Jovem é preso após tentar sacar valores do PIS com documento falso em Caruaru

Sem Comentários

30/03/2018

Em Caruaru, no Agreste de Pernambuco, um recepcionista de 21 anos foi preso após tentar sacar valores do Programa de Integração Social (PIS-PASEP) com documento de identidade falso. O caso aconteceu na quarta-feira (28). Conforme a Polícia Federal, o jovem tentou realizar o saque em um banco do bairro do Salgado, quando um funcionário percebeu a falsificação do documento. O suspeito também tentou sacar o PIS com outra carteira de identidade falsa em um agência de Boa Viagem, no Recife, de onde conseguiu fugir. Para a polícia, o homem informou que adquiriu o documento através da Deep Web com pessoas que não se identificam, mas que deram certeza ser possível sacar os valores através de uma carteira de identidade que seria enviada para o endereço através dos Correios. Ele disse também que enviou a foto para os criminosos e pagou pela confecção das duas carteiras de identidades falsas no valor de R$ 150 por cada documento. Por fim, informou que os dados das contas dos beneficiários do PIS-PASEP também foram repassados por integrantes da Deep Web. O suspeito foi autuado em flagrante e levado à delegacia da Polícia Federal. Ele passou por audiência de custódia e foi encaminhado para a Penitenciária Juiz Plácido de Souza, onde ficará à disposição da Justiça Federal.

Deep Web

“Deep Web” é o nome dado para uma zona da internet que não pode ser detectada facilmente pelos tradicionais sites de busca, garantindo privacidade e anonimato para os navegantes. É formada por um conjunto de sites, fóruns e comunidades que, na sua grande maioria, costumam debater temas de caráter ilegal e imoral.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: G1

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Dupla tenta buscar encomenda com RG falso e é detida pela polícia

Sem Comentários

21/03/2018

A Polícia Civil prendeu dois homens por estelionato, depois de serem flagrados tentando retirar uma encomenda nos Correios utilizando um RG falso. O caso aconteceu na tarde da última segunda-feira (19) no bairro José Bonifácio, zona leste de São Paulo. O rapaz mais novo, um estudante de 18 anos, foi visto deixando a agência com uma caixa. Ao ser abordado por agentes do 103º Distrito Policial (Cohab II / Itaquera), o outro jovem, de 20 anos, confessou que os dois haviam recebido uma quantia em dinheiro para retirar a mercadoria, que tinha sido enviada por um morador do Rio de Janeiro, cujo nome aparecia no documento falsificado. Na caixa de encomenda havia um notebook, que foi apreendido com os celulares dos detidos. Os documentos falsificados também foram recolhidos e serão analisados por perícia. O caso foi registrado como estelionato, uso de documento falso e falsa identidade.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: Metro

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Estelionatário com mais de 19 processos é preso durante operação

Sem Comentários

08/03/2018

A Delegacia Especializada de Homicídio e Proteção a Pessoa (DHPP) juntamente com a Gerência Estadual de Polinter, prenderam um homem acusado de aplicar golpes de estelionato. O suspeito teve o mandado de prisão da Justiça de Minas Gerais cumprido durante a operação Maat, da DHPP, na quarta-feira (07). Em levantamentos do Núcleo de Inteligência da DHPP, os policiais descobriram que ele responde um processo no Estado Paraná, e outros 19 processos em Minas Gerais. A prisão dele foi efetuada durante a operação, em aproveitamento ao efetivo que estava nas ruas para cumprimento de ordens de prisão. Quando localizado em uma padaria, o estelionatário foi pego com uma identidade falsa. Por conta disso foi autuado em flagrante por uso de documento falso, além de ter o mandado de prisão cumprido e oficializado à Justiça de Minas Gerais. Os golpes aplicados estão relacionados a venda falsa de franquia de pet shop, TV por assinatura, dentre outros.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: Cenário MT

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Quadrilha é presa por crime de estelionato na região do Triângulo Mineiro

Sem Comentários

27/02/2018

Nesta terça-feira (27), cinco pessoas foram presas por crime de estelionato pela Polícia Militar (PM) de Ituiutaba. Os militares informaram que a quadrilha é de Brasília (DF) e estava aplicando golpes em agências bancárias na região do Triângulo Mineiro. Ainda de acordo com a PM, os policiais receberam denúncia anônima da cidade de Santa Vitória, informando que os autores estavam praticando o crime em uma agência da cidade. Dois deles foram presos no município. Já os outros três foram localizados em Ituiutaba. A polícia informou que os autores abriram contas com identidades falsas e falsificaram talões de cheques. Foram apreendidos 110 folhas de cheques, vários cartões de crédito, celulares e carteiras de identidades falsas. A Polícia Civil apura se há participação de outras pessoas no crime.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: G1

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Polícia Militar prende homem por estelionato e falsidade ideológica

