Motorista compra CNH falsa por R$ 1,2 mil, mas acaba preso em flagrante durante fiscalização em rodovia

Sem Comentários

08/05/2018

Nesta segunda-feira (07), em Rancharia (SP), a Polícia Militar Rodoviária prendeu em flagrante um auxiliar de tratorista, de 31 anos, por uso de documento falso. Ele foi abordado pela fiscalização no km 518 da Rodovia Prefeito Homero Severo Lins (SP-284), quando conduzia um veículo GM Classic, com placas de Birigui (SP), e apresentou aos policiais uma Carteira Nacional de Habilitação (CNH) que gerava dúvida quanto à sua autenticidade. Os militares realizaram a consulta do documento junto ao terminal e não foi localizado o registro na base de dados, o que confirmou a situação de falsidade. Conforme a corporação, o homem alegou que havia adquirido a CNH falsa em Regente Feijó, na empresa em que trabalhava, de um outro funcionário, do qual não recordava o nome, pelo valor de R$ 1,2 mil. Ele recebeu voz de prisão em flagrante pelo crime de uso de documento falso e a ocorrência foi apresentada na Delegacia da Polícia Civil, em Rancharia, onde houve a apreensão da CNH.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: G1

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Ex-policial civil é preso por uso de documento falso em Ceilândia

Sem Comentários

23/04/2018

Na noite deste domingo (22) na QNN 22, em Ceilândia (DF), um homem, de 31 anos, foi preso. A Polícia Civil já investigava o suspeito, que já foi integrante da corporação. Ele tinha um mandado de prisão preventiva por crimes relacionados a falsificação de documentos e, no momento da abordagem apresentou uma Carteira Nacional de Habilitação falsa, com outro nome. Ele foi conduzido a 24ª Delegacia de Polícia do Setor O, Ceilândia. Conforme o delegado adjunto, o mandado foi cumprido e ele acabou preso em flagrante por uso de documento falso, previsto no artigo 304 do código penal e pelo uso e porte de droga do artigo 28 da lei da droga. “Quando perguntado pela falsificação do documento que ele apresentou, disse ter recebido de um colega, mas não entrou em detalhes. Ele sabia que estava sendo procurado”, conta o delegado. Segundo o adjunto, o homem foi autuado no momento que saía de um bar e o serviço de inteligência da PCDF o localizou pois já tinha fotos e qualificação completa do suspeito.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: Correio Braziliense

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Motorista com documento falso e quase 100 multas é apreendido pela PRF

Sem Comentários

21/04/2018

Na tarde da sexta-feira (20), em Morrinhos (GO), na BR 153, um homem foi preso por uso de documento falso. O detido conduzia uma caminhonete S10 e ia da cidade interiorana para Goiânia quando foi parado em abordagem de rotina da Polícia Rodoviária Federal (PRF). Os policiais descobriram que o documento de identificação do veículo além de falso, possuía um certificado de registro e licenciamento de veículo (CRLV) que fazia parte de um lote de documentos furtados no Estado do Tocantins. Após fazer uma consulta detalhada no veículo, os agentes descobriram que a documentação do carro estava vencida há três anos e que, desde 2016, constavam 89 multas no prontuário do veículo, chegando a cerca de 350 pontos em infrações, grande parte por excesso de velocidade e avanço de sinal. A ocorrência encaminhada à Central de Flagrantes local.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: Jornal Opção

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Homem é preso por uso de documento falso na Dutra

Sem Comentários

14/04/2018

Na tarde deste sábado, a Polícia Rodoviária Federal (PRF), em uma fiscalização na rodovia Presidente Dutra (BR-116), prendeu um homem por uso de documento falso. A abordagem aconteceu na altura de Seropédica, na Região Metropolitana do Rio. O suspeito alegou ter comprado o documento na empresa onde trabalhava. Ele não teve o nome divulgado. Policiais rodoviários federais abordavam veículos nas proximidades do pedágio, quando desconfiaram da atitude do condutor de uma moto. O homem, de 51 anos, apresentou uma carteira de habilitação falsa. Ao ser questionado, ele disse ter comprado de um despachante na empresa onde trabalhava. O suspeito afirmou ter pago R$ 1,8 mil em duas parcelas para obter o documento falso. Ele contou ainda que diversas pessoas também teriam adquirido a habilitação com o suposto despachante. A ocorrência foi encaminhada à Polícia Federal na Praça Mauá, no Centro do Rio. O homem foi indiciado por uso de documento falso. A ação faz parte da operação Égide, que reforça o policiamento nas rodovias federais do estado.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: O Dia

