Suspeito de estelionato é preso após comprar trator de R$ 48 mil e pagar com cheques fraudados

Sem Comentários

14/05/2018

Na manhã desta segunda-feira (14) em Gurupi (TO), a Polícia Civil prendeu um homem suspeito de estelionato. Segundo a Secretaria de Segurança Pública, M.P.S. tem outras passagens pelo mesmo crime e vinha sendo investigado. Ele foi preso em cumprimento a um mandado de prisão preventiva por fazer uma compra de R$ 48 mil usando dois cheques fraudados. O suspeito teria comprado um trator em novembro de 2017 e pago com dois cheques de terceiros, no valor de R$ 23 mil e 25 mil. As ordens de pagamento voltaram porque não tinham fundos. O suspeito chegou a ser cobrado, mas não pagou o débito e o caso acabou sendo denunciado à polícia. Durante as investigações, a 4ª DP de Gurupi verificou que os cheques eram fraudados. O trator, que tinha sido revendido, foi apreendido no final da semana passada em uma propriedade rural em Formoso do Araguaia. O homem foi preso no centro de Gurupi, autuado por estelionato e enviado para a Casa de Prisão Provisória.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: G1

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Falsificadores de cheques agiam em Mato Grosso do Sul e mais oito estados

Sem Comentários

19/04/2018

Materiais utilizados pelos criminosos na falsificação.

Na terça-feira (17), foi presa  durante operação desencadeada pela Delegacia de Estelionato (DE) de Curitiba (PR), uma quadrilha envolvida na clonagem de cheques que agiu em Mato Grosso do Sul, Paraná e mais sete estados. Um homem, de 47 anos, é apontado como líder do bando e foi detido em casa, na cidade de Guarapuava (PR). Estima-se que em pelo menos seis meses a associação criminosa, por meio da fraude, obteve a quantia superior a R$ 1 milhão. Além do líder, outras quatro pessoas suspeitas de integrar o bando também foram detidas ao longo da operação. As investigações iniciaram há cerca de seis meses, depois que a especializada realizou a prisão de uma mulher suspeita de aplicar um golpe bancário, descontando cheques clonados. A partir desta prisão, com base nas informações, foi possível identificar o envolvimento de outras pessoas. Segundo as investigações, o bando conseguia os cheques originais de diversas formas, uma delas era a compra com pessoas (normalmente idosas) que estavam em filas nos caixas eletrônicos.  Os cheques originais eram enviados para o líder da quadrilha, preso em Guarapuava, que por ser publicitário e desenhista, refazia os cheques com perfeição, adulterando os valores, código de barras e número de série. “Em seguida, os cheques eram enviados para outros membros do bando que tem a função de apresentá-los nos caixas para o desconto”, explicou a delegada-adjunta da DE. Os crimes iniciaram em Curitiba, mas o bando também atuou nos Estados de Minas Gerais, Goiás, São Paulo, Mato Grosso,  Rondônia, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, além de Mato Grosso do Sul e em várias cidades do Paraná. “Somente nesses seis meses de investigações, estima-se que a quadrilha obteve a quantia de R$ 1 milhão”, lembra a delegada.  Ao todo foram cumpridos nove mandados de prisão temporária e 12 de busca e apreensão domiciliar. Foram apreendidos diversos documentos falsos, cheques clonados (em processo de confecção), apetrechos para a falsificação, bem como computadores, impressoras de alta resolução, um automóvel BMW e uma caminhonete Hilux. Os suspeitos responderão pelos crimes de estelionato, falsificação de documento público, associação criminosa e falsidade ideológica. Todos permanecem presos à disposição do Poder Judiciário.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: Correio do Estado

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Homem suspeito de aplicar golpes com cheques roubados é preso em Vitória

Sem Comentários

07/03/2018

Na Praia do Canto, um suspeito de estelionato foi preso em flagrante pela Polícia Civil tentando comprar um carro de luxo, mas a forma de pagamento seriam cheques roubados. O caso aconteceu nessa quarta-feira (07). O homem de 36 anos foi preso no momento em que tentava fazer a negociação. “Ele estava mais uma vez repassando cheque furtado do mesmo cliente do banco, e totalizando foram R$ 105 mil apreendidos em cheques dessa pessoa”, contou a titular da Delegacia de Defraudações e Falsificações (Defa). De acordo com a polícia, os cheques foram roubados junto com um malote bancário. “A gente ainda está investigando a participação dele no furto desses malotes e também da falsificação, já que os cheques estavam todos com as assinaturas falsificadas”, contou a delegada. A delegada ainda alertou para que as pessoas sempre desconfiem de negócios muito vantajosos, pois podem esconder situações criminosas. “Ele informava que conseguia qualquer tipo de veículo de luxo e que comprava também a um preço de tabela, que nenhum comerciante consegue comprar. Então as pessoas devem ficar atentas a esse tipo de proposta e, ao menor sinal, denunciar à polícia”, finalizou. Ele foi levado para o Centro de Triagem de Viana, na Grande Vitória.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: G1

