PRF recupera em Arapongas veículo com registro de roubo

Sem Comentários

25/06/2018

Na noite deste domingo (24), foi preso um homem de 42 anos, que conduzia um VW/Novo Voyage com placas de Curitiba (PR), por agentes da Polícia Rodoviária Federal (PRF) da unidade de Apucarana (PR), na altura do km 180 da BR 369, em Arapongas (PR). Na abordagem, o condutor apresentou um documento do veículo que apresentava indícios de falsificação e, em decorrência disso, foi realizada a identificação veicular através de marcação de fábrica. Após análise dos elementos identificadores do veículo, os policiais constataram que tratava-se de um outro VW/Novo Voyage, com placas de Caldas Novas (GO) e que possuía registro de furto/roubo, na cidade de Londrina (PR), no mês de maio de 2017. Perguntado, o condutor relatou ter adquirido o veículo na região de Cambé (PR), pelo valor de R$ 8.000,00. O motorista foi preso em flagrante pelos crimes de adulteração de sinal identificador de veículo automotor, receptação e uso de documento falso. O condutor e o veículo foram encaminhados para a Delegacia de Polícia Civil de Arapongas.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: TNOnline

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Polícia Civil prende autor de roubos e tentativa de homicídio contra policiais

Sem Comentários

22/06/2018

Nesta quarta-feira (20), o suspeito de atuar em dois roubos foi preso pela Polícia Judiciária Civil, em ação do Grupo Armado de Resposta Rápida (Garra) de Guarantã do Norte (MT). No momento da prisão, o acusado apresentou documentos falsos e estava em uma motocicleta roubada no estado de Goiás. Segundo as investigações, o suspeito é apontado como autor do roubo, ocorrido no dia 23 de maio desse ano, ocasião em que durante a fuga efetuou disparos de arma de fogo contra policiais militares. O acusado foi avistado por policiais civis do Garra, que imediatamente iniciaram perseguição do suspeito. Quando abordado pela equipe policial, foi verificado que o investigado estava em uma motocicleta adulterada, com restrição de roubo em Goiás. Durante a condução do indivíduo, o acusado resistiu à prisão e, enquanto tentava se soltar, danificou a viatura policial. Na delegacia, o preso apresentou um documento de identidade que levantaram suspeitas, sendo constatado que se tratava de um documento falso. Durante a checagem da verdadeira identidade do homem, foi verificado o mandado de prisão em aberto contra o mesmo.

Além de ter a ordem de prisão cumprida, o acusado foi atuado em flagrante pelos crimes de receptação, dano ao patrimônio público, resistência, adulteração de sinal de veículo automotor e uso de documento falso, além de responder em inquérito policial pelos dois roubos e pela tentativa de homicídio contra os policiais.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: CenárioMT

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Mãe e filha de 17 anos são detidas suspeitas de venderem carros roubados em MT

Sem Comentários

22/04/2018

Em Várzea Grande, região metropolitana de Cuiabá, uma mulher e a filha foram detidas suspeitas de venderem carros roubados como se fossem veículos financiados. A Polícia Civil fez a detenção na sexta-feira (20) e divulgou neste domingo (22). De acordo com a Delegacia Especializada de Repressão a Roubos e Furtos de Veículos (DERRFVA), as duas mulheres são suspeitas de integrar uma quadrilha especializada em receptação e adulteração de veículos roubados/furtados. Com elas os policiais recuperaram um veículo Prisma, roubado no dia 17 de abril. A adolescente, de 17 anos, foi flagrada pelos policiais da DERRFVA quando fazia a entrega do veículo roubado para um suposto comprador. A mãe dela, de 34 anos, possui passagens anteriores e foi presa na casa dela, no bairro Jardim Califórnia, em Cuiabá. O companheiro dela é apontado como líder da quadrilha e continua sendo procurado. A quadrilha acusada de vender veículos roubados como se fossem financiados já era investigada pela DERRFVA. Com a informação de que grupo estava negociando um veículo Prisma, pelo valor de R$ 14 mil, que seria entregue em um shopping em Várzea Grande, os policiais monitoraram o local. A adolescente estava acompanhada da mãe dela. Em seguida, a jovem encontrou com a suposta compradora e a levou até o estacionamento para entregar o veículo e receber o dinheiro, momento em que foi abordada pela equipe policial. Em checagem do veículo, foi constatado que o automóvel foi roubado no dia 17 de abril e estava com placas adulteradas e documento de Certidão de Registro de Licenciamento de Veículo (CRLV) falso. Questionada, a adolescente inicialmente apresentou documento falso e disse que estava fazendo a entrega do veículo a pedido de um ‘paquera’ e que receberia pagamento pelo serviço. Os policiais descobriram o verdadeiro nome da adolescente e o endereço em que mora com a mãe no bairro Jardim Califórnia. Os policiais seguiram até a casa, onde fizeram a prisão. A casa já foi alvo de mandado de busca e apreensão, em uma operação deflagrada em janeiro deste ano pela Delegacia Especializada de Repressão a Entorpecentes (DRE). Na ocasião, a suspeita e o companheiro dela foram presos em flagrante. Naquela época a polícia encontrou uma caminhonete S-10 roubada e vários materiais utilizados para prática de adulteração de veículos. Mãe e filha foram conduzidas até a DERRFVA. A mãe foi autuada em flagrante pelos crimes de associação criminosa, receptação, adulteração de sinal identificador de veículo, uso de documento público falso e corrupção de menores. A adolescente responderá por ato infracional análogo a associação criminosa, receptação, adulteração de sinal identificador de veículo e uso de documento público falso, sendo o procedimento encaminhado para Delegacia Especializada do Adolescente de Várzea Grande (Derf-VG).

