Golpe com cheques sem fundo e furtados faz dezenas de vítimas no Sul do ES

Sem Comentários

11/02/2019

Um estelionatário está usando cheques sem fundo e também furtados para aplicar golpes em cidades da região Sul do Espírito Santo. A ação foi denunciada por quatro vítimas nesta segunda-feira (11), que registraram queixa na delegacia de Cachoeiro de Itapemirim. A suspeita da polícia é que mais de 40 pessoas já tenham sido lesadas. Até o momento ninguém foi preso. Conforme a Polícia Civil, o crime conhecido como “envelope vazio” é realizado com comprovantes de depósitos falsos. O uso de cheques dificulta que a vítima perceba que trata-se de um golpe, uma vez que o valor aparece no comprovante de depósito enviado pelo criminoso para a vítima antes do banco avisar que não havia fundos para a transação. Uma dona de casa, que estava vendendo uma moto em Cachoeiro de Itapemirim, foi vítima do golpe na semana passada. Ela foi enganada pelo homem, que se apresentou como empresário e entregou um cheque sem fundo na compra do veículo. A vítima entregou a moto e só percebeu o golpe quando foi olhar a conta, que não possuía o dinheiro da transação. “Depositei o cheque de R$ 5 mil que ele me deu e fiquei aguardando o dinheiro entrar. Nisso, ele me ligou dizendo que havia feito o depósito, mas pegou e depositou um envelope vazio e me enviou o comprovante. Fiquei esperando o dinheiro cair na conta e nada. Foi quando tirei o extrato e trouxe aqui na delegacia. Fui informada que o cheque estava bloqueado por ser roubado”, explicou. O homem que vem aplicando golpes na região foi identificado pela Polícia Civil. Ele também é suspeito de aplicar outros golpes, como a compra de uma lancha no valor de R$ 15 mil e de um carro. “Mais de 40 pessoas já caíram no golpe somente aqui na nossa região, em Cachoeiro de Itapemirim, Itapemirim e Barra”, disse a dona de casa, que diz que a partir de agora ficará mais atenta ao fazer anúncios de produtos na internet. A Polícia Civil informou que segue investigando o caso. Até a publicação da reportagem o criminoso ainda não havia sido preso.

Suspeito de estelionato é preso em flagrante em cartório de Belém

Sem Comentários

10/01/2019

Um homem suspeito de cometer estelionato em Belém foi preso, em flagrante, pela Polícia Civil nesta quarta-feira (09). J.M.E.S., 50, foi detido em um cartório no bairro da Pedreira, no momento em que tentava aplicar um golpe ao vender um apartamento. De acordo com informações da Divisão de Investigações e Operações Especiais (Dioe), o homem foi denunciado por corretores e vítimas e já tem cinco passagens pela Polícia pelo mesmo crime. O delegado da Dioe, explicou que o suspeito enganou uma grande construtora de imóveis na capital e comprou um apartamento usando cheque sem fundo. Após isso, segundo as investigações, ele teve acesso à documentação do imóvel e teria repassado o apartamento pelo valor de R$180 mil a uma vítima. Na hora da prisão, a Polícia flagrou o suspeito tentando vender o mesmo imóvel por R$240 mil.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: G1

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Passageiro é preso após tentar embarcar em voo para SP com documentos falsos

Sem Comentários

02/11/2018

Na quinta-feira (1º), dentro do Aeroporto Internacional Zumbi dos Palmares, em Rio Largo, região metropolitana, um jovem foi preso suspeito de apresentar documentos falsos e passar cheques sem fundo, para embarcar em um voo para São Paulo. Conforme consta no relatório do Centro Integrado de Operações da Segurança Pública (Ciosp), militares do 8º Batalhão informaram ter sido acionados pela Polícia Civil (PC) do Aeroporto. Ao chegarem ao local, os policiais constataram que A.L.S., de 29 anos, residente em São Paulo, tentou apresentar documentação falsa e entregar cheques sem fundo, com o intuito de retornar à capital paulista. Após a abordagem, o suspeito foi preso em flagrante e conduzido à Central I, no bairro do Farol, sendo autuado por estelionato e uso de documento falso.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: Gazeta Web

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Dupla suspeita de estelionato é presa após comprar veículos com depósitos de cheques sem fundos na BA

