Polícia prende suspeitos de aplicar golpes em lojas e clínicas de estética em Fortaleza

Sem Comentários

11/07/2018

A polícia prendeu dois homens e uma mulher suspeitos de integrar uma quadrilha investigada há quatro meses por aplicar golpes em comércios e clínicas de estética em Fortaleza. Segundo o delegado titular do 2º Distrito Policial, os suspeitos realizaram diversos procedimentos estéticos e pagaram com cheques falsificados. Uma empresária vítima do esquema informou que teve um prejuízo de R$ 15 mil em procedimentos de estética. Empresas do ramo de móveis e eletrodomésticos também foram alvos dos suspeitos. A Polícia Civil apreendeu impressoras, computadores, cartões de crédito e documentos falsificados. Os policiais ainda encontraram identidades e outros documentos prontos para serem impressos pelo grupo. Durante a ação policial, um dos suspeitos tentou fugir e acabou atropelando um motociclista, que acabou morrendo. Após a prisão, os suspeitos foram conduzidos ao 2º Distrito Policial, no Bairro Meireles, onde foram autuados pelos crimes de organização criminosa, uso de documento falso, falsificação e estelionato. Outros dois suspeitos de participação no esquema ilícito seguem foragidos.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: G1

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Dupla tenta pagar boletos de R$ 50 mil com cheque adulterado e é presa

Sem Comentários

09/07/2018

Uma dupla foi presa ao tentar pagar boletos com cheques adulterados em uma agência bancária localizada no bairro Alto da XV, em Curitiba. A quantia a ser paga somava R$ 50 mil. O setor de inteligência da Delegacia de Estelionato chegou até os suspeitos após receber a informação de que duas pessoas, identificadas como M.E.A.J., de 22 anos, e P.J.M.R.J., de 23, estariam utilizando cheques adulterados para pagar boletos bancários de alto valor. Segundo o delegado responsável, os dois negaram o crime e disseram que receberam os cheques de um amigo do Rio de Janeiro via correios, e que não sabiam qual era a origem. Ambos foram autuados em flagrante na última sexta-feira (06) pelos crimes de associação criminosa e tentativa de estelionato. Ambos não possuem antecedentes criminais.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: Massa News

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Criminosos aplicam golpe e utilizam cheques falsos para pagamentos em Alagoas

Sem Comentários

04/07/2018

Um grupo de criminosos estaria aplicando um golpe utilizando cheques falsos em nome da Eletrobras para realizar pagamentos em comércios do interior de Alagoas. A Eletrobras Distribuição Alagoas emitiu uma nota nesta quarta-feira (04) orientando que, para evitar cair no golpe, os comerciantes não recebam cheques endossados por terceiros. A Eletrobras também orienta que em caso de dúvida sobre a veracidade do documento, basta entrar em contato com o escritório de atendimento da Eletrobras mais próximo.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: Cada Minuto

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Homem é preso com R$ 83 mil em cheques fraudados

Sem Comentários

19/06/2018

No final da tarde desta segunda-feira (18), a Polícia Rodoviária Federal (PRF) prendeu um homem de 22 anos, dirigindo um Siena na BR 304 em Mossoró (RN). Aparentando nervosismo, o motorista informou que estava vindo da capital cearense para a cidade de Angicos (RN). O estado emocional do suspeito chamou a atenção da equipe, que procedeu a uma busca mais detalhada no veículo. No decorrer da fiscalização, os policiais encontraram um total de 25 cheques devidamente preenchidos, cujos valores resultaram em um montante de R$ 83.820,15. Indagado sobre a procedência dos cheques, o jovem a princípio alegou que pertenciam ao seu pai e este teria solicitado que ele realizasse o depósito. Porém, após diligências e informações encontrados no aparelho celular do suspeito, onde foram encontradas mensagens de texto sobre a prática de crime de estelionato, este confessou que realizava os depósitos para uma quadrilha de Fortaleza (CE) e que receberia uma quantia pelo serviço.

De posse dos cheques, os policiais fizeram contato telefônico com alguns emitentes, que afirmaram terem emitido cheques em valores muito abaixo dos informados. Diante dos fortes indícios de cometimento dos crimes de estelionato e adulteração, o homem foi detido e conduzido à Delegacia de Plantão de Mossoró, onde também compareceram duas vítimas localizadas pela PRF, que inclusive apresentaram os cheques originais que haviam sido clonados pela quadrilha.

Golpe

De acordo com a Polícia Rodoviária Federal, o golpe funcionava da seguinte forma: o titular do cheque (geralmente um comerciante ou empresário) emitia um cheque pré-datado em favor de algum fornecedor da cidade de Fortaleza (CE), em pagamento por algum produto ou serviço; o fornecedor utilizava o cheque como pagamento a terceiros ou garantia de empréstimo com agiotas, gerando uma circulação do cheque como moeda.

