Suspeita de vender carros de luxo alugados com documentos falsos é presa no ES

Sem Comentários

11/04/2018

Nesta quarta-feira (11), uma mulher foi presa na Praia do Canto, em Vitória, suspeita de alugar veículos de luxo, usando documentos falsos, e em seguida vender no Espírito Santo. Com ela, a Polícia Civil encontrou dois carros. A suspeita foi levada para o presídio de Viana e o caso continua sendo investigado para descobrir mais envolvidos. A delegada titular da Delegacia de Defraudações e Falsificações, explicou que o caso estava sendo investigado desde fevereiro, a partir de denúncias anônimas sobre os golpes nas locadoras de veículos. “Localizamos a mulher já dentro de um dos carros, seguimos ela até a residência e vimos o outro carro na garagem. Já dentro da casa dela, encontramos documentos de outros veículos, documentos falsificados, documentos de cartório, além de uma planilha de lucros de vários outros carros que não estavam no local e provavelmente já foram vendidos pela organização criminosa”, falou a delegada. Praticando o chamado de Golpe da Locadora, a associação criminosa alugava os carros em locadoras principalmente do estado de São Paulo, com o uso de documentos falsos, e vendia para pessoas no Espírito Santo. Segundo a Polícia Civil, esses compradores não sabiam do esquema. “Isso está acontecendo muito. Já fizemos várias apreensões de veículos desse tipo que estavam com terceiros de boa fé, que haviam comprado sem saber que se tratava de um carro roubado”, explicou a delegada. A delegacia recebeu diversas denúncias anônimas e sabe que vários outros carros já passaram pelas mãos da quadrilha. Agora, a investigação tenta descobrir quem são os outros envolvidos no golpe. A mulher foi autuada por receptação qualificada e associação criminosa, e ainda será investigada por estelionato e falsificação. De acordo com a polícia, ela não resistiu à prisão, mas se manteve em silêncio. Os veículos apreendidos foram levados para a Delegacia de Defraudações e Falsificações.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: G1

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Comentários

*