Suspeita de estelionato é presa na BA após usar dados de pensionistas de SP e fazer empréstimos

Sem Comentários

09/07/2019

Nesta terça-feira (9), uma mulher de 58 anos foi presa suspeita de cometer crime de estelionato após sair de uma agência bancária no bairro do Imbuí, em Salvador (BA), depois de sacar R$ 4,8 mil de um empréstimo fraudulento. De acordo com as informações da Polícia Civil, a suspeita realizou mais de 20 empréstimos nos últimos dois anos. A mulher usava dados das vítimas, pensionistas do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), em São Paulo, e realizava a fraude na capital baiana.

Ainda segundo a polícia, a mulher já havia sido presa em São Paulo e Santa Catarina por estelionato. A polícia apreendeu vários documentos falsos e formulários para solicitação de empréstimos, além do dinheiro. A Polícia Civil informou que a suspeita foi autuada em flagrante por estelionato e está à disposição da Justiça na delegacia da Barra.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: G1

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Polícia Civil investiga suspeitos de estelionato em agências bancárias no litoral de SP

Sem Comentários

05/07/2019

Nesta quarta-feira (3), segundo a Polícia Civil de São Sebastião (SP), um grupo suspeito é investigado por falsificar documentos e transferir contas bancárias para agências do litoral para sacar altos valores. De acordo com a investigação, o grupo foi detido a partir de uma vítima de Monte Alto, no interior de São Paulo (SP). O grupo obtinha informações de um funcionário do banco dos clientes com alta movimentação ou títulos de valores altos. A partir dos nomes, eles falsificavam os documentos e se passavam pelo cliente solicitando a transferência da conta bancária.

A primeira vítima tinha em sua conta um título de R$ 1,8 milhão que eles tentavam movimentar. Após a abertura da conta na agência de escolha da quadrilha, na região central de São Sebastião (SP), eles faziam um primeiro saque de valor alto e depois compravam títulos em criptomoeda para evitar o rastreio. Quatro foram detidos em ação da polícia, sendo que um deles foi abordado quando sacava R$ 70 mil de uma das contas e a segunda enquanto abria a conta de uma outra vítima de Fortaleza. A partir dos dois, a polícia encontrou os outros dois comparsas, cabeças do esquema de falsificação e que detinham as informações da conta em Caraguatatuba.

Dos presos, dois que chefiavam o esquema na região permaneceram presos em regime preventivo. A mulher que abria a conta e o homem que fazia o saque foram liberados. De acordo com a Polícia Civil, os dois eram apenas usados como laranjas. Outras quatro pessoas são investigadas.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: G1

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.