Em algum momento dessa circulação, a quadrilha tomava posse do cheque e copiava os dados nele contidos. A partir daí, de posse desses dados, a quadrilha adulterava cheques com os mesmos dados, mudando apenas o valor e a data de pagamento. Então, os criminosos depositavam os cheques em contas laranjas, antes que os cheques originais fossem descontados. Para não despertar suspeitas, membros da quadrilha viajavam para realizar os depósitos diretamente nas agências dos titulares.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: Tribuna do Norte

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Suspeito de estelionato é preso após comprar trator de R$ 48 mil e pagar com cheques fraudados

Sem Comentários

14/05/2018

Na manhã desta segunda-feira (14) em Gurupi (TO), a Polícia Civil prendeu um homem suspeito de estelionato. Segundo a Secretaria de Segurança Pública, M.P.S. tem outras passagens pelo mesmo crime e vinha sendo investigado. Ele foi preso em cumprimento a um mandado de prisão preventiva por fazer uma compra de R$ 48 mil usando dois cheques fraudados. O suspeito teria comprado um trator em novembro de 2017 e pago com dois cheques de terceiros, no valor de R$ 23 mil e 25 mil. As ordens de pagamento voltaram porque não tinham fundos. O suspeito chegou a ser cobrado, mas não pagou o débito e o caso acabou sendo denunciado à polícia. Durante as investigações, a 4ª DP de Gurupi verificou que os cheques eram fraudados. O trator, que tinha sido revendido, foi apreendido no final da semana passada em uma propriedade rural em Formoso do Araguaia. O homem foi preso no centro de Gurupi, autuado por estelionato e enviado para a Casa de Prisão Provisória.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: G1

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Falsificadores de cheques agiam em Mato Grosso do Sul e mais oito estados

Sem Comentários

19/04/2018

Materiais utilizados pelos criminosos na falsificação.

Na terça-feira (17), foi presa  durante operação desencadeada pela Delegacia de Estelionato (DE) de Curitiba (PR), uma quadrilha envolvida na clonagem de cheques que agiu em Mato Grosso do Sul, Paraná e mais sete estados. Um homem, de 47 anos, é apontado como líder do bando e foi detido em casa, na cidade de Guarapuava (PR). Estima-se que em pelo menos seis meses a associação criminosa, por meio da fraude, obteve a quantia superior a R$ 1 milhão. Além do líder, outras quatro pessoas suspeitas de integrar o bando também foram detidas ao longo da operação. As investigações iniciaram há cerca de seis meses, depois que a especializada realizou a prisão de uma mulher suspeita de aplicar um golpe bancário, descontando cheques clonados. A partir desta prisão, com base nas informações, foi possível identificar o envolvimento de outras pessoas. Segundo as investigações, o bando conseguia os cheques originais de diversas formas, uma delas era a compra com pessoas (normalmente idosas) que estavam em filas nos caixas eletrônicos.  Os cheques originais eram enviados para o líder da quadrilha, preso em Guarapuava, que por ser publicitário e desenhista, refazia os cheques com perfeição, adulterando os valores, código de barras e número de série. “Em seguida, os cheques eram enviados para outros membros do bando que tem a função de apresentá-los nos caixas para o desconto”, explicou a delegada-adjunta da DE. Os crimes iniciaram em Curitiba, mas o bando também atuou nos Estados de Minas Gerais, Goiás, São Paulo, Mato Grosso,  Rondônia, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, além de Mato Grosso do Sul e em várias cidades do Paraná. “Somente nesses seis meses de investigações, estima-se que a quadrilha obteve a quantia de R$ 1 milhão”, lembra a delegada.  Ao todo foram cumpridos nove mandados de prisão temporária e 12 de busca e apreensão domiciliar. Foram apreendidos diversos documentos falsos, cheques clonados (em processo de confecção), apetrechos para a falsificação, bem como computadores, impressoras de alta resolução, um automóvel BMW e uma caminhonete Hilux. Os suspeitos responderão pelos crimes de estelionato, falsificação de documento público, associação criminosa e falsidade ideológica. Todos permanecem presos à disposição do Poder Judiciário.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: Correio do Estado

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Homem suspeito de aplicar golpes com cheques roubados é preso em Vitória

Sem Comentários

07/03/2018

Na Praia do Canto, um suspeito de estelionato foi preso em flagrante pela Polícia Civil tentando comprar um carro de luxo, mas a forma de pagamento seriam cheques roubados. O caso aconteceu nessa quarta-feira (07). O homem de 36 anos foi preso no momento em que tentava fazer a negociação. “Ele estava mais uma vez repassando cheque furtado do mesmo cliente do banco, e totalizando foram R$ 105 mil apreendidos em cheques dessa pessoa”, contou a titular da Delegacia de Defraudações e Falsificações (Defa). De acordo com a polícia, os cheques foram roubados junto com um malote bancário. “A gente ainda está investigando a participação dele no furto desses malotes e também da falsificação, já que os cheques estavam todos com as assinaturas falsificadas”, contou a delegada. A delegada ainda alertou para que as pessoas sempre desconfiem de negócios muito vantajosos, pois podem esconder situações criminosas. “Ele informava que conseguia qualquer tipo de veículo de luxo e que comprava também a um preço de tabela, que nenhum comerciante consegue comprar. Então as pessoas devem ficar atentas a esse tipo de proposta e, ao menor sinal, denunciar à polícia”, finalizou. Ele foi levado para o Centro de Triagem de Viana, na Grande Vitória.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: G1

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Anterior