Policial militar é preso em flagrante por estelionato em Ribeirão Preto

Sem Comentários

15/10/2018

Em Ribeirão Preto (SP), na tarde desta segunda-feira (15), um policial militar foi preso em flagrante, por suspeita de falsidade ideológica, adulteração de sinal identificador de veículo, estelionato, comunicação falsa de crime e tráfico de drogas. De acordo com a SSP (Secretaria de Segurança Pública), um carro com placa clonada e com queixa de roubo, foi apreendido na casa do policial, que não teve a identidade divulgada. Ele será encaminhado ao presídio Romão Gomes, em São Paulo, e responderá a procedimento administrativo pela Polícia Militar.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: A Cidade On

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

PM descobre fábrica de placas falsas de veículos na Grande São Paulo

Sem Comentários

10/08/2018

A Polícia Militar descobriu uma fábrica de placas falsas de veículos em São Bernardo do Campo, na Região Metropolitana de São Paulo. O local foi descoberto pela Força Tática da PM da cidade, que percebeu que um Ford Eco Sport que transitava próximo à Praça Ibrahim de Almeida Nobre, em São Bernardo, tinha uma das placas com incoerência em relação ao padrão das placas produzidas no mercado. Ao ser abordado e questionado, o motorista informou que havia adquirido a placa com um fornecedor localizado na Estrada da Cama Patente, no interior da cidade.

No local, os policiais encontraram três homens produzindo placas falsas. Eles foram presos por estelionato, adulteração de sinal característico do veículo, peculato e associação criminosa. Uma quarta pessoa, um motorista que adquiria um par de placas falsas no local, também foi detido. Os suspeitos informaram que um funcionário do departamento de trânsito da cidade seria fornecedor dos lacres. Na casa dele, foram encontrados lacres e tarjetas de placas. O caso será registrado no 3º Distrito Policial de São Bernardo do Campo.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: G1

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Gaeco faz operação e mira quadrilha que vendia carros roubados pela internet

Sem Comentários

19/07/2018

Na manhã desta quinta-feira (19), 14 mandados de prisão preventiva e 16 de busca e apreensão estão sendo cumpridos em uma operação para combater a venda de carros roubados pela internet. As ordens judiciais estão sendo cumpridas em Curitiba, Londrina e Guarapuava. Os mandados de busca miram dez residências e seis locais comerciais. Já os mandados de prisão, são contra oito homens e seis mulheres. Segundo as investigações do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) e da Polícia Civil, a organização criminosa comprava veículos roubados, principalmente em Curitiba e Região Metropolitana, e ocultava-os em Guarapuava. Depois disso, eles adulteravam os documentos dos automóveis com as mesmas especificações. Em seguida, os carros eram anunciados em sites de venda na internet. Um policial militar suspeito de acessar o banco de dados do estado para passar informações aos criminosos foi afastado da função. Entre os crimes investigados na operação estão organização criminosa, receptação, adulteração de sinais de veículos, falsificação de documentos e estelionato.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: G1

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

PRF recupera em Arapongas veículo com registro de roubo

Sem Comentários

25/06/2018

Na noite deste domingo (24), foi preso um homem de 42 anos, que conduzia um VW/Novo Voyage com placas de Curitiba (PR), por agentes da Polícia Rodoviária Federal (PRF) da unidade de Apucarana (PR), na altura do km 180 da BR 369, em Arapongas (PR). Na abordagem, o condutor apresentou um documento do veículo que apresentava indícios de falsificação e, em decorrência disso, foi realizada a identificação veicular através de marcação de fábrica. Após análise dos elementos identificadores do veículo, os policiais constataram que tratava-se de um outro VW/Novo Voyage, com placas de Caldas Novas (GO) e que possuía registro de furto/roubo, na cidade de Londrina (PR), no mês de maio de 2017. Perguntado, o condutor relatou ter adquirido o veículo na região de Cambé (PR), pelo valor de R$ 8.000,00. O motorista foi preso em flagrante pelos crimes de adulteração de sinal identificador de veículo automotor, receptação e uso de documento falso. O condutor e o veículo foram encaminhados para a Delegacia de Polícia Civil de Arapongas.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: TNOnline

