Com CNH falsa, homem é encaminhado à Polícia Federal

Sem Comentários

18/12/2017

No início da noite desta segunda-feira (18), um homem foi detido e encaminhado à Delegacia de Polícia Federal, em Cascavel. Ele foi flagrado pela Polícia Rodoviária Federal de Catanduvas com uma Carteira Nacional de habilitação falsificada. Segundo informações, ele entregou o documento aos policiais durante uma abordagem de trânsito, quando foi averiguada a falsificação. O carro que ele dirigia foi apreendido em razão de débitos, já o rapaz foi levado à Delegacia de Polícia Federal.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: CGN

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

PRF revela que a cada 13 horas é recolhida uma CNH em Sergipe

Sem Comentários

27/11/2017

Nesta segunda-feira (27), a Polícia Rodoviária Federal (PRF) de Sergipe apresentou um levantamento estatístico revelando que entre os meses de janeiro e novembro foram recolhidas 600 Carteiras Nacionais de Habilitação (CNH) nas rodovias federais do estado. Entre as causas do recolhimento da documentação estão embriaguez ao volante, suspeita de falsificação, CNHs vencidas há mais de 30 dias e/ou suspensas pela pontuação excedida no prontuário do condutor infrator. Um dado que chama a atenção é que a cada 13 horas uma CNH é recolhida nas rodovias federais que cortam Sergipe, uma média de 54 habilitações recolhidas por mês. “A maioria dos condutores não sabe quando a habilitação venceu, quantas infrações cometeu e se excedeu o limite da pontuação no prontuário. Além disso, há os que tentam burlar a fiscalização com o uso do documento falso e dirigem embriagados”, afirmou o chefe de comunicação da PRF em Sergipe.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: G1

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Homem paga R$ 1,2 mil em carteira de habilitação falsa e é preso em Piraí, RJ

Sem Comentários

07/11/2017

Um homem foi preso após apresentar uma Carteira Nacional de Habilitação (CNH) falsa na tarde desta terça-feira (07) em Piraí (RJ). De acordo com a Polícia Militar (PM), o suspeito, de 53 anos, foi abordado em um carro na Praça Jacques Crolard, no distrito de Santanésia. A PM informou que ele apresentou o documento falsificado e os agentes verificaram no banco de dados que a documentação não existia. Ainda de acordo com a PM, ele acabou confessando que comprou a CNH falsa por R$ 1,2 mil de um caminhoneiro, no bairro Caiçara. O homem foi encaminhado à 94ª Delegacia de Polícia (Piraí), onde foi autuado pelo crime de uso de documento falso.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: G1

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Homem é detido após apresentar carteira de habilitação falsa em Muriaé

Sem Comentários

16/10/2017

Um homem de 46 anos foi detido na noite de domingo (15) em Muriaé (MG) após apresentar Carteira de Habilitação Nacional (CNH) falsa. O registro ocorreu durante a operação ‘Padroeira’ da Polícia Militar Rodoviária (PMR) de Dona Euzébia, na BR-356. Segundo os policias, durante a abordagem foi verificado que o veículo, com placas de Cataguases, estava com a documentação em dia, mas a carteira tinha informações que não eram necessárias em uma CNH verdadeira. Ao consultarem o sistema, os policiais confirmaram a fraude. O homem voltava do Rio de Janeiro e estava com a mulher e os filhos no veículo. Ele foi encaminhado para a Delegacia de Muriaé.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: G1

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Grupo que usava documentos falsos para conseguir empréstimos é desarticulado em CG

Sem Comentários

03/10/2017

Foi deflagrada, na terça-feira (03), pela Polícia Civil da Paraíba, por meio da Delegacia de Defraudações e Falsificações (DDF) de Campina Grande, a Operação Mística. O objetivo foi desarticular um grupo que falsificava documentos públicos e privados, destinados a subsidiar a contratação de empréstimos fraudulentos, a abastecer o comércio ilegal de Carteira Nacional de Habilitação (CNH) falsas, de fornecer certificados de registro e licenciamento para clonagem de veículos, além de fabricar notas falsas, entre outras práticas. Foram presas três pessoas: A.L.Santos, de 34 anos, S.R.P.Silva, de 42, e M.R.Oriente, de 29. Durante a operação policial, foram apreendidas dezenas de CNHs, certificados de veículos (DUT), RG em branco, além de outros documentos, que vinham sendo usados e comercializados pelo grupo criminoso, sendo constatados que existiam carteiras de habilitação em branco de vários Estados, bem como certificados de registro e licenciamento de veículos também de outros Estados, prontos para serem preenchidos com os dados falsos e subsidiar ações fraudulentas. Foram apreendidas também seis cédulas de identidade falsas já preenchidas com a mesma fotografia, mas com dados qualificativos diferentes. Após a prisão, os três foram encaminhados para a audiência de custódia. A.L.Santos teve a prisão em flagrante convertida em prisão preventiva, os outros dois foram liberados, mas responderão pelos crimes. A.L. vai responder por estelionato, falsificação de documento público e privado, organização criminosa, uso de documento falso e apetrechos para falsificação de documentos. Já o casal, que foi flagrado tentando realizar um empréstimo em um correspondente bancário, usando documento falso, responderá pelos crimes de tentativa de estelionato, uso de documento falso e falsidade ideológica.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: Paraíba Online

