Idosa é vítima de estelionato e tem prejuízo de mais de R$ 20 mil

Sem Comentários

29/03/2017

Em Campo Grande (MS), nesta terça-feira (28), uma idosa de 74 anos foi vítima de estelionato após receber ligação do banco onde tem conta corrente. Ela teve o cartão clonado e um prejuízo estimado em mais de R$ 20 mil no cartão de crédito. Conforme informações do boletim de ocorrência, a idosa recebeu uma ligação do banco onde é correntista, informando que o cartão estava clonado e que precisava dos dados para realizar o bloqueio do mesmo. Com medo de cair em golpe a vítima desligou o telefone e entrou em contato diretamente com o banco pelo número especificado no cartão e falou com uma nova atendente confirmando todos os dados para realizar o bloqueio. Mais tarde a vítima recebeu uma mensagem do referido banco informando que o limite do cartão estava estourado e que era necessário entrar em contato com a gerente responsável pela conta. Ao entrar em contato com a gerente do banco, percebeu que foi vítima de estelionato e que foram gastos em seu cartão o total de R$ 20.900,00 em compras entre débito e crédito. O caso foi registrado na Terceira Delegacia de Campo Grande e será investigado.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: Correio do Estado

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Acusado de estelionato é detido com cartão clonado

Sem Comentários

15/03/2017

Um homem acusado de estelionato foi detido por policiais militares do 4º BPM de Maceió (AL) na tarde da terça-feira (14). C.R.Santos, de 33 anos, é acusado pela PM de tentar realizar uma compra no valor de R$ 7 mil reais usando um cartão de crédito clonado. O acusado teria usado o objeto para compras em uma loja, cujo status era acompanhado pela internet. Ao ir até ao estabelecimento buscar os objetos da compra, loja de parafusos situada no bairro do Clima Bom, foi constatado que o cartão era clonado. O sujeito, morador de São Miguel dos Campos, não levou nenhum material da loja e acabou flagrado pela PM e conduzido a Central de Flagrantes I.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: Alagoas 24 Horas

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Mulher tem cartão de crédito clonado e prejuízo de quase R$ 3 mil em RO

Sem Comentários

09/02/2017

Depois de levar um prejuízo de cerca de R$ 3 mil, uma mulher de 35 anos procurou a Polícia Civil de Colorado do Oeste (RO). O caso de estelionato foi registrado na quarta-feira (08). Ela contou que teve o cartão de crédito clonado e que o infrator realizou diversas compras. A vítima relatou à polícia que recebeu notificações de compras simultâneas no celular, contudo, não havia as realizado. O infrator utilizou o cartão durante a madrugada de quarta-feira. Após receber as mensagens, a mulher entrou em contato com a operadora do cartão, e foi orientada a registrar o boletim de ocorrência. A Polícia Civil deve investigar o caso.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: G1

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Dupla acusada de estelionato em Piratuba é condenada a prestar serviços comunitários

Sem Comentários

06/02/2017

Dois homens foram condenados pela Justiça da comarca de Capinzal (SC) ao cumprimento de pena de 1 ano e 2 meses de reclusão em regime inicial aberto pelo crime de estelionato. Na sentença, o magistrado substituiu a pena privativa de liberdade por duas restritivas de direitos consistentes em pagamento de prestação pecuniária no valor de um salário mínimo para cada e prestação de serviços à comunidade pelo mesmo tempo da pena privativa de liberdade, à razão de uma hora de tarefa por dia de condenação, a ser especificada pelo Juízo da Execução. Conforme denúncia do Ministério Público, a dupla teria usado cartões de crédito clonados em um hotel de Piratuba. A prisão ocorreu por volta das 22h do dia 1º de julho de 2016 em Piratuba. Com os dois também foram encontradas máquinas de cartão e celulares.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: G1

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Homem é preso com documentos falsos em Campo Limpo Paulista

