Acusados de aplicar golpes para locar equipamentos são presos

Sem Comentários

18/05/2017

Foram presos em flagrante na tarde desta quinta-feira (18), em Birigui, dois homens acusados de aplicar golpes em lojas de locação de equipamentos, quando tentavam fazer mais uma vítima. Segundo a polícia, um deles estava com documento falso. Conforme o delegado responsável pelo flagrante, a dupla, que seria de Uberaba (MG), tinha como hábito visitar empresas especializadas. Como o primeiro contrato normalmente é pago à vista, eles alugavam um equipamento de baixo valor, devolviam depois de alguns dias e locavam novos equipamentos, agora de valor maior. Como já era a segunda negociação, não pagavam na hora e sumiam com a mercadoria. A dupla foi presa em uma loja de Birigui, que pertence à rede que possui outra unidade em Barretos, que caiu no golpe. Como tinha conhecimento de que os estelionatários usavam uma picape Fiat Strada com placas de Ribeirão Preto, um funcionário tirou uma foto do veículo assim que a dupla chegou ao estabelecimento e encaminhou no grupo de WhatsApp da rede.

Investigação

A Polícia Civil de Barretos foi informada e entrou em contato com a delegacia de Birigui, que enviou equipe para apurar a denúncia. A dupla foi surpreendida preenchendo o contrato de locação de equipamentos. O homem que fornecia os dados se apresentou como José, mas ao consultar a carteira de identidade dele, os policiais constataram que ela era falsa. O acusado revelou o verdadeiro nome e em nova pesquisa, foram encontrados boletins de ocorrência de golpes semelhantes aplicados em lojas de Barretos (11/04), Lins (6/05), São José do Rio Preto (8/05), Penápolis (10/05) e Bebedouro (11/05). A polícia informou que outra loja em Barretos também teria sido vítima da dupla, mas os proprietários ainda não tinham registrado o boletim de ocorrência. Os dois foram presos em flagrante e levados para a delegacia, onde o delegado optou por não conceder o direito à fiança. A polícia apreendeu vários cheques e contratos de locação de equipamentos preenchidos, cartões de crédito, dinheiro e dois aparelhos de celular para perícia. A picape utilizada pela dupla também foi apreendida. Os dois serão indiciados por tentativa de estelionato e o que preenchia o contrato também responderá por uso de documento falso.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: Folha da Região

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Homem é flagrado tentando sacar benefício de R$ 23 mil do INSS com RG falso

Sem Comentários

17/05/2017

Na tarde desta terça-feira (16), um homem de 48 anos foi preso por estelionato, em Cabrália Paulista (SP). O suspeito estava em uma agência bancária tentando sacar um benefício do INSS em nome de outra pessoa, com RG falso. Ainda dentro do banco, um funcionário da agência desconfiou e avisou um policial que estava no local por acaso. O golpista também tinha um cartão de concessão do INSS e estava tentando se passar pelo beneficiado pra receber a aposentadoria de R$ 23 mil. Em seguida, o suspeito foi levado pra delegacia e preso em flagrante.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: G1

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Dupla é presa com 25 identidades falsas para fraudar saques de benefícios, diz polícia

Sem Comentários

11/05/2017

Em Goiânia, dois jovens, ambos de 19 anos, foram presos com 25 identidades falsas que seriam usadas para tentar receber benefícios em nome de outras pessoas. Conforme a Polícia Civil, os suspeitos são de São Paulo – capital e Guarulhos – e confessaram ter vindo para a capital goiana no início desta semana somente para cometer o crime. Inclusive, estavam hospedados em um hotel. A detenção ocorreu na quarta-feira (10). Um dos rapazes foi flagrado enquanto tentava cometer o golpe em uma agência bancária. Na ocasião, eles tentavam resgatar valores do Programa de Integração Social (PIS). Em seguida, ele levou a corporação até o hotel onde o comparsa e a maior parte dos documentos estavam. A delegada responsável pelo caso, disse que junto com eles, foram apreendidos ainda R$ 780, fruto do único saque irregular que eles conseguiram fazer. Ela pontuou ainda que o jovem preso dentro do banco tentou se livrar das provas no momento da abordagem. Porém, em seguida, acabou admitindo a prática do crime. “Um deles, assim que percebeu que seria abordado pelos policiais, descartou alguns dos documentos que estavam com ele, mas depois ele realmente confirmou que ele e o outro comparsa tinham vindo para Goiânia com o intuito de praticar esse tipo de crime”, explicou. A ideia da dupla era ficar em Goiânia até o final da semana. Eles serão indiciados por estelionato e uso de documento falso. Se condenados podem pegar uma pena que chega a até 10 anos de prisão.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: G1

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Vendedor é preso com documentos falsos em Nova Odessa