Ler a notícia na íntegra

Fonte: G1

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Polícia do DF prende 6 em ação contra roubo de carros e falsificação de documentos

Sem Comentários

19/10/2017

A Polícia Civil do Distrito Federal prendeu seis pessoas preventivamente (por tempo indeterminado) e cumpriu dez mandados de busca e apreensão em uma operação que apura a existência de um grupo especializado em roubar veículos a mão armada, adulterá-los e ainda falsificar documentos. A operação ocorreu em Sobradinho, em Santa Maria e em Valparaíso de Goiás, no Entorno. “Trata-se de um grupo armado de extrema periculosidade, que praticava assaltos a veículos com o objetivo de comercializá-los junto a receptadores após serem clonados”, afirmou o delegado da Delegacia de Repressão a Roubos e Furtos de Veículos (DRFV). A investigação aponta que após adulterar os carros e forjarem os documentos, os suspeitos ainda revendiam os veículos. Também costumavam usar para praticar outros crimes. Segundo a polícia, o líder do grupo tem 28 anos e é foragido do presídio de Cristalina desde 2015, com histórico de participação em facções criminosas. Há dois mandados de prisão contra ele em aberto. Para chegar até eles, os investigadores fizeram diligências e “campana” em frente aos locais onde o grupo agia para esconder e adulterar os veículos. No dia 15 de agosto, por exemplo, um suspeito é fotografado buscando um documento falso com o líder do esquema. Segundo o delegado, os suspeitos fizeram pelo menos oito vítimas. Ao todo, três carros foram recuperados. A operação é chamada de “Circuitus” porque em latim quer dizer Entorno, em referência à atuação do líder, que morava na cidade de Valparaíso. São investigados os crimes de associação criminosa armada, roubo circunstanciado, receptação, falsificação de documento público e adulteração de sinais identificadores.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: G1

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Mãe e filho são presos em veículo roubado na BR-101

Sem Comentários

05/04/2017

A Polícia Rodoviária Federal prendeu em flagrante mãe e filho por estarem ocupando um veículo adulterado e com restrição de roubo. O fato ocorreu no KM-199 da BR-101, em Cristinápolis (SE). A equipe da PRF realizava o trabalho de patrulhamento ostensivo da rodovia quando percebeu um veículo Fiat/Strada, com placas da Bahia, que tinha fugido de uma tentativa de abordagem policial na BR-235 no dia 17 de fevereiro deste ano. O homem apresentou o documento do veículo com indícios de adulteração e após consulta ao banco de dados utilizado pela PRF, os agentes federais descobriram que o documento era falso. Durante inspeção ao veículo, os policiais encontraram vários indícios de adulteração, e em nova consulta ao sistema, verificaram que as placas de identificação do veículo eram clonadas e que na verdade eram de Sergipe. O carro possuía um registro de roubo do dia 21 de fevereiro de 2017, na cidade de Aracaju (SE). Questionado sobre a procedência do veículo, o condutor disse que pertence a sua mãe, passageira. Ela, por sua vez, disse que o comprou de um homem há duas semanas, mas mesmo tendo pago a metade do valor do veículo, nunca recebeu o recibo ou o documento do carro. O condutor é reincidente pelo crime de receptação, quando foi preso no fim do ano passado por conduzir um outro veículo que também possuía registro de roubo. A mãe, passageira de 45 anos, e o filho, condutor de 25 anos, foram detidos e juntos com o veículo foram encaminhados à sede da Polícia Federal, em Aracaju.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: Info Net