Sem Comentários

22/12/2016

Um homem, de 32 anos, foi preso por suspeita de estelionato na rodovia Edgar Máximo Zamboto, em  Campo Limpo Paulista (SP), na quarta-feira (21). De acordo com informações da Polícia Rodoviária, o suspeito foi abordado na rodovia por uma equipe de fiscalização de rotina depois que fez uma ultrapassagem em um local proibido. Ao ser abordado pelos policiais, ele apresentou a carteira de habilitação e também o documento do carro que, em princípio, estavam aparentemente corretos. Porém, ainda de acordo com a Polícia Rodoviária, um dos oficiais desconfiou do comportamento do homem e começou a fazer perguntas simples, como qual era o número do documento, o seu nome completo e também de seus pais. Mas ele respondeu de forma errada as questões. “Eles optaram por fazer uma vistoria no veículo e encontraram mais documentos em nomes de outras pessoas”, disse o delegado responsável pelo caso. Diante da situação, os policiais resolveram ir até a casa do suspeito e lá eles encontram mais documentos de identidade com a foto do suspeito, mas com nomes diferentes. Além disso, os policiais localizaram na residência vários cartões de crédito, talões de cheques, contratos, equipamentos de segurança usados para acessar contas bancárias pela internet e duas máquinas para pagamento com cartão. Ele foi preso em flagrante por uso de documento falso e foi encaminhado um presídio da região.Um inquérito civil será aberto para investigar todos os outros documentos que foram encontrados na residência do suspeito, bem como os cartões de crédito e cheques. “Vamos levantar toda essa documentação, para ele responder por falsidade ideológica, uso de documento falso, estelionato e outros crimes”, finaliza o delegado.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: G1

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

PM apreende chupa-cabra instalado em agência bancária de Jundiaí

Sem Comentários

19/12/2016

A Polícia Militar apreendeu um aparelho chupa-cabra, utilizado para clonar cartões de crédito, em uma agência bancária na Vila Rami, em Jundiaí, no último domingo (18). De acordo com informações da PM, o dispositivo foi descoberto após uma mulher ter seu cartão preso em um dos caixas eletrônicos. Ainda segundo a polícia, a vítima ainda teria tentado usar o telefone de dentro do banco para comunicar o problema, mas percebeu que era um celular instalado pelos criminosos para conseguir a senha e os dados das vítimas. Ninguém foi preso e a polícia investiga o caso.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: G1

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Falso policial rodoviário federal é preso suspeito de estelionato no ES

Sem Comentários

15/12/2016

Um homem que se passava por policial rodoviário federal, funcionário do Detran e técnico de enfermagem foi preso na tarde desta quarta-feira (14). De acordo com a PRF, responsável pela ação, ele foi detido durante uma abordagem de rotina na BR-262, em Cariacica. Os agentes mandaram que o homem parasse o carro porque desconfiaram do insulfilme muito escuro nos vidros. Ele demorou a entregar a CNH porque na carteira haviam muitos papéis. Os policiais desconfiaram e pediram para ver todos os documentos, encontrando papéis falsos. O suspeito foi levado para o Departamento de Polícia Judiciária (DPJ) de Cariacica. No local, ele contou ao delegado que era funcionário do Detran do Rio de Janeiro e que, como tinha acesso à base de dados, começou a clonar cartões de crédito usando as informações de motoristas. Segundo ele, o uso dos cartões não era próprio, ele apenas repassava para outros funcionários do Detran. Esse golpe com os cartões de crédito ocorreu entre os anos de 2008 e 2014. Mas a inspetora responsável, da PRF, explicou que ele tinha as senhas dos cartões e que realizava saques. O suspeito ainda contou que depois que começou a morar no Espírito Santo, parou de clonar cartões e passou a conseguir renda a partir de aplicações na bolsa de valores. Ele falou que os outros documentos falsos encontrados pela PRF não eram usados. “Os documentos eram de desfile, para quando eu me encontrasse com uma mulher ou algo assim”, limitou-se em dizer. Além dos documentos já citados, o suspeito tinha um porte de arma falso. Ele disse que não tinha um revólver de verdade, mas um simulacro, e que só utilizava em viagens. A inspetora responsável, explicou que desde que foi detido, o homem já contou diversas versões. “Tem horas que ele fala que é servidor do Detran, que trabalha com isso, tem horas que ele fala que é técnico de enfermagem. Então cada hora que a gente conversa, é uma história diferente.

Estelionatário

Um levantamento rápido feito pela polícia apontou que o homem já respondia por estelionato, tendo feito 70 vítimas na cidade de São Mateus, no Norte do Espírito Santo. Ele será novamente indiciado por estelionato e levado para um presídio da região. A polícia ainda explicou que as informações levantadas ainda são preliminares e que o caso será devidamente investigado.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: G1

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Anterior Próximo