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Mãe e filha de 17 anos são detidas suspeitas de venderem carros roubados em MT

Sem Comentários

22/04/2018

Em Várzea Grande, região metropolitana de Cuiabá, uma mulher e a filha foram detidas suspeitas de venderem carros roubados como se fossem veículos financiados. A Polícia Civil fez a detenção na sexta-feira (20) e divulgou neste domingo (22). De acordo com a Delegacia Especializada de Repressão a Roubos e Furtos de Veículos (DERRFVA), as duas mulheres são suspeitas de integrar uma quadrilha especializada em receptação e adulteração de veículos roubados/furtados. Com elas os policiais recuperaram um veículo Prisma, roubado no dia 17 de abril. A adolescente, de 17 anos, foi flagrada pelos policiais da DERRFVA quando fazia a entrega do veículo roubado para um suposto comprador. A mãe dela, de 34 anos, possui passagens anteriores e foi presa na casa dela, no bairro Jardim Califórnia, em Cuiabá. O companheiro dela é apontado como líder da quadrilha e continua sendo procurado. A quadrilha acusada de vender veículos roubados como se fossem financiados já era investigada pela DERRFVA. Com a informação de que grupo estava negociando um veículo Prisma, pelo valor de R$ 14 mil, que seria entregue em um shopping em Várzea Grande, os policiais monitoraram o local. A adolescente estava acompanhada da mãe dela. Em seguida, a jovem encontrou com a suposta compradora e a levou até o estacionamento para entregar o veículo e receber o dinheiro, momento em que foi abordada pela equipe policial. Em checagem do veículo, foi constatado que o automóvel foi roubado no dia 17 de abril e estava com placas adulteradas e documento de Certidão de Registro de Licenciamento de Veículo (CRLV) falso. Questionada, a adolescente inicialmente apresentou documento falso e disse que estava fazendo a entrega do veículo a pedido de um ‘paquera’ e que receberia pagamento pelo serviço. Os policiais descobriram o verdadeiro nome da adolescente e o endereço em que mora com a mãe no bairro Jardim Califórnia. Os policiais seguiram até a casa, onde fizeram a prisão. A casa já foi alvo de mandado de busca e apreensão, em uma operação deflagrada em janeiro deste ano pela Delegacia Especializada de Repressão a Entorpecentes (DRE). Na ocasião, a suspeita e o companheiro dela foram presos em flagrante. Naquela época a polícia encontrou uma caminhonete S-10 roubada e vários materiais utilizados para prática de adulteração de veículos. Mãe e filha foram conduzidas até a DERRFVA. A mãe foi autuada em flagrante pelos crimes de associação criminosa, receptação, adulteração de sinal identificador de veículo, uso de documento público falso e corrupção de menores. A adolescente responderá por ato infracional análogo a associação criminosa, receptação, adulteração de sinal identificador de veículo e uso de documento público falso, sendo o procedimento encaminhado para Delegacia Especializada do Adolescente de Várzea Grande (Derf-VG).

Ler a notícia na íntegra

Fonte: G1

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Suspeitos são presos por estelionato e adulteração de veículo em cidade de MT

