Três mulheres são presas em Campinas suspeitas do golpe do ‘bilhete premiado’

Sem Comentários

13/09/2018

Em Campinas (SP), nesta quinta-feira (13), três mulheres foram presas suspeitas de integrar uma quadrilha especializada em golpes do “bilhete premiado”. O trio estava em um Honda Civic de cor preta e no interior do veículo foram apreendidos resultados e volantes de aposta na Quina. Segundo a Polícia Civil, a ação da quadrilha vinha sendo investigada por uma equipe da Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de Campinas. Uma denúncia apontou o veículo utilizado pelos criminosos. A abordagem foi feita por guardas municipais. As mulheres possuem antecedentes criminais e foram reconhecidas por uma vítima de estelionato ocorrido na cidade de Amparo (SP). Outras vítimas serão chamadas para possíveis reconhecimentos. As três foram presas em flagrante pelo crime de associação criminosa e serão indiciadas pelo crime de estelionato.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: G1

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Polícia procura dupla de estelionatários que aplicava golpes em idosos no Rio

Sem Comentários

20/07/2018

Uma dupla de estelionatários que, somente este ano, já aplicou 12 golpes – a maioria contra idosos – na área da Tijuca, Zona Norte do Rio, está sendo procurada pela polícia. Um homem está tentando ajudar a mãe, de 71 anos, a superar um trauma. Ela foi vítima do golpe do bilhete premiado e perdeu R$ 90 mil depois de ser enganada por dois estelionatários na semana passada, na Tijuca, logo depois que a idosa saiu de uma clínica de fisioterapia. “Ela está muito abalada ainda. Está, realmente, muito assustada porque ela não sabe exatamente o que aconteceu”, disse o filho da vítima. Segundo ele, a idosa foi parada na rua por um homem que disse que precisava encontrar um local porque tinha ganhado um prêmio. Ela disse não saber onde era e uma outra pessoa chegou. “Essa outra pessoa disse que trabalhava onde ela tinha saído, ela estava numa fisioterapia. Disse que trabalhava lá, que era médico de lá e tal, que eles podiam ajudar aquela pessoa. A minha mãe foi induzida. Para ajudar, ela foi sacando dinheiro, sacou, ficou rodando, foi em quatro agências no carro com essas pessoas”, explicou o filho da idosa. A vítima reconheceu um dos criminosos através de fotos. Ele foi identificado e está foragido. Só neste ano, na delegacia da Tijuca, o mesmo homem já foi reconhecido em 12 casos diferentes de estelionato. A polícia expediu um novo mandado de prisão para ele.

Golpes do bilhete premiado e do cartão de crédito

O suspeito aplica, principalmente, os golpes do bilhete premiado, que foi o caso da idosa de 71 anos, e o do cartão de crédito, em que rouba a senha e troca o cartão de alguém no caixa eletrônico para sacar o dinheiro da conta. Uma delegada diz ainda que, apesar de muitos golpes serem aplicados dentro das agências bancárias, as empresas não costumam se responsabilizar e, dificilmente, ressarcem as vítimas. Os estelionatários costumam se aproveitar, principalmente de idosos. “Os bancos têm que ter muita cautela. No âmbito da responsabilidade civil, a gente não descarta que o banco tenha responsabilidade. Penalmente, não se tem como falar, mas civilmente cabe às vítimas buscar perante o poder judiciário, a responsabilidade civil, se houver”, explicou.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: G1

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Estelionatários presos ao tentar dar o golpe do bilhete premiado em Jaraguá do Sul