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Homem que praticou estelionato em Cordisburgo é preso

Sem Comentários

06/03/2018

A Polícia Civil prendeu nesta segunda-feira (05), F.F.S.F., contra quem havia mandado de prisão preventiva expedido pela Justiça, em virtude de estelionato cometido em Cordisburgo (MG). Ele é apontado como autor de diversos golpes contra produtores rurais do município, causando grande prejuízo. O homem adquiriu gado, implementos agrícolas e outros bens com cheques irregulares (furtados, roubados, clonados, com assinatura divergente, etc). Também é investigado por cometer outros crimes contra o patrimônio em diversas cidades. O homem foi localizado e preso na zona rural de Felício dos Santos, por policiais civis da Delegacia Regional de Diamantina, após troca de informações com a Delegacia de Cordisburgo. Com a prisão dele espera-se a conclusão de outras investigações, já que muitas de suas vítimas não registraram ocorrência policial. Caso alguém o reconheça como autor de outros crimes ainda não comunicados às autoridades, deverá procurar a polícia para solicitar providências.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: Cordis Notícias

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Estelionatária é presa tentando sacar cheque de R$ 5 mil em Jardim da Penha

Sem Comentários

02/03/2018

Em Vitória (ES), uma diarista foi presa por suspeita de estelionato. N.R.S., segundo a polícia, aplicava golpes. Ela foi detida na tarde da última quinta-feira (1º), dentro de um banco de Jardim da Penha. A jovem estava tentando sacar um cheque de quase R$ 5 mil. O caixa suspeitou que o cheque havia sido fraudado e a gerência do banco acionou a polícia. O cheque que ela estava tentando sacar era de uma agência que fica em Salvador, na Bahia. O documento teria sido fraudado, preenchido e nominado à própria suspeita, que já teria conseguido realizar o saque de outro cheque em outra agência do mesmo banco. Para a polícia não restam dúvidas de que a mulher sabia exatamente o que estava fazendo. Na delegacia ela negou o crime. Disse que vende obras de arte e que os cheques são pagamentos de quadros comercializados. A diarista foi autuada por estelionato.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: Folha Vitória

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Homem indiciado 34 vezes por estelionato e furto é preso após aplicar novos golpes em Piracicaba

Sem Comentários

09/01/2018

Na tarde desta terça-feira (09), um homem, de 40 anos, foi preso após admitir à Polícia Civil que entregou cheques sem fundo para pagar duas farmácias de Piracicaba (SP). Conforme a corporação, ele já foi indiciado outras 34 vezes por estelionato ou furto. Um outro suspeito, que estava com o preso, conseguiu fugir. O homem foi seguido por um policial civil que viu ele saindo de uma farmácia com sacolas na mão. Como ele é conhecido pelos crimes de estelionato, o policial suspeitou que estivesse aplicando outro golpe. O policial o seguiu até uma galeria no bairro Cidade Alta. Lá, a Polícia Civil o abordou e questionou sobre as sacolas. O suspeito, então, admitiu que deu cheques sem fundo em duas farmácias da mesma rede durante o dia. Os policiais encontraram dois talões com o homem e apreenderam as mercadorias.

Tentativa de suborno

O suspeito ainda sugeriu à equipe um “acerto” para liberá-lo. O caso foi registrado na Unidade de Polícia Judiciária (UPJ) e o homem responderá por estelionato, uso de documento falso e falsidade ideológica, além de corrupção ativa, já que tentou subornar os policiais. Ele ficou encarcerado e será encaminhado para uma unidade prisional até a audiência de custódia.

Homem tenta trocar cheque falso em banco e enganar a PM, mas é desmentido pela mãe

Sem Comentários

26/10/2017

Após receber informações de que um homem havia tentado trocar um cheque falso em um banco, em Colorado, uma guarnição da Polícia Militar se deslocou até agência onde fez contato com um dos atendentes que confirmou as informações. De acordo com um funcionário do banco, um homem teria tentado trocar um cheque no valor de R$ 1 mil, porém, este teria identificado que a folha, que havia sido emitida pela agência de Chupinguaia, era falsa e que o nome do cliente constante no documento, possui conta na agência de Vilhena. Diante das informações repassadas pelo funcionário, os militares localizaram o homem, que afirmou não saber que a folha era falsa e que teria recebido a mesma de um cliente chamado M., que havia ingerido bebida alcoólica em seu bar, no valor de R$ 500, saldando a dívida com o referido cheque, porém, a mãe do agente desmentiu a versão contada pelo filho que acabou mudando seu relato. Na nova versão, o homem alegou ter recebido o cheque como pagamento de uma comissão, por ter vendido um veículo para um homem chamado E., informando também, o endereço do mesmo, onde ninguém foi encontrado. Diante dos fatos, ele foi conduzido até a Unidade Integrada de Segurança Pública (Unisp) para serem tomadas as medidas cabíveis ao caso.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: Rondoniaovivo

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Anterior