Sem Comentários

16/04/2018

Quatro homens foram presos no sábado (14), pela Polícia Judiciária Civil, pelos crimes de estelionato, falsidade ideológica, adulteração de sinal identificador de veículo automotor e associação criminosa, relacionada a desvio de carga. As diligências iniciaram após denúncia sobre uma pessoa que estaria em um Posto de Combustível trocando a placa de um caminhão. De imediato, os investigadores de polícia descolaram-se até o local, onde ao longe avistaram o primeiro suspeito, que passou a ser monitorado. Ainda na ocasião, foi possível constatar que o cavalo do caminhão, da marca Volvo, se destacou da carreta, e em seu lugar foi engatado um Iveco, que na sequência saiu para Rodovia, sentido o município de Lucas do Rio Verde. Já o cavalo do caminhão Volvo foi engatado em outra carreta, tomando rumo para o bairro Industrial. Após trafegar alguns minutos e estacionar, uma caminhonete Amarok de cor marrom com dois suspeitos, parou ao lado da carreta. Ato contínuo, um dos envolvidos pegou um alicate de pressão e outro em posse de uma chave de boca, trocaram a placa da carreta. Diante dos fatos foi feita a abordagens dos envolvidos. Durante revista no interior da carreta foi apreendida uma Carteira Nacional de Habilitação (CNH) falsa, além de diversas placas de veículos, um documento de veículo (CRLV) falso, e uma carta frete no valor de quase R$ 5 mil. Conduzidos à Delegacia de Polícia de Sorriso, os suspeitos foram interrogados. Em depoimento, um deles afirmou que havia marcado encontro no Posto de Combustível, para trocar a placas, e que o condutor do caminhão que seguiu para Lucas do Rio Verde, teria ficado com a carga contida na carta frete, que foi desviada. Os suspeitos também afirmaram que a referida carta frete era proveniente de um crime de estelionato aplicado contra uma empresa. Com base no flagrante e depoimentos dos presos, eles foram autuados pelos crimes  de estelionato, falsidade ideológica, adulteração de sinal identificador de veículo automotor e associação criminosa.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: Cenário MT

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Casal é preso ao tentar vender carro roubado usando documento falso em MT

Sem Comentários

23/02/2018

Na tarde de quarta-feira (21), um casal foi preso pela Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (Derf), de Várzea Grande, da Polícia Judiciária Civil, quando tentava finalizar a venda de um veículo roubado para uma loja de garagem. O casal, de 66 e 34 anos, ambos com passagem pela polícia, foram autuados em flagrante pelos crimes de uso de documento falso, receptação, adulteração de sinais identificadores de veículos, associação criminosa e estelionato. Os dois foram surpreendidos dentro do Cartório do 7º Ofício de Cuiabá. A dupla estava na posse do automóvel, Ford Fusion, branco, roubado de um lava jato, no bairro Jardim Imperial, no dia 1º de fevereiro. Na ocasião do assalto ao lava jato foram roubados dois veículos, sendo o Ford Fusion e uma caminhonete Amarok, que foi recuperada no mesmo dia da ação criminosa, 1 de fevereiro. Os dois suspeitos estavam tentando vender para um garagista o automóvel, que já estava com os sinais identificadores adulterados. No momento da abordagem, o suspeito se apresentou com outro nome e também entregou uma Carteira Nacional de Habilitação (CNH) contento sua fotografia, porém, falsificada. Questionado sobre os fatos, o suspeito alegou ser usuário de drogas e frequentador da praca do Pedra 90, local onde recebeu proposta de duas pessoas, para assinar documento de um veículo, em troca ganharia R$ 2 mil reais e mais entorpecente para consumo. Após aceitar a empreitada, os rapazes compraram roupas e sapatos novos para o suspeito que também foi levado até um salão de beleza para corte do cabelo e da barba, e, posteriormente, tirado fotografias. Na segunda-feira (19), o casal estiveram no estabelecimento comercial para efetuar a venda do veículo. No entanto, não tinham o documento CRV do carro, que foi exigido pelo proprietário da garagem. Quando retornaram para concretizar a venda acabaram presos em flagrante.A suspeita possui passagem por crimes patrimoniais e estelionato. Já o suspeito por tráfico de drogas. Os dois foram conduzidos à Delegacia, interrogados, autuados e apresentados para audiência de custódia.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: Cenário MT

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Anterior