Falso advogado é preso dando golpes em lojas no interior de MT

Sem Comentários

21/01/2016

Um estelionatário é preso com falsa carteira da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) tentando dar golpe em comércios, da cidade de Rondonópolis (212 km ao Sul). A.M.C. utilizava uma carteira falsa de estagiário da OAB para abrir crediários em lojas. Ele foi preso depois que policiais civis receberam uma denúncia sobre a suspeita de fraude do documento usado por ele. Em diligências, policiais civis se depararam com ele em um dos comércios da cidade, quando ele insistiu na farsa e se identificou como advogado, apresentando a carteira falsa. Após checagem das informações, foi confirmado que os dados do documento não coincidiam com a verdadeira identidade do suspeito. Ele foi conduzido à delegacia e após ser interrogado, foi autuado em flagrante pelo crime de uso de documento falso e estelionato.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: Folhamax

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Polícia Civil desmonta ‘poupatempo do crime’ que fazia até carteira da OAB

Sem Comentários

01/09/2015

Na tarde desta terça-feira (1º), a Polícia Civil de Nova Odessa (SP) desmontou uma espécie de “Poupatempo do crime”, que fabricava documentos públicos falsos, inclusive carteiras da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB). Segundo a investigação, o esquema funcionava em uma casa no Jardim Santa Luíza e um homem de 40 anos foi preso em flagrante. Entre outros objetos, foram apreendidos documentos de identidade de 13 estados diferentes (BA, SC, GO, SP, RJ, DF, PA, MG, ES, CE, AL, PR e RS). A Polícia Civil chegou até o suspeito através de denúncias. Agora, a investigação tenta identificar outros integrantes da quadrilha e também as pessoas que recebiam os documentos falsos. “É um Poupatempo do crime. Nós apreendemos todos esses documentos na residência dele e ele estava sozinho em casa, mas acreditamos que ele não trabalhava sozinho”, afirmou o investigador do caso. Além de uma carteira da OAB e das cédulas de identidade de 13 estados, foram apreendidos na residência talões de cheque, fotos 3×4, selos de autenticação de cartórios, CPFs, documentos de veículos, cartões de banco, formulários e uma procuração do Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS). A polícia ainda encontrou um computador, quatro pendrives, um HD externo e duas impressoras. Os equipamentos eram usados pelo suspeito para a fabricação dos documentos. O homem, que é comerciante, foi indiciado por estelionato e falsificação de documento público e será encaminhado para a cadeia de Sumaré. O caso foi registrado na Delegacia de Nova Odessa (SP).

Ler a notícia na íntegra

Fonte: G1

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Falso advogado é preso suspeito de estelionato no TJ-PI

Sem Comentários

02/11/2013

Segundo a polícia, um homem é suspeito de aplicar diversos golpes no interior do estado do Piauí, usando identidades falsas e se passando por advogado. Ele foi preso quando tentava aplicar um golpe de R$ 30 mil em uma pessoa que mora na cidade de Lagoa Alegre, a 77 km de Teresina. Segundo o major da PM, os comerciantes são as principais vítimas do falso advogado. “O homem dizia ser advogado para os comerciantes e que trabalhava no TJ ou na Assembleia Legislativa. Em seguida, ele afirmava que um cliente teria pago seus honorários com materiais de construção e por isso precisava vender os produtos. Alguns comerciantes sensibilizados compraram os materiais de construção, mas, no momento da entrega, o falso advogado sumia”, relatou. O falso advogado foi encaminhado para a Central de Flagrantes. A polícia ainda não revelou quantas pessoas foram vítimas do suspeito de estelionato e o valor que recebeu através dos golpes.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: Consultor Jurídico

Saiba como evitar fraudes em documentos de identificação. Clique e conheça o BrSafe.