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Camaroneses são presos suspeitos de estelionato em Teresina

Sem Comentários

30/03/2017

Na noite de quarta-feira (29) em Teresina, dois camaroneses foram presos em flagrante suspeitos de estelionato. De acordo com a polícia, uma vítima procurou a delegacia após a dupla pedir uma quantia em dinheiro com a promessa de aumentar o valor, mas entregando notas falsas. Com a dupla, foram apreendidos quase R$ 12 mil, notebooks, celulares, papel cortado no tamanho de cédulas, além de produtos químicos a serem usados na falsificação. “Eles estavam praticando estelionato e adulteração de veículos. Alegavam para vítimas que fabricavam moeda. A vítima que informou o crime à PF queria vender um sítio e eles queriam comprar prometendo fabricar R$ 5 milhões com um investimento de R$ 20 mil da vítima para bancar os custos da fabricação”, disse a delegada da Central de Flagrantes. Ainda conforme a delegada, para provar que conseguiriam fabricar notas em grande escala, eles apresentavam dinheiro verdadeiro como se fosse falso na tentativa de mostrar a qualidade e receber o investimento inicial da pessoa. A Polícia Civil ainda não sabe quantas pessoas foram vítimas da dupla. O caso foi registrado também no 5º Distrito Policial. Os dois são de Camarões, país da África Central, mas se apresentavam como franceses e usaram documentos falsos para se hospedarem em um hotel na Zona Leste da capital. De acordo com um delegado, a dupla não chegou a ser autuada por falsificação de moeda porque as notas encontradas ainda serão submetidas à perícia. No entanto, os dois permanecem presos por falsidade ideológica e ainda estelionato. A polícia também irá investigar se contra os dois há registros na Justiça em outros estados pelos mesmos crimes. “Durante a prisão eles se recusaram a falar. A droga encontrada, pela quantidade, não chega a caracterizar tráfico, mas para consumo próprio. Eles são camaroneses e usaram nome falso para se hospedarem aqui. A princípio, o dinheiro encontrado com eles não é falso, mas vamos submeter à perícia”, falou o delegado. Os dois homens passaram por audiência de custódia na manhã desta quinta-feira (30) e foram encaminhados ao sistema penitenciário.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: G1

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Mecânico é preso no AM por falsificar chassis e documentos do Detran

Sem Comentários

14/01/2016

Um mecânico, de 28 anos, foi preso na quarta-feira (13) pela equipe de investigação da Delegacia Especializada em Roubos e Furtos de Veículos (Derfv), após denúncias de que ele estaria falsificando chassis e documentos de veículos, em Manaus. A polícia recolheu da casa dele documentos em branco e um kit para remarcação de chassis. Na delegacia, o mecânico não quis comentar o caso. O homem foi detido na casa dele, na Comunidade Gustavo Nascimento, bairro Cidade de Deus, na Zona Norte de Manaus. Conforme o delegado titular da especializada, denúncias informavam que o sujeito estava com documentos em branco como DUT (Documento Único de Transferência) e CRLV (Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo) extraviados do Departamento Estadual de Trânsito (Detran). “Quando a equipe chegou no local da denúncia, além dos documentos, tinha impressora e computadores usados para preenchê-los, ferramentas e um kit para remarcação de chassi. As motos chegavam até ele, ele remarcava o chassi e em seguida as vendia”, explica o delegado. A polícia investiga a participação de outras pessoas no esquema, pois o homem não era o responsável pelos roubos de veículos. O mecânico já havia sido preso pela Derfv em 2009, quando foi autuado por receptação e adulteração de sinal identificador de veículo. Ele aguardava julgamento em liberdade. Desta vez, ele foi autuado por falsificação de documentos e indiciado por adulteração de veículos. Ele será encaminhado à Cadeia Pública Desembargador Raimundo Vidal Pessoa, no Centro da cidade.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: G1

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Anterior