Jovens são presos com cartões bancários em branco e chips de vários estados, em Goiânia

Sem Comentários

23/05/2018

No início desta semana, em Goiânia, dois jovens foram presos suspeitos de cometerem fraudes e desviar dinheiro. Eles estavam com uma arma, cinco celulares, cinco notebooks e dezenas de chips de vários estados, como Goiás, Maranhão, Rio Grande do Sul e Distrito Federal. A Polícia Civil ainda apura como eram cometidos os golpes. “Há material suficiente para aplicar várias fraudes. São objetos preparatórios para um grande golpe”, disse a delegada responsável pelo caso. Um dos jovens é do Maranhão e tem 28 anos. O outro é do Distrito Federal e tem 29 anos. Eles não se pronunciaram durante o interrogatório, mas, no momento da prisão, disseram que vieram para Goiânia para comprar roupas na Região da Rua 44. A delegada não acredita na versão dos suspeitos devido ao material apreendido. Além disso, não havia roupas e sapatos no apartamento em que foram detidos, no Setor Goiânia 2, na capital.

Investigação

Agentes da Delegacia Estadual de Investigações Criminais (Deic) prenderam a dupla quando iam para a casa de um policial buscar material de um cartório. Eles notaram que eles se assustaram com a presença da equipe; em seguida, eles indicaram o apartamento que alugaram para a estadia em Goiânia. Todo o material apreendido será periciado. “Vamos investigar a origem do material, se as pessoas em que os números dos chips estão cadastrados têm conhecimento, se há mais envolvidos e as vítimas”, detalhou a delegada. Como a polícia ainda não localizou as vítimas, os jovens não foram autuados por fraudes. Assim, o rapaz do Distrito Federal foi preso em flagrante por uso de droga, já que estava com 4 gramas de maconha. Já o jovem do Maranhão foi autuado por posse ilegal de arma de fogo.

Homem é preso com quase 30 cartões de crédito em nomes de terceiros

Sem Comentários

12/03/2018

Nesta segunda-feira (12), um homem foi preso e encaminhado ao 1º Distrito Policial de Londrina com quase 30 cartões de crédito em nomes de terceiros. Conforme o delegado responsável, o sujeito trabalhava em lojas de departamento, onde tinha acesso aos dados de clientes. “Ele perguntava aos clientes se gostariam de renovar o cartão, anotava os melhores clientes, passava a um comparsa pela internet, que realizava pedidos de cartões aos bancos com os dados dos mesmos. O indivíduo só mudava o endereço para que fossem entregues na residência dele”. A polícia foi ao endereço de entrega das correspondências, mas já havia sido mudado. “No entanto, descobrimos o endereço atual e o encontramos com cartões feitos com dados de diversas vítimas, além de documentos como CPF, RG e Título de Eleitor. O homem foi conduzido à delegacia e confessou que usava os cartões. Além disso, disse que era coagido pelo comparsa. Mas ele também fez gastos pessoais com os cartões.” Uma das vítimas já havia aberto um boletim de ocorrência no 1º Distrito Policial afirmando que haviam comprado um iPhone no nome dela. Outro senhor também compareceu à delegacia afirmando que percebeu gastos sendo feitos em seu nome. “Apesar da materialidade e autoria dos fatos comprovadas, o suspeito não estava em flagrante delito no momento da abordagem, sendo assim, o mesmo foi interrogado sobre os fatos e liberado, contudo, ele irá responder a inquérito policial pelo delito de estelionato, procedimento que posteriormente será enviado à Justiça para o oferecimento de denúncia pelo representante do Ministério Público”, pontuou o delegado. 

Ler a notícia na íntegra

Fonte: Bonde

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Mulher é presa suspeita de estelionato ao tentar comprar passagem aérea

Sem Comentários

15/03/2017

No início da noite da última terça-feira (14), no Bairro Nossa Senhora das Graças, em Porto Velho, uma mulher de 28 anos foi presa por suspeita de estelionato. Segundo o registro policial, a suspeita tentou realizar a compra de uma passagem aérea, em uma agência de viagens da capital, quando a gerente do local percebeu irregularidades no cartão e na carteira de identidade (RG) apresentados. Conforme o boletim de ocorrência, a gerente da agência de viagens relatou à Polícia Militar (PM) que uma mulher chegou no estabelecimento e apresentou os documentos e o cartão de uma loja de vestuário da capital, para realizar a compra de uma passagem aérea. Durante a verificação dos documentos e do cartão, foram identificadas irregularidades. A compra não se concretizou após pesquisas realizadas junto à operadora do cartão. Foi descoberto que o número do cartão apresentado era de um banco identificado. Porém, o número verdadeiro do cartão pertencia a um outro banco. Logo depois, foi constatado também irregularidades na carteira de identidade, que se tratava na verdade de um outro nome. Depois de acionada, a polícia compareceu ao local e colheu as informações da ocorrência. Em seguida, a suspeita foi encaminhada para a Central de Polícia, em Porto Velho.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: G1

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Suspeito de aplicar golpes com venda de carros é preso em Roraima

