Banco de fachada no DF aplicou golpe de R$ 400 mil em empresário

Sem Comentários

11/07/2019

A Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) investiga um banco sediado em Brasília pela suspeita de aplicar golpes em clientes de todo o país. Prometendo empréstimos milionários, o banco de fachada exigia dos investidores um valor de garantia antes de liberar os recursos. No entanto, após realizar o depósito, as vítimas não recebiam a quantia combinada nem mesmo a devolução da contrapartida.

O empresário que denunciou o caso conheceu dois sócios deste suposto banco por meio de um primo e então, embarcou para Brasília em maio de 2016 com o objetivo de negociar um empréstimo de R$ 3 milhões e dar início à realização de seu projeto. A vítima é proprietária de uma loja de móveis desde 2002, mas sempre teve vontade de abrir dois postos de combustíveis no município em que mora. Então o empresário entregou dois cheques de R$ 150 mil acreditando que receberia o primeiro depósito, de R$ 1 milhão, após 30 dias. O prazo expirou e o empresário não recebeu o montante nem conseguiu reaver o dinheiro dado a título de caução.

Depois de cair no golpe, ele diz estar “atolado” em dívidas, sem crédito na praça e que teve dificuldades até mesmo de vir à capital do país para prestar o depoimento. Os sócios do suposto banco foram indiciados pelo crime de estelionato, mas as investigações continuam. A PCDF quer saber se outras irregularidades foram cometidas e se há outras vítimas.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: Metrópoles

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.