Sem Comentários

30/08/2018

Em Feira de Santana, a cerca de 100 km de Salvador, dois homens foram presos em flagrante suspeitos de cometer crime de estelionato. Segundo a Polícia Civil, a dupla fez depósitos de cheques sem fundos para comprar veículos. W.R.L.F. e D.V.O. foram encontrados na noite de quarta-feira (29), com três carros adquiridos de maneira ilícita, entre eles uma caminhonete. Investigadores da Delegacia de Repressão a Furtos e Roubos (DRFR) descobriram que os veículos foram adquiridos nos municípios de Santo Estevão, Conceição do Coité e Alagoinhas, que ficam entre 110 e 200 km de distância de Salvador. Os dois foram levados para a DRFR de Feira de Santana, onde prestaram depoimento e foram autuados por estelionato. Depois de detidos, os dois foram encaminhados para o Complexo Policial de Sobradinho. Os carros apreendidos seguiram para perícia no Departamento de Polícia Técnica (DPT) de Feira de Santana.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: G1

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Quadrilha que comprava carros com cheques sem fundos é presa pela Polícia de Lebon Régis

Sem Comentários

14/08/2018

Foram presos pela Polícia Civil de Lebon Régis (SC), cinco integrantes de uma associação criminosa especializada na prática de estelionatos envolvendo a compra de veículos mediante cheques sem fundos. As investigações tiveram início no começo do ano, quando duas vítimas registraram Boletins de Ocorrência na Delegacia do município. Durante as investigações, os policiais constataram que os estelionatários atuavam há bastante tempo, causado prejuízos econômicos para inúmeras vítimas em várias cidades catarinenses, como Curitibanos, Fraiburgo, Joaçaba, Correia Pinto, Videira, Caçador entre outras. Os investigados somam entre si 46 inquéritos policiais, cuja esmagadora maioria se refere apuração de crimes de estelionato.

Como funcionava o esquema

Cada integrante tinha uma atribuição específica no seio da associação. As funções eram divididas e os lucros eram repartidos entre todos. A investigação demonstrou que a sistemática consistia na abertura de contas em diversas agências bancárias, a fim de obter o maior número possível de talonários de cheques para empregá-los nas fraudes. Os criminosos procuravam em sites especializados pessoas anunciando veículos para venda. Após demonstrar interesse, eles combinavam o local e realizavam o negócio, cujo pagamento era feito por meio dos cheques sem fundos. Os indivíduos, inclusive, davam nomes e telefones falsos, visando preservar suas identidades, dificultar a localização pela vítima e embaraçar a atividade da polícia.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: Michel Teixeira

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Criminosos usam cheques sem fundo para aplicar golpes na compra de carros

Sem Comentários

13/07/2018

Criminosos estão usando cheques sem fundos para aplicar um tipo de golpe já conhecido no mercado. A modalidade é chamada de ‘envelope vazio’ pela polícia e normalmente é feita com comprovantes de depósitos fraudulentos. O uso dos cheques dificulta que a vítima perceba a armação, já que o dinheiro chega a aparecer na conta antes do banco avisar que não havia fundos para a transação. Um pedreiro foi uma das vítimas. Ele colocou o carro a venda na internet, logo recebeu uma ligação de um suposto comprador. Ele fechou o negócio por R$ 32 mil e fez a transferência, só depois percebeu que tinha sido enganado. O homem que roubou o carro do pedreiro foi identificado pela Polícia Civil. Ele também é suspeito de outros golpes em Rondônia e no Maranhão. Outro tipo de crime que já fez sete vítimas em Palmas é o golpe do ‘bem bolado’. Presidiários estariam se passando por intermediadores de compras de carros que são anunciados na internet. “O bandido, ele liga para o comprador e para o vendedor e fala para um falar que não conhece o outro ou inventa uma história que é cunhado”, explica o delegado responsável. “Se alguma pessoa ligar e pedir para você mentir para o outro que está comprando ou vendendo, desconfie que é golpe”.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: G1

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Suspeito de estelionato é preso após comprar trator de R$ 48 mil e pagar com cheques fraudados

Sem Comentários

14/05/2018

Na manhã desta segunda-feira (14) em Gurupi (TO), a Polícia Civil prendeu um homem suspeito de estelionato. Segundo a Secretaria de Segurança Pública, M.P.S. tem outras passagens pelo mesmo crime e vinha sendo investigado. Ele foi preso em cumprimento a um mandado de prisão preventiva por fazer uma compra de R$ 48 mil usando dois cheques fraudados. O suspeito teria comprado um trator em novembro de 2017 e pago com dois cheques de terceiros, no valor de R$ 23 mil e 25 mil. As ordens de pagamento voltaram porque não tinham fundos. O suspeito chegou a ser cobrado, mas não pagou o débito e o caso acabou sendo denunciado à polícia. Durante as investigações, a 4ª DP de Gurupi verificou que os cheques eram fraudados. O trator, que tinha sido revendido, foi apreendido no final da semana passada em uma propriedade rural em Formoso do Araguaia. O homem foi preso no centro de Gurupi, autuado por estelionato e enviado para a Casa de Prisão Provisória.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: G1

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Anterior