Receita alerta sobre golpe que tem como alvo pessoas que negociam empréstimo

Sem Comentários

21/05/2018

Nesta segunda-feira (21), a Secretaria da Receita Federal informou ter identificado uma nova modalidade de golpe aplicado com uso de seu nome. Segundo o órgão, pessoas que contraíram ou estão negociando empréstimo ou financiamento junto a instituições financeiras estão recebendo em suas casas, via correio, uma notificação falsa, supostamente emitida pelo órgão, condicionando a liberação do dinheiro ao pagamento de Imposto sobre Operações Financeiras (IOF). “O documento, falso, alega que o crédito/financiamento será desbloqueado mediante o recolhimento do imposto. Na correspondência, atribuída a auditor-fiscal da Receita Federal, há dados bancários para depósito, além de assinatura falsa”, explicou. A Receita Federal esclarece que a cobrança e o recolhimento do IOF são efetuados pelo “responsável tributário”, ou seja, pela instituição financeira que conceder o crédito, e não pelo cliente. O Fisco observa ainda que, via de regra, os golpistas cometem erros que possibilitam identificar que se trata de um golpe. “Fique atento a erros de português, informações confusas ou incorretas e orientações desencontradas. Esses são alguns dos indícios de que a correspondência pode ser falsa”, explicou. Em caso de dúvidas, o órgão informou que os contribuintes que forem vítimas deste golpe podem comparecer a uma unidade de atendimento da Receita Federal, pessoalmente, ou enviar denúncia à Ouvidoria-Geral do Ministério da Fazenda neste site. O órgão informou ainda que os indivíduos que aplicam o golpe – fazendo-se passar por servidores da Receita Federal – poderão responder pelos crimes de estelionato, falsidade ideológica e falsa identidade, podendo responder, ainda, pelos “danos causados à imagem da Instituição e do próprio servidor indevidamente envolvido”.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: G1

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Homem se passa por policial em barreira na BR-060 e acaba preso

Sem Comentários

15/05/2018

Na noite desta segunda-feira (14) na BR 060, na Unidade Operacional da Polícia Rodoviária Federal (PRF), saída para Guapó (GO), um homem de 37 anos de idade foi preso por apresentar documento falso à polícia. Conforme a PRF, agentes deram ordem de parada a uma caminhonete Toyota Hilux que seguia no sentido Guapó/Goiânia, ocupada por quatro homens, e ao checar a documentação do veículo e dos passageiros, um deles apresentou-se como policial civil em Goiás. Ao se identificar para os agentes, o cidadão apresentou-se com atitude e comportamento inadequados para um agente de polícia, situação que levou os policiais suspeitarem da profissão do homem abordado. Após consultar a identidade funcional nos sistemas da Polícia Rodoviária Federal, os agentes constataram que o documento era falso, ele pertencia a uma agente da Polícia Civil de Goiás e tinha ocorrência de furto em 2011. O homem foi detido e encaminhado para o 4º DP em Aparecida de Goiânia e foi enquadrado por uso de documento falso.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: Diário de Goiás

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Mulher é presa com certificados de conclusão do ensino médio falsos ao tentar fraudar financiamento na Bahia

Sem Comentários

12/05/2018

Em Feira de Santana, cidade a cerca de 100 km de Salvador, um homem e uma mulher foram presos em flagrante ao tentarem fazer um financiamento usando documentos falsos. Segundo a polícia, o caso ocorreu na sexta-feira (11). A dupla tentou aplicar o golpe em uma loja de carros localizada na Avenida Maria Quitéria. Com a mulher, foram encontrados diversos certificados falsos de conclusão de ensino médio, que seriam comercializados na cidade. Ao ser presa, a dupla disse que agia com a orientação de um terceiro integrante do grupo. No entanto, ele não foi localizado. Os dois foram encaminhados ao Complexo do Sobradinho, onde ficarão à disposição da Justiça.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: G1

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Homem é detido com documento falso após se passar por policial militar, em Campinas

Sem Comentários

09/05/2018

Em Campinas (SP), um homem foi detido após se passar por policial militar durante a averiguação de uma denúncia de extorsão. No momento em que foi abordado por policiais, ele se disse PM de Minas Gerais, mas apresentou uma carteira falsa de agente penitenciário. A ocorrência ocorreu no bairro Jardim Itatinga. Os agentes localizaram o veículo do suspeito e o abordaram. O homem se apresentou como sargento da Polícia Militar. Ao pesquisar os dados no sistema, os policiais descobriram que o homem nunca foi agente penitenciário ou policial militar. Era tudo falso, inclusive o nome que aparecia no documento. O suspeito é de Juiz de Fora, mas mora em Campinas há três anos. O carro dele foi aprendido por estar com documento atrasado desde 2012. Embaixo do banco do carro foi encontrada uma arma bem parecida com as que os policiais usam. Tudo foi levado para a 2º Delegacia Seccional, onde o falso policial prestou depoimento. Ele não tinha passagem criminal, foi liberado e vai responder por falsidade ideológica.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: G1

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Polícia prende dupla suspeita de falsificar documentos para aplicar golpes em Novo Hamburgo