Sem Comentários

10/11/2016

No fim da tarde desta quinta-feira (10), três pessoas foram presas por falsificação de documentos e cartões de crédito em Cruzeiro. Segundo a Polícia Militar, uma mulher, de 37 anos, e dois homens, de 38 e 31 anos, apresentaram documentos falsos na recepção de um hotel na região central da cidade. Os funcionários do local suspeitaram no momento da hospedagem e acionaram a polícia. Eles foram abordados em um carro na região central da cidade. Com eles, a polícia apreendeu uma máquina portátil de cartão de crédito, vários cartões falsificados e recibos de saques que totalizavam cerca R$5.300. O carro e todo o material foram apreendidos. O trio é de São Paulo e foi levado para a cadeia de Cruzeiro. Eles vão responder por estelionato e associação ao crime.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: G1

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

PM apreende carros dublês, cartões e documentos falsos em Taubaté, SP

Sem Comentários

09/08/2016

Após serem flagrados com carros dublês, cartões e talões de cheques falsos e documentos falsos, dois homens foram detidos pela polícia nesta segunda-feira (08). O flagrante foi feito por uma equipe da Força Tática da Polícia Militar no bairro Novo Horizonte em Taubaté. Os policiais encontraram os veículos trafegando durante patrulhamento e tentaram fazer a abordagem dos suspeitos, que arrancaram com os veículos. A equipe conseguiu fazer a abordagem de um deles e constatou que o carro era dublê, com numeração do motor suprimido. O suspeito levou os policiais até seu imóvel, onde foi encontrado o outro carro dublê, que havia sido roubado em Santos, e o outro motorista que fugiu da abordagem. No local, foram encontrados 127 cartões de banco, 15 talões de cheque, 59 carteiras de habilitação, 82 RGs  e quatro carteiras de trabalho falsas. Além disso, foram encontrados materiais para adulteração de documentos. Os suspeitos foram encaminhados ao 1°Distrito Policial, onde a ocorrência foi registrada. O material encontrado também foi apreendido.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: G1

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Cresce número de fraudes no e-commerce

Sem Comentários

12/07/2016

No primeiro trimestre de 2016, em comparação com o mesmo período em 2015, os riscos de fraudes para os consumidores que compram produtos pela Internet aumentaram. Segundo um levantamento realizado por uma empresa especialista em soluções antifraude no comércio eletrônico, as tentativas de fraudes no e-commerce brasileiro cresceram cerca de 1,32%. A média de perdas efetivas ficou em torno de 0,33%, mesmo patamar do ano anterior, mas vale destacar que as transações diminuíram em cerca de 11%. As informações foram retiradas da sua base de clientes. As categorias que mais sofrem com os crimes de falsificação no uso de cartões de crédito e débito nas vendas online são: “Telefonia (Smartphones)”, “Eletrônicos” e “Games”. O levantamento também apontou o crescimento de fraudes no segmento de “Cosméticos, Perfumaria e Suplementos”. O valor da fraude não é exato, mas a média gira em torno de 70% a mais que o tíquete médio das lojas (que neste período em 2015 foi de R$ 363 e no de 2016 subiu para R$ 409). “Mesmo com a redução no número de transações no primeiro trimestre de 2016, os fraudadores continuaram aplicando golpes na mesma proporção do último ano. Por isso, investir em segurança da informação é a melhor solução para os lojistas evitarem ações fraudulentas”, explica o Diretor Executivo da empresa.

Fraudes no Brasil

A pesquisa também revelou que as regiões com maior concentração de fraudes são o Norte e Nordeste do Brasil, principalmente nos estados do Ceará (13,52%), Tocantins (13,42%) e Pará (7,78%). Ou seja, entre os pedidos realizados no primeiro trimestre de 2016 no Ceará, 13,52% foram tentativas de fraudes. Nas regiões Sudeste e Sul, os índices de fraude giram em torno de 3,2%. Os estados de Minas Gerais (4,65%), Rio de Janeiro (3,37%) e São Paulo (2,82%) são os que mais sofrem com fraudes no Sudeste. No Sul, os índices atingem Santa Catarina (3,74%), Paraná (3,58%) e Rio Grande do Sul (1,11%), nesta ordem.

Seis são presos suspeitos de praticar estelionato em Belo Horizonte

Sem Comentários

01/07/2016

Suspeitos de estelionato em Belo Horizonte, três homens e três mulheres com idades entre 23 e 34 anos foram presos em Belo Horizonte, na noite desta quinta-feira (30). Conforme a Polícia Militar, eles falsificavam cartões de crédito e revendiam na Praça Sete, no Centro. Os cartões são de pessoas da Praça Sete e que eram negociados em um prédio no local. Por meio de uma câmera de segurança a polícia chegou até eles, que se encontravam em dois carros e trocavam alguns objetos. Durante a abordagem, a polícia encontrou 12 cartões de crédito falsificados, além de anotações com nomes, documentos de pessoas e endereços que teriam sido modificados. A polícia acredita que os cartões eram impressos em uma rede de loja de roupas. A suspeita surgiu porque entre os presos está um funcionário. A PM acredita que o crime já estava sendo praticado há bastante tempo e que os documentos estavam sendo falsificados ou que as pessoas que perderam algum tipo de documento foram vítimas de furto ou de roubo. O material apreendido e os presos foram encaminhados para a delegacia.

Anterior