Polícia prende falso advogado suspeito de comandar esquema de adulteração de veículos

Sem Comentários

10/06/2013

Policiais da Delegacia de Furtos e Roubos de Veículos (DFRV), prenderam na última sexta-feira (7), um homem de 30 anos, e outro de 41. Com as prisões foi desmontado um esquema de adulteração de numeração identificadora e falsificação documental de veículos furtados e roubados em Curitiba. No último dia 4, os investigadores da DFRV localizaram um automóvel com alerta de roubo e passaram a monitorar o mesmo. No dia seguinte, o veículo foi levado para uma oficina de Vidros Automotivos, onde permaneceu por dois dias até ser levado para a casa de um dos homens. “Quando da abordagem de um dos homens, ele se identificou como advogado, apresentando carteira da OAB, documento de identidade e carteira de habilitação. A documentação era falsificada, em nome de um advogado militante na cidade de Altônia”, contou o delegado adjunto da DFRV. Na garagem da casa dele estava o automóvel, já com placas e numeração dos vidros adulteradas. “Também foi verificado que a numeração do chassi havia sido suprimida, mediante uso de ácido. Ele ainda disse aos policiais que toda a documentação falsa foi ‘montada’ por ele mesmo”, contou o delegado. Inquirido sobre a adulteração do veículo encontrado em sua residência, ele informou que a adulteração foi realizada na residência onde funciona uma oficina. “No local foram apreendidos os materiais usados para adulteração, como selos, etiquetas, pincéis, produtos químicos. O proprietário da residência se identificou como outra pessoa, tendo apresentado uma CNH falsa. Também foi verificado que o mesmo fraudou o Instituto Nacional de Seguro Social (INSS) tendo sido aposentado por invalidez”, contou o delegado. O homem foi autuado por receptação, adulteração de sinal identificador de veículo automotor, falsificação de documento público, uso de documento falso e falsidade ideológica. Já o outro homem foi indiciado pelos crimes de adulteração de sinal identificador de veículo automotor, uso de documento falso e falsidade ideológica.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: Bem Paraná

Saiba como evitar fraudes em documentos de identificação. Clique e conheça o BrSafe.

Falsa advogada é presa suspeita de aplicar golpes, em Formosa, GO

Sem Comentários

07/03/2013

Uma mulher de 32 anos teve a prisão preventiva decretada por exercer a função de advogada sem possuir o registro da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), em Formosa, no Entorno do Distrito Federal, a 282 km de Goiânia.  Ela também teve os bens bloqueados pela Justiça, em fevereiro. A suspeita vai responder por falsidade ideológica e estelionato, podendo pegar até cinco anos de prisão por cada golpe aplicado. De acordo com o Ministério Público de Goiás, a mulher contava com a ajuda de uma advogada de Brasília, que emprestava a inscrição dela da OAB, secção do Distrito Federal. Segundo o delegado que investiga o caso, a falsa advogada já havia sido presa em 2011 pelo mesmo motivo. Após ser liberada, voltou a aplicar o golpe, porém, de forma mais audaciosa, passando a atender aos clientes em casa, afirma a Polícia Civil. Segundo o delegado, houve vítima que pagou quase R$ 10 mil pelo serviço da suposta advogada. Ele comentou que a estelionatária se aproveitava de circunstâncias extremamente favoráveis.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: G1

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Estelionatário é preso no Núcleo Bandeirante (DF)

Sem Comentários

21/10/2011

A polícia prendeu um estelionatário na noite de quinta-feira (20), no Núcleo Bandeirante, cidade satélite do Distrito Federal. J.C.M., 40 anos, foi preso em flagrante em uma agência bancária da cidade. Com ele foram apreendidos R$ 10 mil em cheques furtados e uma carteira da OAB falsificada. Além disso, foram apreendidos documentos de veículos adulterados. O homem já tinha passagem pela polícia pelos crimes de receptação e porte de documento falso e agora responderá por estelionato e porte ilegal de arma.

Fonte: Globo.com

Saiba mais sobre fraudes de subscrição no site do BrSafe.