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Suspeitos são presos por estelionato e adulteração de veículo em cidade de MT

Sem Comentários

16/04/2018

Quatro homens foram presos no sábado (14), pela Polícia Judiciária Civil, pelos crimes de estelionato, falsidade ideológica, adulteração de sinal identificador de veículo automotor e associação criminosa, relacionada a desvio de carga. As diligências iniciaram após denúncia sobre uma pessoa que estaria em um Posto de Combustível trocando a placa de um caminhão. De imediato, os investigadores de polícia descolaram-se até o local, onde ao longe avistaram o primeiro suspeito, que passou a ser monitorado. Ainda na ocasião, foi possível constatar que o cavalo do caminhão, da marca Volvo, se destacou da carreta, e em seu lugar foi engatado um Iveco, que na sequência saiu para Rodovia, sentido o município de Lucas do Rio Verde. Já o cavalo do caminhão Volvo foi engatado em outra carreta, tomando rumo para o bairro Industrial. Após trafegar alguns minutos e estacionar, uma caminhonete Amarok de cor marrom com dois suspeitos, parou ao lado da carreta. Ato contínuo, um dos envolvidos pegou um alicate de pressão e outro em posse de uma chave de boca, trocaram a placa da carreta. Diante dos fatos foi feita a abordagens dos envolvidos. Durante revista no interior da carreta foi apreendida uma Carteira Nacional de Habilitação (CNH) falsa, além de diversas placas de veículos, um documento de veículo (CRLV) falso, e uma carta frete no valor de quase R$ 5 mil. Conduzidos à Delegacia de Polícia de Sorriso, os suspeitos foram interrogados. Em depoimento, um deles afirmou que havia marcado encontro no Posto de Combustível, para trocar a placas, e que o condutor do caminhão que seguiu para Lucas do Rio Verde, teria ficado com a carga contida na carta frete, que foi desviada. Os suspeitos também afirmaram que a referida carta frete era proveniente de um crime de estelionato aplicado contra uma empresa. Com base no flagrante e depoimentos dos presos, eles foram autuados pelos crimes  de estelionato, falsidade ideológica, adulteração de sinal identificador de veículo automotor e associação criminosa.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: Cenário MT

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Homem é preso após apresentar CNH falsa para polícia em Mogi

Sem Comentários

09/04/2018

Em Mogi das Cruzes (SP), um pedreiro, de 39 anos, foi preso ao apresentar uma Carteira Nacional de Habilitação (CNH) falsa durante uma abordagem policial. O carro onde ele estava levantou suspeitas, já que a placa traseira estava sem a tarjeta e também pelo fato dele transportar dois pneus. A abordagem aconteceu na Rua João Batista Monteiro, na Vila Pomar, na tarde deste domingo (08). Apesar do carro estar sem a tarjeta na placa, nada de irregular foi encontrado na sua documentação ou na numeração do motor e chassi, por exemplo. No momento em que o motorista entregou a CNH os policiais já desconfiaram que o documento fosse falso. Conforme o boletim de ocorrência, a numeração do documento continha muitos números, a textura do papel e a foto em relevo também chamaram a atenção dos policiais. Através do nome do motorista, os policiais não encontraram nenhum registro de que ele tivesse habilitação. Em seguida, o pedreiro confessou que não era habilitado e que comprou o falso documento em Brás Cubas pelo valor de R$ 2 mil. O homem ainda detalhou que fez a compra da CNH depois de ver um anuncio em um telefone público. O pedreiro recebeu voz de prisão e foi levado para o 2° Distrito Policial, onde a ocorrência foi registrada. Como a pena para o crime de uso de documento falso passa de quatro anos de detenção, não foi oferecida fiança para que o suspeito respondesse em liberdade.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: G1

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Funcionário do Detran acusado de vender CNH

Sem Comentários

09/04/2018

Um funcionário do Departamento de Trânsito de Mato Grosso do Sul (Detran-MS) é acusado de ter vendido uma falsa Carteira Nacional de Habilitação (CNH) para I.S. de 26 anos. O caso aconteceu na noite de sábado (07) durante uma blitz na avenida Fábio Zahran, em Campo Grande (MS). Conforme as informações o motorista foi abordado durante a fiscalização e entregou o falso documento. Os policiais não conseguiram encontrar nenhum registro da CNH. Ao ser questionado o motorista acabou confessando que a CNH era falsa e para obtê-la realizou uma instalação de calhas no valor de R$ 2 mil, na casa do funcionário do Detran. O acusado teria relatado para I.S. que já realizava as falsificações há muito tempo. O caso é investigado.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: Diário Digital

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Anterior Próximo