia Civil deflagra operação ‘Rádio Pirata’ em Ibiá

Sem Comentários

22/03/2018

Nesta quarta-feira (21), em Ibiá (MG), a Polícia Civil realizou uma ação para desarticular uma associação criminosa especializada em crimes de falsificação de documentos, estelionato e agiotagem. A investigação que resultou na operação “Rádio Pirata” começou após o dono de uma rádio da cidade descobrir e denunciar, em setembro de 2017, a transferência dela para o nome dos dois investigados. Foram cumpridos dois mandados de prisão contra dois homens, um de 42 anos, que foi encaminhado ao presídio de Araxá, e outro 39, que foi ouvido e liberado, pois colaborou com as investigações e tinha um alvará judicial. A Polícia Civil informou que as investigações apontavam que o os envolvidos falsificaram contratos sociais da emissora de rádio. Foi constatado durante as investigações que quase todas as assinaturas que estavam nos contratos da transferência da rádio eram falsas. As únicas assinaturas verdadeiras, segundo a perícia, eram dos autores. Eles falsificaram, inclusive, assinaturas de uma pessoa que faleceu e de um advogado. Durante a operação, os policiais civis constataram também que um dos detidos, de 42 anos, praticava o crime de agiotagem. Durante a ação, uma pessoa de identidade não divulgada, foi flagrada pagando uma dívida em dinheiro referente a um empréstimo com juros de 10% ao mês. Foram apreendidos cerca de R$13 mil em dinheiro, computadores, uma caminhonete e vários documentos com indícios de falsificação.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: G1

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Motorista é preso com carteira de motorista falsa em Bananal

Sem Comentários

19/03/2018

Na noite deste domingo (18), um motorista de 30 anos foi preso dirigindo com uma CNH (Carteira de Habilitação Nacional) falsa na avenida João Godói Macedo, no centro de Bananal. O homem admitiu ter comprado o documento. A Polícia Militar informou que estava fazendo bloqueio no local, abordou o motorista e, durante a pesquisa no site do Detran (Departamento Estadual de Trânsito), a CNH foi constatada como inexistente. O homem confessou ter comprado o documento em uma autoescola do Rio de Janeiro por R$2,2 mil. O homem foi preso em flagrante por uso de documento falso, encaminhado à delegacia e permanece à disposição da Justiça.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: Meon

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Dois homens são presos após venderem diplomas falsos em Goiânia

Sem Comentários

13/03/2018

Em Goiânia, dois homens foram presos após serem pegos em flagrante comercializando diplomas falsos. Segundo o delegado que acompanha o caso, eles foram presos em dias e locais diferentes, mas praticavam o mesmo crime. Os suspeitos vendiam certificados do ensino médio por R$400. O primeiro suspeito, T.G.B., de 29 anos, foi preso no último dia 05, no Setor Coimbra; e o segundo, F.A.S., de 34 anos, na sexta-feira (09), no Setor Bueno. Os dois foram presos depois que a polícia começou a investigar o caso de falsificação de diplomas na capital. No momento da prisão, os dois confessaram que fabricavam os certificados de escolas estaduais e vendiam. No momento das prisões apenas um diploma foi encontrado, já que os suspeitos conseguiram esconder os demais. De acordo com o delegado, os compradores também podem responder por processo. “Agora nós estamos identificando os compradores dos diplomas falsos para que possamos ouvi-los e saber se eles compactuaram com o crime ou se foram enganados. Caso seja comprovado que os compradores sabiam da falsificação, eles podem responder por estelionato”, explica o delegado. Os dois presos foram encaminhados para a Central de Flagrantes onde foram autuados no artigo 297 de falsificação de documento público e pode pegar até 6 anos de prisão. O delegado reforçou que as investigações continuam e que esperam prender mais pessoas que praticam o mesmo crime.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: Mais Goiás

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Anterior Próximo