Sem Comentários

09/05/2018

Nesta quarta-feira (09), a Polícia Civil prendeu dois suspeitos de falsificação e estelionato em uma residência em Novo Hamburgo, na Região Metropolitana de Porto Alegre. Conforme o delegado responsável, foram localizados com eles um computador com modelos de documentos de vários tipos. “Foi alugada uma casa por R$ 3 mil, uma mansão, de 700 metros quadrados, em Novo Hamburgo. Dentro, funcionava um cartório clandestino. No computador apreendido tem tudo e mais um pouco de documentos que você imaginar, modelo e informações para serem inseridas na identidade, tem digitais, fotos digitalizadas”, disse o delegado. Foram presos dois homens, de 62 e 54 anos. O mais velho tinha mandado de prisão expedido pelo Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic) de Santa Catarina. Ele integrava um grupo de seis pessoas procuradas no estado – com ele, cinco foram presas. “Tinha uma quadrilha que atuava muito em Santa Catarina nesse sentido, estelionato e falsificação, então o Deic de Santa Catarina tinha mandados de prisão contra essa quadrilha que falsificava documentos em Santa Catarina e em outros estados. Com os mandados, um veio para cá com outro comparsa do município”, explica o delegado. “Como começou a apertar em SC, alguns vieram para cá”, cogita. Os documentos falsificados eram usados para golpes no mercado imobiliário. Em uma das tramas, o objetivo era tomar parte de uma herança. Assim, diz a polícia, eles chegavam a lucrar até R$ 5 milhões. “É feito um contrato de compra e venda, mas um dos vendedores já faleceu, só que eles falsificam esse documento da pessoa e fazem uma data retroativa à data do falecimento. Quando chega em sede de inventário, as pessoas se habilitam, surge uma outra pessoa apresentando documentação com base em documentos falsos, usando o nome do morto”, afirma o delegado. Além dos arquivos usados nas trapaças, havia nos computadores documentos de vários tipos, como carteiras de identidade e habilitação, e modelos de cheques – alguns preenchidos com dados falsos e outros com lacunas para preencher. “Tem até falsificação de documentos do diretor-geral do Detran aqui do estado, isso tudo foi apurado”, comenta.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: G1

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Motorista compra CNH falsa por R$ 1,2 mil, mas acaba preso em flagrante durante fiscalização em rodovia

Sem Comentários

08/05/2018

Nesta segunda-feira (07), em Rancharia (SP), a Polícia Militar Rodoviária prendeu em flagrante um auxiliar de tratorista, de 31 anos, por uso de documento falso. Ele foi abordado pela fiscalização no km 518 da Rodovia Prefeito Homero Severo Lins (SP-284), quando conduzia um veículo GM Classic, com placas de Birigui (SP), e apresentou aos policiais uma Carteira Nacional de Habilitação (CNH) que gerava dúvida quanto à sua autenticidade. Os militares realizaram a consulta do documento junto ao terminal e não foi localizado o registro na base de dados, o que confirmou a situação de falsidade. Conforme a corporação, o homem alegou que havia adquirido a CNH falsa em Regente Feijó, na empresa em que trabalhava, de um outro funcionário, do qual não recordava o nome, pelo valor de R$ 1,2 mil. Ele recebeu voz de prisão em flagrante pelo crime de uso de documento falso e a ocorrência foi apresentada na Delegacia da Polícia Civil, em Rancharia, onde houve a apreensão da CNH.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: G1

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Presos golpistas que abriam contas em bancos com documento falso

Sem Comentários

03/05/2018

Dois moradores de Goiânia (GO) foram presos na noite dessa quarta-feira (02) pelo DOF (Departamento de Operações de Fronteira) acusados de abrir contas bancárias com documentos de outras pessoas para aplicar golpes no comércio. A dupla estava com dinheiro e pelo menos nove cartões de crédito, obtidos após abertura de contas em agências de Dourados e de Campo Grande. A prisão da dupla ocorreu na BR-163, no município de Rio Brilhante, a 160 km de Campo Grande. Os nomes dos suspeitos não foram divulgados pelo DOF. Segundo a assessoria do órgão, os dois homens, de 33 e 38 anos de idade, estavam em um Toyota Etios com placa de Goiânia, abordado na rodovia às 18h30 de ontem. Os dois homens apresentaram documentos com indícios de falsificação. Em vistoria no interior do carro, os policiais encontraram nove cartões de crédito em nome de diversas pessoas, uma máquina de cartão de crédito, dois notebooks, oito aparelhos de celular, documentos pessoais e de movimentação bancária em nome de várias pessoas e R$ 6.373 em dinheiro. Eles contaram que vieram de Goiânia para aplicar golpes em Mato Grosso do Sul. Usando documentos falsos, abriram contas em agências bancárias para aplicar golpes no comércio. Em Dourados, segundo eles, abriram conta em três agências e também aplicaram golpes na Capital. Os dois foram autuados em flagrante por estelionato e uso de documento falso na Defron (Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes de Fronteira), em Dourados.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: Campo Grande News

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Anterior