Sem Comentários

18/07/2018

Em Jaraguá do Sul (SC), na tarde desta quarta-feira (18), a polícia prendeu um casal suspeito de cometer um crime de estelionato. Eles aplicaram o famoso golpe do bilhete premiado em uma senhora. O casal, que usava um carro com placas de Canudos do Vale, no Rio Grande do Sul, conseguiu enganar a vítima e levar R$ 8,5 mil no golpe. Quando percebeu que foi enganada, a mulher chamou a Polícia Militar. Uma perseguição foi iniciada para capturar a dupla e a prisão foi realizada no bairro Barra do Rio Molha, por volta das 14h. A vítima foi abordada na frente de uma agência bancária, no Centro. Segundo ela, foi convencida de que estavam com um bilhete de loteria premiado. O valor da premiação seria de R$ 2 milhões. Convicta de que ficaria com o prêmio da loteria, caso os ajudasse, a mulher sacou o valor e deu em troca do bilhete. Depois, os estelionatários ainda levaram a mulher para casa.

Ao perceber que foi enganada, a mulher ligou para a Polícia Militar e, com as características do veículo, um Volkswagen Fox de cor preta, começou uma perseguição. A dupla chegou a jogar o dinheiro que tinha para fora do veículo. A ideia era se livrar das provas do crime durante a perseguição. Mas um motociclista percebeu que alguma coisa estava errada na atitude dos ocupantes do veículo e avisou a PM. O dinheiro jogado na rua foi recolhido. Uma guarnição da PM fechou o trânsito no sinaleiro da Prefeitura e, depois de percorrer a Barra do Rio Cerro e parte da Barra do Rio Molha, o casal finalmente foi abordado pelos PMs. Os policiais militares realizaram a prisão da dupla. Os dois foram levados para a Delegacia de Polícia Civil.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: OCP News

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Golpe do bilhete premiado faz mais uma vítima e deixa prejuízo de quase R$ 14 mil

Sem Comentários

05/07/2018

Apesar de antigo, o golpe do bilhete premiado continua fazendo vítimas. Desta vez, a situação foi registrada em Paranavaí (PR), na quarta-feira (04), e deixou um prejuízo de quase R$ 14 mil. A vítima, uma mulher, de 58 anos, transitava pela Rua Getúlio Vargas, no Centro da cidade, quando foi abordada por um homem. O suspeito contou que havia ganhado um prêmio de loteria e pediu ajuda para resgatar o dinheiro. Em seguida, outro homem chegou, identificando-se como advogado e se prontificando a auxiliar o ganhador. O “advogado” pediu que a vítima apresentasse uma quantia em dinheiro, para simbolizar que não tinha interesse no prêmio do homem. Com isso, a mulher sacou R$ 7 mil em uma agência bancária e mais R$ 6.600 em outra, totalizando quase R$ 14 mil. A dupla de golpistas pegou o dinheiro da vítima e passou a circular com ela em um carro, pelo Centro. A mulher percebeu o golpe e saiu do carro, e os homens fugiram em um carro. A polícia foi acionada, mas apesar das buscas, não conseguiu localizar os suspeitos.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: Massa News

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Polícia da PB prende dupla suspeita de aplicar golpe do ‘bilhete premiado’

Sem Comentários

04/07/2018

Mais duas pessoas foram presas na terça-feira (03) suspeitas de aplicarem o golpe do “bilhete premiado” em mais de 50 vítimas na Paraíba. A operação da Delegacia de Defraudações e Falsificações de Campina Grande e do Grupo de Operações Especiais da Polícia Civil da Paraíba (GOE) realizou a prisão de um homem e de uma mulher na Zona Rural da cidade de Sertânia, em Pernambuco. A polícia da Paraíba se deslocou até a cidade de Caruaru, em Pernambuco, com o objetivo de cumprir dois mandados de prisão preventiva contra os suspeitos. No entanto, chegando na cidade, descobriram que eles já haviam fugido, quando souberam da prisão de duas pessoas envolvidas no mesmo golpe, no dia 19 de junho, em João Pessoa. Com apoio da Polícia Civil de Pernambuco e da Polícia Rodoviária Federal (PRF), foi possível localizar os suspeitos na Zona Rural de Sertânia. Eles são apontados como envolvidos em vários casos de estelionato na Paraíba.

