Estelionatários são presos em Ribeira do Pombal após tentarem aplicar golpe no INSS

Sem Comentários

21/11/2014

No início da tarde de quinta-feira 20, policiais civis de Ribeira do Pombal foram informados de que três homens estavam tentando aplicar um golpe contra a Previdência Social, na agência do INSS da cidade. O golpe seria bem sucedido caso um homem de 62 anos, conseguisse se aposentar. Isso porque o idoso que já é aposentado usou um documento falso em nome de outra pessoa, na tentativa de enganar os funcionários da agência. Essa é a quarta vez que o homem é preso por estelionato, além de: Formação de Quadrilha, concurso material e crime continuado. Em depoimento, foi revelado quem era o mentor do plano que se responsabilizava pela falsificação de documentos pessoais, como: Registro Geral e Certidão de Nascimento. Durante a abordagem foram encontradas duas sacolas plásticas, contendo vários documentos, em nome de pessoas diferentes. A polícia Civil informou que os documentos farão parte da investigação, pois é necessário saber se os responsáveis pela documentação são vítimas, ou pessoas que tinham o interesse em aplicar o mesmo golpe. O delegado Titular de Ribeira do Pombal, informou que os presos serão indiciados pelos crimes de: Falsidade Ideológica, Falsificação de documentos, utilização de documentos falsos, além de estelionato.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: Acajutiba News

O BrSafe é a ferramenta ideal para evitar esse tipo de fraude. Clique e conheça.

Homem é preso e condenado com nome falso

Sem Comentários

18/11/2013

A Polícia Judiciária Civil descobriu a identidade verdadeira de um homem que foi preso e condenado pela Justiça com nome falso. O criminoso após ser processado por tráfico de drogas passou a usar o nome falso, pelo qual foi preso pelo crime de homicídio e levado para a Penitenciária Central do Estado, onde está há seis anos. O preso possui duas identidades civis, uma em Mato Grosso, expedida no ano de 2003, e outra no Distrito Federal tirada em 2004. Ambos os documentos foram confeccionados com uso de uma certidão de nascimento falsa. Ele tem ainda uma terceira identidade no seu verdadeiro nome, do Instituto de Identificação de Mato Grosso. A falsidade ideológica começa a ser descoberta em Brasília no ano de 2004, quando para entrar em um time de futebol apresenta documento falso com idade alterada em dois anos mais novo, informando ter nascido em 26/12/1987, na cidade de Ariquemes, Rondônia. A fraude é conhecida por “Gato de Futebol”. O suspeito, já com um RG falso em Brasília, tenta novamente abrir um segundo prontuário civil, só que agora em seu verdadeiro nome, e com os dados que constam em sua certidão de nascimento, na qual muda a data de nascimento para 17/12/1985 e naturalidade para Cuiabá, endereço e certidão de nascimento. Na ocasião, no inquérito policial da Polícia Civil de Brasília ficou comprovado à tentativa de falsidade ideológica, depois que peritos emitiram laudo do confronto papiloscópico do prontuário civil que “são idênticas entre si, evidenciando trata-se da mesma pessoa usando dados qualificativos divergentes”. Após o incidente em Brasília, o homem adotou o nome falso como sua principal identidade e nesse nome, em junho de 2007, foi indiciado em inquérito policial pela Delegacia Especializada de Repressão a Roubos e Furtos de Veículos Automotores (Derrfva), no crime de roubo seguido de morte (latrocínio), e no ano de 2008 foi autuado pela Delegacia Especializada de Homicídio e Proteção a Pessoa (DHPP), pelo qual foi condenado em processo na 1ª Vara Criminal de Cuiabá. O delegado da Diretoria de Inteligência, disse que comprovada a utilização de documentos falsos, agora a Polícia Civil encaminhará todo o procedimento para a Primeira Vara criminal, no sentido de ratificar o nome do réu, e acrescentar em sua ficha criminal, que além de homicida e traficante, ainda responderá pelo crime de latrocínio, conforme ação penal em andamento na capital.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: Araguaia Notícia

Saiba como evitar fraudes em documentos de identificação. Clique e conheça o BrSafe.

Estelionatário é preso em flagrante tentando aplicar golpe contra banco

Sem Comentários

04/11/2013

A Polícia Federal de Pernambuco divulgou na tarde desta segunda-feira a prisão em flagrante de um estelionatário quando aplicava golpe contra um banco em Caruaru, Agreste do estado. O comerciante de 41 anos, foi detido na tarde da sexta-feira passada por guardas municipais e policiais federais dentro da agência localizada no bairro do Salgado, tentando abrir uma conta corrente com documentos falsos. De acordo com a polícia, a intenção seria contrair um empréstimo no valor de R$ 60 mil. Os agentes constataram a fraude e deram voz de prisão em flagrante. Levado para a sede da Delegacia da Polícia Federal em Caruaru, ele foi autuado por uso de documento falso e, como o crime foi cometido contra entidade de economia popular, a pena poderá ser aumentada em um terço, podendo variar de dois a seis anos de reclusão. A PF quer saber se a quadrilha conseguiu falsificar uma certidão de nascimento e a partir daí tirar todos os outros documentos (CPF, RG, Comprovante de Residência) com dados ideologicamente falsos. Natural de Aracajú, em Sergipe, o suspeito morava há 15 anos em Maceió, Alagoas e já tinha antecedentes criminais, tendo sido preso em Alagoas por estelionato em setembro de 2008, quando tentava aplicar o mesmo golpe contra outro banco. Este já é o quinto caso registrado só este ano de golpes aplicados por estelionatários e que foi descoberto pelo banco e Polícia Federal. No total, foi evitado um prejuízo na cifra de R$ 170 mil.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: Diário de Pernambuco

Saiba como evitar perdas com fraudes em documentos de identificação. Clique e conheça o BrSafe.