Sem Comentários

26/02/2018

Na manhã da sexta-feira (23) uma atendente bancária acionou a Polícia Militar de Barra do Garças, informando que havia um indivíduo na agência bancária tentando realizar um saque no valor de R$ 1,5 mil. A atendente, ao verificar no sistema, notou que constava um boletim de ocorrência do Estado de São Paulo nesta conta, tendo como vítima um homem por ter depositado nesta referida conta através de fraude (golpe: que simula que um parente seu estava precisando de dinheiro para consertar um carro na estrada). Na agência bancária, os policiais militares constataram que o homem de 47 anos portava um documento de identidade (RG) aparentando ser falso. O suspeito já foi preso em outra agência bancária de Barra do Garças tentando abrir uma conta bancária com documentos falsos. O homem foi detido e entregue à Polícia Judiciária Civil, e deverá ser autuado por estelionato e falsidade ideológica.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: Cenário MT

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Quadrilha que usava documentos falsos para fazer empréstimos é presa

Sem Comentários

01/02/2018

Quatro suspeitos foram presos após realizarem diversos empréstimos e até crediários, em nome de aposentados e pensionistas do INSS em Campo Grande. Usando documentos falsos, a quadrilha causou um prejuízo de mais de R$ 50 mil. Os suspeitos foram presos por equipes da Deco (Delegacia Especializada de Combate ao Crime Organizado) na terça-feira (30). D.C.S.S., de 22 anos, C.M.S., de 32 anos, J.E.S. e J.P.S., de 21 anos, foram indiciados por associação criminosa e estelionato. De acordo com a polícia, usando documentos falsos no nome de aposentados e pensionistas o grupo abria contas bancárias e pedia empréstimos se passando pelas vítimas. Além disso, os suspeitos compravam a crédito em lojas da Capital e fugiram sem pagar as parcelas. Em buscas na residência usada pelo grupo foram encontrados várias cédulas de identidade adulteradas, equipamentos usados para adulterar e objetos adquiridos nos golpes de estelionato. “Parte das identidades apreendidas tinha o espelho verdadeiro. Eles utilizavam uma máquina para apagar as dados verdadeiros e inserir outros usando um notebook e uma impressora”, explicou o delegado responsável pelo caso. A quadrilha agia desde julho e causou um prejuízo de mais de R$ 50 mil. “De uma única vítima, em dois ou três dias, eles tiraram R$ 25 mil”, relatou. Agora, os investigadores da Deco tentam identificar novas vítimas.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: Campo Grande News

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Presidiário foragido do Pará é preso com documentos falsos e 133 chaves para arrombar casas, no AM

Sem Comentários

10/01/2018

Chaves michas usadas para abrir cadeados, portas e portões foram encontradas com o foragido.

Um presidiário foragido do Pará há quatro anos foi preso, na noite dessa terça-feira (09), em Manaus. A.C.S., de 30 anos, é suspeito de realizar série de furtos, roubos, traficar drogas e falsificar documentos. Mais de 130 chaves micha foram apreendidas com ele. A polícia diz que elas seriam usadas para arrombar imóveis. O homem era considerado fugitivo desde 2014, onde cumpria pena por tráfico de drogas e associação para o tráfico, além de responder por sete processos criminais na justiça paraense. O foragido foi preso pela equipe do 12º Distrito Integrado de Polícia (DIP), por volta das 20h, na Zona Leste. Segundo o delegado responsável, A.C.S. é suspeito de furtar na região do bairro Flores. “Ele apresentou uma identidade, que aparentemente era original. Policiais checaram o documento e encontraram inconsistências nas informações. Foi realizada busca na residência e encontramos uma Carteira de Habilitação com foto dele, mas com nome de outra pessoa. Ele estava usando documentos falsificados”, explicou. Com o foragido foram apreendidas 133 chaves michas usadas abrir fechaduras, uma balança de precisão, Carteira Nacional de Habilitação (CNH) e Carteira de Identidade falsificadas. Um caderno com anotações de tráfico de drogas foi achado pela polícia, que identificou que o presidiário teria movimentado grande volume de dinheiro na compra e venda de entorpecentes. Em depoimento à polícia, ele confirmou envolvimento com o tráfico e costumava enviar drogas para Santarém (PA). Um documento mostra o envio de 2 milhões de pesos colombianos para compra de drogas. “Junto com a associação criminosa que ele fazia parte, eles realizavam furtos em diversos locais da capital. O sujeito já tem condenação no Pará por tráfico e associação. Aqui no Amazonas ele já foi condenado por roubo e responde a diversos furtos. Tem um homicídio que é atribuído a ele. Ele teria matado uma pessoa que furtou uma loja que ele possuía”, afirmou o delegado. Outros dois suspeitos de integrar a quadrilha já estavam presos. A.C.S. foi autuado por falsidade ideológica e uso de documento falso.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: G1

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Anterior Próximo