Sem Comentários

10/05/2017

Em Nova Odessa (SP), nesta terça-feira (09), a polícia prendeu um vendedor, de 28 anos, com documento falso. No final da tarde, policiais foram acionados por uma dona de casa de 28 anos, que contou que tinha se desentendido com o vendedor, com quem é casada há seis anos e tem três filhos. A mulher contou que ela e o companheiro discutiram e, então, aconteceram agressões mútuas. Como a vítima e o suspeito apresentavam marcas de violência, os PMs solicitaram exame de corpo de delito tanto para a mulher quanto para o marido. Foi, então, ao solicitar o documento de identidade do homem para preencher a ocorrência de violência doméstica, que os policiais desconfiaram da idade que constava no documento do vendedor. Os PMs perceberam que o RG apresentava contradições, uma vez que havia informação de que tinha sido elaborado em Santa Catarina e, também, constava como emitido em São Paulo. Sendo assim, os policiais pediram para o homem mostrar a CNH (Carteira Nacional de Habilitação) e verificaram que os dados de naturalidade, cartório e itens de segurança estavam com algumas falhas, além da data de emissão cair em um domingo. Ao ser questionado, o vendedor acabou confessando que tinha comprado tanto o RG quanto a CNH, pelo valor de R$ 200 cada documento, em São José do Rio Preto. O homem alegou que tinha sido vítima de um roubo na cidade do Rio de Janeiro e seus pertences teriam sido levados na ação. Ainda segundo o vendedor, os novos documentos demorariam cerca de 20 dias para ficarem prontos e como ele precisava viajar, acabou optando por adquirir a identidade e a habilitação falsificadas. O vendedor revelou seu verdadeiro nome e contou ainda que seu registro de nascimento foi feito em Leme, onde foi criado pelos avós. O homem foi levado ao plantão policial de Nova Odessa, onde foi autuado em flagrante.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: O Liberal

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Homem é preso ao tentar sacar cheque clonado em Marília

4 Comentários

19/04/2017

Em Marília (SP), na terça-feira (18), a polícia prendeu em flagrante um homem, após o mesmo tentar descontar um cheque clonado. Segundo a Polícia Civil, o homem de 31 anos foi abordado quando saía da agência bancária. Ele estava com um documento de identidade falsa. Ainda de acordo com a polícia, o criminoso admitiu ter recebido a folha de cheque em Campinas, de uma pessoa que ele não quis revelar, para descontar e dividir os lucros. O homem será indiciado por estelionato e poderá ficar preso de um a cinco anos.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: G1

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Casal é preso suspeito de sacar PIS de terceiros com documentos falsos

Sem Comentários

30/03/2017

Em Aparecida de Goiânia (GO), na Região Metropolitana da capital, um casal foi preso, na quarta-feira (29), suspeito de usar documentos de identidade falsos para fazer saques do abono salarial do PIS/PASEP de terceiros. Segundo a assessoria de imprensa da Polícia Civil, a dupla foi presa por policiais militares após retirar quase R$ 800 de benefícios de outra pessoa. Conforme a corporação, o caso aconteceu em uma agência bancária da Avenida Igualdade, no Setor Garavelo. Segundo o boletim de ocorrência registrado no 1º Distrito Policial de Aparecida de Goiânia, o casal se apresentou no banco para fazer os saques, mas um funcionário do banco desconfiou que as identidades fossem falsas e acionou a Polícia Militar. Quando as equipes da PM chegaram ao local, a dupla fugiu a pé pelo bairro e foi presa minutos depois. Com eles foram apreendidos dois documentos de identidade falsos, além de R$ 785 provenientes de saques que tinham acabado de fazer na agência. De acordo com a assessoria de imprensa da corporação, os policiais encontraram ainda, em um aplicativo de mensagens do celular do rapaz, várias conversas sobre outros golpes financeiros realizados pelos dois, todos eles relacionados ao saque ilegal do PIS/PASEP. O casal foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML) para realização de exames de corpo de delito e, em seguida, foi levado para a sede da Superintendência da Polícia Federal na capital. Eles foram autuados por crime financeiro.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: G1

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Jovem tenta comprar Smart TV com documento falso em Cuiabá

Sem Comentários

25/03/2017

Na sexta-feira (25), a Polícia Militar prendeu um homem, de 27 anos, suspeito de usar um documento falso para adquirir uma Smart TV de 48 polegadas. Ao ser descoberto, o rapaz confessou o crime. Ele olhou várias TVs e acabou escolhendo uma no valor de R$ 3.555. O homem apresentou um documento com outro nome para fazer o pagamento parcelado. Segundo o funcionário que o atendeu, ele não levantou nenhuma suspeita e que a compra chegou a ser efetuada sem nenhum problema. O gerente, desconfiado de que podia ter sido vítima de um golpe, acionou a Polícia Militar e uma equipe do 3° Batalhão que estava na região foi até a loja e identificou que a carteira de identidade do rapaz era falsa. Ele foi revistado e encontrado com o seu verdadeiro documento de identificação. Os PMs também fizeram buscas em seu carro e encontraram várias folhas de cheques com diversos valores. Diante dos fatos, o jovem foi algemado e encaminhado a central de flagrantes e autuado pelo crime de estelionato. A Delegacia de Roubos e Furtos irá apurar o caso.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: Folha Max

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Anterior Próximo