Homem é preso com documentos falsos

Sem Comentários

31/08/2013

Uma denúncia levou policiais do Serviço Reservado e do Pelotão de Choque até a casa de um homem, na noite deste sábado (31), no Bairro Alto Alegre. No local as equipes encontraram vários documentos falsos e apreenderam também folhas de cheque com valores altos. Entre a documentação falsa que estava com ele, havia certidão de nascimento, título de eleitor, documentos de emissão de CPF e uma cópia autenticada do RG. A polícia desconfiou da documentação, pois há registros de correspondências do nome verdadeiro e do nome falso no mesmo endereço, em Cascavel. A polícia já sabe que ele adquiriu um carro com os documentos falsos. Os policiais não descartam que o homem tenha adquirido outros bens com a documentação falsa. Possíveis vítimas de estelionato devem procurar a Delegacia de Polícia Civil que vai continuar as investigações.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: CGN

Saiba como evitar fraudes em documentos de identificação. Clique e conheça o BrSafe.

 

Trio é denunciado por tentativa de fraudar Previdência Social no ES

Sem Comentários

16/08/2013

Três pessoas foram denunciadas pelo Ministério Público Federal em Cachoeiro de Itapemirim, no Sul do Espírito Santo, pelos crimes de falsidade ideológica (porte de documentos falsos) e tentativa de estelionato. De acordo com o MPF-ES, o trio tentou por três vezes conseguir o Benefício de Prestação continuada da Assistência Social (BPC) junto ao INSS, que suspeitou da tentativa de fraude. A primeira tentativa de golpe ocorreu em maio de 2012, na agência da previdência social de Guaçuí, também na Região Sul. Na época, segundo o Ministério Público Federal,  uma das suspeitas se passou por outra pessoa e apresentou certidão de nascimento, CPF e carteira de trabalho falsas. No mês de outubro ocorreu a segunda tentativa, desta vez na agência de Mimoso do Sul. A suspeita tentou obter o benefício se passando por uma pessoa de outro nome, entretanto, assim como ocorreu em Guaçuí, o INSS suspeitou de fraude e vetou o benefício. Já em 2013, na agência de Iúna, o trio tentou pela terceira vez conseguir o benefício. E para dar mais credibilidade à fraude, os denunciados apresentaram também carteira de identidade e documentos particulares falsos. Foram falsificados quatro documentos públicos. Todos os envolvidos podem responder por tentativa de estelionato.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: G1

Saiba como evitar fraudes em documentos de identificação. Clique e conheça o BrSafe.

Polícia investiga suposta fraude contra o INSS em Tatuí

Sem Comentários

08/08/2013

A Polícia Civil de Tatuí (SP) instaurou inquérito para apurar uma possível fraude contra o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). O caso é investigado após o pedreiro, morador da cidade, descobrir que é considerado morto pelo Instituto. No município de Barra do Turvo (SP) um homem já falecido, tinha o mesmo nome, idade, mesmo nome de pai e mãe e também município de nascimento. O homem teve a identidade falsificada. Há também uma certidão de óbito, certidão de nascimento de dois filhos que ele nunca teve e da mulher que recebe a pensão em Araucária. “Todos os documentos são falsos, inclusive pela fotografia dos documentos. A pessoa verdadeira que mora em Tatuí foi encaminhada para São Paulo e vai confirmar que ele tem documento no estado de São Paulo”, diz o delegado. Ele acredita que o sistema da Previdência Social é falho, já que a viúva falsa recebe pensão há 13 anos e consegue se recadastrar no INSS com documentos falsos todo ano. “Deve ser uma falha dentro do próprio sistema que não está conseguindo apurar documentos falsos que estão sendo utilizados. É uma aposentadoria fraudulenta e isso vai ser encaminhado ao INSS de Tatuí que encaminhará ao INSS do Paraná. Constatado a falsidade documental, será encaminhado à Polícia Federal porque o crime é de competência da Polícia Federal”, explica.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: G1

Com o BrSafe essa fraude seria evitada. Clique e saiba mais.

Foragido é preso por falsidade ideológica

Sem Comentários

06/08/2013

A Polícia Civil autuou em flagrante nesta terça-feira (6), por falsidade ideológica, um homem de 32 anos. Cinco documentos com nome falso foram apreendidos com ele. Ao verificar o nome do preso, os policiais civis descobriram que o homem está com mandado de prisão preventiva decretado pela Justiça paraense, sob acusação de homicídio, em 2008, no bairro do Guamá. Os policiais militares que o prenderam, contaram que, em ronda, foram acionados com a informação de que, na passagem São Cristóvão, no Guamá, havia um suspeito de ser foragido da Justiça. O homem foi localizado e apresentou aos PMs os documentos com o nome falso. Ele foi conduzido para a Seccional Urbana do Guamá, onde apresentou cinco documentos: certidão de nascimento, carteira de identidade, CPF, título de eleitor e carteira de motorista provisória. Ao consultar o sistema de identificação civil, o perito verificou que o preso usou dados falsos para montar uma certidão de nascimento. Com o documento, ele obteve os outros, em que foram informados os dados falsos. Agora, o homem retornará à prisão para responder pelo homicídio, além de ser autuado por falsidade ideológica.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: Diário On Line

Saiba como evitar fraudes em documentos de identificação. Clique e conheça o BrSafe.

Anterior