Rio+Seguro prende homem suspeito de clonar cartões bancários em Copacabana

Sem Comentários

11/03/2019

No sábado (09), em Copacabana, uma equipe do Programa Rio+Seguro, programa da Prefeitura do Rio em apoio à segurança, prendeu um homem por estelionato e corrupção ativa. Com ele, foram apreendidos 67 cartões de créditos, R$ 10.754,00 em espécie, dois celulares e um carregador portátil. O preso, que tentou subornar os agentes, já possuía passagens pela polícia. Policiais militares e guardas municipais a serviço do programa foram acionados, por telefone, por uma testemunha que suspeitou do homem em um supermercado do bairro. A equipe procedeu ao local para averiguar a denúncia e conseguiu localizar o suspeito, identificado como S.A., de 40 anos, em uma lanchonete próxima ao estabelecimento. Durante a abordagem, foram encontrados os cartões e o dinheiro. O homem tentou subornar os agentes e foi preso em flagrante. Ainda no sábado, seis dispositivos de clonagem de cartões, popularmente conhecidos como “chupa-cabras”, foram apreendidos em várias agências de Copacabana. O Rio+Seguro tem atuado com frequência no combate a quadrilhas de estelionatários em Copacabana e Leme. Nos últimos seis meses, outros 14 dispositivos de clonagem foram apreendidos em agências bancárias dos bairros e cinco pessoas presas acusadas de instalar os aparelhos.

Golpe: ‘chupa-cabra’ é encontrado em agência bancária em Barueri

Sem Comentários

28/02/2019

No sábado (23), a Guarda Civil Municipal de Barueri (GCMB) atendeu uma ocorrência em uma agência bancária na rua Campos Sales, onde um dos caixas eletrônicos estava adulterado com o chamado “chupa-cabra”, aparelho que golpistas utilizam para puxar o envelope depositado pelo cliente. Ao realizar o depósito, a vítima percebeu que havia uma linha no compartimento de entrada do envelope. A Guarda foi acionada e os agentes conseguiram recuperar o material e devolvê-lo ao proprietário. Segundo os registros da GCMB não houve nenhum outro caso semelhante na cidade, mas os golpes podem acontecer em qualquer agência bancária e os usuários devem ficar atentos a tudo que saia do normal, conforme orienta o coordenador da Secretaria de Segurança e Mobilidade Urbana. “A população deve ficar atenta quando for fazer depósitos e observar se não há nenhum equipamento diferente no caixa eletrônico, ou algo que esteja obstruindo o local de entrada do envelope. Se notar algo estranho, de imediato deve-se avisar ao órgão competente. Em horário bancário, deve-se notificar na própria agência e se for durante o final de semana, acionar a Guarda Municipal ou Polícia Militar”, conclui o coordenador, reforçando que o período mais seguro para se realizar depósitos em caixas eletrônicos é em dias de semana enquanto há expediente bancário.

Mulher cai no golpe do falso empréstimo e perde R$ 800

Sem Comentários

20/02/2019

Uma moradora do bairro Vila Mariana, de 40 anos, relatou para a Polícia Civil, que entrou em contato com uma empresa, no último dia 15, para tentar um empréstimo e iniciou a negociação. Ela fechou o negócio mas alega que foram pedidos R$ 500, para que o dinheiro fosse liberado. A mulher diz que fez o depósito e houve outro contato para liberar o empréstimo. Mas que para ser feito, seria necessário que ela depositasse mais R$ 300, o que acabou ocorrendo. O empréstimo acabou não sendo liberado. A mulher desconfiou de fraude e foi a polícia pedir providências. Na terça-feira (19), uma consumidora, de 23 anos, procurou a delegacia municipal e registrou boletim de ocorrência denunciando que fez uma compra pela internet, de um determinado produto (não informado no boletim) e não recebeu. A compra foi em 27 de dezembro e ela pagou R$ 3,3 mil.

Trio de estelionatários é preso por aplicar golpes em cidades da Região do Cariri

Sem Comentários

12/02/2019

Três estelionatários foram presos em flagrante pela Polícia Militar. Eles aplicavam golpes em comércios na Região do Cariri cearense usando cartões de crédito de terceiros. A prisão ocorreu quando eles trafegavam pela Rodovia Padre Cícero, no município do Crato, nesta terça-feira (12). Conforme um major da Polícia Militar, os suspeitos aplicaram golpes nas cidades de Brejo Santo, Mauriti, Missão Velha, Juazeiro do Norte e Barbalha. O major disse também que o grupo é de Crateús e clonava os cartões utilizando um dispositivo colocado por cima da máquina onde se insere o cartão, mais conhecido como “chupa cabra”. “Já fazia um tempo que o grupo agia, principalmente na Região do Cariri. Eles usavam aquela máquina, o chupa cabra, para conseguir clonar os cartões. Várias máquinas do tipo foram apreendidas”, afirmou. Com os suspeitos, também foram apreendidos 47 cartões de crédito e débito, celulares e aproximadamente R$ 2,3 mil em espécie. Tudo encontrado no fundo do painel falso do carro utilizado pelo grupo. O veículo também foi levado pela polícia.