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Dupla é presa por tentar aplicar golpe em loja de carros em Santos

Sem Comentários

02/10/2017

Na sexta-feira (29), dois homens foram presos pela Polícia Civil durante uma tentativa de golpe em uma loja de carros na Avenida Senador Feijó, na Vila Mathias, em Santos. Um dos acusados, de 44 anos, estava com documentos falsos para tentar comprar um Renault Duster em um financiamento. Ele e o comparsa, de 24 anos, admitiram aos policiais que receberiam R$ 500,00 pela aquisição fraudulenta do veículo, mas não disseram para quem o carro seria encaminhado. O homem que estava com os documentos falsos, duas Carteiras Nacionais de Habilitação (CNHs) e duas cópias de contas de telefone, tem passagens por roubo e estelionato. Ele estava solto desde agosto. O flagrante foi realizado por policiais da Delegacia de Defesa da Mulher (DDM). Os três investigadores passavam pela avenida quando suspeitaram da dupla, que se dirigia ao estabelecimento após estacionar uma moto. Sob as naturezas de tentativa de estelionato e uso de documento falso, o flagrante foi registrado na Central de Polícia Judiciária (CPJ) de Santos.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: Diário do Litoral

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Presa quadrilha que falsificava documentos e adulterava veículos no ES

Sem Comentários

28/09/2017

Oito pessoas acusadas de participar de uma organização criminosa especializada em falsificar documentos, vender veículos roubados e de fraudar débitos junto ao Detran foram presas durante a “Operação Tsunami”, realizada pela Delegacia de Furtos e Roubos de Veículos (DFRV). Apontada como a chefe do esquema, uma mulher, de 44 anos, que atuava de forma clandestina como despachante, está foragida. Além dela, a polícia procura um homem, de 45, que participava na adulteração dos veículos roubados. As investigações da delegacia duraram 9 meses e um total de 18 pessoas foram indiciadas pelos crimes. A quadrilha atuava em três frentes. Falsificava documentos como carteiras de identidade e habilitação, documentos de veículos e notas fiscais. O grupo também quitava, irregularmente, débitos de licenciamentos e multas junto ao Detran hackeando contas bancárias de terceiros por meio da internet. Para completar a “trilogia” do crime, eles adulteravam e vendiam veículos fruto de furtos ou roubos. Segundo a polícia, as investigações resultaram em um inquérito policial com 389 páginas, finalizado por meio de um relatório conclusivo de 39 páginas enviado à Justiça nessa segunda-feira (25). O relatório aponta que a mulher era a responsável por receber do homem os nomes e contatos de possíveis interessados em quitar débitos com o Detran de forma fraudulenta. De posse dos nomes, ela intermediava as negociações entre os interessados e o “hacker” (que ainda não identificado), recebendo valores em sua conta – em geral, aproximadamente 60% do valor da dívida. Já um aposentado, de 62 anos, além de encaminhar os nomes e contatos para a mulher, também participava da falsificação de documentos e da adulteração de veículos, uma vez que, durante o cumprimento de mandado de busca e apreensão em sua residência, foram encontrados diversos documentos falsificados ou em branco, bem como placas e documentos de veículos clonados. Outro preso pelo esquema, um empresário, de 54 anos, está, segundo a polícia, diretamente relacionado à falsificação de documentos e da clonagem e receptação de veículos, sendo que sua participação foi comprovada tanto por meio do cumprimento de mandados de busca e apreensão como pelo depoimento de outros envolvidos. Os investigados responderão por diversos crimes, como furto qualificado mediante fraude, apropriação indébita, receptação, receptação qualificada, falsificação de documento público, uso de documento falso, adulteração de sinal identificador de veículo automotor e organização criminosa.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: Gazeta Online

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Anterior Próximo