Golpe do ‘bilhete premiado’

Segundo o titular da delegacia de Defraudações e Falsificações de Campina Grande, o golpe do “bilhete premiado” é feito, normalmente, por uma pessoa aparentemente simples, humilde e analfabeta. As principais vítimas são mulheres idosas que são abordadas com um pedido de ajuda. O suspeito informa que precisa localizar algum endereço para poder receber um bilhete premiado e, em seguida, oferece uma proposta de gratificação pela ajuda. A partir desse momento, a vítima acredita que receberia a gratificação e acaba aceitando a proposta do suspeito. Geralmente, outra pessoa também está envolvida no golpe, para fazer a vítima acreditar que estão falando a verdade.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: G1

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Idosa cai em golpe e perde mais de R$ 200 mil em joias e dinheiro em MG

Sem Comentários

18/05/2018

Nesta quinta-feira (17), uma idosa de 66 anos (MG) foi vítima de um golpe que rendeu um prejuízo de mais de R$ 200 mil em joias e dinheiro. Um casal é procurado suspeito de enganar a mulher com uma história de bilhete premiado. De acordo com a Polícia Militar, uma mulher convenceu a vítima de que precisava de ajuda para pegar o prêmio de um bilhete. Um homem, que também seria golpista, fingiu que pagaria pela ajuda. A vítima, então, aceitou entregar dinheiro antecipado como parte do negócio. Em seguida, a mulher foi até a própria casa com os dois criminosos e pegou os R$ 200 mil em joias e R$ 6 mil em dinheiro. Os três entraram no carro para, supostamente, voltarem ao banco. Mas, no caminho, a dupla pediu que a idosa descesse do carro e comprasse uma água na padaria. Ao descer, ela foi deixada pelos criminosos, que levaram todo o valor. A polícia foi acionada e, até esta publicação, não havia encontrado o casal.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: G1

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Golpe do bilhete premiado faz senhora entregar R$15 mil em dinheiro vivo para bandidas

Sem Comentários

15/05/2018

Na tarde desta terça-feira (15), uma senhora de 59 anos acabou caindo no conto do bilhete premiado. O crime começou em Patrocínio e terminou no Centro de Patos de Minas. A moradora acabou perdendo R$15 mil ao entregar o dinheiro vivo para duas criminosas. A vítima, que faz bolos de aniversário na própria casa em Patrocínio, disse que vinha juntando o dinheiro há muito tempo. Segundo ela, foi abordada por uma mulher baixa dizendo estar com um bilhete lotérico premiado no valor de R$ 3 milhões.  No entanto, como era analfabeta, não conseguia retirar o prêmio. Então, ela pediu ajuda. A comparsa chegou em seguida dizendo ser advogada. Para deixar a vítima mais iludida, na mesma hora, confirmou que o bilhete estava realmente premiado e que podia ajudar. Mostrando humildade, a criminosa disse que doaria para ambas a quantia de R$100 mil, o que até foi recusado pela comparsa que fingiu proceder o auxílio de coração. No entanto, para dar o golpe, elas relataram que precisariam de uma quantia para fazer o resgate dos R$3 milhões. Foi aí que veio o golpe. Primeiro, a vítima sacou R$5 mil em Patrocínio. Em seguida, elas vieram para Patos de Minas, onde a vítima tinha uma conta bancária, e sacou mais R$10 mil para as bandidas. Ao perceber o crime, a Polícia Militar foi acionada, mas já era tarde demais. Um sargento da polícia tentou verificar junto ao banco o que poderia ser feito, mas como ela havia feito o saque e entregou o dinheiro vivo, nada pôde ser feito. O policial continua os rastreamentos no Centro da cidade para tentar identificar as estelionatárias. Os policiais alertam a população para ficarem atentos a estranhos, principalmente em situações que envolvam valores.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: Patos Hoje

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Anterior