Cliente é vítima de golpe em agência bancária de Sorocaba

Sem Comentários

03/02/2019

No sábado (02), em Sorocaba (SP), um cliente de uma agência bancária caiu em um golpe de um estelionatário. Segundo a Polícia Militar, a vítima estava com dificuldade para fazer uma operação no caixa eletrônico. Foi então que uma pessoa ofereceu ajuda dizendo que estava ao telefone com um funcionário da agência que poderia ajudar. O cliente passou todas as informações pessoais para o estelionatário, incluindo as senhas, e foi chamada para fora da agência para resolver o problema. Outra pessoa que estava no local suspeitou da situação e comentou que poderia ser um golpe. Ao voltar para dentro da agência, a vítima percebeu que o estelionatário havia fugido. A PM foi acionada e, ao chegar ao local, constatou que havia uma máquina falsa de cartão no caixa eletrônico, que foi instalada para captar dados. O estelionatário continua sendo procurado. A polícia não informou se a vítima chegou a perder dinheiro com o golpe.

O que é skimming? Golpe em caixa eletrônico rouba dados do cartão

Sem Comentários

24/12/2018

Skimming (ou chupa-cabra) é um tipo de golpe em que criminosos instalam dispositivos em caixas eletrônicos para clonar cartões e assim ganhar acesso às contas bancárias das vítimas. Cada vez mais sofisticados, esses aparelhos podem interceptar os dados magnéticos do cartão e enviá-los via conexão sem fio de forma criptografada ao criminoso. Números de 2017 divulgados em um relatório da União Europeia mostram que os chupa-cabras foram usados em caixas eletrônicos de 54 países. Estados Unidos, Indonésia e Índia lideraram o ranking de ocorrências. A seguir, entenda como o golpe funciona.

Como funciona

O ataque tem dois movimentos: o primeiro é copiar os dados do cartão assim que ele é inserido na máquina e o segundo é descobrir a senha do cliente do banco. Para dar conta da etapa inicial, os criminosos usam um hardware específico, que pode ser posicionado por cima da entrada real de cartão do caixa eletrônico, ou um leitor mais discreto, colocado no interior do slot, bem mais difícil de detectar. Quando a pessoa insere o cartão em um desses equipamentos, eles copiam os dados da vítima sem interferir no funcionamento do caixa eletrônico. Por isso, é tão difícil perceber que há algo errado. A segunda etapa do golpe depende de que o criminoso descubra a senha do usuário para acessar a sua conta, já que só os dados do cartão não permitem essa ação. Para isso, existem dois métodos: uma pequena câmera escondida acima do teclado ou tela do caixa ou um teclado falso sobre as teclas reais. No primeiro caso, a câmera pode ser descoberta por quem estiver mais atento. Já no segundo, a engenhosidade dos criminosos surpreende: um teclado falso registra os números que o cliente do banco toca na hora de digitar a senha. Como ele fica por cima do teclado verdadeiro, o caixa eletrônico continua funcionando normalmente quando a vítima aperta as teclas. Essas informações – dados do cartão e senhas – podem ser armazenadas localmente, o que aumenta os riscos, já que o responsável pelo ataque terá de ir pessoalmente buscá-las. Outra possibilidade é transmiti-las via redes sem fio, sejam elas de telefonia celular ou Bluetooth. Com os dados coletados do cartão e senha, um criminoso poderá ter acesso à sua conta bancária, realizar pagamentos e fazer saques. Acessa a notícia na íntegra para saber como se prevenir.

Trio de estelionatários é preso aplicando golpe em cliente em caixa eletrônico no DF

Sem Comentários

01/12/2018

Três estelionatários foram presos em flagrante pela Polícia Militar por aplicarem golpes em clientes enquanto usavam caixas eletrônicos. A prisão ocorreu quando eles tentavam enganar uma mulher em uma agência bancária de Santa Maria, na sexta-feira (30). Os dois homens e a mulher agiam ficando atrás da vítima até confirmarem a senha, aproveitando alguma dificuldade dos clientes para atuar. Eles ofereciam ajuda, trocavam o cartão e depois “limpavam” a conta da vítima. Outro artifício era o de passar o cartão em um “chupa cabra” – um dispositivo colocado por cima da máquina para capturar o cartão. “Também levavam a vítima a outro terminal enquanto um outro estelionatário terminava de fazer o saque no caixa que a vítima tinha iniciado a transação”, informou a PM. De acordo com a corporação, eles aplicavam os golpes pelo menos desde fevereiro deste ano. Os alvos eram preferencialmente idosos. Com eles, foram apreendidos três cartões e R$ 2 mil. A caminhonete deles também foi apreendida. O próprio banco colaborou para realizar o flagrante. A pena prevista para o crime de estelionato é de um a cinco anos de prisão e multa.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: G1

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Anterior